“Não estamos às escuras”. Graça Freitas rejeita inação no caso do lar de Reguengos

José Sena Goulão / Lusa

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, na Comissão de Saúde

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, foi esta quarta-feira ouvida numa audição conjunta entre a Comissão da Saúde e a Comissão de Trabalho e Segurança Social.

Em resposta ao CDS, que questionou a diretora-Geral da Saúde sobre a existência ou não de um plano de contingência no lar de Reguengos de Monsaraz — onde morreram 18 pessoas — e que lições tirou relativamente aos casos de covid-19 em lares de idosos, Graça Freitas sublinhou a importância da existirem planos de contingência nos lares de idosos, indicando que têm “duas vertentes fundamentais”: as medidas preventivas e indicações para o que fazer quando surge um casos suspeito.

Por outro lado, a diretora-geral da Saúde sublinhou que “o papel” não serve para nada se as medidas previstas nesse plano não estiverem interiorizadas. “Ter um plano de contingência, mas que não está sabido, nem interiorizado, nem treinado, é inútil”, afirmou Graça Freitas.

A diretora-Geral de Saúde referiu que uma das lições aprendidas “é estar atento ao mínimo sinal de alerta” para se perceber se existe um caso suspeito. “A rapidez da intervenção é fundamental, quer para quem dá o alerta, quer para quem tem de intervir.”

Graça Freitas assumiu que foram encontradas “bastantes deficiências” e “constrangimentos”, mas indicou que houve “um grande esforço” para que isto fosse ultrapassado. “Eu não enjeito nenhuma responsabilidade, mas não atiro responsabilidade para ninguém”, afirmou.

Graça Freitas garantiu ainda que “não houve inação” no caso do lar de Reguengos, indicando que os problemas foram “sucessivamente corrigidos”. “Não houve inação. Todos os intervenientes foram colmatando as dificuldades que foram encontrando.”

Aliás, no lar de Reguengos, “a intervenção em termos de testagem foi muito rápida”. Graça Freitas referiu que “provavelmente” antes de ser detetado o primeiro caso no lar, “houve pessoas” com sintomas ligeiros que “se calhar” passaram despercebidos e considerou que a intervenção no lar de Reguengos foi “bastante precoce” e com uma política de testagem intensiva.

Há 51 surtos ativos em lares e 12 em escolas

Graça Freitas adiantou que existem atualmente 51 surtos ativos em lares de idosos e que é expectável que ocorram mais casos. A doença, por norma, entra nos lares de idosos através da comunidade e que “quantos mais casos uma comunidade tiver maior a probabilidade” de entrar num lar.

Além disso, às 0h de dia 28 de setembro, havia 12 surtos ativos em escolas que envolveram 78 pessoas. Destes surtos, 5 foram detetados na região Norte, 1 na região Centro, 6 em Lisboa e Vale do Tejo.

Graça Freitas afirmou ainda que “o país não vai ser igual no próximo inverno”, referindo que é necessário ter “uma preocupação acrescida” nos locais onde o vírus está mais ativo e que está a ser feito um contacto regular com as autoridades de saúde para se fazer “uma estratificação do risco”.

A diretora-geral afirmou ainda que a taxa de letalidade em Portugal “compara muito bem” com a de outros países e indicou que a taxa de letalidade para pessoas com mais de 80 anos é de 17,42. Comparando com os outros países, Portugal ocupa a 13ª posição, ainda que essa posição vá variando “conforme as alturas”.

“Nós não estamos tão às escuras como se poderá pensar”, afirmou Graça Freitas. Segundo a diretora-geral, Portugal foi provavelmente “o único país” da Europa em que não houve interrupção na transmissão diária dos dados, argumentando ainda que o sistema de informação do país “não é perfeito, mas é robusto”.

Em relação aos testes rápidos, Graça Freitas referiu que o Infarmed tem “quatro testes em fase de licenciamento que cumprem critérios de sensibilidade que são aceitáveis”.

Relativamente às vacinas contra a gripe, Graça Freitas indicou que a campanha de vacinação é algo que tem de ser feito “gradualmente”. Os enfermeiros farão a vacina e, no caso dos lares, se as instituições tiverem profissionais de enfermagem suficientes para fazerem a vacinação, serão os centros de saúde a fornecer as vacinas e estes profissionais a aplicarem-nas.

Para a primeira fase da vacinação contra a gripe, existem 335 mil doses e serão suficientes para os grupos de risco.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Benfica vai a votos. Sócios escolhem entre a continuidade ou a mudança

O Benfica elege, esta quarta-feira, o novo presidente do clube, numas eleições em que Luís Filipe Vieira se candidata a um sexto mandato, frente a João Noronha Lopes e Rui Gomes da Silva. As eleições, que …

Europa perto da rutura. Merkel e Macron preparam novas restrições

O Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) alerta para o "sério risco" de os hospitais na Europa ficarem saturados em breve, apesar de reconhecer melhor preparação e maiores probabilidades de sobrevivência. "A não …

"Uma mão cheia de nada". PSD diz que OE2021 é um strogonoff-vegan para pescar votos

O PSD disse esta quarta-feira que a proposta de Orçamento do Estado para 2021 é uma espécie de "strogonoff-vegan", procurando assim o apoio de PCP e PAN. Pela voz do deputado Duarte Pacheco, no na abertura …

Recolher obrigatório, centros comerciais a fechar mais cedo e ensino à distância. Cenário pode estar próximo no Norte

Numa altura em que os especialistas alertam que a região do norte pode atingir os 7.000 casos diários na próxima semana, são muitos os autarcas que se antecipam e começam a planear medidas mais restritas …

SNS já está a enviar doentes covid-19 para o privado. Hospital de Penafiel à beira da rutura

O jornal Público avança esta quarta-feira que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) já está a encaminhar doentes com covid-19 para os hospitais privados. De acordo com o matutino, há pelo menos uma unidade privada …

Estes dinossauros acabaram por ser extintos porque tinham asas, mas não sabiam voar

Apesar de terem asas de morcego, os dois pequenos dinossauros, Yi e Ambopteryx, só conseguiam deslizar entre as árvores. Yi e Ambopteryx, que viviam no norte da região onde se situa atualmente a China, lutavam para voar …

Champions à portuguesa. FC Porto soma primeira vitória, João Félix e Jota brilham

O FC Porto arrecadou esta quarta-feira a primeira vitória na Liga dos Campeões de futebol, na receção ao Olympiacos (2-0), numa segunda jornada em que João Félix e Diogo Jota brilharam por Atlético de Madrid …

Uso de máscara na rua já é obrigatório. Saiba tudo o que muda nos próximos dias

O uso de máscara na rua passa a ser obrigatório a partir de hoje, com exceções, e o não cumprimento desta imposição é punido com multas que vão até aos 500 euros. Conheça tudo o …

Ronaldo volta a testar positivo (e falha reencontro com Messi na Champions)

O internacional português Cristiano Ronaldo voltou a testar positivo ao novo coronavírus e vai por isso falhar o jogo entre a Juventus e o Barcelona de Lionel Messi a contar para a Liga dos Campeões. …

Costa convoca partidos e Conselho de Ministros extraordinário para "ações imediatas"

O primeiro-ministro marcou reuniões com os partidos na sexta-feira e convocou para sábado um Conselho de Ministros extraordinário para definir novas "ações imediatas" para o controlo da pandemia de covid-19 em Portugal. Fonte do Governo disse, esta …