Líder da oposição da Venezuela preso em Caracas

Globovisión / Flickr

Leopoldo López Mendoza entrega-se às autoridades

Leopoldo López Mendoza entrega-se às autoridades

O líder do partido opositor venezuelano Vontade Popular (VP), Leopoldo López, entregou-se esta terça-feira às autoridades, que o acusam de estar envolvido nos protestos violentos que provocaram três mortos e dezenas de feridos na semana passada.

“Este é um momento negro, em que os delinquentes são premiados pelo Governo e os venezuelanos que querem uma mudança em paz são encarcerados. Hoje apresento-me perante uma justiça injusta, que não julga segundo a Constituição e as leis. Se o meu encarceramento serve para acordar o povo, valerá a pena”, disse Leopoldo López ao entregar-se.

Segundo a imprensa venezuelana, Leopoldo López é acusado por um tribunal venezuelano dos delitos de “associação, instigação para cometer delito, intimidação pública, incêndio a edifício público, danos a propriedade pública e lesões graves” e de “homicídio intencional qualificado executado por motivos fúteis e não nobres” relacionados com dois dos três mortos durante confrontos entre opositores e apoiantes do Presidente venezuelano.

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, confirmou que o presidente da Assembleia Nacional, o socialista Diosdado Cabello, transportou o líder opositor Leopoldo López para uma cadeia nas proximidades de Caracas.

“Neste momento Diosdado está a conduzir o seu carro levando López para uma cadeia nas proximidades de Caracas. Acabámos por cuidar da sua vida e sei que os seus pais sabem que salvámos a vida do filho”, disse.

O Presidente da Venezuela falava no palácio presidencial de Miraflores, para milhares de trabalhadores da empresa estatal Petróleos de Venezuela SA, que esta terça-feira marcharam em Caracas, convocados pelo Governo, a propósito da assinatura de um novo contrato coletivo de trabalho e para demostrar apoio ao atual Chefe de Estado.

“Para que vocês vejam o que faz uma revolução para garantir a paz. Nós acabámos por cuidar da vida de Leopoldo López”, disse o Presidente venezuelano, sublinhando que as autoridades descobriram que “a ultradireita de Miami”, tinha contratado um grupo de “sicários” para assassinar o opositor e responsabilizar o seu Governo.

Nicolás Maduro frisou ainda que o opositor tem que responder “pelos seus apelos para a sedição e desrespeito da Constituição”.

Leopoldo López Mendoza, economista e político venezuelano,  42 anos, veemente opositor do governo de Maduro, foi Presidente da Câmara de Chacao entre 2000 e 2008.

ZAP/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Um grande exemplo.
    Que o Povo não fuja, a fuga não resolve.
    A fuga é uma covardia, se na luta alguns tombarem, valeu a pena para os estantes.

RESPONDER

Governo dos Açores impõe cercas sanitárias em todos os concelhos de São Miguel

O Governo dos Açores decidiu fixar cercas sanitárias nos seis concelhos da ilha de São Miguel, para fazer face à pandemia de covid-19 na região, anunciou esta quinta-feira o líder do executivo. Ficam interditadas, segundo Vasco …

Espanha vai rastear mais de 40 milhões de telemóveis para enfrentar pandemia

Mais de 40 milhões de telemóveis vão ser rastreados em Espanha num estudo de mobilidade anónima que permitirá conhecer os movimentos da população entre territórios e contribuir para tomar decisões para enfrentar a pandemia causada …

Assistência a filho paga a 100% deixa de fora funcionários públicos inscritos na CGA

O pagamento a 100% do subsídio de assistência a filho que entrou em vigor este mês não abrange os funcionários públicos inscritos na Caixa Geral de Aposentações (CGA), revelou fonte oficial do Ministério da Administração …

Câmara do Porto quer isentar rendas de 257 estabelecimentos até junho

A Câmara do Porto vai propor a isenção total das rendas de 257 estabelecimentos situados em prédios municipais, no período de 18 de março a 30 de junho, no valor global de cerca de 112 …

Deslocações na Páscoa limitadas ao concelho de residência

O Governo vai limitar as deslocações dos portugueses durante o período de Páscoa aos concelhos de residência de permanência. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia esta quinta-feira, entre a sexta-feira Santa …

"Dos mais novos no mundo a morrer." Bebé de seis semanas morre de covid-19 nos EUA

Morreu, nos Estados Unidos, um bebé de seis semanas, que estava hospitalizado desde o fim de semana, na sequência de uma infeção provocada pela covid-19. Um bebé de seis semanas, que estava hospitalizado desde o fim …

Reyes seguia a 187 km/h quando sofreu acidente mortal

O futebolista José Antonio Reyes conduzia a 187 km/h quando rebentou um pneu do carro, provocando o acidente que causou a morte ao antigo jogador do Benfica, indica o relatório pericial da Guarda Civil. A investigação …

OMS está "muito preocupada com o rápido aumento da infeção"

A OMS mostra-se preocupada com a evolução do número de infetados pelo novo coronavírus e pede o perdão da dívida para os países mais vulneráveis. O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) diz estar muito …

Cerco sanitário prolongado em Ovar. "Situação ainda não está controlada"

A Direção-Geral de Saúde decidiu prolongar a cerca sanitária no concelho de Ovar por mais 15 dias, avança o Jornal de Notícias esta quinta-feira. De acordo com o matutino, as autoridades de saúde vão permitir …

Liga belga propõe fim do campeonato e o Club Brugge campeão

A Liga de futebol da Bélgica recomendou esta quinta-feira que se dê por terminada a época 2019/20 do campeonato e a “aceitação da classificação atual” que faz do Clube Brugge campeão, devido ao novo coronavírus …