Carlos Alexandre, o juiz que canta rap, usou Vistos Gold como cortina para caso Sócrates

José Sena Goulão / Lusa

O juiz Carlos Alexandre

Um “juiz obstinado” que gosta de contar anedotas e cantar rap, eis como Carlos Alexandre é apresentado no livro “O Juiz” que revela que o homem que lidera alguns dos processos judiciais mais mediáticos do país usou os Vistos Gold como cortina para o caso Sócrates.

“O Juiz”, escrito pelas jornalistas Inês David Bastos e Raquel Lito, é apresentado esta quarta-feira, em Lisboa, e pode ser considerado uma biografia autorizada. Inês David Bastos revela na TSF que Carlos Alexandre foi confrontado com a preparação da obra e que deu uma “ajuda” a esclarecer “alguns dados sobre a sua vida biográfica”.

Mas “deixou logo claro que não falaria de nada a partir do momento em que se tinha tornado juiz”, aponta a jornalista.

Apesar disso, as autoras analisam várias decisões de Carlos Alexandre nos principais casos mediáticos que tem liderado, entre os quais estão as operações “Marquês”, “Furacão” e “Labirinto”, os casos “BPN”, “Monte Branco”, “Face Oculta” e “BES-GES”, ou ainda os processos dos submarinos e da Portucale.

As duas jornalistas revelam que o juiz, que decretou as prisões preventivas de José Sócrates e de Ricardo Salgado, usou a “Operação Labirinto”, que investiga ilegalidades na atribuição dos chamados Vistos Gold, como cortina para fazer avançar a “Operação Marquês”, que tem no ex-primeiro-ministro o principal arguido.

“Mostrar lado humano descascando-o como uma cebola”

A obra baseou-se em conversas mantidas pelas autoras com amigos e familiares de Carlos Alexandre, pela consulta de alguns dos processos por que é responsável e por entrevistas feitas a quem lhe critica a actuação como juiz.

A biografia aborda a infância em Mação, no Ribatejo, os tempos da escola e as dificuldades económicas da família, que o obrigaram a começar a trabalhar cedo, como servente de pedreiro, carteiro e vigia florestal, e como aproveitava os turnos da noite para “enriquecer o vocabulário” lendo um dicionário.

O objectivo é “mostrar o lado humano do juiz”, conforme destaca Raquel Lito na TSF, notando que traçar o perfil de Carlos Alexandre foi como descascar “uma cebola”.

“Vai-se descascando, camada por camada, a primeira mostra um homem austero, distante, conflituoso, truculento, e depois, aos poucos, vai-se percebendo que também gosta de contar anedotas, que é divertido, que canta rap e é sarcástico“, relata à rádio.

“É um juiz obstinado e determinado, o que pode ser visto por muitos como uma qualidade e por outros como o defeito dele”, salienta, por seu turno, Isabel David Bastos, frisando que estes consideram que essa atitude lhe retira “a capacidade de fazer auto-análise”.

Raquel Lito conta ainda que Carlos Alexandre “tem uma rede de amigos muito próximos que estão em permanente contacto e que o protegem” e que, mal um estranho chega a Mação a perguntar por ele, o informam logo.

SV, ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

    • Sem dúvida que a ambiguidade que o caracteriza, tem tantas ou mais camadas que uma cebola. O tratamento que lhe mereceu o caso Portucale e os submarinos é bem significativo da coerência que tenta impingir. Como aquela de nunca ter pedido dinheiro a ninguém, ter que fazer horas extraordinárias para cobrir as suas despesas, tadinho… quando afinal “pediu” ao procurador orlando figueiredo emprestado uns trocados. Claro que não tem nada a ver c/o arquivamento dos processo do vice de Angola.

  1. Gosto das analogias literárias do “descascar da cebola”, o desgraçado deve estar voltas na campa, por saber que as suas influências foram parar à área da justiça.

  2. Se o Juiz, coitado, revela um complexada perdonaludade que surpreebde nao ter sido detectada durante a sua formavao na Escila de Omandos do Limoeiro ( CEJ), as pobres das autoras sao de uma pibreza intelectual que roça a indigência!!
    Bem podem, todos, o tipo de Maçao e elas, limpatem o rabinho aos ” cortinados” …
    Que tristeza… Será que o C Superior continua a arquivar estas cousas!!!? Será que vivemos uma ditadura judiciária, onde se cinfunde justiça com instrumento de tortura!!! Que critério!? comparem os criterios usados por este senhor na aplicacao de medidas de coaccao!!!
    Aumentos de vencimento para esta gajada!? era pô-lis a ” ferros” …

RESPONDER

"Dirty Dancing" está de volta e conta com Jennifer Grey

John Feltheimer, CEO da Lionsgate, confirmou ao The Guardian que a produtora está a desenvolver uma sequela de Dirty Dancing. O clássico dos anos 80 que agora regressa foi protagonizado originalmente por Patrick Swayze e …

A Bugatti está a vender um carro elétrico "para crianças". Chama-se Baby II e custa 30 mil euros

A Bugatti e a Little Car Company, sediada em Londres, uniram-se para criar 500 Bugattis elétricos em miniatura para crianças. Agora, fruto dos desenvolvimentos mundiais, alguns veículos ficaram disponíveis para compra. O mais recente brinquedo da …

50 anos de monarquia e uma guerra de dias. A pandemia "matou" a micronação mais antiga da Austrália

O reinado de 50 anos de uma micronação na Austrália chegou ao fim devido ao impacto económico da pandemia de covid-19, que fez com que o autodeclarado principado se rendesse ao país. Hutt River, um principado …

NASA vai rebatizar planetas e outros corpos celestes com nomes ofensivos

A agência espacial norte-americana (NASA) anunciou que vai rebatizar alguns planetas, galáxias e outros corpos celestes que possuem nomes "ofensivos". Em comunicado publicado esta quinta-feira, a NASA explica que vai abandonar os nomes "não-oficiais" a …

O maior parque de crocodilos da Índia está à beira da falência. Abriga mais de 2.000 animais

O maior parque de crocodilos da Índia, localizado perto da cidade de Chennai, no sul do país asiático, encontra-se à beira da falência depois de a pandemia de covid-19 ter obrigado a fechar o espaço …

Campanha científica acrescenta mais de 37 mil quilómetros quadrados ao mapa do mar português

A campanha científica que o navio hidro-oceanográfico D. Carlos I da Marinha Portuguesa realizou durante nove semanas nos Açores, para levantamentos hidrográficos, permitiu “acrescentar cerca de 37.500 quilómetros quadrados sondados ao mapeamento do mar português”. Numa …

Apesar dos alertas, houve quem plantasse as sementes misteriosas da China (e já começaram a crescer)

Durante as últimas semanas, pessoas em todo o mundo têm recebido, sem ter encomendado, nas suas caixas de correio sementes com origem na China. Apesar dos avisos em contrário, houve quem plantasse os misteriosos presentes. As …

Marcelo veta redução de debates sobre a Europa. Não foi uma "solução feliz"

O Presidente da República vetou esta segunda-feira a redução do número de debates em plenário para o acompanhamento do processo de construção europeia de seis para dois por ano, defendendo que não foi uma “solução …

Boris Johnson admite alargar quarentena a mais países

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira alargar o sistema de quarentena a pessoas que cheguem de países atualmente isentos para reduzir o risco de infeção com a doença covid-19 no Reino Unido. "No contexto …

Novo lay-off. Ajuda da Segurança Social para pagar subsídios de Natal pode chegar só em 2021

O apoio ao pagamento do subsídio de Natal previsto pelo Governo para apoiar as empresas no âmbito do novo regime de lay-off, que entrou em vigor em agosto, poderá só ser pago pela Segurança Social …