As mil e uma versões da Arábia Saudita. De morte acidental a crime premeditado

Erdem Sahin / EPA

A Procuradoria Geral da Arábia Saudita admitiu pela primeira vez, na madrugada desta quinta-feira, que o assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi foi premeditado. 

“As informações recebidas da Turquia através do grupo de trabalho conjunto ente a Turquia e a Arábia, indicam que os suspeitos do incidente realizaram a operação com uma intenção prévia“, revelou o promotor geral, citado pela agência estatal saudita SPA.

A conclusão das autoridades do Reino, entretanto também confirmada pela Reuters, deve-se às informações que agora chegaram por parte dos investigadores turcos.

Esta é mais uma das versões apresentadas pela Arábia Saudita, que inicialmente negou qualquer envolvimento no desaparecimento do jornalista, afirmando que Jamal Khashoggi teria saído do consulado da Arábia Saudita, em Instambul, ainda com vida.

Mais tarde, e depois de as autoridades terem corrigido a versão inicial, dando conta que o jornalista morreu no edifício, revelaram que a morte tinha ocorrido na sequência de uma “luta” corpo a corpo, entre agentes sauditas e Khashoggi – teria sido um acidente.

Agora, e depois de a Sky News avançar que os restos mortais do jornalista terão sido encontrados esta terça-feira no jardim da casa do cônsul da Arábia Saudita em Istambul, o Reino tem uma nova versão dos acontecimentos – um crime premeditado.

Esta versão vai ao encontro do que defendeu o Presidente turco. Erdogan foi perentório, afirmando não ter dúvidas: “Jamal Khashoggi foi assassinado de forma atroz e violenta”.

Ainda no dia ontem, o príncipe herdeiro saudita, Mohammad bin Salman, assegurou que a Arábia e Turquia estão a tomar todas as medidas para levar à Justiça os responsáveis pelo “crime hediondo” contra o jornalista saudita.

Desde de que Khashoggi desapareceu, a 2 de outubro, a Arábia tem apresentado diversas justificações para a sua morte. Vários líderes europeus já pediram justificações credíveis, tendo a Alemanha ido mais longe, suspendendo a venda de armas para o Reino.

ZAP // EFE / RT

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. A notícia diz: “Ainda no dia DE ontem, o príncipe herdeiro saudita, Mohammad bin Salman, assegurou que a Arábia e Turquia estão a tomar todas as medidas para levar à Justiça os responsáveis pelo “crime hediondo” contra o jornalista saudita.”

    Isto lê-se: “o príncipe herdeiro saudita, Mohammad bin Salman, assegurou que a Arábia e Turquia estão a tomar todas as medidas para o levar à Justiça a ele mesmo…” – quem não percebe que isto cheira a fantochada, não percebe nada. O gajo anda é a ver como é que culpa outros sauditas quaisquer pelo crime dele. Vai sobrar para algum bode espiatório.

    • Não tenhas duvidas que a Arábia Saudita já escolheu (e até já prendeu!) uma dúzia de desgraçados para pagarem as favas pelo serviço que os súbditos do principie executaram!!

  2. É pá…. tanta confusão… O homem foi ao consulado e enquanto esperava para ser atendido foi ao wc fazer a barba. Entretanto, chamaram-no… e no meio da pressa desmembrou-se todo. São coisas que podem acontecer.
    A outra também não disse que tinham sido os angolanos… dos diamantes a despachar o triatleta.
    Como dizem os americanos… Shit Happens!

  3. Não há solução e o bode espiatório vai ser mesmo o Príncipe Mohammed Bin Salman, não tem onde escapar. Será essa a decisão do Conselho dos Anciãos e ficam assim salvaguardadas as relações com a Turquia, os USA e os Europeus, incluindo a venda de bilhões de USD de armas pelos USA ao reino saudita, não esquecendo aquilo que a Alemanha, a França e outros vão vender. Quem não se mete nisso e venderia sempre alguma coisa, se fosse possível, é a Rússia. E, de facto, o que tem a ver com isso? Isso é assunto dos sauditas e dos seus aliados ocidentais que lhe perdoam tudo, até o financiamento dos terroristas do 11/9 e outros que matam por aí, às tortas e às direitas. Allah u Akbar! Allah u Akbar! Castigo para os assassinos do jornalista Khadoggi, e seus mandantes!

  4. Mas alguém duvidará quem é o responsável, o problema é que o homem é dono daquilo tudo e portanto está tudo dito e resolvido!.

RESPONDER

Cogumelos laminados

O consumo de cogumelos pode diminuir o risco de depressão

Além de reduzirem o risco de cancro e morte prematura, os cogumelos podem beneficiar a saúde mental de uma pessoa. Uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina de Penn State, nos Estados Unidos, analisou dados …

Os hipopótamos de Pablo Escobar começaram a ser esterilizados

O grupo de hipopótamos, mais uma parte do indesejado legado deixado na Colômbia pelo traficante de droga Pablo Escobar, está a ser esterilizado. Quando o Cartel de Medellín estava no seu auge, Pablo Escobar gastou parte …

Ian Brackenbury Channell, o "feiticeiro de Christchurch"

Duas décadas depois, uma cidade neozelandesa decidiu despedir o seu feiticeiro

Vinte e três anos depois, a autarquia de Christchurch, na Nova Zelândia, decidiu despedir Ian Brackenbury Channell, o famoso feiticeiro da cidade. Desde 1998 que Ian Brackenbury Channell era o "feiticeiro de Christchurch", sendo responsável por …

Um dos microscópios de Darwin vai a leilão. Esteve nas mãos da sua família durante quase 200 anos

Um microscópio que Charles Darwin ofereceu ao filho Leonard - e que esteve nas mãos da sua família ao longo de quase 200 anos - vai ser leiloado em dezembro e poderá valer cerca de …

Pedro Sánchez promete abolir a prostituição em Espanha, por considerar que esta "escraviza" as mulheres

Espanha é um dos países europeus com mais trabalhadoras na indústria do sexo, as quais são sobretudo originárias de países da Europa mais pobres, da América Latina e de África. O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez anunciou …

"Um milagre". Dois jovens sobreviveram quase uma semana no deserto australiano

Dois jovens, de 14 e 21 anos, sobreviveram durante quase uma semana no deserto, sem água e sem comida, depois de se terem perdido no Território do Norte, na Austrália. A polícia fala num verdadeiro …

Carlos Moedas

Moedas vai "dar tudo como presidente" e exige que seja respeitada a legitimidade do seu mandato

Carlos Moedas tomou posse, esta segunda-feira, como novo presidente da Câmara de Lisboa, tendo falado dos objetivos para o próximo quadriénio e deixado um elogio ao seu antecessor e alguns avisos à esquerda. Depois dos cumprimentos …

Chanceler austríaco Sebastian Kurz

Sondagens falsas e notícias favoráveis. O lado negro de Sebastian Kurz foi desmascarado

Sebastian Kurz e pessoas que lhe são próximas foram acusados de tentar garantir a sua ascensão à liderança do partido e do país com a ajuda de sondagens manipuladas e notícias favoráveis na imprensa, financiadas …

Tem uma carreira de sonho na Nike, mas cometeu um homicídio há 65 anos

O presidente da Jordan Brand, Larry Miller, revelou que, há 56 anos, matou um adolescente nas ruas de Filadélfia, nos Estados Unidos. O presidente da Jordan Brand — marca do ex-jogador de basquetebol Michael Jordan — …

Rio diz que decisão sobre eventual recandidatura está "quase tomada"

O presidente do PSD afirmou, esta segunda-feira, que a decisão sobre a sua eventual recandidatura está "quase tomada" e será anunciada em breve. Em declarações aos jornalistas à chegada à tomada de posse do novo presidente …