Luso-descendente presa e acusada de terrorismo na Venezuela

andresAzp / Flickr

Manifestações na Venezuela

Manifestações na Venezuela

Uma luso-descendente de 23 anos encontra-se presa há 10 dias na Venezuela, acusada de terrorismo por se manifestar contra uma resolução do Ministério de Educação venezuelano, disse hoje à Lusa a mãe da jovem.

“Ela está presa desde há 10 dias e ontem (domingo) pela primeira vez pudemos fazer-lhe uma visita. Estamos desesperados. Ela é acusada de terrorismo, instigação pública e associação criminosa e pode ser condenada a entre oito e 10 anos de prisão”, disse Ingrid Maldonado, mãe de Aíram Araújo Maldonado, estudante do terceiro ano de Engenharia Civil, na Universidade Santa Maria.

A jovem luso-descendente, residente em Santa Fé, sul de Caracas, participou em protestos contra uma resolução do Ministério da Educação que cria “Conselhos Educativos”, que estão a ser contestados como instrumentos de promoção ideológica do governo nas salas de aula e de supressão do pluralismo.

“Ela foi presa no dia 26 de abril quando regressava a casa no final de uma manifestação em Caracas (…), foi perseguida, detida e agrediram-na com uma arma na cabeça”, disse hoje Ingrid Maldonado.

A detenção da jovem luso-descendente ocorreu um dia depois de o Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela sentenciar que qualquer concentração ou manifestação pacífica tem que estar previamente autorizada e que o direito de protestar não é absoluto e admite restrições.

Fontes judiciais adiantaram à Agência Lusa que depois de detida a jovem foi levada para o Forte de Tiúna (principal base militar de Caracas) e três dias mais tarde foi presente a um juiz que ordenou a sua detenção no Instituto Nacional de Orientação Feminina (INOF) de Los Teques, 20 quilómetros a sul de Caracas.

Desde há cerca de três meses que se registam protestos diários em várias regiões da Venezuela contra o Governo do Presidente Nicolás Maduro devido à crise económica, inflação, escassez de produtos, insegurança, corrupção, alegada ingerência cubana e repressão de protestos pelo aparelho de segurança do Estado.

Alguns protestos degeneraram em confrontos violentos que já provocaram resultaram, segundo dados não oficiais, 42 mortos, 6.081 feridos e dezenas de milhares de detenções.

Segundo as autoridades venezuelanas 15 agentes policiais e militares estão a ser investigados por violações dos direitos humanos dos manifestantes.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rio Ave 0 - 2 Sporting | Leão invicto com uma garra no “caneco”

O Sporting registou o 31º jogo consecutivo sem perder na Liga NOS. Na visita ao Rio Ave, os “leões” venceram o Rio Ave por 2-0 e estão muito perto de conquistar o ceptro de campeões …

Taylor's lança vinho do Porto produzido na vindima de 1896 (e custa uma pequena fortuna)

A Taylor's vai lançar um "raro" vinho do Porto produzido na vindima de 1896, na Região Demarcada do Douro, e que tem uma edição limitada de 1.700 decantadores de cristal, embalados numa luxuosa caixa de …

"Este calendário pode ser muito mais perigoso do que finalizar o campeonato"

Dois treinadores de equipas femininas de andebol analisaram a sucessão de jornadas duplas em fins-de-semana consecutivos. Diogo Guerra avisa: "Este calendário é uma irresponsabilidade enorme. Só espero que ninguém se aleije". A primeira divisão nacional feminina …

Mulher dá à luz nove bebés, mais dois do que mostraram as ecografias

Uma mulher de 25 anos deu à luz nove bebés, mais dois do que mostraram as várias ecografias realizadas ao longo da gravidez. O caso aconteceu no Mali. Este está a ser considerado um recorde mundial …

Andrea Bocelli dá dois concertos em Coimbra em 25 e 26 de junho

O tenor italiano Andrea Bocelli vai atuar no Estádio Cidade de Coimbra em 25 e 26 de junho, em dois concertos que contam com a participação da fadista Mariza. "Em cumprimento das normas de segurança e …

Califórnia vai ter o maior sistema de armazenamento de energia não hidrelétrica do mundo

A empresa canadiana Hydrostor, que fornece soluções de armazenamento de energia de longa duração, revelou esta semana que irá desenvolver 1.000 MW de CAES na Califórnia, de acordo com um comunicado. O CAES é um tipo …

Seis anos e mil milhões de links depois, cientistas concluem que a Internet está a crescer (e a encolher)

Uma equipa de investigadores analisou mil milhões de links ao longo de seis anos e concluiu que a Internet está tanto a crescer como a encolher. O mundo online está em constante expansão — sempre agregando …

Há estranhas rádios-fantasma na Rússia (e exploradores entraram numa delas)

Aos 14 anos, um jovem comprou um rádio de ondas curtas e estava a testá-lo quando encontrou a transmissão errada - uma rádio fantasma. Imagine que é um entusiasta da rádio, sozinho à noite, a trabalhar …

Dinheiro e refeições grátis. A Sérvia vai recompensar os cidadãos que forem vacinados

O Presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, anunciou esta quarta-feira que serão pagos 25 euros aos cidadãos já vacinados contra a covid-19 e aos que se vão vacinar até final de maio, uma iniciativa original no …

Ivã, o (não tão) Terrível. Aliado de Putin reescreve história para reabilitar reputação do primeiro czar da Rússia

Segundo um alto funcionário russo, Ivã, o Terrível, não era terrível e a sua reputação de tirano cruel é o resultado de uma campanha de difamação realizada pelo Ocidente no século XVI. Nikolai Patrushev, o poderoso …