Joana Marques Vidal mais perto de continuar à frente da PGR

Pedro Nunes / Lusa

A procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal

Já haverá acordo entre o primeiro-ministro e o Presidente da República para reconduzir a atual procuradora-geral da República (PGR), embora a escolha não reuna consenso.

O Expresso avança, na edição deste sábado, que o primeiro ministro, António Costa, e o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, já terão chegado a um acordo para a recondução da atual procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal.

De acordo com o semanário, a notícia oficial nunca sairá antes de o primeiro-ministro regressar da visita a Angola, que acontece já na próxima semana, e antes de a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, ouvir os partidos com assento parlamentar, o que deverá ocorrer antes do final do mês.

O assunto continua a ser delicado e não reune consenso entre as duas figuras de Estado mas, tal como o mesmo jornal noticiou na semana passada, Costa deixou claro que não pretende comprar uma guerra com Marcelo devido à escolha do próximo procurador.

O Expresso sabe ainda que a procuradora já terá deixado a porta aberta para continuar no cargo. Marques Vidal já se reuniu em Belém com o chefe de Estado por duas vezes e se num primeiro momento insistiu na ideia de que a PGR é de mandato único, agora já estará mais convencida a aceitar.

Segundo o Observador, numa segunda reunião em Belém, que aconteceu nas últimas semanas, a conversa foi completamente ao encontro dos desejos de Marcelo, que da primeira vez não só lhe terá manifestado o apreço pelo trabalho realizado, como solicitado que ponderasse continuar por um segundo mandato, independentemente dos diferentes entendimentos jurídicos que existem sobre o assunto.

Os partidos têm sido unânimes nos elogios à atuação de Marques Vidal, embora só o CDS tenha dito claramente que a PGR devia ser reconduzida no cargo, como recorda o jornal online. Tanto PSD como PCP e BE não quiseram falar do tema para não contaminar o exercício do cargo mas elogiaram o exercício de mandato da procuradora. Só o PS foi menos efusivo nos elogios, lembrando que “o mandato não pode ser eternizado”.

Com Costa entre Angola e Áustria na próxima semana e a agenda cheia de Marcelo, bem como a necessidade de o Governo ouvir os partidos sobre o assunto, o calendário atira uma tomada de decisão para a última semana deste mês. O mandato de Joana Marques Vidal termina no dia 12 de outubro.

O Público recorda que foi com Joana Marques Vidal que se investigaram e levaram a tribunal “mega-processos que envolvem corrupção e a nata económico-financeira do país”, como é o caso da Operação Fizz, Operação Marquês, Vistos Gold, o BES/GES, as secretas, os incêndios de Pedrógão Grande, as mortes nos Comandos e o roubo em Tancos.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Possivelmente será a melhor solução reconduzir a senhora, isto para não criar muitas dúvidas de poder político sobre poder judicial pois andam por aí 2 ou 3 casos de tal forma importantes e que implicam pessoas ou entidades também elas importantes que deixaria muitas dúvidas mexidas na justiça neste momento.

  2. Não concordo com a recondução. Se todos os anteriores PGR fizeram só um mandato, com excepção de cunha Rodrigues, porque raio ela há-de ser excepção??? E depois deixa o MP numa barafunda, para já não falar na protecção dada a todos os gatunos que roubaram Portugal e os Portugueses com as fraudes, roubos e corrupção nos bancos, nas empresas nacionais e das outras que foram vendidas ao desbarato, nos subornos nos submarinos, nas falcatruas de dias loureiro, etcc. E coincidência das coincidencias todos este ladrões e vigaristas são de direita, e onde estão os processos??? Onde estão as prisões destes energumenos?? E quer ser reconduzida??? Eu tinha era vergonha.

    • Porque todos os outros tinham dono. Esta aparenta ser a primeira isenta. Acho muito bem a sua recondução e ladrões que se cuidem.
      E quanto aos submarinos procure perceber melhor a história e vai ver que remonta ao tempo do governo seu amiguinho guterres. Se assim não fosse o potencial crime não teria prescrito quando prescreveu. É, como dizia o próprio, uma questão de fazer as contas. Veja o momento em que o processo prescreveu, conte para trás os anos necessários para que esta tipologia de crime prescreva e veja que ano é que lhe dá. É mesmo uma questão de contas. Vai ficar surpreendido. Até porque se se lembrar bem os seus amiguinhos não queriam comprar 2 mas sim 4. Sim, 4 submarinos. Posteriormente o Portas conseguiu reduzir esse negócio para 2.
      Quanto à pretensa clubite da PGR anda totalmente enganado. A senhora é de esquerda. Nunca foi de direita. Foram também os seus anteriores amiguinhos que “protegeram” o Dias Loureiro. Não foi esta procuradora. E que eu saiba o Duarte Lima está praticamente preso (penso que só tem mais um recurso), o Oliveira e Costa vai pelo mesmo caminho… E o seu 44 também ainda anda solto. E terá muitos recursos até bater novamente com os costados onde sempre deveria ter estado, pelo bem do país.

RESPONDER

Governo reitera que não há exceções para a Festa do Avante. Críticas multiplicam-se

A ministra de Estado e da Presidência destacou que o Governo “não tem competências legais ou constitucionais” para proibir iniciativas políticas como a Festa do Avante!, mas salientou que não serão admitidas exceções às regras. Na …

Trabalhadores que estiveram em lay-off durante pelo menos 30 dias também vão ter bónus

O Conselho de Ministros aprovou um decreto-lei que clarifica que os trabalhadores que estiveram em lay-off por mais de 30 dias consecutivos, mesmo sem completar um mês civil, vão receber o complemento de estabilização. "Criado com …

Marcelo pede tolerância zero contra o racismo (e pede “sentido nacional” a Governo e oposição)

O Presidente da República recomendou esta quinta-feira aos democratas “tolerância zero” e “sensatez” para combater o racismo, ao comentar as ameaças de que foram alvo três deputadas e outros sete ativistas. “Os democratas devem ser muito …

43% das escolas no mundo sem condições de higiene para reabertura segura

Mais de 40% das escolas no mundo não têm acesso a condições básicas de higiene, como água para lavar as mãos e sabão, aumentando os riscos de reabertura no contexto da pandemia de covid-19, alertam …

Mais seis mortes, 325 novos casos e 237 recuperados

Portugal regista esta quinta-fira mais seis mortes por covid-19, 325 novos casos de infeção e mais 237 pessoas dadas como recuperadas em relação a quarta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …

"Filme fantástico". Novo livro revela cartas entre Kim Jong-un e Donald Trump

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, qualificou o seu relacionamento com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como um “filme fantástico”, segundo os editores de um livro a ser publicado, que revela a correspondência entre …

Grupo avisa Bruxelas que Portugal pode tornar-se ilha ferroviária na Europa

Um grupo de portugueses ligados ao setor ferroviário alertou a comissária europeia dos Transportes para a possibilidade de Portugal se tornar uma ilha ferroviária na Europa devido ao atraso em adotar "a bitola europeia" nas …

China encontra traços do coronavírus em asas de frango importadas do Brasil

Traços do novo coronavírus foram encontrados em asas de frango importadas do Brasil, na cidade de Shenzhen, no sul da China, noticiou, esta quinta-feira, um jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). Os traços foram detetados …

Denúncia de Rui Pinto leva a congelamento de conta bancária da Doyen

Oito milhões de euros que estavam numa conta bancária do fundo de investimento Doyen foram congelados pelas autoridades portuguesas. Uma denúncia do whistleblower português Rui Pinto levou o fundo a ser investigado por suspeitas de fraude …

Preocupado com a Bielorrúsia, Macron ligou a Putin (e aproveitaram para falar da vacina russa)

O Presidente francês, Emmanuel Macron, manifestou esta quarta-feira ao seu homólogo russo, Vladimir Putin, "uma preocupação muito grande" quanto à situação na Bielorrússia após a reeleição do chefe de Estado autoritário bielorrusso, Alexander Lukashenko. Segundo indicou …