Encobrimento da morte do jornalista saudita foi “um dos piores da história”

Jim Lo Scalzo / EPA

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, criticou esta terça-feira a Arábia Saudita, considerando que o país orquestrou o encobrimento da morte do jornalista Jamal Khashoggi e que a operação foi “um fiasco completo”.

“O conceito original deles era muito mau (…) e o encobrimento foi o pior da história dos encobrimentos”, disse Trump em declarações aos jornalistas na Sala Oval.

Depois de ter dito, na semana passada, que considerava credíveis as justificações dadas por Riade, o presidente norte-americano vem agora criticar a operação. Esta é a primeira vez que Trump expressa dúvidas relativamente às explicações prestadas pela Arábia.

Durante uma reunião que se seguiu com líderes militares norte-americanos, Donald Trump insistiu que “nada do que os sauditas fizeram naquela operação” correu bem. “Eu diria que foi um fiasco completo desde o primeiro dia”, reforçou.

Questionado sobre o que considerava um fiasco, se o alegado plano para assassinar Khashoggi ou o encobrimento, Trump respondeu que “nunca deveria ter havido uma execução [do plano] ou um encobrimento”.

Trump acrescentou que na terça-feira falou novamente ao telefone com o príncipe herdeiro saudita, Mohamed bin Salman, o qual afirmou categoricamente “que não tem nada a ver com isso, que foi feito a um nível inferior”.

O Presidente norte-americano declarou que tencionava pedir ao Congresso que lhe enviasse “recomendações” sobre possíveis respostas dos Estados Unidos, algo que aconteceu pela voz do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, que anunciou uma primeira represália: a revogação dos vistos dos envolvidos na morte de Khashoggi.

DTrump reiterou, no entanto, que não está inclinado a travar as vendas de armas a Riade, porque a “Rússia, China e França aproveitariam rapidamente” essa oportunidade de negócio. Em sentido oposto, a chanceler alemã, Angela Merkel já anunciou a suspensão de vendas ao reino, tendo também o Canadá, pela voz do primeiro-ministro Justin Trudeau, admitiu fazer o mesmo após a confirmação da morte do jornalista.

União Europeia não pode compactuar

O presidente do Conselho Europeu instou esta quarta-feira a União Europeia a manter-se à margem de “qualquer jogo ambíguo” no caso de Jamal Khashoggi, defendendo que o único interesse europeu deve ser conhecer os detalhes da morte do jornalista saudita.

Discursando diante dos eurodeputados no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, onde debate nesta quarta-feira os resultados do último Conselho Europeu, Donald Tusk reservou o final da sua intervenção ao “assassinato chocante do jornalista saudita Jamal Khashoggi”.

“Foi um crime tão horrendo que até o mínimo rasto de hipocrisia nos envergonharia. Não é o meu papel revelar quem quer proteger os interesses de quem, mas sei uma coisa: o único interesse europeu é que todos os detalhes deste caso sejam revelados, independentemente de quem seja responsável por ele”, defendeu.

O presidente do Conselho Europeu apelou à “sensibilidade e determinação” dos eurodeputados, garantindo acreditar que estes não permitirão que “a Europa, os seus Estados-membros e instituições, se envolvam em qualquer jogo ambíguo”.

Khashoggi, um jornalista saudita crítico do regime de Riade, que vivia em Washington, foi assassinado a 2 de outubro, depois de se ter deslocado ao consulado do seu país em Istambul, na Turquia, para levantar alguns documentos que precisava para se casar com sua noiva turca.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Teoria da Relatividade não rendeu um Nobel a Einstein. Para o comité sueco, "não era Física"

A Teoria da Relatividade Geral (1905), um dos principais avanços científicos do século XX, não rendeu um prémio Nobel ao físico Albert Einstein, tendo o comité sueco argumentado que o trabalho não era sobre Física. …

Jogadora do Valladares criou pânico durante jogo

Yasmín Fernández não consegue recordar todos os momentos que se viveram na reta final do duelo com o Mos. Mas cedo descobriu que sofreu apenas uma lesão muscular. Decorria o minuto 88' do jogo entre UD …

Libertação de água em Fukushima tem "potencial para danificar o ADN humano"

A Greenpeace, uma organização ambiental internacional, avisou através de um relatório que a água contaminada que poderá ser lançada no mar pela usina nuclear de Fukushima contém carbono radioativo que pode danificar o ADN humano. De …

Liga dos Campeões: 32 equipas, 32 jogadores que podem brilhar

O melhor jogador da Liga portuguesa está na lista. Internacional português do Manchester City também entra nas escolhas. A Liga dos Campeões já arrancou, desta vez numa velocidade diferente, já que vai haver jogos em quase …

Facebook prepara medidas para controlar possível agitação eleitoral

Equipas do Facebook estão a analisar a possibilidade acalmar o conflito eleitoral nos Estados Unidos (EUA), implementando ferramentas internas projetadas para o que chama de países "em risco". Segundo fontes ligadas à empresa, citadas pelo Wall …

Vítor Aguiar e Silva é o vencedor do Prémio Camões 2020

O professor e ensaísta Vítor Manuel de Aguiar e Silva é o vencedor do Prémio Camões 2020, anunciado hoje pela ministra da Cultura, após reunião do júri. O Prémio Camões de literatura em língua portuguesa foi …

Football Leaks. José Miguel Júdice chama "ladrão" a Rui Pinto em tribunal

O antigo sócio fundador da sociedade de advogados José Miguel Júdice chamou esta terça-feira “ladrão” a Rui Pinto, denunciando a “violência moral e psicológica” do criador do ‘Football Leaks’ na 17.ª sessão do julgamento. “Fui visitado …

Josep Maria Bartomeu demite-se da presidência do Barcelona

Josep Maria Bartomeu apresentou, juntamente com o resto da direção do Barcelona, a demissão da liderança do clube. Bartomeu era contestado por vários adeptos e jogadores. A direção do FC Barcelona, liderada por Josep Maria Bartomeu, …

Navigator antecipa subsídio de Natal e dá prémios aos trabalhadores em ano de lucro de 20 milhões

A empresa portuguesa Navigator anunciou que vai pagar os subsídios de Natal mais cedo e distribuir prémios pelos trabalhadores. Decisão que surge em ano de pandemia, mas quando a empresa se apresta para divulgar um …

Governo prepara alargamento dos prazos para trocar prendas de Natal

O Governo espera dar mais 30 a 45 dias úteis, a contar a partir de 25 de dezembro, para trocas e devoluções de prendas de Natal. O Correio da Manhã avança, esta terça-feira, que o Governo …