Marcelo receia que medidas de prevenção dos incêndios sejam insuficientes

Marcelo Rebelo de Sousa num abraço de conforto durante visita aos concelhos afectados pelos incêndios de 15 de Outubro.

Marcelo Rebelo de Sousa receia que as medidas de prevenção dos incêndios para este ano sejam insuficientes e que a única solução seja colocar mais meios humanos no terreno e contratar meios aéreos.

A dois meses do início da época dos incêndios florestais, o Presidente da República tem receio de que as medidas que o Governo está a implementar para este verão sejam insuficientes.

Segundo o Público, para Marcelo Rebelo de Sousa a solução passa por colocar no terreno mais meios humanos e contratar meios aéreos.

No relatório sobre o incêndio de outubro consta que é preciso mudar tudo nas estruturas operacionais da Proteção Civil, desde reforçar o poder do Governo sobre os bombeiros a acabar com o voluntariado.

No entanto, faltam pouco mais de dois meses para iniciar a época de incêndios de 2018 e o grupo de trabalho que ficou de apresentar uma nova Lei Orgânica da Proteção Civil ainda não mostrou quaisquer resultados.

A iniciativa foi anunciada em novembro do ano passado, na altura da posse do tenente-general Mourato Nunes como presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC). O ministro Eduardo Cabrita anunciou a nova lei e pôs um prazo para estar pronta: março de 2018.

Dado que esta nova lei não está pronta e não deverá chegar em breve, Marcelo Rebelo de Sousa mostra-se preocupado e considera que o reforço excecional dos meios no terreno seria a melhor opção.

No que diz respeito ao reforço de homens no terreno, o governo garante que os Grupos de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) estarão reforçados com 600 elementos. Contudo, os bombeiros ainda não perceberam como será articulado o trabalho entre os voluntários e estes homens, refere o Público.

Quanto aos meios aéreos, o primeiro concurso garantiu dez helicópteros ligeiros para todo o ano e o novo concurso para alugar as 40 aeronaves em falta só deverá ter resultados em abril, pelo que está quase tudo por fazer.

Além disso, acresce o facto de ainda não terem sido nomeados os três segundos comandantes da Proteção Civil de Beja, Coimbra e Viseu, que viram as suas comissões de serviço chegar ao fim em setembro do ano passado e janeiro deste ano.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Que grande novidade,claro que são insuficientes,voçês só falam palavras muito lindas depois dos desastres.Cambada de incompetentes.Com novecentos anos de história nunca o país ardeu tanto como agora.É tudo culpa da justiça que não tem mão pesada com os assassinos que causam os incêndios.

RESPONDER

Bolsonaro mudou legislação e compra de armas disparou. Registou-se um aumento de assassinatos

O comércio de armas disparou em quase dois anos, ou seja, desde que Bolsonaro chegou ao Governo e fez mudanças na legislação que seguem o modelo norte-americano. Estão na mão de radicais, alerta especialista. A compra …

Ilhas Marshall registam os dois primeiros casos desde o início da pandemia

As Ilhas Marshall, um dos últimos países do mundo poupados até aqui ao novo coronavírus, registaram os dois primeiros casos de covid-19 desde o início da pandemia, anunciou, esta quarta-feira, o Governo do arquipélago …

Parlamento espanhol prolonga estado de emergência por mais seis meses

O parlamento espanhol aprovou hoje em Madrid a prorrogação do estado de emergência para lutar contra a pandemia de covid-19 durante seis meses, até 09 de maio de 2021. A medida que já está em vigor, …

BCE avisa que recuperação económica "está a perder força mais rapidamente do que o previsto"

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, alertou esta quinta-feira que a recuperação económica está a perder força mais rapidamente do que aquilo que era previsto devido à aceleração da pandemia em vários …

CP permite reembolso dos bilhetes entre sexta e terça-feira. Rede Expressos cancela viagens

A CP irá reembolsar os utentes que pedirem devolução de dinheiro por bilhetes de viagens entre 30 de outubro e 3 de novembro, tendo em conta as restrições de movimentações entre concelhos, adiantou fonte oficial …

Marcelo Rebelo de Sousa não descarta novo estado de emergência

Marcelo Rebelo de Sousa abriu esta quinta-feira a porta à declaração de um novo estado de emergência em Portugal. O presidente admite fazer uma declaração ao país na próxima semana. O presidente da República não descarta …

Antissemitismo. Jeremy Corbyn suspenso do Partido Trabalhista

O Partido Trabalhista suspendeu hoje o seu antigo líder Jeremy Corbyn na sequência de um relatório que condenou a principal força da oposição no Reino Unido por "atos ilegais de assédio e discriminação" antissemita. Reagindo ao …

Portugal volta a bater recorde de infeções: mais 4.224 casos nas últimas 24 horas

Portugal voltou a bater o recorde de infeções diárias esta quinta-feira. Nas últimas 24 horas, registaram-se mais 4.224 casos positivos em todo o país. Dia após dia, Portugal continua a bater recordes de infeções diárias. Nas …

Depois do novo confinamento, França estende uso obrigatório de máscara nas escolas às crianças de 6 anos

O uso de máscara na escola em França será estendido na próxima semana às crianças a partir dos seis anos, anunciou esta quinta-feira o primeiro-ministro francês, Jean Castex, um dia após o anúncio de novo …

"A lei não pode exigir esse tipo de heroísmo". Presidente polaco recua na oposição ao aborto

O Presidente da Polónia defendeu esta quinta-feira que as próprias mulheres deveriam ter o direito de abortar em caso de fetos com problemas congénitos, rompendo com a liderança conservadora, que apoiou uma proibição que levou …