Linha da EDP causou incêndio de Pedrógão Grande (e um segundo fogo nunca foi registado)

Paulo Cunha / Lusa

Incêndio em Pedrógão Grande

Um novo relatório, encomendado pelo Governo, conclui que o grande incêndio de Pedrógão Grande começou por causa de uma linha de média tensão da EDP que terá entrado em contacto com a vegetação. Essa circunstância terá provocado dois fogos, em locais distintos, sendo que um deles nunca foi registado.

Este relatório encomendado pelo Ministério da Administração Interna à Universidade de Coimbra, no rescaldo do incêndio de Pedrógão Grande, que vitimou 64 pessoas, foi divulgado esta segunda-feira, no portal do Governo.

O documento com quase 250 páginas que foi elaborado pelo Centro de Estudos sobre Incêndios Florestais (CESIF) da Universidade de Coimbra, afasta causas naturais, como raios ou mão criminosa, e aponta “a convicção fundamentada” de que o incêndio terá sido causado “por contactos entre a vegetação e a linha eléctrica de média tensão” da EDP.

Essa circunstância terá levado a duas “ignições”, em Escalos Fundeiros e em Regadas, conforme aponta o relatório. E quanto ao incêndio de Regadas, nem a PJ, nem a GNR, ou sequer “a senhora Ministra da Administração Interna e o Secretário de Estado da Administração Interna” tinham conhecimento da sua existência, refere o documento.

“O incêndio de Regadas foi menosprezado, tendo até à junção com o incêndio de Escalos Fundeiros, apenas um meio pesado de combate terrestre dedicado. Não há registo oficial deste incêndio, que foi de grande relevância e várias entidades desconheciam até a sua existência”, frisa o relatório, considerando que esta circunstância não permitiu dominar o fogo atempadamente, contribuindo decisivamente para a tragédia.

O CESIF faz ainda questão de responsabilizar a EDP pela “deficiente gestão de combustíveis na faixa de protecção da linha” e alerta que este alegado desmazelo da eléctrica pode ser a origem de outros incêndios pelo país.

EDP diz-se “chocada” e nega conclusões do relatório

“Estamos estupefactos, até chocados com as conclusões do relatório”, é a reacção do presidente do Conselho de Administração da EDP Distribuição, João Torres, perante as conclusões do relatório, em declarações à TSF.

Este responsável assegura, já em declarações à Lusa, que a linha eléctrica estava com a protecção “bem constituída”, refutando, assim, as conclusões do documento elaborado pelo CESIF.

João Torres garante que tinha sido efectuada uma inspecção “muito recentemente”, pelo que diz que a EDP Distribuição está “confortável” e certa de que a linha estava com “a protecção bem constituída”.

“Nós investimos anualmente cerca de cinco milhões de euros na manutenção das faixas de protecção, todos os anos fazemos a inspecção visual, com laser e helicóptero, de 14 mil quilómetros, fazemos um trabalho no terreno em 7.500 quilómetros destas faixas, e é com alguma surpresa que somos apontados como tendo menos cuidado neste trabalho”, afirma ainda o responsável da eléctrica nacional.

Críticas à remodelação no comando da Protecção Civil

Este novo relatório sobre Pedrógão antecipa aquilo que aconteceu, entretanto, neste domingo, 15 de Outubro, com vários incêndios pelo país, no pior dia do ano em termos de fogos em Portugal, com um desfecho trágico de 37 mortes.

O relatório do CESIF questiona também a necessidade da “remodelação profunda” que foi feita no início de 2017 na estrutura de comando da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), considerando que o processo de nomeação dos comandantes distritais “foi concluído demasiado tarde“, muito em cima da época de incêndios.

“A função de comando no sistema nacional ou distrital da ANPC requer qualificações e experiência que não são fáceis de adquirir em pouco tempo”, considera o documento.

“Por muito rico que o nosso país seja em pessoas, com as qualificações e experiência requeridas para o exercício destes cargos, parece-nos que se deveria ponderar a conveniência de substituir ou manter em serviço pessoas com provas dadas, para assegurar a estabilidade do sistema e, por outro lado, de dispor de critérios e escolha muito exigentes para a escolha e nomeação de novos comandantes”, frisa o relatório publicado no portal do Governo.

Aquando da tragédia em Pedrógão Grande, alguns comandantes e ex-comandantes da Protecção Civil questionaram as profundas alterações levadas a cabo no comando da ANPC, acusando que tiveram motivações políticas, com o intuito de nomear “boys” do PS.

O relatório da Comissão Técnica Independente que analisou as circunstâncias do incêndio de Pedrógão Grande aponta também falhas graves no comando de operações da Protecção Civil, nomeadamente no combate inicial ao incêndio.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A EDP está chocada… então porque é que passados 15 dias dos incêndios de Pedrógão andaram pelo País a fazer limpeza de ramagenst e a podar árvores nas proximidades das linhas de média/alta tensão?
    Aparentemente eles já saberiam de alguma coisa e quiseram limpar responsabilidades.

  2. Não é nenhuma novidade, no concelho de Oleiros já aconteceu por diversas vezes. a ultima aconteceu no inicio desta época de fogos no lugar de Banhado – Oleiros.

RESPONDER

Queda de helicóptero da TV Globo faz duas vítimas mortais

Um helicóptero da Rede Globo caiu, esta terça-feira, na Praia do Pina, no Recife, provocando duas vítimas mortais. Um helicóptero da TV Globo caiu esta terça-feira na praia do Pina, em Boa Viagem, na zona sul …

Tribunal de Beja pediu exame psiquiátrico a um morto

A Directora de Psiquiatria do Hospital de Beja nem queria acreditar quando recebeu do tribunal da cidade uma solicitação para realizar uma perícia médico-legal psiquiátrica a um morto. "Obviamente, não é possível", foi a resposta. Ana …

Erupção violenta no vulcão Mayon pode estar iminente. 40 mil pessoas procuram abrigo

O monte Mayon, o vulcão mais ativo das Filipinas, continuou esta terça-feira a emitir lava e cinzas, obrigando cerca de 40 mil habitantes a procurar abrigo em centros de evacuação. A lava foi projetada até 700 …

Polícia quer enviar cães pisteiros à Casa dos Horrores para procurar cadáveres

A polícia norte-americana quer enviar cães pisteiros nas novas buscas à casa do casal Turpin, acusado de ter mantido em cativeiro durante vários anos os seus 13 filhos, em Perris, na Califórnia, para procurar eventuais …

Portugueses fogem da Venezuela e refazem a vida em Madrid

Madrid é uma cidade de refúgio de muitos luso-venezuelanos, principalmente jovens da segunda e terceira geração de emigrantes portugueses, que falam melhor castelhano e que tiveram de sair da Venezuela. "Viemos para Madrid devido à situação …

Corrida para evitar a nova lei já esgotou os eucaliptos nos viveiros

A semente de eucalipto mais recomendada pelas celuloses, por crescer mais depressa, está esgotada nos viveiros devido à corrida dos proprietários que tentam fazer novas plantações antes da entrada em vigor da nova lei que …

"Tinham que meter Manuel Vicente no processo"

Orlando Figueira, o ex-procurador do Ministério Público (MP) acusado de ter recebido subornos de Manuel Vicente, o ex-vice-presidente de Angola, negou todas as acusações de que é alvo. Em tribunal, Figueira ilibou Manuel Vicente e …

Nem escondido num porta-bagagens Puigdemont vai poder regressar a Espanha

Espanha montou um sistema de vigilância para assegurar a prisão do líder independentista Carles Puigdemont no caso de este tentar regressar à Catalunha, mesmo que tente voltar escondido num porta-bagagens. O ministro da Administração Interna espanhol, …

Papa Francisco pede desculpa por ter "magoado" vítimas de abusos sexuais

Esta segunda-feira, Papa Francisco pediu desculpa às vítimas por ter usado uma expressão menos feliz ao exigir que apresentem provas de que o bispo chileno Juan Barros encobriu um sacerdote condenado por abusos sexuais. Durante a …

75 famílias afetadas pelos incêndios aceitaram indemnizações propostas

A Provedora da Justiça revelou que 75 famílias afetadas pelos incêndios de junho e outubro aceitaram as indemnizações propostas. De acordo com o Jornal de Notícias, até esta terça-feira, a Provedora de Justiça recebeu 162 requerimentos …