Juiz Neto de Moura escondeu carro de luxo para exigir indemnização

Manuel de Sousa / Wikimedia

Palácio da Justiça / Tribunal da Relação do Porto

O juiz Neto de Moura omitiu ao Tribunal ser proprietário de um segundo carro, um Audi Q5, para conseguir uma indemnização deduzida contra o agente da PSP que lhe apreendeu um outro automóvel, em Loures, Lisboa.

De acordo com o Jornal de Notícias, que avança com a notícia nesta quinta-feira na sua edição impressa, na justificação do pedido de compensação, o desembargador explicou que o Honda Civic apreendido “era o único veículo que tinha à data dos factos”, em Julho de 2012, e que servia para se deslocar no seu dia-a-dia e levar as filhas à escola.

Apesar da versão ter sido confirmada pela mulher do desembargador, a procuradora Filomena Moura, acabou por ser desmentida por outra testemunha, conta o JN. A testemunha garantiu que o desembargador tinha comprado um Audi Q5 em 2010 e que até “gozava com ele” por continuar a andar de Civic.

Posteriormente, o tribunal juntou ao processo o comprovativo de que Neto de Moura era de facto proprietário de outro veículo, “que poderia usar nas suas deslocações diárias, quer em momento anterior, quer posterior ao da apreensão do Honda Civic”.

O processo em causa remonta a 2012, quando o juiz Neto de Moura foi fiscalizado por uma brigada da GNR, no concelho de Loures, no momento em que circulava sem chapas de matrícula na viatura.

Os elementos da GNR passaram o caso ao agente da PSP, defendendo que os factos se passavam em área de influência desta força de segurança. O agente foi absolvido de falsificação de documento e abuso de poder e também do pedido de indemnização de 3772 euros, por danos patrimoniais e não patrimoniais, sustentado pela questão do veículo ser carro único.

O juiz Neto de Moura, atualmente no Tribunal da Relação do Porto, foi o relator de vários acórdãos polémicos sobre casos de violência doméstica, aguardando ainda as conclusões de um inquérito disciplinar aberto pelo Conselho Superior de Magistratura.

ZAP //

PARTILHAR

21 COMENTÁRIOS

  1. É este tipo de bandalhos que nos faz justiça?
    O mais escandaloso é que este pulha e a sua digníssima são ilibados e mantêm-se a ocupar os seus pelouros como se os seus actos fossem uma mera banalidade.
    É um absurdo completamente inacreditável.

    • Quantas pessoas foram julgadas por este energúmeno? Tenho sérias dúvidas, que este salafrário tenha tido em conta todos os preceitos, que a profissão de juiz requer. Como pode uma abantesma destas ter chegado a juiz? Não tenho dúvidas de há mais netos moura na justiça. Quem escrutina esta casta que se presume intocável. O supremo magistrado da Nação com certeza que não será, pois está sempre muito assoberbado com as selfies.

  2. Sim senhor. Um juiz capaz de proferir as sentenças polémicas sobre violência doméstica só pode ser uma pessoa de bem, e honesta. Grandessíssimo fdp.

  3. Só ouvimos dizer – “eu acredito na justiça ! “… será ?
    Que carácter tem este juiz para decidir a vida de pessoas mais sérias que ele ?

  4. O pior é que ninguem pune qualquer Juiz, então este deve ter as costas quentes tanta m.. já fez. A minha grande repulsa e raiva.
    Até na justiça estamos mal…

  5. Agora haja coragem para correr com esta corja e ainda uma pesada indemnização. Sirva de exemplo a outros que por ai andam.

  6. … enquanto não se fizer uma purga profunda a Justiça portuguesa vai continuar nas HORAS DA AMARGURA com atos de pouca vergonha e indignas desses indivíduos suspeitos de legalidade.

  7. Este casal de salafrários ainda por cima mentem em tribunal,isto sim é crime.
    Se a justiça fosse igual para todos,deviam estar atrás das grades e o Sr agente ainda seria indemnizado.

RESPONDER

Não haverá repatriamento. Governo faz alerta contra férias em destinos longínquos

O Governo avisou, esta quarta-feira, os portugueses que planeiem férias em "destinos exóticos ou com ligações fracas a Portugal" que não devem contar com operações de repatriamento como as realizadas no início da pandemia. "Estamos a …

Tribunal Geral da UE anula multa de 13 mil milhões de Bruxelas à Apple

O Tribunal Geral da União Europeia (UE) decidiu, esta quarta-feira, anular a multa de 13 mil milhões de euros imposta pela Comissão Europeia à Apple por alegados benefícios fiscais ilegais na Irlanda. "O Tribunal Geral anula …

Autoridade belga multa Google em 600 mil euros por falha no "direito a ser esquecido"

A autoridade belga de proteção de dados anunciou na terça-feira que impôs uma multa de 600 mil euros à empresa Google Belgium por falta de conformidade no direito a ser esquecido, pedido por um cidadão. Numa …

Costa avisa: País não aguenta novo confinamento. Inverno tem de ser preparado já

O primeiro-ministro considerou, esta quarta-feira, que o país não aguenta um novo período de confinamento por causa da covid-19 e avisou que o tempo é "curtíssimo" para a sociedade se preparar para o próximo inverno. Esta …

Parlamento aprova relatório da audição de Centeno para governador do BdP

O relatório da audição de Mário Centeno no âmbito da proposta de designação para governador do Banco de Portugal foi aprovado, esta quarta-feira, pelos deputados com voto favorável do PS e a abstenção do PSD …

Nova campanha da Casa Branca pede a milhões de desempregados que encontrem outro emprego

A pandemia de covid-19 foi um verdadeiro balde de água fria para muitos norte-americanos que acabaram no desemprego. Agora, uma nova campanha publicitária apoiada pela Casa Branca visa incentivar as pessoas desempregadas a "encontrar algo …

"Mais vale tarde do que nunca", diz Presidente sobre acusação no caso BES

O Presidente da República considerou, esta quarta-feira, que a justiça portuguesa "está a viver um bom período" e a dedução da acusação no caso BES "é uma boa notícia", observando que "mais vale tarde do …

Durante a pandemia, as pessoas movimentaram (e guardaram) mais notas e moedas

A pandemia de covid-19, que em dezembro do ano passado surgiu na China, fez com que as pessoas movimentassem (e guardassem) mais dinheiro físico, apesar de as opções digitais serem consideradas mais seguras. A conclusão …

Marinheiros partiram para alto mar sem covid-19 (mas regressaram misteriosamente infetados)

A Argentina está a ver-se a braços com um mistério médico, numa altura em que 57 marinheiros regressaram a terra infetados com covid-19 depois de 35 dias em alto mar. Os membros da tripulação do …

EUA aprovam fim do estatuto especial de Hong Kong. China ameaça retaliar

O Governo chinês considerou esta quarta-feira a Lei da Autonomia de Hong Kong, assinada pelo Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, uma "grave interferência nos assuntos internos" do país e ameaçou retaliar. Numa declaração, o …