Portugal vai receber 22 milhões de doses de vacina. Idosos e lares no topo das prioridades

Carlos Barroso / Lusa

Luís Marques Mendes falou este domingo no seu habitual espaço de comentário da SIC sobre o processo de vacinação em Portugal, anunciando que o país vai receber “cerca de 22 milhões” de doses de vacinas.

Segundo o comentador político, estão no plano do Governo seis vacinas: BioNTech/Pfizer, Astrazeneca/Universidade de Oxford, Moderna, Johnson & Johnson-Janssen, Sanofi-GSK, Curevac. Três destas poderão ser aprovadas pela Agência Europeia do Medicamento (EMA) já em dezembro e as primeiras doses podem estar disponíveis a partir de janeiro (Pfizer) e fevereiro (Moderna).

“São, no fundo, todas aquelas com quem a União Europeia fez contratos e, quando começarem a ser distribuídas, chegarão a Portugal exatamente ao mesmo tempo que qualquer outro país da União Europeia”, disse.

Marques Mendes adiantou também que a vacinação deverá ser gratuita, universal e, mesmo que não obrigatória, será organizada uma campanha de sensibilização.

Portugal deverá receber, segundo o ex-líder do PSD, cerca de 22 milhões de doses de vacinas e será o SNS a fazer a sua gestão e administração, inicialmente, em centros de saúde.

As vacinas da Pfizer, Astrazeneca e Moderna exigem duas doses por pessoa, com um intervalo entre 3 a 4 semanas, e a da Johnson&Johnson-Janssen só deverá precisar de uma toma.

“São diferentes no tipo de vacina, no preço e nas condições de armazenamento, mas têm de um modo geral um grau de eficácia muito acentuado, na ordem de 90%”, referiu Marques Mendes.

Algumas das vacinas exigem temperaturas muito baixas e está previsto um armazenamento central único cuja localização não será conhecida.

Marques Mendes avançou também que os idosos, residentes e funcionários de lares deverão ser o primeiros com acesso às vacinas, seguindo-se os profissionais de saúde, segurança e proteção civil.

Questionado sobre documentos de trabalho que excluíam pessoas acima dos 75 anos, o comentador não deu a certeza, apesar de justificar esta prioridade com a preocupação de reduzir a pressão sobre os hospitais e os cuidados intensivos.

O processo de vacinação deverá arrancar em janeiro e prolongar-se até ao verão.

No OE2021, PCP foi “vitorioso” e Bloco “derrotado”

Para Marques Mendes, a semana da discussão e aprovação do Orçamento do Estado para 2021 (OE2021) foi “talvez a pior semana do ponto de vista político” para o Governo.

Segundo o comentador, foi o fim da “geringonça” do ponto de vista formal. O Governo “saiu muito fragilizado, muito encurralado, muito desautorizado”, disse o ex-líder do PSD.

Sobre os partidos à esquerda, Marques Mendes considera que o PCP foi muito inteligente na viabilização do OE2021, “ao contrário do Bloco. O PCP foi o grande vitorioso, o Bloco foi o grande derrotado”, apesar de ter feito passar o chumbo da transferência do Fundo de Resolução para o Novo Banco. Isto porque chumbar um Orçamento nesta ocasião é muito impopular e porque o PCP conseguiu um “conjunto grande de ganhos de causa.”

Em relação ao caso Novo Banco, Marques Mendes considera que todos saem mal da fotografia. “Quem sai pior no exercício da contradição e da hipocrisia é o Bloco de Esquerda, porque no passado aprovou orçamentos com injeções maiores para o Novo Banco. Agora é menos, mas não era dinheiro do Estado e o Bloco rejeita agora o que aprovou antes. Merecia o Óscar da hipocrisia. Mas não é o único”.

PSD e CDS também não estiveram bem, porque deviam dizer que não bloqueavam o contrato, porque, apesar de péssimo, deve cumprir-se, disse Marques Mendes.

Já o Chega também “foi extraordinário, teve as três posições possíveis diferentes em menos de 24 horas. Um catavento”, concluiu.

Para Marques Mendes, o problema não se resolve no Constitucional. Pode ir ao Tribunal Administrativo e se este emitir uma ordem para cumprir, o Governo pode recorrer à dotação provisional ou a um orçamento retificativo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Garcia de Orta alerta para risco de pré-catástrofe. Hospital de Loures com doentes ventilados na urgência

O Hospital Garcia de Orta (HGO), em Almada, apresentava, este sábado, um total de 169 doentes com covid-19 internados, dos quais 18 em cuidados intensivos. Já o Hospital de Loures tinha 187 doentes com covid-19 …

Os novos robôs da Samsung fazem pequenas tarefas domésticas (e ainda lhe servem um copo de vinho)

O Samsung Galaxy S21 não é a única surpresa que a empresa tem preparada para 2021. A Samsung apresentou algumas propostas de robôs domésticos, na primeira grande feira de tecnologia do ano. A Samsung levantou um …

Cientistas desenvolveram mini-cérebros (quase) humanos

Cientistas norte-americanos enviaram para a Estação Espacial Internacional (EEI) aglomerados de células nervosas, chamadas de mini-cérebros, que estão, agora, a desenvolver-se de formas que os investigadores não imaginavam ser possível. Os organóides foram criados a partir …

Um medicamento comum utilizado para tratar a diarreia pode ajudar a combater células cancerígenas agressivas

Um fármaco comum prescrito para tratar a diarreia pode ajudar a combater um tipo agressivo de cancro cerebral (glioblastoma), sugere uma nova investigação levada a cabo pela Universidade de Frankfurt, na Alemanha. Em causa está …

"Bola de fogo" cruzou o céu sobre o Mediterrâneo a 105 mil quilómetros por hora

Uma "bola de fogo" atravessou o mar Mediterrâneo e o norte de Marrocos na noite de quarta-feira, a 105.000 quilómetros por hora. A bola de fogo foi observada por um projeto científico espanhol a uma velocidade …

Duterte rejeita que a filha o vá suceder na liderança das Filipinas. "Isto não é para mulheres"

O líder das Filipinas, Rodrigo Duterte, descartou, na quarta-feira, a hipótese de a filha o vir a suceder no próximo ano, acrescentando que a presidência não é tarefa para uma mulher por causa das …

"Uma memória a flutuar no oceano." Encontrada, dois anos depois, uma mensagem numa garrafa

Uma mensagem no interior de uma garrafa sobreviveu a uma viagem de dois anos pelo oceano. Recentemente, chegou às mãos de um ativista ecológico, enquanto limpava uma praia da Papua Nova Guiné. Em novembro do ano …

As células imortais de Henrietta Lacks revolucionaram a Ciência

O ano de 1951 foi muito importante no campo da biotecnologia e, surpreendentemente, tudo começou com a chegada de Henrietta Lacks a um hospital norte-americano. Descendente de escravos, Loretta Pleasant nasceu a 1 de agosto de …

Humanidade não será capaz de controlar máquinas superinteligentes, avisam cientistas

Uma equipa de investigadores do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano sugere que seria impossível controlar máquinas superinteligentes. A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) continua a evoluir de vento em popa, enquanto alguns cientistas e …

Em 1950, a vacinação em massa salvou a Escócia

Em 1950, Glasgow, na Escócia, viu-se a braços com um surto de varíola e o cenário era muito semelhante ao que vivemos hoje: as autoridades sanitárias tentavam rastrear todos os contactos de pessoas portadoras do vírus, …