Costa pode congelar salários da Função Pública

Fernando Veludo / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa

O governo insiste que não há Plano B com mais austeridade, mas entre as garantias às autoridades europeias, para evitar as sanções, apresenta o congelamento de salários na Função Pública, em 2017, como uma das “almofadas financeiras” para conseguir cumprir as metas orçamentais.

Entre as garantias apresentadas a Bruxelas, para evitar as sanções, outra das “almofadas” são cativações de 346,2 milhões de euros (cerca de 0,2% do PIB) de despesa que serviriam para reforçar os orçamentos dos serviços públicos e que assim serão aplicados no controle das contas, caso seja necessário, conforme refere o Público.

O Público nota ainda que Costa apresenta como forma de atenuar o défice a possibilidade de não usar as reservas orçamentais de 196,6 milhões de euros, que se destinariam a lidar com despesas não previstas.

Contudo, para usufruir delas, é preciso que os serviços públicos não gastem mais do que o antecipado, o que reforça a ideia do controle dos gastos com pessoal e do congelamento dos salários.

O governo promete assim, o controlo das despesas com pessoal nos serviços públicos e, de acordo com o Correio da Manhã, antecipa-se assim o congelamento de salários em 2017.

Centeno e Costa recusam ideia de medidas adicionais

Numa carta enviada às redacções, Mário Centeno não confirma esta ideia e salienta que “não há compromissos para medidas adicionais de austeridade nem para 2016 nem para 2017”, conforme cita o Público.

Também o primeiro-ministro garantiu que “não há qualquer alteração ao Programa de Estabilidade” e que “não há qualquer tipo de medidas adicionais”.

No relatório enviado a Bruxelas, com as alegações do governo português no âmbito do processo de sanções em curso, o Executivo refere que as estimativas mais recentes indicam que o custo da reversão gradual dos cortes salariais “é 97 milhões de euros mais baixo do que o que foi inicialmente previsto no orçamento, o que gera uma almofada extra na execução orçamental”.

No relatório revisto do Orçamento de Estado (OE) de 2016, o Governo tinha estimado que a reversão gradual dos cortes salariais na função pública teria um custo de 447 milhões de euros este ano. De acordo com os números agora apresentados, o custo será afinal, de 350 milhões de euros.

O Executivo de Costa acrescenta que a eliminação dos cortes salariais “vai decorrer ao longo de três anos” e que “não aconteceu apenas em 2016”, o que significa que este impacto só vai assim, reflectir-se na totalidade no final de 2017.

Além disso, o governo nota que os salários foram congelados em 2010, o que quer dizer que “a eliminação dos cortes vai restabelecer os salários no seu nível nominal de 2009”, já que “não estão a ser implementados aumentos nominais” dos salários da função pública.

Notando que o emprego público caiu perto de 10%, o dobro do previsto no programa de resgate, o governo conclui que “os custos salariais em 2017 vão estar abaixo dos de 2009, ainda que os salários nominais de 2017 sejam os mesmos de 2009”.

A Comissão Europeia tem agendado um primeiro debate, na reunião do Colégio de Comissários desta quarta-feira, sobre o processo de sanções por défice excessivo aberto contra Portugal e Espanha.

“O Colégio de Comissários manterá um primeiro debate sobre a proposta remetida pela Comissão ao Conselho (da União Europeia) sobre Portugal e Espanha, mas sem que haja qualquer decisão”, disse o porta-voz da Comissão Europeia, Margaritis Schinas, na habitual conferência de imprensa diária.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. os bff_os_tretas estão a levar isto num caminho giro estão!

    são uma anedota…e o problema é que não há quem tome realmente conta do país.

  2. No entanto com a carga de impostos que estas mulas (PaF’s e geringonças) mantém, ganhamos todos (públicos e privados) menos do que em 2009! exeção feita aos salários mínimos claro.

    • Errado. Os que têm salário mínimo tb acabam por ganhar menos. Basta precisarem de usar o carro na sua rotina que no final do ano sobra bem menos, à custa da subida dos combustíveis.

  3. E eu feito estúpido a pensar que além de terem descoberto uma geringonça, a mesma até podia funcionar…
    Santa ignorância…

  4. se congelamos uma coisa que ja está congelada, será que podemos dizer que o costa vai ultra-congelar os salarios? lol.
    se querem arranjar dinheiro é facil: acabar com os carros e mordomias dos politicos, acabar com certos apoios de fundações que nao fazem nada a nao ser receber dinheiro do estado, acabar com a boa vida dos ex-presidentes (parece que fcam com tantas regalias como se fossem presidentes. obrigar os “ladores” que lesaram os bancos a pagarem o que devem, etc.
    adoptando estas e mais medidas, escusam de sacrificar o povo
    pelo que vejo so sabem prometer, quando chega a hora de retribuir, nao pode ser porque o pais está em crise (crise que os politicos criaram)

Conselho de Disciplina instaura dois processos disciplinares a Varandas

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) instaurou, esta quinta-feira, dois processos disciplinares ao presidente do Sporting, na sequência das declarações proferidas sobre o seu homólogo do FC Porto e das …

Há infetados que escondem a doença com medo de perder o salário

O médico António Pais Lacerda, diretor do serviço de Medicina Interna II do Hospital Santa Maria, em Lisboa, alerta que o medo de perder salário ou emprego leva pessoas infetadas com o novo coronavírus …

Tottenham perde frente ao Antuérpia. Mourinho "rasga" equipa: "Queria fazer 11 substituições ao intervalo"

O Tottenham perdeu esta quinta-feira frente ao Antuérpia, na segunda jornada da Liga Europa de futebol, levando o treinador português José Mourinho a criticar a sua equipa. "Queria fazer 11 substituições ao intervalo", admitiu. No …

PCP sobe fasquia no OE2021. Quer mais um escalão de IRS

O PCP quer que o Orçamento do Estado para 2021 contemple a criação de um novo escalão de IRS, segundo uma das dezenas propostas de alteração ao documento que os comunistas fizeram chegar ao Parlamento. Em …

Equipas lusas 100% vitoriosas na jornada europeia. Gaitán estreou-se com um grande golo

O SC Braga e o Benfica venceram esta sexta-feira as partidas a contar para a Liga Europa, depois de o FC Porto ter também saído vitorioso do jogo que disputou frente aos gregos do Olympiacos …

Mutação do coronavírus pode ter tido origem em Espanha (e isso pode explicar a segunda vaga)

Análises realizadas pela Universidade de Basileia, a Escola Politécnica Federal de Zurique e o consórcio espanhol SeqCovid-Spain, liderado pelo Conselho Superior de Investigação Científica, mostram que a nova variante se espalhou pela Europa e outras …

Arqueólogos encontraram lamas sacrificadas pelos Incas no Peru

Arqueólogos encontraram, no Peru, restos mortais mumificados de cinco lamas que foram sacrificadas pelos deuses Incas há cerca de 500 anos. De acordo com o site Live Science, as lamas mumificadas ainda estão adornadas com os cordões …

"Nunca vi nada assim." Ameaça terrorista é mais intensa do que nunca em França (e mais difícil de travar)

O ataque terrorista dentro de uma Igreja em Nice, com a morte de 3 pessoas, veio reforçar a ameaça do terrorismo islâmico em França. Já havia sinais e alertas oficiais de perigo numa altura em …

Costa recebe partidos esta sexta-feira. "Nenhuma medida está excluída", garante Costa

O primeiro-ministro recebe esta sexta-feira, em São Bento, os partidos com representação parlamentar para procurar um consenso para a adoção de medidas imediatas de combate à pandemia de covid-19. Além disso, o Governo vai auscultar …

Ratos-toupeira-nus foram apanhados a raptar bebés de outras colónias

Cientistas descobriram dois casos em que ratos-toupeira-nus foram raptados da sua colónia, tendo sido transformados em escravos. De acordo com o site Science Alert, embora os ratos-toupeira-nus (Heterocephalus glaber) sejam pequenos, têm grandes colónias compostas por …