“Espero contar tudo o que sei”. Cientista chinesa fugiu da China para alertar que “não temos muito tempo”

A virologista chinesa Li-Meng Yan, que fugiu para os Estados Unidos, deu uma segunda entrevista à Fox News, na qual alertou que “não temos muito tempo”.  

Li-Meng Yan, especialista em virologia e imunologia, era uma das cientistas encarregadas de estudar o coronavírus, até que as suas descobertas a levaram a fugir da China para os Estados Unidos em abril.

Numa primeira entrevista à Fox News, Yan disse que a China e a Organização Mundial de Saúde (OMS) tinham conhecimento da existência e do perigo do novo coronavírus muito antes de anunciarem oficialmente o surto que ocorreu em Wuhan, China.

A especialista contou também que um amigo, cientista no Centro para o Controlo e a Prevenção de Doenças da China, lhe contou em 31 de dezembro de 2019 que a transmissão pessoa a pessoa se apresentava como característica do novo coronavírus, o que tanto a China como a OMS viriam a reconhecer muito tempo depois.

Apesar de alertar o Governo chinês para os perigos do novo coronavírus, Yan garante que essa informação foi ocultada. Assim, a especialista decidiu fugir para Los Angeles, nos Estados Unidos, em 28 de abril, para poder contar o que sabia.

De acordo com a revista Sábado, a ideia da fuga surgiu quando Yan partilhou as suas teorias com o bloguer Lu Deh. Ao chegar aos Estados Unidos, a especialista foi travada pelo serviço de estrangeiros e fronteiras e receou ser deportada. “Tinha de lhes dizer a verdade. Pedi que não me deportassem, que eu tinha vindo contar-lhe a verdade sobre a covid-19. E que, por favor, me protegessem senão o Governo chinês me mataria”, afirmou, numa segunda entrevista à Fox News.

No aeroporto, Yan foi interrogada pelo FBI durante horas e foi-lhe apreendido o telemóvel.

Segundo Yan, há vidas que poderiam ter sido salvas caso o seu trabalho não tivesse sido censurado. “Esta que vemos no mundo é uma pandemia enorme. É maior do que qualquer coisa que conhecemos na história da Humanidade. Por isso, o timing é muito, muito importante. Se a pudermos parar cedo, podemos salvar vidas”, disse.

“Espero contar tudo o que sei, dar todas as provas ao governo dos Estados Unidos. E eu quero que eles compreendam, e eu também quero que o governo dos Estados Unidos perceba quão terrível isto é. Não é como o que viram… Isto é uma coisa muito diferente. Nós temos que ir atrás das provas reais e encontrar as provas reais porque são peças-chave para travar esta pandemia. Não temos muito tempo”, rematou.

A especialista adiantou ainda que o seu apartamento na China foi destruído e os seus pais, que vivem em Quingdao, interrogados por agentes chineses.

A Universidade de Saúde Pública de Hong Kong, onde Yan era epidemiologista, enviou um comunicado à Fox News a dizer que a especialista “já não é membro do pessoal da Universidade”.

A pandemia de covid-19 já provocou a rutura entre a OMS e os Estados Unidos, que acusam a organização de ser inapta na gestão da epidemia e de ser demasiado benevolente com o Governo chinês.

Yan não foi a única médica que quis avisar os cidadãos, mas foi silenciada. O oftalmologista Li Wenliang alertou amigos sobre o raro vírus. Foi detido e pressionado pelo governo para parar de fazer “comentários falsos”. Wenling morreu em dezembro, vítima do novo coronavírus.

A médica Ai Fen, chefe do departamento de emergência do Hospital Central de Wuhan, também foi silenciada. A profissional foi ignorada e repreendida pelos superiores. Mais tarde, acabou por desaparecer.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 581.000 mortos e infetou mais de 13,47 milhões de pessoas, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Vai ser tudo muito complicado, pois de um país comunista não haverá certamente a colaboração necessária a nível mundial para se investigar e possivelmente poderão ter grandes culpas na propagação do vírus. Também nunca vi grande empenho da OMS neste caso, é estranho, não percebo para que servirá o dinheiro que recebem, está tudo muito confuso!

  2. Esta notícia está muito ao jeito da teoria da conspiração difundida pelo governo norte americano. Parece que se conjuga a fome, a cientista que pretende emigrar para os Estados Unidos, com a vontade de comer, isto é, um governo em apuros ávido de justificar a sua retirada da OMS. Tudo isto está muito confuso, a desinformação é mais do que muita, começa a ser difícil saber onde está a verdade. Entretanto, a higienização das mãos e o uso de máscara nunca fizeram mal a ninguém, mais ou menos como os caldos de galinha.

  3. Isto está muito mal contado.
    Se já chegou à america em abril, só a meio de julho é que esta noticia aparece.
    E o que ela supostamente contou não deu bons resultados, pois desde junho na América a situação piorou e muito.

  4. Bem……. Esta Sra. “Cientista”, que se refugiou nos USA, vem a ser um Joker nas mãos do Sr. Trump, sobretudo em vésperas Eleitorais. Agora resta saber se é realmente uma refugiada Politica ou uma Convidada de honra do Mestre Trump para a sua campanha Eleitoral!

  5. A China sempre escondeu e esconde o que se passa por lá. Não é por acaso que existe lá uma ditadura, as leis recentemente aprovadas vão ao encontro de um controlo ainda maior, quase totalitário. Não me admiro desta sra. fazer tais afirmações, acredito que são pura verdade. Mais cedo ou mais atarde a verdade aparece pois a mentira tem vida curta.

    • Ora pois, o poder deles reside justamente no capacidade de esconderem o que lá se passa e como o fazem.Por isso lhe chamam uma ditadura…
      Vai falar-lhes de direitos humanos e verás como te respondem!

  6. Percebi que não temos muito tempo. Mas para quê, exactamente?!
    Só se for para acordarmos acerca dos xinas, que querem conquistar e controlar tudo.
    essa de fazer desaparecer médicos não é nova, pois os soviéticos faziam isso há décadas com os opositores políticos, fosse enviando-os para o gulag, fosse apagando-os simplesmente, alguns até eram também apagados das fotografias. onde está a novidade? Talvez no manancial tecnológico de informação que antes não podia ser reunida, mas que o pode ser actualmente, sendo todos controlados, identificados e/ou monitorizados. É o advento do Novo Big Brother!
    Tenham medo, muito medo, porque os politicos ocidentais já estão vendidos à China na maior parte e os outros, mesmo que queiram, não se lhes podem opor dado o poder económico dos chineses.

  7. Resumindo e baralhando, estamos entregues à bicharada, informação, desinformação, agendas políticas, enfim, melhor viver o dia a dia com regras e rigor no que respeita ao distanciamento social e uso de máscaras e afins do que sofrer por antecipação. Sofrer a pensar no amanhã impede-nos de viver o dia de hoje que pode ser o primeiro ou o último das nossas vidas.

RESPONDER

Lar de Reguengos de Monsaraz diz ter feito tudo para salvar vidas

A direção do lar de Reguengos de Monsaraz (Évora) onde surgiu o surto de covid-19 que causou 18 mortos garantiu ter feito “tudo” ao seu “alcance” para “salvar vidas”, nesta “crise” com “contornos dramáticos”. A Fundação …

Israel fecha os olhos e deixa palestinianos cruzarem a fronteira para ir a banhos

As autoridades israelitas têm deixado milhares de palestinianos cruzar a barreira de separação entre os dois territórios para poderem ir às praias. Este foi um fim-de-semana muito especial para Siham e os seus cinco filhos. …

Diabéticos e hipertensos voltam a ter faltas justificadas

Os diabéticos e hipertensos sem condições para desempenharem funções em teletrabalho voltam a ter direito a justificar as faltas ao trabalho devido à pandemia de covid-19, segundo um diploma publicado em Diário da República. “Os imunodeprimidos …

Deputada da Coreia do Sul debaixo de fogo. Usou um vestido no Parlamento

Na semana passada, a deputada sul-coreana Ryu Ho-jeong usou um vestido numa assembleia legislativa, sendo bombardeada com críticas que gerou um debate sobre sexismo e a cultura patriacal do país. De acordo com a CNN, na …

SC Braga oficializa "top gun" Gaitán por duas temporadas

O internacional argentino Nicolas Gaitán assinou um contrato com o Sporting de Braga válido por uma época, com outra de opção, informou esta terça-feira o clube minhoto da I Liga de futebol. Formado no Boca Juniors, …

Vacina russa chama-se "Sputnik V" e foi já pedida por 20 países

A vacina russa contra a covid-19, cujo registo foi esta terça-feira anunciado pelo Presidente, Vladimir Putin, chama-se "Sputnik V", vai começar a ser fabricada em setembro e já foi encomendada por 20 países. De acordo com …

Rui Pinto no Twitter: "Travessia do deserto” terminou mas a “luta continua”

Rui Pinto assumiu que a “árdua e longa ‘travessia do deserto’” chegou ao fim, aludindo à sua libertação, mas avisou que “a luta continua”, pois Portugal “continua um paraíso para a grande corrupção” e branqueamento …

PJ deteve suspeita de atear fogo florestal no Parque Nacional da Peneda-Gerês

A Polícia Judiciária (PJ) de Braga deteve uma mulher de 57 anos suspeita de atear um incêndio florestal registado em 4 de agosto no Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), no concelho de Terras de Bouro. Em …

Mais duas mortes e 120 novos casos. Lisboa com 60% dos novos infetados

Portugal regista esta segunda-feira mais duas mortes, 120 novos casos de infeção por covid-19 e 160 curados em relação a segunda-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). O número de pessoas internadas é …

Encontrado cadáver com 30 anos em mansão abandonada em Paris

As obras de reforma numa mansão abandonada em Paris tiveram de ser suspensas inesperadamente depois de trabalhadores terem descoberto um cadáver a decompor-se na cave há 30 anos. De acordo com o jornal britânico The Guardian, …