António Costa culpa PT pelo colapso do SIRESP

José Sena Goulão / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa

O primeiro-ministro disse que as falhas do SIRESP resultaram “do colapso” da Portugal Telecom (PT), numa entrevista concedida ao Expresso, que publica este sábado parte da conversa com o líder do Executivo.

“O colapso do SIRESP resultou do colapso da rede da PT”, declarou ao Expresso António Costa, numa entrevista exclusiva ao semanário.

O Governo responsabiliza a PT “pelas falhas de comunicação na tragédia de Pedrógão Grande e quer forçar a empresa a melhorar a sua rede em áreas potenciais de incêndio, substituindo cabos aéreos (como os que arderam em Pedrógão) por cabos subterrâneos nas estradas que já disponham de calhas técnicas para o efeito – mas que estão vazias”.

“É inadmissível que as redes de comunicações junto às estradas nacionais que já têm calhas técnicas não estejam enterradas e continuem com os cabos aéreos”, disse Costa.

De acordo com o jornal, a ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, está a pressionar a empresa que gere o Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP), o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, está a negociar com a PT e António Costa já teria falado sobre esta questão com o ‘patrão’ da Altice, Patrick Drahi, que controla a PT.

O primeiro-ministro, segundo o semanário, não comentou as informações sobre as pressões à empresa de telecomunicações. Costa remeteu as suas declarações para as conclusões do relatório preliminar do Instituto de Telecomunicações, divulgado esta semana.

“O que falhou foi que grande parte daquela rede (de emergência, do SIRESP) assenta na rede fixa da PT; a rede fixa da PT assenta em cabos aéreos que, obviamente, numa zona florestal que está a arder, ardem. E, portanto, colapsam as comunicações”, disse.

O primeiro-ministro afastou, no entanto, intervenções drásticas, como nacionalizar o SIRESP ou “rasgar” o contrato. “A nacionalização ou qualquer uma dessas medidas não resolveria o problema”, declarou Costa, tendo sido o próprio a assinar o contrato com o SIRESP quando era ministro da Administração Interna, em 2005.

O primeiro-ministro referiu que outras medidas estão a ser tomadas para a resolução do problema.

A ministra da Administração Interna, segundo Costa, “está precisamente neste momento a trabalhar com o SIRESP para que seja dotado das redundâncias necessárias para que este sistema não falhe, além de já ter assegurado o funcionamento pleno de quatro carrinhas que asseguram a ligação a satélite que permita restabelecer as ligações em caso de colapso da rede fixa da PT”.

De acordo com o Expresso, o Governo está a pressionar o próprio SIRESP a exigir melhores serviços da PT.

Ainda segundo o jornal, Pedro Marques está a liderar as conversas com a PT, “mas também a baixar os custos a suportar pela empresa para que os cabos possam ser enterrados nas calhas técnicas”.

“O custo é o principal obstáculo levantado pela PT, que terá de pagar não só pela passagem dos cabos aéreos para subterrâneos como terá de passar a suportar custos pela passagem dos cabos”, de acordo com o jornal.

O Expresso referiu ainda que o “Governo prepara-se para anunciar uma descida dos preços cobrados pelas Infraestruturas de Portugal (IP)” e, na próxima segunda-feira, “os preços cobrados pela IP para a oferta comercial de Canal Técnico Rodoviário terão uma descida de 50%”.

Este novo preçário teve a concordância dos dois reguladores do setor, a ANACOM – Autoridade Nacional de Comunicações e o Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT).

A entrevista na íntegra com António Costa será divulgada pelo Expresso na próxima semana.

// Lusa

12 COMENTÁRIOS

  1. sera que ainda vamos ser nos os contribuintes a pagar as indemenizaçoes às pobres vitimas dos fogos????… nao seria melhor culpar a edp, para poderem acrescentar mais uma taxa a fatura que mandam a todos os portugueses???
    mais uma parcela ninguem notava!!!! ja andamos a pagar as benesses a quem investiu na energia renovavel, ja andamos a pagar os salarios dos bonecos da rtp 1 e 2 e mais radios . va, sr palla da costa, vai ser preciso que se faça queixa ao ministerio publico para saber quem sao os verdadeiros culpados desta tragedia??

  2. O Senhor Costa está com o sótão desarrumado” E sofre de miopia mental.

    Fiquem sabendo que a SIRESP não ateou nehum incêndio, Quem INDIRECTAMENTE tem ateado quase todos os incêndios, nas última décadas, foi a mutidão de ineptos que (des)governaram Portugal e que, no terreno, por falta de visão e ordenamento, ppor um lado não criaram, nas florestas, zonas de tampão para que os fogos não pudesem progredir e que impedissem que as zonas florestais estivessem demasiado próximas das estradas e das zonas habitadas. E que alegadas medidas de “poupança”, não permitiram gastos com pessoal a vigiar as florestas, quer patrulhando-as, ou, a partir de plataformas elevadas, vigiar o aparecimento de fumos e prontamente reportar a posições. Estas, foram as poupanças mais caras do Mundo!

  3. Bem diz o velho ditado: Em casa onde não há pão todos ralham e ninguém tem razão! O senhor Costa que assuma a sua parte das culpas e segundo as notícias vindas a público todos os dias as acusações sobre o compadrio entre Sócrates, Vara, Salgado e tantos outros sobre vários casos de corrupção vão-se acumulando e o senhor Costa fez parte desse famigerado governo de tantas asneiras cometidas, depois a acrescentar temos ainda os outros que deixaram andar tal como ele tem feito até aqui e agora chegamos a este ponto onde tudo está a dar bronca.

  4. O “Costa do Castelo” assinou o contrato que contemplava a instalação do sistema por cabos aéreos em zonas de incêndio.
    Friso:EM ZONAS DE INCÊNDIO!!!
    Só da cabeça deste “Costa Engenheiro” é que podia surgir a aceitação desta cláusula do contrato.

  5. O sr. Costa culpa tudo menos o sistema em si.
    O sr. Costa podia ter acabado com esta roubalheira de 500 milhões em 2006 quando foi ministro da AI e não o fez.
    Um “negócio” feito pelo governo anterior (Durão/Santana) 3 dias após eleições com a pareceria com a SLN já se sabia no que dava…

  6. Chama-se a isto, querer matar dois coelhos com um só tiro, já que quem contratou o SIRESP, foi o AC,assim livra as costas e depois tenta denegrir a Altice, devido à compra da TVI.
    Chico esperto, este AC.

  7. Façam uma auditoria aos imcompetentes da ANACOM. Estes deviam ser responsabilizados pela incompetência pela auditoria do Siresp. ANACOM não serve pra nada. Ninho de chulos.

  8. E as supostas multas por cada falha do Siresp? É um assunto que já não interessa muito… Mas baixar em 50% os custos à PT que é uma empresa que cobra 1,5 € (mínimo) por cada atendimento telefónico, quer o cliente tenha ou não razão no motivo da chamada parece-me compadrio ao mais baixo nível lá em cima…

  9. António Costa, ministro da Administração Interna, no tempo de Sócrates, é que negociou as cláusulas do contrato com o SIRESP. Pelo que parece o Governo está manietado pelas cláusulas do contrato, a ponto de não poder atuar contra o SIRESP. António Costa fala, fala e atira a responsabilidade para a PT, mas não atua. Blá, blá, blá, e nada. O que interessa é criar na opinião pública um culpado utilizando a comunicação social. Vai adormecendo o povo, com a lengalenga de responsabilizar alguém, mas não atua, porque sabe que perde.

RESPONDER

May promete facilitar permanência de cidadãos europeus no Reino Unido

A primeira-ministra britânica prometeu, esta quinta-feira, "facilitar" a estadia dos cidadãos europeus no Reino Unido depois do Brexit, ao mesmo tempo que garantiu que o consenso com a União Europeia nesta matéria está "muito perto". Theresa …

Bruxelas deve considerar despesas dos incêndios como “excecionais”

O comissário europeu dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, defendeu esta quinta-feira que as despesas públicas resultantes dos devastadores incêndios em Portugal sejam consideradas como "circunstâncias excecionais", sem consequências na avaliação orçamental a fazer por Bruxelas. "Parece-me …

Creme anticelulite tem ingrediente proibido

A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO) pediu ao Infarmed a retirada do mercado do creme 'Depuralina Celulite', por conter um ingrediente proibido em cosméticos, na União Europeia, desde 2015. De acordo com um …

Benfica recebe o V. Setúbal, FC Porto o Portimonense e Sporting o Famalicão

O sorteio realizado, esta quinta-feira, na Cidade do Futebol, em Oeiras, ditou que os três grandes vão jogar em casa. Benfica e FC Porto jogam com outras duas equipas da I Liga, enquanto que o …

Líder neonazi britânico declara-se homossexual, revela ser judeu e abandona movimento

Um proeminente líder neonazi da Frente Nacional (NF) britânica deixou o movimento depois de se declarar homossexual e revelar a sua herança judaica. O líder fez as revelações sobre o seu passado violento enquanto renunciava …

Costa pediu finalmente desculpas (contrariado e só como cidadão)

"Se me quer ouvir pedir desculpas, eu peço desculpas". Eis como António Costa fez um mea culpa contrariado pelos trágicos incêndios que mataram mais de 100 pessoas, nos últimos meses, num debate parlamentar onde confessou …

Material de Tancos abre guerra entre o Ministério Público e militares

A Polícia Judiciária Militar não informou o Ministério Público nem os procuradores da Unidade Nacional de Contraterrorismo da PJ de que tinha encontrado o material de guerra roubado, em junho passado, em Tancos. Segundo o Diário …

Sócrates "usou" ministros em benefício próprio

A actual ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, e os antigos ministros Mário Lino, António Mendonça e Carlos Fonseca foram "instrumentalizados" por José Sócrates para favorecerem os seus interesses e os Grupos Lena e Espírito …

Benfica alvo de buscas por suspeitas de corrupção passiva e ativa

Elementos da Polícia Judiciária (PJ) estão a fazer buscas em instalações do Benfica, no âmbito do caso dos emails, numa investigação que se centra em suspeitas de corrupção passiva e activa. Fonte oficial do Benfica confirmou …

Ex-Comandante Nacional desviou meios do grande incêndio de Mação

A fita do tempo veio confirmar as suspeitas que o presidente da câmara de Mação, Vasco Estrela, que falava num desvio de meios e equipas no primeiro incêndio que tomou conta do concelho. No início de …