Miguel Macedo terá favorecido o ex-patrão de Sócrates

António Cotrim / Lusa

O ex-ministro da Administração Interna, Miguel Macedo

O ex-ministro Miguel Macedo foi interrogado durante cerca de seis horas como arguido no caso dos Vistos Gold e ainda vai ter que prestar mais esclarecimentos. Mas, para já, as suspeitas apontam para eventuais favorecimentos a Paulo Lalanda e Castro, o ex-patrão de José Sócrates e arguido com ele na Operação Marquês.

De acordo com o que apurou o jornal Correio da Manhã, “Miguel Macedo é suspeito de ter ajudado o ex-patrão de Sócrates, Lalanda e Castro, num perdão fiscal de um milhão de euros”.

Paulo Lalanda e Castro é o gerente da ILS, a empresa que administra a Octapharma que contratou José Sócrates em 2012 e que surge no meio da investigação da Operação Marquês.

Mas além de arguido no caso que implica também o ex-primeiro-ministro, Lalanda e Castro surge igualmente envolvido na Operação Labirinto que investiga o caso dos Vistos Gold por causa de um contrato assinado por uma das empresas que gere com o Estado líbio.

E no âmbito desta associação de Lalanda e Castro aos líbios surge o envolvimento de Miguel Macedo, que estará “indiciado por favores” ao ex-patrão de Sócrates, conforme aponta o Correio da Manhã.

O ex-ministro da Administração Interna começou a ser ouvido na terça-feira, na qualidade de arguido, estando “indiciado por factos susceptíveis de integrarem os crimes de prevaricação e de tráfico de influência”, conforme nota da PGR.

Miguel Macedo saiu às 21:03 das instalações do Ministério Público na rua Vale do Pereiro, em Lisboa, e vai ser novamente ouvido em “data a designar”, anunciou a PGR.

O inquérito está a ser conduzido pelo Departamento Central de Investigação e Acção Penal.

Em 02 de Julho, a PGR esclareceu que o ex-ministro da Administração Interna seria constituído arguido, quando fosse ouvido no âmbito do processo dos Vistos Gold.

O esclarecimento do gabinete de imprensa da PGR foi dado no mesmo dia em que a Comissão Parlamentar para a Ética, a Cidadania e a Comunicação decidiu levantar a imunidade ao deputado social-democrata Miguel Macedo, ex-ministro da Administração Interna, para que seja ouvido como arguido no caso dos Vistos Gold.

A Operação Labirinto, que envolveu buscas e 11 detenções, a 18 de Novembro de 2014, está relacionada com a aquisição de Vistos Gold e investiga indícios de corrupção activa e passiva, recebimento indevido de vantagem, prevaricação, peculato de uso, abuso de poder e tráfico de influência.

O caso envolve o antigo director do Instituto dos Registos e Notariado António Figueiredo, a ex-secretária-geral do Ministério da Justiça Maria Antónia Anes, o ex-director do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) Jarmela Palos, Jaime Gomes, sócio-gerente da empresa JMF Projects and Business, os funcionários do IRN Paulo Eliseu, Paulo Vieira, José Manuel Gonçalves e Abílio Silva, entre outros.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Todos para a cadeia. Já ontem era tarde. Deve ter gente a cumprir pena por muito menos e sem ter lesado o estado (contribuintes).

RESPONDER

A longo prazo, o distanciamento social pode até ser melhor para a economia

O isolamento social durante uma pandemia, como é o caso da covid-19, que já fez mais de 48.000 vítimas mortais por tudo o mundo, pode revelar-se melhor para a economia a longo prazo, revelou uma …

Elon Musk doou 1.000 ventiladores a hospitais (mas eram do tipo errado)

Nos últimos dias, Elon Musk, CEO da Tesla, recebeu muitos elogios por ter doado mil ventiladores a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Porém, os ventiladores não eram do …

Coronavírus pode replicar-se na boca e nariz durante uma semana antes de infetar pulmões

O coronavírus pode permanecer e replicar-se na boca e no nariz durante uma semana antes de infetar aos pulmões, à traqueia e aos brônquios, revela um estudo, que mostra igualmente que é expulso do organismo …

PSP vai utilizar câmaras portáteis em drones no estado de emergência

A PSP vai utilizar 20 câmaras portáteis de videovigilância, 18 das quais vão ser instaladas em ‘drones’, durante o estado de emergência devido à pandemia de covid-19, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Administração Interna …

Em Nova Iorque, prisioneiros são usados para cavar valas comuns

Nova Iorque está a oferecer seis dólares por hora e material de proteção individual aos prisioneiros de Rikers Island que aceitem ajudar a cavar valas comuns. Projeções da Fundação Gates apontam que, em Nova Iorque, o …

EUA estará a pagar para desviar carregamentos de máscaras adquiridas por França

As autoridades francesas estão a acusar os Estados Unidos de terem pago para desviar um carregamento de máscaras faciais oriundo da China. Este episódio é apenas mais um na saga sobre a escassez de máscaras de …

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados antecipadamente para prevenir a propagação da pandemia de covid-19 no meio prisional, revelou esta quinta-feira a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, em declarações à RTP3. A …

OMS e EUA ponderam alargar recomendação para uso de máscaras

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reavaliar as suas recomendações sobre o uso de máscaras para prevenir a contaminação com covid-19, disse esta quinta-feira o presidente do grupo de especialistas que vai discutir o …

Covid-19. Mais de 95% das vítimas mortais na Europa tinham mais de 60 anos

O diretor regional para a Europa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Hans Kluge, revelou esta quinta-fera que mais de 95% das vítimas mortais da covid-19 na Europa têm mais de 60 anos de idade. Em …

Curva portuguesa mostra abrandamento de novos casos (mas é preciso "cautela")

Portugal tem assistido desde o dia 25 de março a um abrandamento do aumento percentual diário de novos casos de covid-19, segundo dados divulgados pelo Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). Segundo Carla …