Linha de Fundo: Venha o tubarão

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Portugal desilude e complica o apuramento. Segue-se a França. Itália, Bélgica e Países Baixos nos oitavos-de-final. O Campeonato da Europa visto da Linha de Fundo.

Na corda bamba

Portugal – Alemanha (2-4)

“A vida é como uma corda

De tristeza e alegria

Que saltamos a correr

Pé em baixo, pé em cima

Até morrer
Não convém esticá-la

Nem que fique muito solta

Bamba é a conta certa

Como dança de ida e volta

Que mantém a via aberta.”

Derrota lusa pesada, mas sem qualquer margem de contestação. Desnorte tático total do campeão da Europa.

Estranhamente a Seleção de Portugal mostrou total incapacidade para travar o adversário, não conseguindo ter bola, nem argumentos para discutir o jogo. Esteve sempre subjugada aos alemães. Recuou em demasia, não causou dano, esteve sem inspiração. Passou muito tempo a ver a Alemanha fazer o que bem entendeu.

A formação portuguesa nunca esteve preparada para as ideias de jogo dos alemães. A Alemanha foi melhor.

Portugal precisa de analisar o que correu mal e corrigir na terceira jornada com a França.  Esse é o momento do tudo ou nada. Não dependendo de terceiros, pode vir a precisar da calculadora, depois dos cálculos mal feitos frente aos alemães.

Philipp Guelland / EPA

A derrota com a Alemanha foi um enorme amargo de boca, temeu-se um descalabro, não deixando de ser enigmático que até seria possível fazer o que se esperava.  Na parte final do jogo viu-se Portugal, se quiser, a conseguir dividir e condicionar as equipas mais poderosas do Mundo.

Agora se Portugal vencer a França na quarta-feira garante desde logo um lugar nos oitavos de final. Nesse cenário fica apenas uma dúvida: se como primeiro ou segundo classificado, dependendo do que suceder no jogo da Alemanha.

O empate também pode ser suficiente. Um ponto pode bastar para Portugal ser segundo classificado no grupo F ou um dos quatro melhores terceiros classificados.

E se Portugal perder com a França? Mesmo assim pode seguir para os oitavos, caso a Hungria não vença a Alemanha. E depois é fazer as contas e ver se Portugal é um dos quatro melhores terceiros classificados. Tal como em 2016.

Oxalá que prevaleça e vingue a qualidade que a Seleção portuguesa tem, não sendo preciso passar 90 minutos agarrados à calculadora.

Venha a França. O campeão do Mundo foi surpreendido pela Hungria (1-1). A jogar na Puskás Aréna e empurrados por 50 mil adeptos, os húngaros fizeram das fraquezas forças, entrando na última jornada com possibilidades de apuramento. Uma surpresa.

Alex Pantling / EPA

A França foi melhor, mas faltaram soluções para derrubar a muralha húngara. Um filme já visto no jogo com Portugal. Fica tudo em aberto para a última jornada da Fase de Grupos.

Calendário:
Portugal – França (23 de junho, 20h00, Puskás Aréna, Bupadeste)

Alemanha – Hungria (23 de junho, 20h00, Allianz Arena, Munique).

 

Destino: Wembley
Fase de Grupos – 2.ª Jornada

Grupo A

Itália – Suíça (3-0)

De três em três. Temos candidato. A Itália foi a primeira equipa a qualificar-se para os oitavos de final da competição. Depois de ter vencido a Turquia (0-3), a equipa comandada por Roberto Mancini alcançou a segunda vitória e pelo mesmo resultado.

Ettore Ferrari / EPA

Uma excelente dinâmica ofensiva, um empolgante meio-campo, com Jorginho em destaque, tal como um elevado nível tático, fazem desta equipa um poderoso adversário. Cuidado com esta Itália.

Turquia – País de Gales (0-2)

Gareth Bale e Aaron Ramsey arrasaram os turcos, num jogo de muita qualidade dos galeses. A Turquia somou a segunda derrota e voltou a evidenciar muitos problemas, apresentando-se desconcentrada, principalmente ao nível defensivo.

Grupo B

Finlândia – Rússia (0-1)

Aleksey Miranchuk resolveu o jogo com um grande golo, Golovin faz a equipa mexer e Dzyuba trabalha de forma incansável. Um trio em evidência na primeira vitória russa. A Finlândia, que podia já chegar aos oitavos-de-final, arriscou pouco.

Kirill Kudryavtsev / EPA

Dinamarca – Bélgica (1-2)

A Bélgica já está apurada para os oitavos-de-final, mas teve que dar a volta a uma boa entrada dos nórdicos que logo aos dois minutos já estavam a ganhar. Só na segunda parte é que a formação belga conseguiu contrariar um poderoso e valoroso adversário, principalmente na primeira parte.

Foi decisiva a entrada de Kevin de Bruyne. Entrou após o intervalo, assistiu com muita classe Thorgan Hazard aos 55 minutos para o empate e faz a reviravolta aos 71 minutos com um forte remate. Trouxe orientação à equipa belga e deu-lhe o brilho que faltava.

Este foi o jogo que teve uma interrupção muito especial para homenagear o futebolista Christian Eriksen, que caiu inanimado no mesmo Parken Stadium há cinco dias.

Durante um minuto, jogadores, treinadores, bancos de suplentes, equipa de arbitragem e espetadores, muitos com cartazes e mensagens de incentivo, pararam para bater palmas ao jogador do Inter de Milão.

Grupo C

Ucrânia – Macedónia (2-1)

Bom jogo, onde já se viu mais da equipa ucraniana. Melhorias em relação ao jogo de estreia e três pontos conquistados. A Ucrânia assumiu mais riscos, acabado por ser premiada. Quanto aos macedónios, ainda com zero pontos, voltaram a mostrar muita raça, com Goran Pandev em destaque.

Países Baixos – Áustria (2-0)

Alta rotação holandesa, segunda vitória e garantidos os oitavos-de-final. Excelente dinâmica, ideia de jogo atrativa, com destaque para o brilhante meio-campo. Wijnaldum e Frenkie de Jong estiveram soberbos. Tem sumo esta laranja.

Piroschka Van De Wouw / EPA

Com o triunfo frente à Áustria, a seleção orientada por Frank de Boer passou a fase de grupos de um Europeu pela primeira vez em 13 anos!



Grupo D

Inglaterra – Escócia (0-0)

Um jogo à moda antiga. Não foi um primor, mas agarrou os adeptos de um futebol solto e sem preocupações táticas. O dérbi britânico mostrou uma Inglaterra com falta de ideias, sem inspiração, ausência do sentido de equipa e um treinador a deixa muito a desejar.

Os escoceses apresentaram melhoras, foram mais rigorosos a defendera, mais agressivos e mais perigoso. O selecionador da Escócia mexeu e teve mérito pelo empate alcançado.

Laurence Griffiths / EPA

Croácia – República Checa (1-1)

Jogo desinteressante, demasiado equilibrado só poderia dar em empate. Os checos foram competentes. Faltou capacidade ofensiva aos croatas, a qualidade está lá, mas não se revela em campo.

Grupo E

Suécia – Eslováquia (1-0)

Futebol muito mal tratado neste jogo. Partida que se arrisca a ser uma das piores deste Europeu. A seleção sueca acabou por ser feliz e sair satisfeita de São Petersburgo depois de ganhar pela margem mínima graças a um golo de penálti de Emil Forsberg.

Espanha – Polónia (1-1)

Os polacos treinados por Paulo Sousa com motivos para celebrar um ponto conquistado, enquanto que os espanhóis bem podem voltar a lamentar mais dois pontos perdidos.

Esteve segura a Polónia na defesa e pragmática no ataque. A Espanha teve bola, como tanto gosta, criou oportunidades, mas voltou a não ser objetiva na hora da finalização. Até um penálti desperdiçou.

Teófilo Fernando, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Portugueses esperam quase até aos 40 para comprar casa

Um barómetro que avalia a preferência dos consumidores na hora de comprar um imóvel indica que a maioria dos portugueses só liquida o crédito à habitação após a reforma. O indicador destaca ainda que os portugueses …

Moedas fecha lista para a Câmara de Lisboa

O candidato à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, já fechou a equipa que o vai acompanhar nas próximas autárquicas. O anúncio de que a lista de Carlos Moedas para a Câmara de Lisboa está fechada será …

Abaixo-assinado apelida Bolsonaro de genocida após 550.000 mortes no Brasil

Dezenas de personalidades e organizações da sociedade civil portuguesa subscreveram um abaixo-assinado de solidariedade internacional para com o Brasil, no qual apelidam o Presidente, Jair Bolsonaro, de "genocida" após mais de 550.000 mortes devido à …

Jovens com 18 ou mais anos já podem agendar a vacina contra a covid-19

O autoagendamento da vacina contra a covid-19 para pessoas com 18 ou mais anos ficou disponível, esta quarta-feira, no portal da Direção-Geral da Saúde (DGS). "O auto-agendamento para os utentes com idade igual ou superior a …

Juiz Carlos Alexandre aceita proposta de pagamento de caução de Joe Berardo

O juiz Carlos Alexandre aceitou, esta quarta-feira, a proposta e a forma de pagamento da caução de cinco milhões de euros apresentada pelo empresário madeirense no processo da Caixa Geral de Depósitos. A decisão favorável do …

Mais 13 mortes e 3452 casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou, esta quarta-feira, mais 13 mortes e 3452 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 3452 novos …

MPT junta-se a PDR e pedem que Nós, Cidadãos! seja banido das autárquicas pelo TC

O MPT juntou-se ao PDR e ambos pedem que o Nós, Cidadãos! seja impedido de "apresentar candidaturas" às eleições autárquicas de setembro. Em junho, o PDR deu entrada com um pedido no Tribunal Constitucional (TC) para …

Relatório revela envolvimento da Igreja Católica em 100 casos de pedofilia na Polónia

Uma comissão estatal que analisou as denúncias de crimes de pedofilia registadas na Polónia entre 2017 e 2020 denunciou na terça-feira que quase um terço dos casos estudados, num total superior a 300 processos, envolvem …

Polícias voltam aos protestos por causa do subsídio de risco em dia de nova reunião com o Governo

Elementos da PSP e da GNR voltam esta quarta-feira aos protestos por causa do subsídio de risco, uma concentração que vai decorrer enquanto os sindicatos e associações socioprofissionais estão reunidos no Ministério da Administração Interna …

Vieira continua em domiciliária. MP vai pedir reforço de garantias de caução

O Ministério Público (MP) vai pedir reforço de garantias de caução por entender que o uso das ações da SAD do Benfica não é a forma apropriada. O Correio da Manhã avança, esta manhã, que o …