EDP pode ser responsabilizada pelo incêndio de Pedrógão Grande

António Cotrim / Lusa

A EDP pode vir a ser alvo de processos judiciais por causa das responsabilidades que terá tido no início do grande incêndio de Pedrógão Grande, que matou 64 pessoas. A eléctrica nacional pode ser alvo de responsabilização civil e até criminal.

Este cenário é admitido por vários juristas contactados pela TSF que têm por base as conclusões dos relatórios da Comissão Técnica Independente (CTI) e do Centro de Estudos sobre Incêndios Florestais (CEIF) da Universidade de Coimbra.

Estes dois documentos, o primeiro entregue no Parlamento e o segundo encomendado pelo Ministério da Administração Interna, apontam falhas à EDP pela falta de limpeza das matas junto aos cabos de média tensão, onde terão começado os dois fogos que originaram o grande incêndio de Pedrógão Grande.

A EDP já negou as conclusões, com o presidente do Conselho de Administração a manifestar-se “chocado” e “surpreendido”, alegando que os locais visados foram alvo de uma inspecção dois meses antes dos fogos.

Todavia, juristas como o juiz Eurico Reis e o advogado Ricardo Sá Fernandes defendem na TSF que a eléctrica pode mesmo vir a ser responsabilizada, civil e até criminalmente.

Os dois relatórios citados incluem diversas imagens, também divulgadas pela TSF, que atestam a alegada falta de cuidado da EDP com a protecção das linhas de média tensão.

CEIF / Universidade de Coimbra

Local de início do fogo em Escalos Fundeiros. A amarelo assinalado o provável ponto de contacto da linha eléctrica com a vegetação.

No relatório do CEIF, os peritos concluem mesmo que o grande incêndio de Pedrógão Grande começou por causa de uma linha de média tensão da EDP, que terá entrado em contacto com a vegetação, apontando a “deficiente gestão de combustíveis na faixa de protecção da linha, por parte da entidade gestora”.

“As árvores nas imediações do suposto local de origem quase que tocam nos cabos eléctricos, sendo possível que, em períodos de vento, como a altura em que se deu a ignição, os seus ramos embatam nas linhas eléctricas“, apontam. “Há vários indícios de que as árvores terão tocado nestes cabos várias vezes porque apresentam várias zonas queimadas perto dos cabos”, constatam ainda os peritos do CEIF.

CEIF / Universidade de Coimbra

Local de início do fogo em Regadas onde é possível ver a proximidade entre a linha eléctrica e os sobreiros.

Já o documento da CTI não atribui responsabilidade directa à EDP, quanto ao início do incêndio, mas constata que a linha de média tensão estava “muito próxima da copa das árvores” e que “o ponto de ignição situa-se num troço da linha de média tensão que, numa extensão de 500 metros, estava desprovido de faixa de protecção”.

A CTI também realça que “não existem evidências de gestão de combustível (mesmo que só superficial)” no troço sob a linha de média tensão que passa por onde terá começado o fogo, em Escalos Fundeiros, revelando a imagem seguinte para o atestar.

Comissão Técnica Independente

Relatório sobre incêndio de Pedrógão Grande da Comissão Técnica Independente mostra alegada deficiente gestão de combustível por parte da EDP.

SV, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. EDP-Mas não foi vendida ao Governo Chinês? E quem vendeu? Grande negócio! E quem lá está? O Sr Catroga que se vangloriou ter negociado com a TroiKa em representação do PSD e que depois foi para a EDP

    Enfim……

  2. A EDP ? Não acredito…. ! Aquela que quando os velhotes se atrazam no pagamento envia logo a carta a ameaçar ( nos termos legais e referidos ameaçadores Decretos de lei ) cortar a electricidade? Aquela que quando se reclama qualquer coisa analisa por contra própria e tem sempre razão? Não acredito. Uma empresa tão cumpridora da legalidade? Tinha os cabos electricos descuidados?Não acredito,… e pronto ! Quando muito vão analisar e comunicar que a culpa foi das arvores,… e nos termos do artº ” trá lará troca o passo e vem cá ontem,…. ” esta Empresa não tem responsabilidade no que refere árvores que não cumprem a lei e abusadamente provocam acidentes que nos termos legais prejudicam a acção da Empresa. – Está dito e paga a conta.

  3. “A eléctrica nacional”???? Já foi, mas um engravatado Dr. Eng. Adv. qualquer resolveu…ganhar uns trocos e pronto.
    Se a EDP é nacional, então a China também já não é China, é Portugal.
    Ou seja, a EDP já não se devia chamar EDP devia Chamar-se EDC ( Electricidade da China)
    Miséria das misérias!!! Qualquer dia para fazer uns trocos começam a vender os Portugueses.
    Se não nos pomos a pau vai ser assim: (10 cabeças custam X se levarem 15 fazemos um desconto de 50%, se levarem um camião cheio até fica de borla)

RESPONDER

WhatsApp começa a ganhar relevância nas eleições em Portugal

Uma investigadora do ISCTE atribui muita importância aos grupos que começam agora a surgir no WhatsApp, que "não são uma coisa muito visível", mas "chega às pessoas de uma forma diferente" e "mais personalizada". Ainda …

Avioneta da Força Aérea espanhola cai no Mar Menor. Instrutor de voo e aluna morreram

Um instrutor e uma aluna morreram esta quarta-feira depois de um avioneta da Força Aérea Espanhola ter caído no Mar Menor, perto da localidade de San Javier, na região de Múrcia. As duas vítimas mortais eram …

Rosa Grilo reafirma inocência. Amante nega qualquer envolvimento no crime

A segunda sessão do julgamento foi marcada por contradições da arguida Rosa Grilo, acusada do homicídio do marido, em coautoria com o amante. Segundo a SIC Notícias, nesta segunda sessão do julgamento, no Tribunal de Loures, …

Primeiro debate a seis começou com divergências nas pensões e terminou com carne e peixe

Realizou-se nesta quarta-feira o primeiro debate da campanha eleitoral com todos os líderes dos partidos políticos com assento parlamentar. Transmitido pelas Rádios TSF, Renascença e Antena 1, o debate deixou a nu as divergências ideológicas …

Missão do PPM é alertar para "revolução bolchevique" em Portugal

A missão do Partido Popular Monárquico (PPM) nas eleições legislativas é alertar para "a revolução bolchevique" que está em curso em Portugal, país que corre o risco de se transformar numa Venezuela, segundo o presidente …

Gelado para comer na rua paga mais IVA do que se for para consumir num café

Os gelados estão sujeitos a taxas diferentes de IVA, conforme sejam consumidos num estabelecimento comercial ou se destinem a ser comidos num espaço público. Em causa está a interpretação que o Fisco faz do serviço …

Amigos, amigos, 'Champions' à parte. Ronaldo e Félix encaram-se em duelo lusitano

A primeira jornada da Liga dos Campeões reserva um duelo especial para os portugueses entre o Atlético de Madrid e a Juventus. De lados opostos estarão João Félix e Cristiano Ronaldo. Os portugueses estarão de coração …

Michel Temer usa a palavra "golpe" para falar da destituição de Dilma Rousseff

"Nunca apoiei o golpe e nem fiz nada para que isso acontecesse", disse Michel Temer - que chegou ao poder em 2016, após o processo de destituição de Dilma Rousseff - numa entrevista à emissora …

PGR denuncia irregularidades na investigação ao homicídio de Marielle Franco

Esta terça-feira, a procuradora-geral da República brasileira denunciou irregularidades na investigação do caso do homicídio da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. Raquel Dodge, que concluiu o mandato de dois anos na liderança do …

Juncker: Saída do Reino Unido é "desejável e possível", mas risco de 'no deal' é "muito real"

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, defendeu esta quarta-feira, no Parlamento Europeu, que um acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia (UE) é "desejável e possível", embora tenha reconhecido que o risco …