Costa preferia Orçamento inicial, mas “acima de tudo” não queria sair do Euro

partidosocialista / Flickr

O primeiro-Ministro António Costa

O primeiro-Ministro António Costa

O secretário-geral do PS, António Costa, afirmou esta quarta-feira que preferia a versão inicial do Orçamento do que a final negociada com Bruxelas, mas que importava “acima de tudo” continuar na zona euro.

Numa sessão pública com militantes socialistas sobre a proposta de Orçamento do Estado para 2016, questionado sobre quais as expectativas de mudança na zona euro após ter estado envolvido em negociações difíceis com a Comissão Europeia, Costa afirmou estar “confortável” com a versão atual, sublinhando que a proposta de OE cumpre os compromissos com os parceiros europeus e com os partidos da esquerda que apoiam o Governo.

“Se me perguntam se o resultado da negociação melhorou o Orçamento, não quero ser imodesto e digo não, porque a versão inicial preparada era melhor do que a final. Mas quem quer participar numa união, quem tem que partilhar regras comuns, tem que estar disponível para o compromisso, para ceder onde pode ceder, para não ceder onde não pode ceder e, ainda, para ganhar aquilo que tem de ganhar”, respondeu o secretário-geral do PS.

“Gostava mais da versão inicial do Orçamento. Mas, agora, entre ter a versão inicial do Orçamento e deixar de estar na zona euro, ou ter a versão final e continuar na zona euro, então eu prefiro ter a versão atual“, declarou o Primeiro-ministro, aplaudido pela plateia.

Respondendo às críticas de quem acusa o governo de “dar com uma mão o que tira com a outra”, o Primeiro-ministro garantiu ainda que as famílias vão ter “mais 700 milhões de euros em rendimentos em 2016”.

Pelas contas do Governo, o conjunto das medidas de aumento de rendimento das famílias ascende a 1.372 milhões de euros milhões de euros, enquanto as medidas de subida de impostos estão avaliadas em cerca de 600 milhões de euros, chegando-se assim a um ganho líquido de mais de 700 milhões de euros.

O primeiro-ministro voltou ainda a manifestar a intenção de ver aplicadas as 35 horas de trabalho semanal a partir de julho, mas sublinhou que isto terá de ocorrer “sem aumento global da despesa”.

Costa diz que cabe a cada diretor de serviços gerir os recursos humanos “sem ultrapassar aquela despesa” e garante que “não há qualquer divergência no governo” sobre esta matéria e que nas reuniões desta quarta feira com a UGT e a CGTP “ficou muito claro o objetivo e a forma de aplicar o horário das 35 horas, garantindo que não há aumento global da despesa”.

ZAP

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Malabarista é o que tu és Costa, pareces o vendedor da banha da cobra. Criticas os outros que estavam no poleiro agora que lá estás tu é tudo pelo bem dos portugueses coitadinhos… os outros que lá estavam faziam aumentos de impostos mas não era p/ o futuro bem dos portugueses, só quando os PS fazem aumento de impostos é que é p/ o bem dos portugueses. Até quando portugueses é que sois enganados? Todos os politicos são maus mas dentro dos maus temos de escolher os menos maus. Abram os olhos. BASTA de tanta mentira.

  2. Só sabem falar nos funcionários públicos! Parece que para este governo existem portugueses de primeira (os públicos que sempre foram protegidos) e portugueses de segunda que são os que trabalham no mercado privado… mete nojo este Costa!

    • Pois… sempre foi assim e sempre vai ser… uns trabalham os outros ganham…
      Ainda dizem que são os pretos… trabalham menos (35 horas) reformas mais cedo (30 anos de descontos), ganham mais, mais ferias direito à greve, a fazer ponte mesmo quando não é feriado… e muito mais…
      O preto (do privado), trabalha 40 horas, ganha uma miséria, não tem direitos reforma aos 65 anos, greve vai logo para o desemprego, pontes sim mesmos um dia de ferias… e muito mais…

  3. Pois o senhor Costa quer tudo tal e qual como um menino mimado e embirrante que pensa ter direito a tudo e os outros nada depois entra em conflito com a concorrência.

  4. As coisas parecem estar a correr mal dentro e fora do país para o governo e seus parceiros e é interessante verificar que nos últimos dias para justificar as cedências e o fracasso das negociações em Bruxelas vêm agora dizer que o governo anterior deixou a situação financeira mais difícil do o que esperavam mas aqui estendem-se ao comprido porque assim que se apoderaram do Poder começaram por implementar leis de esbanjamento como se o país vivesse à rica em contradição com o que vinha sendo praticado pelo governo anterior, como os avisos e exigências de Bruxelas foram em sentido contrário e como não querem ceder nos esbanjamentos estão obrigados a aumentar impostos e de que maneira para os alimentar, daí desculpam-se agora com a governação anterior.

  5. Promessas enganosas porque vão custar muito mais aos portugueses, percas de qualidade no serviços públicos, percas de competitiva de, desconfiança desenvestimento descréditos juros a custos impagáveis, desemprego, miséria.
    As esquerdas sempre em nome do povo mais simplório destruíram as economias e levaram todos á miséria.

RESPONDER

Abundância de metais raros aponta para uma estrela companheira desaparecida da supernova Cassiopeia A

Uma análise espectroscópica por astrofísicos do instituto RIKEN (Japão) sugere que a estrela massiva que explodiu para formar a supernova conhecida como Cassiopeia A provavelmente tinha uma estrela companheira que ainda não foi descoberta. Isto …

BMW vai começar a cobrar mensalidade pelo smart cruise e aquecedores de assentos

A BMW vai começar a cobrar uma mensalidade ou anuidade aos condutores por várias funcionalidades opcionais dos seus automóveis. Smart cruise, faróis inteligentes e aquecedores de assentos são algumas funções que passarão a ser cobradas periodicamente …

Uma boa higiene oral ajuda a travar a covid-19. Os especialistas explicam porquê

Especialistas espanhóis defendem que uma boa higiene oral ajuda a travar a covid-19, uma vez que o novo coronavírus se concentra inicialmente no nariz e boca, sendo também expelido através destas vias. "Na fase inicial …

"Muito angustiado". Papa diz sofrer com a transformação de Santa Sofia em mesquita

O Papa Francisco afirmou este domingo estar "muito angustiado" com a conversão, decidida pela Turquia, da antiga basílica de Santa Sofia numa mesquita, após a oração dominical do Angelus. “O mar leva o meu pensamento um …

Gestor de ativos norte-americano diz que o ouro é o "verdadeiro bitcoin" (e explica porquê)

Um gestor de ativos norte-americano disse, em entrevista à CNBC, que acredita que o outro é o "verdadeiro bitcoin" - e explicou porquê. O preço do ouro, "investimento-refúgio" racional para investidores em tempos de crise …

Fortuna de Jeff Bezos não pára de engordar. Acabou de atingir um novo recorde

A fortuna do fundador e CEO da Amazon, Jeff Bezzos, acaba de quebrar um novo recorde ao atingir os 182,6 mi milhões de dólares. Os números foram avançados esta semana pela revista Forbes, que detalha que …

Portugal não pode chegar ao inverno com a situação atual, alerta epidemiologista

Portugal corre o risco de não conseguir responder a um ressurgimento de casos de covid-19 no inverno, afirmou este sábado o médico de Saúde Pública Ricardo Mexia, considerando que o país não pode chegar a …

Pela primeira vez, nasceu um raro par de elefantes gémeos no Sri Lanka

Um raro par de elefantes gémeos foi encontrado num parque nacional no Sri Lanka. É a primeira vez que o país regista crias gémeas, que são extremamente raros em elefantes. Os dois animais, que terão entre …

Teste aos forcados e lotação reduzida. Publicadas as novas regras para as touradas

A temporada taurina retoma com praças com lotação de 50%, uma reivindicação do sector que viu este sábado ser publicada pela Inspeção-Geral das Atividades Culturais (IGAC) uma acualização às normas discutidas com a DGS. “O que …

Trump propôs "vender" Porto Rico após a passagem do furacão Maria, revela ex-funcionária

Elaine Duke, ex-secretária adjunta de Segurança Interna do presidente dos EUA disse que Donald Trump propôs "alienar" ou "vender" a Comunidade de Porto Rico depois de a ilha ser atingida pelo furação Maria, em 2017. "As …