Restos mortais de Khashoggi encontrados no jardim da casa do cônsul da Arábia Saudita

Ali Haider / EPA

Os restos mortais do jornalista saudita Jamal Khashoggi terão sido encontrados esta terça-feira, avança a Sky News, no jardim da casa do cônsul da Arábia Saudita em Istambul.

Partes do corpo do jornalista saudita Jamal Khashoggi terão sido encontradas no jardim da casa do cônsul da Arábia Saudita em Istambul, na Turquia, avança esta terça-feira a televisão Sky News, citando fontes anónimas.

As mesmas fontes adiantam ainda que Jamal Khashoggi apresentava cortes no corpo e o rosto “desfigurado”.

Esta informação surge depois de, esta manhã, o Presidente da Turquia garantir que não te dúvidas: Khashoggi foi vítima de um crime atroz e premeditado. Recep Tayyip Erdogan, garantiu que o jornalista saudita, Jamal Khashoggi, foi vítima de um crime “atroz” e “violento”, planeado com dias de antecedência pelos sauditas.

“Até agora, as informações e provas que temos indicam que Jamal Khashoggi foi assassinado de forma atroz e violenta e, encobrir tal atrocidade, prejudicará a consciência de toda a humanidade”, disse o Presidente no parlamento turco, esclarecendo, contudo, que ainda é cedo para fazer acusações.

“Temos a certeza que foi assassinado no consulado”, começou por dizer aos deputados depois de prestar condolências à família de Khashoggi.

De acordo com Erdogan, Khashoggi foi vítima de um “assassinato planeado antecipadamente”, levado a cabo por 15 pessoas que chegaram à Turquia, em voos separados, exatamente para esse fim.

Erdogan precisou ainda aos deputados que houve duas equipas envolvidas no crime, uma das quais com nove elementos – incluindo de generais – que voaram da Arábia Saudita. As autoridades da Turquia tiveram conhecimento do desaparecimento do jornalista depois de uma queixa da noiva, que temia pela vida do noivo.

O Presidente revelou também que na manhã de 2 de outubro – dia em que o jornalista desapareceu – este grupo ligou a Khashoggi que, após este contacto telefónico, dirigiu-se ao consulado em Istambul, onde entrou por volta do meio dia e nunca mais foi visto.

Turquia quer mais respostas

Erdogan reiterou que o crime não pode ser encoberto e pediu a Riade mais respostas, acusando as autoridades sauditas de impedirem a investigação. “As provas sugerem que Khashoggi foi vítima de um assassínio horrível e de uma atrocidade que não pode ser encoberta”, afirmou o Presidente.

“Porque é que foram dadas tantas explicações incoerentes?”, questionou Erdogan, referindo-se às várias versões que foram sendo dadas pelo reino.

O Presidente da Turquia deixou várias perguntas à Arábia Saudita: “Porque é que estava uma equipa composta por 15 sauditas na Turquia? Por ordens de quem? Porque é que o consulado não foi aberto aos investigadores imediatamente? Porque é que existiram tantas declarações diferentes dos sauditas? Quem é o colaborador local que se livrou do corpo de Khashoggi? Os sauditas têm de responder a todas estas questões”, indagou o Presidente turco citado pelo jornal Público.

Erdogan perguntou ainda porque é que o corpo do jornalista ainda não foi encontrado, exigindo aos responsáveis que indicassem o seu paradeiro.

“Apelo à Arábia Saudita, ao rei Salman, guardião das duas mesquitas: o local onde o crime foi cometido foi Istambul. Peço-lhe que envie esses 18 detidos para serem julgados em Istambul. A decisão é sua, mas este é a minha proposta, o meu pedido”, disse Erdogan, confirmando as 18 detenções anunciadas pelas autoridades sauditas.

Erdogan apelou a uma “investigação imparcial”, com a cooperação de outros países, de forma a descobrir tudo o que aconteceu. “Eu não duvido da sinceridade do rei Salman. Dito isto, é preciso uma investigação independente. Este foi um homicídio político”, atirou ainda.

A Arábia Saudita acabou por admitir no sábado que o jornalista, crítico do poder em Riade e colaborador do jornal The Washington Post, foi morto nas instalações do consulado saudita em Istambul. No domingo, num discurso proferido numa cerimónia pública, Erdogan disse pretender “que se faça justiça” e que “toda a verdade será revelada a verdade nua”.

ZAP // RT / Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. “Eu não duvido da sinceridade do rei Salman. Dito isto o ditador Erdogan que também já fez das suas no seu país está já a procurar proteger o ditador árabe, como se alguém duvide de onde veio a ordem para tal barbaridade. Há países mesmo onde não é nada aconselhável meter os pés!.

    • Ele quis dizer que não duvida do rei saudita, mas sabe muito bem que isto tem mão do governo/príncipes sauditas!!
      E claro que ele só ficou chateado porque isto ocorreu na Turquia, porque o Erdogan está-se pouco lixando para a morte de alguém – ainda para mais sendo jornalista!…
      Engraçado é que estes dois (Turquia e Arábia Saudita) são muito amigos dos EUA…

RESPONDER

Paços de Ferreira 0-5 Benfica | Seferovic “parte tudo” na Capital do Móvel

Na noite deste sábado, o Benfica somou o sétimo triunfo consecutivo no campeonato, ao golear o Paços de Ferreira por 5-0, num embate relativo à 26.ª jornada do campeonato. A equipa de Jorge Jesus, que acabou …

Após terramotos e deslizamentos, a "cidade moribunda" de Itália ainda resiste no topo de uma montanha

Chamar-se a si mesmo de "Cidade Moribunda" pode não parecer a melhor forma de atrair turistas, mas Civita, em Itália, aprendeu a viver com o facto de estar a morrer. Há vários séculos, a cidade …

"Alexa, estou com calor." Já é possível controlar o ar condicionado de um Lamborghini apenas com a voz

A Amazon está a dar um grande passo na indústria automóvel ao integrar a Alexa no Huracán EVO da Lamborghini, não apenas para fazer perguntas, mas dando ao assistente virtual a capacidade de controlar as …

Nova tecnologia pode enviar luz solar para o subsolo

Investigadores da Universidade Tecnológica de Nanyang, na Singapura, inventaram um novo dispositivo que pode ajudar o país a iluminar a sua crescente infraestrutura subterrânea. A Singapura é um dos países que tem apostado cada vez mais …

Livro lança "caça ao tesouro" a urna de ouro oferecida por Inglaterra a França antes da Entente Cordiale

Um novo enigma literário está prestes a chegar às estantes de livros com uma recompensa incomum. Pistas em "The Golden Treasure of the Entente Cordiale" podem levar leitores no Reino Unido e França a um …

Para evitar casos de burnout, LinkedIn deu uma semana de férias aos quase 16 mil funcionários

O LinkedIn decidiu dar uma semana de férias (remunerada), que começou esta segunda-feira, a todos os seus funcionários espalhados pelo mundo. O objetivo? Desconectar, recarregar baterias e prevenir casos de burnout.  "Queríamos ter a certeza de …

Pequenos nadadores-robô curam-se a si próprios (e em movimento)

Uma equipa de investigadores da American Chemical Society desenvolveu pequenos robôs nadadores que conseguem curar-se a si mesmos magneticamente. O tecido vivo pode curar-se autonomamente de muitos ferimentos, mas fornecer habilidades semelhantes a sistemas artificiais, como …

Tondela 0-2 FC Porto | Missão cumprida com serviços mínimos

Missão cumprida. O FC Porto fez poupanças no jogo com o Tondela, mas levou os três pontos para casa, graças a um triunfo por 2-0. Os “dragões” foram claramente superiores no primeiro tempo, marcaram por Toni …

Portugal pode atingir linha vermelha dos 120 novos casos por 100 mil habitantes em dois meses

Portugal pode atingir uma taxa de incidência de de 120 casos por 100 mil habitantes daqui a dois ou mais meses se se mantiver o atual ritmo de crescimento deste indicador. Esta é a conclusão de …

Akon ainda não construiu a "Wakanda da vida real", mas o Uganda já lhe está a dar terrenos para a segunda

O artista de R&B Akon ainda não concretizou a sua visão ambiciosa de uma cidade “futurística” alimentada por uma criptomoeda chamada “Akoin” e construída num terreno que lhe foi dado pelo governo senegalês. Contudo, o …