“Lapsos” nas escutas levam acusação da Operação Marquês a apresentar errata de 15 páginas

José Coelho / Lusa

Uma errata deu entrada no Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC) no final de novembro, um mês depois do juiz Ivo Rosa ter sido selecionado, por sorteio, para liderar a fase de instrução da Operação Marquês.

De acordo com a notícia avançada pelo Público, o documento assume que a acusação “enferma de alguns lapsos de escrita” que “podem ser corrigidos por não implicarem qualquer modificação essencial” das imputações. Pede, por isso, ao juiz de instrução Ivo Rosa para “autorizar/determinar a retificação dos lapsos”, o que este aceitou, já que as defesas não levantaram obstáculos às correções.

O documento elenca um total de 85 itens a corrigir, a esmagadora maioria relacionada com lapsos na identificação de escutas telefónicas, provas que surgem a sustentar determinadas partes da acusação.

Os erros estão associados à identificação dos visados pelas intercetações telefónicas e da conversa específica que comprova determinada imputação do Ministério Público, ambos traduzidos em números. Nalguns casos faltam números, noutros há números a mais e noutros trocaram-se algarismos.

“No artigo 6697 da acusação, onde se faz referência ao ‘alvo 60058040’ deve passar a constar a referência ao ‘alvo 60085040’”, lê-se numa das retificações mais repetidas. O lapso decorre da existência de dois algarismos trocados, mas podia impedir as defesas de perceberem qual a escuta em concreto que o Ministério Público considera servir de base a uma determinada acusação.

O lapso parece simples, mas podia ser o suficiente para as defesas não perceberem qual a escuta em concreto que o Ministério Público considera servir de base para determinada acusação. Este pedido de correção surge um ano após a assinatura do despacho final da investigação por sete procuradores.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Muçulmanos invadiram a Sicília e revolucionaram o comércio de vinho

Uma equipa de investigadores da Universidade de York encontrou resíduos químicos de uvas em ânforas, um tipo de recipiente medieval, sugerindo um próspero comércio de vinho na Sicília islâmica. Foram ainda encontrados cacos encharcados de vinho …

Com as famílias em dificuldades, escolas alimentam 40% dos alunos que serviam antes do confinamento

Mesmo com as aulas online, as cantinas continuam a trabalhar para alimentar alunos com carências. Só na última semana, as escolas públicas serviram em média 45 mil refeições por dia. O número significa que estão …

2 de março de 2020. Confinamentos, recordes, três vagas e um "milagre" depois

O primeiro caso de covid-19 em Portugal foi registado há, precisamente, um ano. 365 dias depois, o medo esfumou-se, mas a incerteza permanece. A 2 de março de 2020 foram confirmados em Portugal os primeiros casos …

Genoma do urso-das-cavernas sequenciado graças a minúsculo osso com 360 mil anos

Investigadores sequenciaram o genoma do urso-das-cavernas graças a um pequeno osso com 360 mil anos. A história evolutiva deste animal mudou drasticamente. Os ursos-das-cavernas eram enormes ursos herbívoros que vagueavam pela Europa e norte da Ásia …

Um ano após o primeiro caso, Marcelo elogia SNS, mas relembra que a pandemia ainda não acabou

Para o chefe de Estado, ao longo de 12 meses, Portugal "foi-se ajustando à pandemia, umas vezes mais proativamente outras, infelizmente, mais reativamente". Marcelo diz que "é desejável" melhorar a "capacidade de planear e antecipar …

Plano de Recuperação tem alto risco de fraude (e chovem críticas)

Um grupo de reflexão, constituído no âmbito do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), concluiu que o Programa de Recuperação e Resiliência (PRR) comporta um sério risco de fraude e necessita de várias …

Moedas quer unir a direita contra Medina. Objetivo é incluir IL e Aliança na coligação PSD/CDS

Carlos Moedas está a tentar alargar a coligação PSD/CDS para construir uma frente de direita contra o socialista Fernando Medina, atual presidente da Câmara Municipal de Lisboa. O Público avança esta terça-feira que Carlos Moedas, candidato do …

Faz pequenas pausas antes de responder a uma questão? Pode parecer menos sincero

Costuma fazer pequenas pausas antes de responder a uma questão? Este comportamento pode fazer com que a resposta pareça menos sincera e confiável, de acordo com uma nova investigação da American Psychological Association. Segundo a …

Portugal entra no 12.º estado de emergência. Restrições são as mesmas dos últimos 15 dias

Portugal entrou esta terça-feira no 12.º período de estado de emergência para conter a pandemia da covid-19, mas mantendo, até 16 de março, as mesmas regras que vigoraram nos últimos 15 dias em território continental. O …

Eis o "estado redemoinho", um novo tipo de matéria que desafia as leis da Física

Uma nova investigação revelou que, no nível mais básico, o comportamento de grupo como, por exemplo, cardumes de peixes, enxames de insetos e bandos de pássaros, forma um novo tipo de matéria ativa, chamado …