Costa quer abrir tudo a 1 de Junho. Micro-empresas vão ter apoios até 5 mil euros

João Relvas / Lusa

“Reanimar a economia é reanimar a vida”. É António Costa quem o diz, assumindo a esperança de que no próximo dia 1 de Junho seja possível “abrir todas as actividades”. O primeiro-ministro também anunciou apoios de “até 80% a fundo perdido” para as micro-empresas “para a aquisição de material de protecção”.

O anúncio foi feito por António Costa depois da assinatura de um protocolo de cooperação entre a Confederação do Comércio e Serviços (CCP) e a Direcção-Geral da Saúde (DGS), no Palácio da Ajuda, em Lisboa.

O primeiro-ministro referiu que o Governo vai dar um apoio de entre 500 euros a 5 mil euros, com 80% a fundo perdido, às micro-empresas “para a aquisição de material de protecção”.

As candidaturas a estes novos apoios estarão disponíveis a partir de 11 de Maio num processo que deverá ser simplificado.

“Na segunda-feira, Portugal vai dar um passo para começar a reabrir muitas das actividades do sector comercial que foram encerradas por necessidade de contenção da pandemia de covid-19, mas a retoma é essencial que seja feita com segurança para quem trabalha nos estabelecimentos e dos clientes”, declarou o líder do executivo.

António Costa reforçou que a existência de condições de segurança “é fundamental para que os portugueses regressem com confiança aos estabelecimentos comerciais: cabeleireiros, barbeiros, institutos de beleza, stands de automóveis, livrarias ou lojas de roupa”.

“Além das normas gerais que o Governo tem vindo a trabalhar em sede de concertação social, tendo em vista a higiene e protecção no trabalho – normas transversais a todos os sectores -, há depois, naturalmente, especificidades próprias de cada ramo. Quem vai experimentar um carro tem condições diferentes de quem vai experimentar uma gravata”, comentou, a título de exemplo.

O primeiro-ministro também deixou clara a importância de “retomar, passo a passo, um maior nível da actividade na sociedade portuguesa”, considerando que “reanimar a economia é reanimar a vida“.

“Esperamos que no dia 1 de Junho possamos abrir todas as actividades”, sustentou ainda.

Na conferência de imprensa após a assinatura do protocolo entre a CCP e a DGS, a directora-geral de saúde, Graça Freitas, tratou de alertar que “o risco não desapareceu“, defendendo que a actividade económica deve regressar de forma “progressiva, faseada, cautelosa, mas também segura”.

“Portugal pode orgulhar-se de níveis de higiene e segurança no comércio, nos serviços e restauração que estão aos níveis melhores do mundo“, vincou, por seu turno, o ministro da Economia, Siza Vieira.

Já o ministro do Planeamento, Nelson de Souza, esclareceu que os apoios às micro-empresas destinam-se aos “equipamentos”, mas também aos “serviços”.

Por fim, o presidente da CCP, João Vieira Lopes, reforçou que a “reabertura da actividade económica” a partir de segunda-feira “é uma necessidade” e “um risco necessário”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

    • Este meu comentário já não tem razão de ser porque era uma resposta à alguém que tinha postado uma frase bastante indelicada em relação ao 1.º Primeiro Minsitro. Acho que a liberdade de expressão que todos prezamos não se coaduna com atitudes grosseiras e mal educadas. Como o comentário, presumo, foi retirado deixa de fazer sentido o meu. Só para que conste.

  1. “Microempresas vão ter apoios até 5 mil euros “ – isto é pura demagogia ! Propaganda política deste snr Costa : Qual é a micro-empresa (com 1 a 10 trabalhadores ) que vai gastar 5 mil euros em EPI ? Nenhuma ! Por isso não venha este Senhor Costa mandar areia para os olhos do pequeno empresário … Qual apoio ? Que meta esse apoio em certo sítio … Já agora , para o COVID nenhum apoio deste governo socialista é real: Layoff não pagaram ; moratória crédito á habitação é a favor do banco ! (que cobra o seguro vida durante a moratória, encarecendo no final o valor do credito). Este governo marxista -leninista é contra o capital e aqueles que empreendem, justamente o micro-empresário … Já agora “Falei e disse “ imberbe és tu !!! Seu burro…

  2. Linhas de apoio as pequenas e medias empresas uma autentica vergonha, 1ª linha de apoio esgotou em menos de uma semana, 2ª linha de apoio para empresas de metalomecânica e metalúrgicas, não esgotou mas foi suspensa uma autentica vergonha, empresas que concorreram ás linhas de apoio para garantir salários aos funcionários pelo menos durante 4 meses para não irem para lay-off ou mandá-los para o desemprego não tiveram acesso a estes apoios, que pelos vistos foram atribuídos somente a amigos, compadres ,familiares e pagar favores.

RESPONDER

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …

Astronautas da NASA fizeram partidas por telefone para "matar" tempo durante o regresso à Terra

Os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley fizeram algumas partidas por telefone durante o regresso à Terra a bordo cápsula Dragon, da empresa SpaceX de Elon Musk, num voo que foi duplamente histórico. …

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …

Norte-americano detido depois de usar fundos da covid-19 para comprar um Lamborghini

As autoridades dos Estados Unidos detiveram um empresário que comprou um carro de luxo da marca Lamborghini com dinheiro que recebeu de programas federais para ajudar os afetados pelo novo coronavírus (covid-19). A notícia é …

FC Porto e Benfica disputam Supertaça a 23 de dezembro

O jogo da Supertaça, que vai opor o FC Porto ao Benfica e que deveria a abrir a temporada 2020/21, vai disputar-se a 23 de dezembro, anunciou, esta quarta-feira, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Em …