Tancos: Cristas ataca Ferro Rodrigues por “proteger o PS”. Presidente da AR responde

José Sena Goulão / Lusa

A presidente do CDS, Assunção Cristas

A presidente do CDS-PP acusou o presidente da Assembleia da República de “proteger o PS” ao ter recusado enviar, ao Ministério Público, as declarações do primeiro-ministro e do ex-ministro Azeredo Lopes a propósito de Tancos.

No final de uma manhã de campanha eleitoral para as legislativas, no Porto, a líder centrista, Assunção Cristas, voltou a atacar Ferro Rodrigues por ter “dado cobertura” ao PS para não marcar uma comissão permanente no Parlamento antes das eleições de domingo.

Cristas criticou “a inação” de Ferro quanto ao pedido dos centristas para que fossem enviadas para o Ministério Público as declarações, feitas no Parlamento, por António Costa e Azeredo Lopes, e que o CDS alega que podem considerar-se “declarações falsas”.

“Estou a referir-me, em concreto, à inação do presidente da Assembleia da República no que respeita às declarações, em vários momentos, ao parlamento, e que, no entender do CDS, deveriam ter sido remetidas para o Ministério Público. O senhor presidente da Assembleia ficou muito incomodado com o pedido do CDS, mas o CDS fica muito incomodado com presidente da Assembleia, que mostrou e mostra que está mais preocupado em proteger o PS, em proteger o Governo, do que proteger o parlamento enquanto instituição democrática”, disse Cristas.

A presidente do CDS recordou um caso recente, de declarações do empresário Joe Berardo, em que o Parlamento as remeteu para o Ministério Público.

Quando foi o Joe Berardo, não foi preciso nada para o senhor presidente enviar para as entidades competentes, em nome da dignidade da Assembleia da República”, explicitou, salientando, contudo, que quando “há possibilidade alegadamente de haver falsas declarações” do primeiro-ministro e do ex-ministro da Defesa “já acha que está tudo muito bem e que a dignidade da Assembleia da República não será afetada”.

“Inapropriada, incorreta e injustificada”

Numa nota entregue esta quarta-feira à conferência de líderes, que decidiu não agendar um debate sobre Tancos na comissão permanente antes do final da campanha eleitoral, Ferro Rodrigues considerou “inapropriada, incorreta e injustificada” a forma como Assunção Cristas o interpelou sobre o assunto e recordou que todas as declarações, tanto de Costa como de Azeredo, são públicas.

“Uma coisa é o Parlamento sentir que foi posto em causa com eventuais declarações falsas e que tem de ter proatividade e ação em enviar para o MP. Outra coisa é o Parlamento não se sentir incomodado com essa possibilidade e achar que é o MP que, se quiser, vai buscar esses elementos”, criticou ainda.

Para Assunção Cristas, a atitude de Ferro “prova” que “não se sentiu incomodado” e “não acha que uma hipótese de falsas declarações de membros de membros do Governo, que o Parlamento deve fiscalizar e escrutinar, sejam razão suficiente para as enviar para o MP”.

Os partidos da esquerda também foram alvo da líder centrista, acusando os parceiros do PS nestes quatro anos de governação, PCP, BE e PEV, de terem mudado de opinião sobre a convocação da comissão permanente para discutir Tancos. E insistiu na ideia dos centristas de, depois das eleições de domingo, criar uma nova comissão parlamentar de inquérito para apurar as responsabilidades políticas ao furto de material militar de Tancos, em 2017.

“Registo que os partidos mais à esquerda, que branquearam a ação do Governo na primeira comissão de inquérito [a Tancos], agora dizem que é importante”, mas disseram o mesmo sobre a comissão permanente, e hoje “acabaram por dar o apoio ao PS” na conferência de líderes.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O desespero deste partideco, leva a atitudes destas. Mas vindo deste Clube-De- Soberbos, nada mais me admira !….. só lhe falta atacar o Padre da Paroquia que frequenta !

RESPONDER

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …

Irão corta acesso à Internet após protestos contra a subida do preço da gasolina

O Irão cortou o acesso à internet no sábado, após os protestos contra o aumento do preço da gasolina, que provocaram fortes confrontos entre manifestantes e forças de segurança. O Irão cortou o acesso à internet …

A maior parte das Testemunhas de Jeová não apresenta queixa em caso de abuso sexual. Mas uma nova lei pode alterar essa realidade

Em casos de abuso sexual dentro organização religiosa Testemunhas de Jeová, a maior parte das vítimas não acusa os agressores por receio de serem excluídas, revelou um artigo da Vice. Agora, uma nova lei norte-americana, …

Hong Kong. Agente atingido por flecha e operação policial reforçada com canhão de água

Um polícia foi atingido numa perna por uma flecha lançada por manifestantes antigovernamentais e pró-democracia, informaram as forças de segurança, que reforçaram a operação no local com um canhão de água. Um polícia foi atingido …

Príncipe André nega ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

O príncipe André, filho de Isabel I, é acusado de ter abusado sexualmente de Virginia Giuffre, uma jovem que na altura tinha 17 anos. O caso remonta ao dia 10 de março de 2001 e, este …