Cinco pessoas condenadas à morte pelo assassinato de Khashoggi

pomed / Flickr

O Jornalista saudita Jamal Khashoggi

Um tribunal saudita condenou, esta segunda-feira, cinco pessoas à morte pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, no ano passado. Outras três pessoas foram condenadas com penas de 24 anos.

O procurador-geral da Arábia Saudita anunciou esta segunda-feira que cinco dos suspeitos pelo homicídio do jornalista Jamal Khashoggi foram condenado à morte e outros três foram condenados a penas de 24 anos. Segundo o jornal The Guardian, todos eles podem recorrer da decisão judicial.

O nome dos condenados não foi divulgado publicamente e os julgamentos foram feitos sob sigilo total, contando apenas com a presença de alguns diplomatas e membros da família de Khashoggi. De acordo com a BBC, um especialista da ONU concluiu que esta se trata de uma “execução extrajudicial”.

O príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, que assumiu a responsabilidade pelo assassinato de Khashoggi, por ter acontecido sob a sua supervisão, foi investigado, mas acabou por não ser condenado por nenhum crime. O príncipe sempre negou qualquer envolvimento no homicídio e apelou à sua inocência.

Erdogan tem dito várias vezes que não vai largar o caso, embora o presidente norte-americano Donald Trump tenha estado do lado da Arábia Saudita. Porém, o relatório da CIA aponta para a alta probabilidade de ter sido o príncipe a ordenar a morte do jornalista.

Khashoggi morreu dentro do consulado saudita em Istambul, a 2 de outubro de 2018, numa tentativa de ir mantendo a pressão sobre Riade. A estratégia, aparentemente, ainda tem mais mais gotas para preencher no mar de dúvidas sobre a morte do jornalista saudita, a avaliar pelas mais recentes declarações do presidente turco sobre esta matéria.

Depois de num primeiro momento terem negado o envolvimento no assassinato de Khashoggi, as autoridades de Riade avançaram posteriormente várias versões contraditórias. Agora, sustentam que Khashoggi foi assassinado durante uma operação não autorizada pelo poder saudita.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ou tudo isto não passará de uma farsa ou os cúmplices irão ter os dias contados e sabe-se lá se até algum inocente, tudo isto em nome de uma boa imagem dos governantes sauditas que no fundo terão sido os promotores do assassinato. O tal príncipe fica de fora como é evidente! Isto de se ser servidor de suas majestades até este ponto pode ter custos irreparáveis.

RESPONDER

Altice culpa ANACOM e Governo por despedimento colectivo (e ameaça deixar Portugal)

A Altice anunciou o despedimento colectivo de quase 300 trabalhadores depois das saídas de cerca de mil funcionários por mútuo acordo. Mas admite que continua a ter colaboradores "dispensáveis" e deixa o alerta de que …

PCP encerra jornadas parlamentares com sete páginas de críticas ao Governo

Sete páginas do discurso de encerramento das jornadas parlamentares do líder parlamentar do Partido Comunista Português (PCP), João Oliveira, foram dedicadas às queixas contra o Governo e o PS. As jornadas parlamentares do PCP terminaram com …

Um terço dos internados em UCI em Lisboa estava vacinado com a primeira dose

Cerca de um terço dos doentes com covid-19 internados em unidades de cuidados intensivos (UCI) na região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) já estava vacinado com a primeira dose quando deu entrada no …

Fernando Santos admitiu mudanças. Eis as mexidas que podem acontecer no "onze"

Fernando Santos admitiu promover alterações no onze inicial de Portugal frente à França. Eis a equipa que pode entrar em campo logo à noite. A derrota por 2-4 frente à Alemanha, no segundo jogo da fase …

MP pede pena de prisão efetiva entre dois e três anos para Armando Vara

O Ministério Público (MP) pediu, esta quarta-feira, a condenação de Armando Vara a uma pena efetiva próxima dos três anos de prisão por um crime de branqueamento de capitais, do qual foi pronunciado em processo …

Imunidade de grupo poderá ser atrasada. Jovens com mais de 18 anos vacinados a partir de 4 de julho

Henrique Gouveia e Melo, coordenador da task force para o Plano de Vacinação contra a covid-19, admitiu um atraso de até 15 dias na meta de 70% de população vacinada com a primeira dose, devido …

Supremo espanhol ordena libertação imediata dos nove políticos catalães

O Supremo Tribunal espanhol ordenou, esta quarta-feira, a libertação imediata dos nove líderes independentistas catalães condenados pela tentativa separatista de 2017, depois de o Governo ter concedido um indulto por "razões de utilidade pública". Segundo a …

Corona quer sair do FC Porto e tem uma escolha de eleição

Em final de contrato com o FC Porto, Jesús Corona olha para a porta de saída e vê no Sevilha a escolha de eleição para seguir a sua carreira. Jesús Corona termina contrato com o FC …

Índia alerta para variante Delta Plus, já presente em Portugal. É a chamada "mutação nepalesa"

A Índia alertou, esta terça-feira, para uma mutação da variante Delta, chamada Delta Plus, que já terá sido detetada em nove países, incluindo Portugal. O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge confirma que se …

PS acusa Rui Rio de "incoerência" por criticar Governo após palavras de Merkel

Sobre as críticas de Angela Merkel subscritas por Rui Rio, Ana Catarina Mendes lembra que, "em maio, o PSD criticava o Governo por não ter ainda anunciado a abertura aos voos do Reino Unido". A líder …