“Estamos a falar de doze zeros”, diz Centeno sobre plano de recuperação para a UE

Stephanie Lecocq / EPA

O presidente do Eurogrupo, Mario Centeno

Mario Centeno declarou que o plano de resposta à emergência económica da União Europeia (UE) face à pandemia, “que a presidente da Comissão e o presidente do Conselho Europeu têm agora a responsabilidade de preparar”, pode passar pela criação de um fundo de biliões de euros, com “doze zeros”.

“São doze zeros. As nossas calculadoras dos telemóveis não dão para introduzir esses números. Só calculadoras científicas conseguem lidar com doze zeros”, disse o presidente do Eurogrupo, Mario Centeno, em entrevista ao Público esta terça-feira.

O plano da UE para recuperação passa por “um fundo que possibilita uma repartição dos custos do período de recuperação ao longo do tempo”, disse, frisando o “compromisso de prolongar ou distribuir ao longo do tempo o custo financeiro que será muito concentrado no período de recuperação imediato”.

O também ministro das Finanças português explicou que a fase de resposta de emergência a nível europeu conta o programa SURE da Comissão Europeia – de apoio ao emprego -, no valor de 100 mil milhões de euros, bem como com os empréstimos do Banco Europeu de Investimento, no valor de 200 mil milhões de euros.

Essa resposta inclui ainda o recurso ao Mecanismo Europeu de Estabilidade, “uma rede de proteção, sem condicionalismos, sem troikas, sem programas de ajustamento, para que os Estados possam aceder a financiamento com custos equiparáveis entre todos”, indicou.

“Qual é a soma disto tudo? Era aí que queria chegar para comparar com os EUA. Até à data, a resposta orçamental dos Estados-membros soma cerca de 3% do PIB da UE. Estamos a falar de mais de 500 mil milhões de euros”, sublinhou.

Segundo Centeno, embora ainda existem “divergências” sobre o plano, estas tendem a ocorrer “antes de chegar a um consenso”. “Não devemos ficar muito ansiosos”, declarou.

“Estou muito confiante e muito seguro de que essa resposta vai aparecer. As forças que têm permitido construir a Europa vão estar presentes nesta discussão e vão levar-nos a um porto seguro”, disse, elogiando a capacidade das instituições europeias para “inovar” ao lidar com “uma crise que só conseguíamos imaginar num cenário de ficção”.

Na entrevista, Centeno sublinhou que, no segundo trimestre de 2020, haverá “uma recessão verdadeiramente avassaladora”. “Muitas das estimativas para o segundo trimestre deste ano a nível europeu apontam para uma queda do PIB de 20%. No pior dos trimestres da anterior crise, a queda do PIB foi de 4% ou 5%. É uma escala que não tem rigorosamente nada que ver com qualquer situação anterior”, referiu.

É agora necessário “perceber a vertigem que foi este mês para os governos, os Estados, as nossas comunidades e instituições, e ver a rapidez com que reagimos”, acrescentou.

A Europa, continuou, está a dar uma resposta à crise com mais “rapidez” do que aconteceu em 2008. Aquela, continuou, foi “pré-anunciada pelo menos com 10 anos de antecedência” por “analistas, académicos, políticos, economistas”, mas “a resposta foi tímida, nalgumas dimensões porventura mesmo errada”, demorando “quase quatro anos”.

“Desta vez, esta crise não foi anunciada. É uma crise que só conseguíamos imaginar num cenário de ficção. Levou-nos 10 dias, entre a primeira reunião do Eurogrupo em que a solução começou a ser desenhada e a sua aprovação final”, destacou ainda.

 

ZAP //

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. Vamos contar os zeros em 500.000.000.000€.
    1,2,3,4,5,6,7,8,9,10,11…ups está a faltar um zero.
    Este Centeno devia ir aprender a fazer contas.
    Tem de multiplicar o plano por 2 pelo menos, para chegar aos 12 zeros.

    • Até à data são 500 000 000 000€, mas poderá subir, quiçá até aos 1 000 000 000 000€, pronto… 12 zeros.

      • Não, o Centeno estava mesmo a falar dos 12 zeros do bilião.
        “…pode passar pela criação de um fundo de biliões de euros, com “doze zeros”.

    • Biliões tem 11 zeros?!
      E ainda dizes que o Centeno tem que ir aprender?!
      Enfim… aproveita as aulas do ensino básico da tele-escola…

      • “…pode passar pela criação de um fundo de biliões de euros, com “doze zeros”.
        Biliões tem 13 dígitos (e doze zeros)!…
        O Pedro não sabe ler as notícias antes de comentar e o resultado é o que se vê!…

  2. Biliões tem doze zeros, mas 500 mil milhões mencionados no artigo, tem 11 zeros.

    Aproveita tu as aulas que estás a precisar, tanto as de português para aprenderes a ler o artigo, como as de matemática para saber contar os zeros em 500.000.000.000.

    Eu fui bem claro no meu comentário.

Devolução de manuais. Diretores acusam políticos de "brincar às escolinhas"

Os diretores escolares criticaram hoje o 'timing' da proposta de suspensão de devolução de manuais escolares, acusando os políticos de andar a “brincar às escolinhas” sem perceberem o trabalho que implica reutilizar milhões de livros. O …

Passageiros dos EUA e PALOP têm de apresentar teste negativo de covid-19

O Governo prorrogou várias medidas restritivas do tráfego aéreo com destino e a partir de Portugal, com novas orientações e exceções, num despacho publicado terça-feira em Diário da República. Segundo noticiou o Expresso, um comunicado do …

PGR angolana diz que Isabel dos Santos pode ser ouvida em Portugal

Isabel dos Santos pode ser ouvida em Portugal ou noutro país com acordos judiciários com Angola, no âmbito do processo-crime por alegada má gestão e desvio de fundos da Sonangol, disse à Lusa fonte da …

Autoridades descartam participação da milícia "Escritório do Crime" no caso Marielle Franco

O envolvimento da milícia conhecida como "Escritório do Crime" no homicídio da vereadora e ativista Marielle Franco chegou a ser investigado, mas foi descartado pela polícia brasileira. O delegado brasileiro Daniel Rosa, da cidade do Rio …

Desconfinamento não foi suficiente. Desemprego volta a subir em Espanha para valores de 2016

O número de desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego em Espanha voltou a aumentar em 5.107 pessoas em junho, uma desaceleração em relação a maio, atingindo um total de 3.862.883 espanhóis. De acordo com os …

Governo vai monitorizar discurso de ódio na Internet

O Governo vai monitorizar o discurso de ódio nas plataformas online, estando "em vias" de dar início à contratação pública de um projeto que deverá traduzir-se num barómetro mensal de acompanhamento e identificação de sites. Segundo …

Tribunal britânico decide que é Guaidó (e não Maduro) quem manda nas reservas de ouro da Venezuela

A justiça britânica decidiu esta quinta-feira que é o líder da oposição venezuelana Juan Guaidó e não o Presidente Nicolás Maduro quem tem autoridade sobre as reservas de ouro da Venezuela depositadas no Banco de …

Mistério resolvido. Cientistas descobriram como é que as cobras "voam"

Nem todas as cobras se movem arrastando-se discretamente pelo chão. Há uma cobra do género Chrysopelea que parece voar de árvore em árvore. Agora, os cientistas descobriram como é que estes animais se movem pelo …

Mais de 80 mil pessoas registaram-se na Segurança Social desde janeiro

O programa “Segurança Social na Hora”, criado em janeiro deste ano, abrangeu até ao momento 80.700 pessoas, de acordo com os dados divulgados pela ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSSS). Ana Mendes Godinho avançou …

Douro. Poluição regressa a valores anteriores ao estado de emergência

Os valores de contaminação do estuário do rio Douro, que durante o estado de emergência baixaram a níveis só vistos há mais de 30 anos, já regressaram aos valores pré-pandemia. As boas notícias "rapidamente se esfumaram". …