Linha da EDP causou incêndio de Pedrógão Grande (e um segundo fogo nunca foi registado)

Paulo Cunha / Lusa

Incêndio em Pedrógão Grande

Um novo relatório, encomendado pelo Governo, conclui que o grande incêndio de Pedrógão Grande começou por causa de uma linha de média tensão da EDP que terá entrado em contacto com a vegetação. Essa circunstância terá provocado dois fogos, em locais distintos, sendo que um deles nunca foi registado.

Este relatório encomendado pelo Ministério da Administração Interna à Universidade de Coimbra, no rescaldo do incêndio de Pedrógão Grande, que vitimou 64 pessoas, foi divulgado esta segunda-feira, no portal do Governo.

O documento com quase 250 páginas que foi elaborado pelo Centro de Estudos sobre Incêndios Florestais (CESIF) da Universidade de Coimbra, afasta causas naturais, como raios ou mão criminosa, e aponta “a convicção fundamentada” de que o incêndio terá sido causado “por contactos entre a vegetação e a linha eléctrica de média tensão” da EDP.

Essa circunstância terá levado a duas “ignições”, em Escalos Fundeiros e em Regadas, conforme aponta o relatório. E quanto ao incêndio de Regadas, nem a PJ, nem a GNR, ou sequer “a senhora Ministra da Administração Interna e o Secretário de Estado da Administração Interna” tinham conhecimento da sua existência, refere o documento.

“O incêndio de Regadas foi menosprezado, tendo até à junção com o incêndio de Escalos Fundeiros, apenas um meio pesado de combate terrestre dedicado. Não há registo oficial deste incêndio, que foi de grande relevância e várias entidades desconheciam até a sua existência”, frisa o relatório, considerando que esta circunstância não permitiu dominar o fogo atempadamente, contribuindo decisivamente para a tragédia.

O CESIF faz ainda questão de responsabilizar a EDP pela “deficiente gestão de combustíveis na faixa de protecção da linha” e alerta que este alegado desmazelo da eléctrica pode ser a origem de outros incêndios pelo país.

EDP diz-se “chocada” e nega conclusões do relatório

“Estamos estupefactos, até chocados com as conclusões do relatório”, é a reacção do presidente do Conselho de Administração da EDP Distribuição, João Torres, perante as conclusões do relatório, em declarações à TSF.

Este responsável assegura, já em declarações à Lusa, que a linha eléctrica estava com a protecção “bem constituída”, refutando, assim, as conclusões do documento elaborado pelo CESIF.

João Torres garante que tinha sido efectuada uma inspecção “muito recentemente”, pelo que diz que a EDP Distribuição está “confortável” e certa de que a linha estava com “a protecção bem constituída”.

“Nós investimos anualmente cerca de cinco milhões de euros na manutenção das faixas de protecção, todos os anos fazemos a inspecção visual, com laser e helicóptero, de 14 mil quilómetros, fazemos um trabalho no terreno em 7.500 quilómetros destas faixas, e é com alguma surpresa que somos apontados como tendo menos cuidado neste trabalho”, afirma ainda o responsável da eléctrica nacional.

Críticas à remodelação no comando da Protecção Civil

Este novo relatório sobre Pedrógão antecipa aquilo que aconteceu, entretanto, neste domingo, 15 de Outubro, com vários incêndios pelo país, no pior dia do ano em termos de fogos em Portugal, com um desfecho trágico de 37 mortes.

O relatório do CESIF questiona também a necessidade da “remodelação profunda” que foi feita no início de 2017 na estrutura de comando da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), considerando que o processo de nomeação dos comandantes distritais “foi concluído demasiado tarde“, muito em cima da época de incêndios.

“A função de comando no sistema nacional ou distrital da ANPC requer qualificações e experiência que não são fáceis de adquirir em pouco tempo”, considera o documento.

“Por muito rico que o nosso país seja em pessoas, com as qualificações e experiência requeridas para o exercício destes cargos, parece-nos que se deveria ponderar a conveniência de substituir ou manter em serviço pessoas com provas dadas, para assegurar a estabilidade do sistema e, por outro lado, de dispor de critérios e escolha muito exigentes para a escolha e nomeação de novos comandantes”, frisa o relatório publicado no portal do Governo.

Aquando da tragédia em Pedrógão Grande, alguns comandantes e ex-comandantes da Protecção Civil questionaram as profundas alterações levadas a cabo no comando da ANPC, acusando que tiveram motivações políticas, com o intuito de nomear “boys” do PS.

O relatório da Comissão Técnica Independente que analisou as circunstâncias do incêndio de Pedrógão Grande aponta também falhas graves no comando de operações da Protecção Civil, nomeadamente no combate inicial ao incêndio.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A EDP está chocada… então porque é que passados 15 dias dos incêndios de Pedrógão andaram pelo País a fazer limpeza de ramagenst e a podar árvores nas proximidades das linhas de média/alta tensão?
    Aparentemente eles já saberiam de alguma coisa e quiseram limpar responsabilidades.

  2. Não é nenhuma novidade, no concelho de Oleiros já aconteceu por diversas vezes. a ultima aconteceu no inicio desta época de fogos no lugar de Banhado – Oleiros.

RESPONDER

Ator britânico esteve morto 7 minutos. Agora pinta o que viu no "além"

Shiv Grewal, ator britânico da companhia de teatro Royal Shakespeare Company, sofreu um ataque cardíaco há 5 anos, ficando durante 7 minutos em morte clínica. Agora, revela através da sua arte o que acredita ser …

Já há provas: Homem de Neandertal ocupou Vale do Côa antes do Homo sapiens sapiens

Uma equipa multidisciplinar colocou a descoberto, no Vale do Côa, provas que mostram "com clareza" que o homem de Neandertal ocupou de forma continuada aquele território antes da chegada do Homo sapiens sapiens. "A presença continuada …

Cristiano Ronaldo diz que foi "uma decisão fácil" escolher a Juventus

O futebolista português disse que escolher a Juventus "foi uma decisão fácil", tendo em conta a dimensão do clube campeão italiano, pelo qual assinou por quatro anos, após nove épocas no Real Madrid. "Como disse muitas …

Trump e Putin congratulam-se com cimeira "produtiva e útil"

Os Presidentes dos EUA e da Rússia congratularam-se, em Helsínquia, com a sua primeira cimeira, que consideraram produtiva e muito útil, respetivamente. “Acabo de concluir uma reunião com o Presidente Vladimir Putin sobre uma série de …

Apenas 9% da população idosa portuguesa é saudável

A população idosa portuguesa tem baixos níveis de saúde, em comparação com a de outros países europeus, de acordo com “o maior estudo” sobre envelhecimento realizado na Europa e esta segunda-feira divulgado pela Universidade de …

Câmara de Lisboa vai sortear casas a preços baixos para a classe média

A Câmara de Lisboa assina, nesta segunda-feira, um protocolo com o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social que lhe vai permitir sortear vários imóveis desta entidade, para arrendamento a preços baixos, por famílias da …

"Num país a sério, já havia chefes militares e um ministro demitido"

"O caso de Tancos é uma vergonha nacional." Palavras de Luís Marques Mendes que no seu habitual espaço de comentário na SIC, referiu ainda "se este fosse um país a sério, já havia chefes militares …

Adeptos da Juventus receberam Ronaldo em delírio (e com um pedido especial)

A loucura tomou conta da cidade de Turim, casa da Juventus, com a chegada de Cristiano Ronaldo. O jogador português é hoje apresentado oficialmente como reforço do clube italiano, após nove épocas no Real Madrid, …

Pensões atribuídas este ano pela Segurança Social vão ser recalculadas

As pensões atribuídas este ano pela Segurança Social vão ser recalculadas, de acordo com a portaria publicada esta segunda-feira em Diário da República, que permite revalorizar os salários que servem de base ao cálculo das …

Mergulhador disse-lhe para meter o submarino onde dói mais. Musk chamou-lhe "pedófilo"

Elon Musk, o multi-milionário da Tesla, envolveu-se numa acesa troca de insultos no Twitter com um dos mergulhadores que participaram no resgate das 12 crianças da Tailândia, chegando mesmo a chamar-lhe "pedófilo". O CEO da Tesla …