Portugal vai receber 22 milhões de doses de vacina. Idosos e lares no topo das prioridades

Carlos Barroso / Lusa

Luís Marques Mendes falou este domingo no seu habitual espaço de comentário da SIC sobre o processo de vacinação em Portugal, anunciando que o país vai receber “cerca de 22 milhões” de doses de vacinas.

Segundo o comentador político, estão no plano do Governo seis vacinas: BioNTech/Pfizer, Astrazeneca/Universidade de Oxford, Moderna, Johnson & Johnson-Janssen, Sanofi-GSK, Curevac. Três destas poderão ser aprovadas pela Agência Europeia do Medicamento (EMA) já em dezembro e as primeiras doses podem estar disponíveis a partir de janeiro (Pfizer) e fevereiro (Moderna).

“São, no fundo, todas aquelas com quem a União Europeia fez contratos e, quando começarem a ser distribuídas, chegarão a Portugal exatamente ao mesmo tempo que qualquer outro país da União Europeia”, disse.

Marques Mendes adiantou também que a vacinação deverá ser gratuita, universal e, mesmo que não obrigatória, será organizada uma campanha de sensibilização.

Portugal deverá receber, segundo o ex-líder do PSD, cerca de 22 milhões de doses de vacinas e será o SNS a fazer a sua gestão e administração, inicialmente, em centros de saúde.

As vacinas da Pfizer, Astrazeneca e Moderna exigem duas doses por pessoa, com um intervalo entre 3 a 4 semanas, e a da Johnson&Johnson-Janssen só deverá precisar de uma toma.

“São diferentes no tipo de vacina, no preço e nas condições de armazenamento, mas têm de um modo geral um grau de eficácia muito acentuado, na ordem de 90%”, referiu Marques Mendes.

Algumas das vacinas exigem temperaturas muito baixas e está previsto um armazenamento central único cuja localização não será conhecida.

Marques Mendes avançou também que os idosos, residentes e funcionários de lares deverão ser o primeiros com acesso às vacinas, seguindo-se os profissionais de saúde, segurança e proteção civil.

Questionado sobre documentos de trabalho que excluíam pessoas acima dos 75 anos, o comentador não deu a certeza, apesar de justificar esta prioridade com a preocupação de reduzir a pressão sobre os hospitais e os cuidados intensivos.

O processo de vacinação deverá arrancar em janeiro e prolongar-se até ao verão.

No OE2021, PCP foi “vitorioso” e Bloco “derrotado”

Para Marques Mendes, a semana da discussão e aprovação do Orçamento do Estado para 2021 (OE2021) foi “talvez a pior semana do ponto de vista político” para o Governo.

Segundo o comentador, foi o fim da “geringonça” do ponto de vista formal. O Governo “saiu muito fragilizado, muito encurralado, muito desautorizado”, disse o ex-líder do PSD.

Sobre os partidos à esquerda, Marques Mendes considera que o PCP foi muito inteligente na viabilização do OE2021, “ao contrário do Bloco. O PCP foi o grande vitorioso, o Bloco foi o grande derrotado”, apesar de ter feito passar o chumbo da transferência do Fundo de Resolução para o Novo Banco. Isto porque chumbar um Orçamento nesta ocasião é muito impopular e porque o PCP conseguiu um “conjunto grande de ganhos de causa.”

Em relação ao caso Novo Banco, Marques Mendes considera que todos saem mal da fotografia. “Quem sai pior no exercício da contradição e da hipocrisia é o Bloco de Esquerda, porque no passado aprovou orçamentos com injeções maiores para o Novo Banco. Agora é menos, mas não era dinheiro do Estado e o Bloco rejeita agora o que aprovou antes. Merecia o Óscar da hipocrisia. Mas não é o único”.

PSD e CDS também não estiveram bem, porque deviam dizer que não bloqueavam o contrato, porque, apesar de péssimo, deve cumprir-se, disse Marques Mendes.

Já o Chega também “foi extraordinário, teve as três posições possíveis diferentes em menos de 24 horas. Um catavento”, concluiu.

Para Marques Mendes, o problema não se resolve no Constitucional. Pode ir ao Tribunal Administrativo e se este emitir uma ordem para cumprir, o Governo pode recorrer à dotação provisional ou a um orçamento retificativo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma empresa a transformar as cinzas de entes queridos em diamantes

Uma empresa norte-americana transforma cinzas de entes queridos — e animais de estimação — em diamantes, que podem ser colocados em anéis ou colares. Lidar com a morte de um ente querido é sempre uma altura …

Pianista de aeroporto ganhou 60 mil dólares em gorjetas

Tonee "Valentine" Carter, que toca piano num aeroporto norte-americano, ganhou 60 mil dólares (cerca de 50.800 mil euros) depois de um estranho partilhar um vídeo seu a tocar. Tonee "Valentine" Carter, de 66 anos, não é …

Youtubers denunciam campanha de fake news contra vacina da Pfizer

De acordo com a imprensa brasileira, uma agência de marketing terá tentado que influenciadores digitais de todo o mundo partilhassem desinformação sobre as vacinas contra a covid-19. A denúncia foi feita por alguns dos influenciadores …

Na Tailândia, a legalização do aborto enfrenta "resistência espiritual"

Desde fevereiro, qualquer pessoa que procure fazer um aborto na Tailândia consegue fazê-lo legalmente, pelo menos no primeiro trimestre. Ainda assim, muitos médicos e enfermeiros recusam-se a levar a cabo o procedimento. A advogada Supecha Baotip …

Haiti. Viúva do presidente assassinado implica seguranças no crime

Martine Moise, a viúva do presidente haitiano Jovenel Moise — assassinado na sua residência por um comando armado no início de julho — descreveu abertamente o ataque e partilhou as suas suspeitas sobre o crime …

Covid-19. Portugal regista 2.306 novos casos e aumento nos internados

Portugal registou este domingo 2.306 novos casos de infeção por covid-19 e mais oito mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).  Portugal regista este domingo oito mortes atribuídas à covid-19, 2.306 novos casos …

Birmânia. Líder da junta volta a prometer eleições até 2023, seis meses depois do golpe militar

O líder da junta militar birmanesa, no poder desde o golpe de 1 de fevereiro, comprometeu-se novamente a realizar eleições "até agosto de 2023". “Estamos a trabalhar para estabelecer um sistema multipartidário democrático”, disse, este domingo, …

Tóquio2020. Patrícia Mamona conquista medalha de prata no triplo salto (e melhora recorde nacional)

Patrícia Mamona conquistou este domingo a medalha de prata no triplo salto dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, ao conseguir 15,01 metros, novo recorde nacional, arrebatando a segunda medalha por atletas portugueses depois do bronze do judoca …

Trabalhadores da CP e IP iniciam hoje greve ao trabalho extraordinário e feriados

Os trabalhadores da CP - Comboios de Portugal e da Infraestruturas de Portugal (IP) entram este domingo em greve ao trabalho extraordinário e feriados, até 31 de agosto, por aumentos salariais. A greve, convocada pelo Sindicato …

Mesmo longe da Casa Branca, Trump foi o político republicano que mais arrecadou dinheiro em 2021

O ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump é o político do Partido Republicano que mais arrecadou dinheiro este ano, apesar de ter deixado o cargo a 20 de janeiro, segundo a imprensa local. Os comités políticos …