/

PCP continua a vender bilhetes para o Avante! (em overbooking “para ajudar o partido”)

14

Festa do Avante! / Flickr

Depois de a Direção-Geral da Saúde (DGS) ter imposto que a lotação máxima seja limitada a 16.563 pessoas no recinto da Quinta da Atalaia, no Seixal, o PCP continua a vender entradas para a Festa do Avante!.

O jornal Público avança esta quarta-feira que o PCP não esclarece quantos bilhetes já vendeu, mas revela que continua a vender entradas para o evento.

Em declarações ao mesmo jornal, o PCP admite que o número de vendas seja superior ao número de visitantes, uma vez que parte das entradas permanentes (EP) que estão a ser vendidas desde o último ano correspondem a “gestos de apoio”, formas de apoio financeiro para a realização do evento – e não necessariamente à compra de entradas para o festival.

“A Entrada Permanente – título de solidariedade está à venda e disponível para aquisição nas organizações”, esclareceu o PCP, explicando que “a sua compra prossegue, num quadro em que uma parte não correspondendo a deslocações à Festa, mas sim a gestos de apoio, possibilita que sejam ainda alguns milhares as entradas que podem ser adquiridas, atendível a capacidade fixada”.

Ainda assim, o PCP garantiu que a lotação imposta pela DGS será respeitada.

Juventude Socialista do Seixal ataca PCP por “insistência irresponsável”

De acordo com o Diário de Notícias, a Juventude Social (JS) do Seixal emitiu uma “carta aberta” para “expressar o profundo desagrado” pelo facto de o PCP ter mantido a realização da Festa do Avante!, naquilo que considera ser uma “insistência irresponsável”.

A JS expressou “preocupação” com a presença no concelho do Seixal de dezenas de milhares de pessoas de todo o país em tempos de pandemia de covid-19, argumentando que o PCP revela “uma total desconsideração e irresponsabilidade“.

A JS questionou se as medidas impostas pela DGS serão suficientes para impedir o risco de disseminação do vírus.

A associação recordou ainda que os partidos comunistas de Espanha e França “tiveram a lucidez necessária” de cancelar os respetivos festivais.

Foram confirmados 945 casos de covid-19 no Seixal, tornando-o o “segundo do distrito de Setúbal com mais casos detetados”. A JS terminou o comunicado apelando ao PCP que “recue” na realização do Avante “em nome da saúde de todos”.

O parecer técnico da Direção-Geral da Saúde (DGS) foi conhecido esta segunda-feira. O documento, de 12 páginas, contém as regras a ser cumpridas na festa comunista, entre elas a lotação total de 16.563 pessoas, máscaras, lugares sentados e proibição de bebidas alcoólicas a partir das 20h.

No mesmo dia, o PCP divulgou o plano de contingência para a Festa do Avante!. A 44.ª edição da festa decorre entre 4, 5 e 6 de setembro.

  ZAP //

14 Comments

  1. Nada de novo, muita gente compra a EP e vai apenas um dia ou dois, outros nem aparecem na festa.
    A questão é; como vão controlar o número de entradas dia após dia??

    • E existe outra razão para os “Comunistas”? – Foi um regime que nunca subsistiu e só provocou impacto negativo nos países/população onde existiu e existe.

  2. Realmente não temos governo. Uma pouca vergonha sem limites que já a ser criticada por todo o mundo. Oxalá a Inglaterra não nos ponha novamente na lista negra. Mal vai quando um governo se ajoelha a um partidozeco para sobreviver. A sua derrocada pode não estar longe.

  3. abençoada seja a burrice. Os festivais não estão proibidos, os promotores é que não estão interessados com as condicionantes existentes em realizá-los. Mas o Carlos Silva vê no PCP uma capacidade de gestão superior. Se não fosse a ação do PCP, se calhar ainda estávamos no tempo da outra senhora e o Pedrocas não poderia dizer à vontade as baboseiras que lhe passam na cabeça

    • UAU….mais um que acredita que o Pai Natal. Se não fosse o PCP isto era um inferno!
      Se fosse pelo PCP tínhamos substituido uma ditadura por outra. O Alvaro Cunhal o disse claramente.

    • Claro que “A outra senhora” confunde, quanto ao passado, PCP com o conjunto da esquerda; só pode.
      Contudo, quando o PCP dominou (cerca de 8 meses) viu-se no que deu e, verdadeiramente, o que era.

  4. A JS terminou o comunicado apelando ao PCP que “recue” na realização do Avante “em nome da saúde de todos”. Que hipocrisia esta dos socialistas ! Então o culpado desta miséria está na própria casa socialista e chama-se António Costa. Porque é que ele não determinou que esta festa não podia realizar-se? Era facílimo acabar com esta provocação ao povo português. E por aqui também se conclui como atua esta corja socialista que tem o arrojo de insinuar que a culpa é do PCP e não de Costa. Vejam lá como a carruagem governativa anda, aos ziguezagues até embater ou precipitar-se.

  5. Acho graça à notícia. Diz que o PCP continua a vender bilhetes (em overbooking) para ajudar o partido. Há algum controle sobre quem vai à festa e quem compra bilhete só para ajudar o partido? Quem se apresentar com o bilhetes pode não ter direito a entrar? O controle é feito como?

  6. Isto é comunismo, fazem o que querem ainda não compreendo como é que em Portugal temos um partido comunista depois de tanta evolução que tivemos tido, já não havia de haver disto num país como o nosso, ninguém quer, sinceramente.

  7. E sobre a série de 8 concertos no Palácio de Cristal no Porto, com nomes como António Zambujo, HMB ou Rui Veloso alguém tem alguma coisa a dizer?

  8. O cara de tapete de Arraiolos quer é Euros,ele não quer saber do Vírus para nada,desde que o PCP faça um bom dinheiro para engordar o património do partido.Vão faturar uns milhares à custa dos burros a ganhar o ordenado mínimo e alguns até desempregados.Mas é democracia e quem se safa são os inteligentes o resto é treta.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.