Fecho às 20h e sem pistas de dança. Bares e discotecas vão poder reabrir

ddxxx / Flickr

Encerrados desde o início da pandemia, a reabertura dos bares e as discotecas será um dos temas abordados no Conselho de Ministros desta quinta-feira. O horário de funcionamento de restaurantes também vai ser alterado, passando a ter de encerrar às 24 horas.

As empresas do setor de diversão noturna, encerradas desde março, ficaram de fora do plano de desconfinamento no âmbito da pandemia da covid-19, tendo o primeiro-ministro António Costa justificado esta decisão com a impossibilidade de afastamento físico nas discotecas e nos bares.

No entanto, o Público avança, esta quinta-feira que o setor poderá vir a conhecer hoje as condições para a reabertura dos seus espaços no Conselho de Ministros que decorrerá durante a tarde.

Segundo o diário, bares e discotecas poderão reabrir, mas apenas com as mesmas regras que vigoram sobre os cafés, pastelarias e casas de chá. O que isto significa é que não só terão as 20 horas como horário de encerramento, não podendo funcionar à noite, como também não poderão operar como espaços de dança e de convívio próximo.

Por outro lado, estes estabelecimentos poderão usar os seus espaços exteriores para montar esplanadas e, se tiverem pistas de dança, estas poderão ser ocupadas com mesa, desde que sejam respeitadas as normas de distanciamento social estabelecidas pela Direcção-Geral da Saúde (DGS).

No entanto, não poderão servir refeições como restaurantes, cingindo-se apenas a refeições ligeiras.

Esta quarta-feira, em conferência de imprensa, a secretária de Estado Adjunta e da Saúde, Jamila Madeira, disse que tem havido diálogo para encontrar soluções para a retoma da diversão noturna, adiantando que, em Conselho de ministros, “haverá uma avaliação da situação”.

No que toca à restauração em si, o Conselho de Ministros também trará novidades, já que o seu horário de funcionamento, com hora de fecho marcada para as 23 horas, será estendido para as 24 horas, desde que à uma da manhã os clientes deixem os estabelecimentos, avança o Público.

Esta regra também vai ser aplicada à Área Metropolitana de Lisboa (AML), onde de momento vigora uma imposição para todos os outros estabelecimentos de encerramento às 20 horas. De acordo com o diário, esta medida vai manter-se para já, tal como foi adiantado pelo ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

O Governo deverá decidir esta quinta-feira a passagem das 19 freguesias de cinco concelhos da AML que permanecem na situação de calamidade para a situação de contingência e o prolongamento das restrições aplicadas nesta zona.

Neste momento, na AML há também a limitação de 10 pessoas nos ajuntamentos, é proibida venda de bebidas alcoólicas em áreas de serviço e postos de combustíveis, é proibido o consumo de bebidas alcoólicas em espaços ao ar livre.

Os hipermercados e supermercados podem permanecer abertos até 22:00, mas não podem vender bebidas alcoólicas depois das 20:00. Não é imposta hora de fecho para os serviços de abastecimento de combustível (podem funcionar 24 horas por dia exclusivamente para venda de combustíveis), farmácias, funerárias, equipamentos desportivos, clínicas, consultórios e veterinários.

As 19 freguesias que estão em estado de calamidade são: Santa Clara (Lisboa), as quatro freguesias do município de Odivelas (Odivelas e as uniões de freguesias de Pontinha e Famões, Póvoa de Santo Adrião e Olival Basto, e Ramada e Caneças), as seis freguesias do concelho da Amadora (Alfragide, Águas Livres, Encosta do Sol, Mina de Água, Venteira e União de Freguesias de Falagueira e Venda Nova), seis freguesias de Sintra (uniões de freguesias de Queluz e Belas, Massamá e Monte Abraão, Cacém e São Marcos, Agualva e Mira Sintra, Algueirão-Mem Martins e a freguesia de Rio de Mouro) e duas freguesias de Loures (uniões de freguesias de Sacavém e Prior Velho, e de Camarate, Unhos e Apelação).

ZAP // Lusa

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. Este governo é mesmo muito mal formado. Penso que todos compreendem o óbvio. O Estado com esta medida apenas pretende deixar cair a obrigatoriedade de encerramento destes espaços para não ter de os sustentar obrigatoriamente no lay off. É quase o mesmo que dizer: sim, as padarias podem abrir mas não podem vender pão.

  2. As discotecas fecham às 20h00… a que horas abrem? As que eu conhecia abriam às 23h00, 24h00… Vão fechar antes de abrir? Este governo já tomou muitas medidas estúpidas mas esta bate tudo.
    Já agora, porque é que eu posso beber alcool na espalnada de um restaurante até à 1h00 e na esplanada de um bar tenho de ir para casa às 20h00? Alguem me explica?

  3. Actualmente os restaurantes têm licença para se manterem abertos até as 23h. Em Londres por ex. os bares e discotecas sempre abriram e fecharam mais cedo, algo que devíamos passar a tomar como referência num futuro próximo, por que raio tenho de esperar até as 24h para me divertir num espaço noturno, se posso fazê-lo mais cedo? Nunca fizeram sentido para mim, os horários latinos…

    • O quê?!
      Tens a certeza que já foste a algum bar em Portugal?
      Nocturno, como a palavra indica, é à noite, mas, não faltam por aí bares a abrir às 16:00h!…
      Os horários dependem do local e dos clientes e, provavelmente, em Portugal há coisas bem mais interessantes/divertidas para se fazer do que ir a correr para bares para se beber até cair!…

      • Caro Eu,
        Não, nunca fui!!!…
        Obviamente mas não têm que fechar às 6 e 7 da manhã, até porque isso é diurno!…
        Parece-me claro, a ordem de fecho às 20h, tratar-se de uma medida ridícula mas o que importa aqui são os ajuntamentos e o enorme risco de contágio da doença.

        • Eu não fiz qualquer comentário sobre o fecho às 20h…
          Apenas comentei a tua “queixa” de que, ao contrário de Londres, em Portugal, tinhas que esperar até às 24h para te divertires!

  4. Discotecas fechadas no horário normal!!!!
    Tenham VERGONHA, uns são irmãos outros enteados!!!!
    Mas a Festa do AVANTE já pode ser e com a amizade de Marcelo, pois Marcelo precisa de votos

  5. Eu consigo entender que as pistas de dança não possam abrir, seria complicado de ter distanciamento e ate faz sentido.
    O que não consigo entender é a política com as horas, será que o virus so ataca depois das 20:00?

    … e então a política, sobre bebidas alcoólicas, queres comprar um vinho para o Jantar, sais do trabalho ás 19 e tens de correr para chegar ao supermercado e depois ao sector do vinho e de volta á caixa antes das 20:00

    Será que alguém consegue explicar porque eu (e milhares de portugueses), um adulto, trabalhador, eleitor, contribuinte sou aceite como responsável para gerir uma empresa, eleger um presidente, declarar impostos mas sou tratado como uma criança no que toca a comprar e consumir álcool ?

    • Talvez porque a AML tem mais de 70% das novas infecções e porque tem muitos adultos que se tem portado como crianças, fazendo festas noturnas sem qualquer cuidado… e, provavelmente a maior parte dos contágios, aconteceu mesmo depois das 20h…
      No resto do país podes comprar vinho no supermercado até à hora de fecho e ir a bares/discotecas até à 1h.

      • Isso, são muitos “talvez”, bases cientificas … tem algumas … ou acha que “talvez” o correcto seja atirar constituição e liberdade para o lixo em nome de falsa segurança sem dados para o justificar?

        O virus não vai desaparecer, assim como o resultado destas políticas vai levar bastante tempo a sanar.
        Neste momento, ja temos dados para afirmar com certeza que as medidas levaram á morte de quase tanta gente como o virus.
        E ainda falta justificar mais de 90% doo aumento das mortes em relação ao mesmo período do ano passado, o numero de mortos por covid esta longe de justificar os números (a menos que o numero tenha sido muito cozinhado e tenha perdido muita gordura com o calor)

        Uma ultima nota, também para jogar o jogo dos talvez.
        Tendo em conta os dados oficiais que mostram que Lisboa é a cidade com mais pessoas por metro quadrado (em Portugal), não acha que “talvez” seja normal ser também a cidade com mais casos visto que se torna mais complicado manter distanciamento. Onde acha mais provável a infeção, ás 20:30 no supermercado em quanto pagaria a garrafa de vinho para o jantar ou á hora de ponta no transporte publico super lotado quando saio do trabalho.

        Um bem aja…

RESPONDER

Cientistas estão a atirar rochas vulcânicas para telhados (para provar que são perigosas)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Canterbury está a lançar rochas vulcânicas para telhados na Nova Zelândia na esperança de ajudar os habitantes de Auckland a entender os perigos vulcânicos. "Auckland localiza-se num campo vulcânico …

A cordilheira Kong nunca existiu, mas esteve nos mapas durante um século

A cordilheira Kong nunca existiu, mas esteve durante 100 anos em muito dos principais mapas do continente africano. Acabaria por ser um militar francês, que explorou o rio Níger, a acabar com este "fantasma da …

"Continua a pairar perigosamente". Relógio do Juízo final mantém-se a 100 segundos do Apocalipse

A Humanidade nunca esteve tão perto do Apocalipse, alertam os cientistas responsáveis pelo "Relógio do Juízo Final", que decidiram mantê-lo na mesma posição do ano passado, a 100 segundos da meia-noite. O relógio, que é uma …

A primeira bateria doméstica de hidrogénio armazena três vezes mais energia do que uma da Tesla

Para usar energia solar doméstica, é preciso gerar energia quando o Sol brilha e armazená-la quando não aparece. Para isto, as pessoas usam normalmente sistemas de bateria de lítio. Porém, a empresa australiana Lavo construiu …

Um oásis LGBTQ, Budapeste é posto à prova pelo populismo e pela pandemia

Budapeste é um oásis para a comunidade LGBTQ, mas a cena drag da capital húngara vê-se ameaçada pela pandemia de covid-19 e pelas políticas conservadoras e populistas de Viktor Orbán. Durante muitos anos, Budapeste desfrutou a …

Coreia do Sul "ressuscitou" voz de uma superestrela. Chovem preocupações éticas

Pela primeira vez em 25 anos, a distinta voz da superestrela sul-coreana Kim Kwang-seok será ouvida na televisão nacional. O famoso cantor folk morreu em 1996. De acordo com a CNN, a emissora nacional da Coreia …

Maioria dos países africanos só terá vacinação em massa a partir de 2023

A maioria dos países africanos só terá imunização em massa a partir de 2023, segundo previsão da The Economist Intelligence Unit, que admite que, com o evoluir da pandemia, muitos dos países mais frágeis possam …

Mulher que "morreu" com covid-19 aparece viva 10 dias após funeral

Uma mulher de 85 anos ficou infetada com covid-19 num lar na Galiza, em Espanha. A 13 de janeiro a família de Rogelia Blanco recebeu a informação do lar de que a mulher tinha falecido. …

Familiares de vítimas na China pressionadas a não falar com OMS

As autoridades chinesas estão a pressionar as famílias das primeiras vítimas da covid-19 para que não entrem em contacto com os investigadores da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Wuhan, segundo familiares dos falecidos. Mais de …

Falsas vacinas à venda na Internet são grande risco para a saúde

Embora milhões de pessoas tenham sido já vacinadas contra a covid-19 nos países ricos, proliferam as fraudes na Internet com fármacos falsos que representam um grande risco para a saúde, alertaram peritos das Nações Unidas. As …