Príncipe saudita garante que vai levar crime “hediondo” contra Khashoggi à Justiça

secdef / Flickr

O príncipe saudita Mohammed bin Salman

O príncipe herdeiro saudita, Mohammad bin Salman, assegurou nesta quarta-feira que a Arábia e Turquia estão a tomar todas as medidas para levar à Justiça os responsáveis pelo “crime hediondo” contra o jornalista saudita Jamal Khashoggi.

Em declarações num fórum internacional económico em Riade, conhecido por “Davos do deserto”, e falando pela primeira vez sobre a morte do opositor saudita, o príncipe herdeiro disse ainda que não haverá nenhuma rutura com a Turquia.

“Este crime foi realmente doloroso para todos os sauditas. E é doloroso para cada ser humano no mundo, é um crime hediondo que não pode ser justificado”, afirmou.

Bin Salman acrescentou que está a trabalhar em cooperação com o governo turco de forma a concluir a investigação e levar os autores do assassinato aos tribunais. “Sem dúvida, a cooperação atual com o governo turco é única e há muita gente a tentar usar este assunto doloso para criar uma rutura”, ressaltou o herdeiro saudita.

“[A rutura] nunca ocorrerá enquanto houver um rei que se chama Salman bin Abdulaziz, um príncipe herdeiro que se chama Mohammad bin Salman e um presidente turco chamado Erdogan”, acrescentou ainda, provocando aplausos entre os presentes.

Bin Salman subiu esta quarta-feira ao palco do fórum acompanhado pelo primeiro-ministro libanês, Saad Hariri, e pelo príncipe herdeiro do Bahrein, Salman bin Hamad Al Khalifa.

Durante o seu discurso, o homem forte do reino insistiu que a rutura das relações com a Turquia “não vai acontecer”, frisando ainda que ambos os países “vão provar ao mundo que os dois governos estão a cooperar para encontrar os responsáveis e, no fim, irá fazer-se Justiça. É o que eu posso dizer”, garantiu .

Esta é a primeira vez em que o herdeiro fala em público depois de Riade ter admitido, no fim de semana, que o jornalista morreu no consulado da Arábia Saudita em Istambul.

ZAP // EFE

PARTILHAR

RESPONDER

Desabamento nas obras do Metro de Lisboa provoca quatro feridos

Um desabamento nas obras do Metro de Lisboa, na estação da Praça de Espanha, provocou esta terça-feira quatro feridos ligeiro, desconhecendo-se ainda a gravidade do seu estado, e a interrupção da circulação na linha Azul. Os …

Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: Um campeão categórico, Ronaldo fora do pódio e uma equipa a pé até ao estádio

O FC Porto goleou o vizinho Boavista, o Benfica ficou a lamentar tanto desperdício e o Sporting entrou a ganhar no campeonato. Destaque ainda para o Santa Clara, Rúben Dias, João Félix, Ronaldo e Messi... e …

A mais longa quarentena do mundo vai ser prolongada mais um mês

A quarentena em Manila devido à covid-19, a mais longa do mundo atualmente, será prolongada por mais um mês até 31 de outubro, anunciaram esta terça-feira as autoridades. Mais um mês significa que número total de …

Media Capital. Mário Ferreira apresenta queixa na ERC contra a Cofina

O empresário, acionista da Media Capital, entregou, esta segunda-feira, uma queixa na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) contra o grupo Cofina pelo ataque de que considera ser vítima. De acordo com Mário Ferreira, nos …

Uber vence batalha judicial e prolonga licença para operar em Londres

A Uber ganhou, esta segunda-feira, um recurso legal sobre a revogação da sua licença para operar em Londres, garantindo por enquanto a continuação da empresa num dos seus maiores mercados. De acordo com o Wall Street …

Ordenados "não podem ser cortados", diz comissário. Proposta sobre salário mínimo apresentada em outubro

O comissário europeu do Emprego e Direitos Sociais, Nicolas Schmit, reconheceu as limitações da Comissão Europeia quanto a salários, defendendo que o sistema que no qual está a trabalhar permitirá que os rendimentos aumentem na Europa. Em …

Chega quer expulsar autor de moção pela remoção de ovários a mulheres

A direção do Chega vai propor a “suspensão imediata” do militante Rui Roque que defendia a extração dos ovários numa moção de estratégia que foi rejeitada em congresso, informou esta segunda-feira o partido. Mais de uma …

Precários à espera de apoio extraordinário estão a receber multas do fisco

A Associação de Combate à Precariedade denunciou que a Autoridade Tributária (AT) está a aplicar multas de 75 euros a trabalhadores precários que ficaram sem rendimento e estão a recorrer ao novo apoio extraordinário a …

Portugal regista mais seis óbitos e 688 novos casos

Portugal contabiliza esta segunda-feira mais seis mortos relacionados com a covid-19 e 688 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o último boletim divulgado epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da …

Novo lay-off é para "aguentar o emprego e as empresas" (mas agrava cortes dos trabalhadores)

O novo regime de lay-off anunciado pelo Governo, para apoiar as empresas com "perdas mais significativas", nomeadamente na área do turismo, visa "aguentar o emprego e as empresas", segundo o ministro da Economia, Siza Vieira, …