André Ventura arguido por assédio étnico queixa-se de “perseguição a quem pensa diferente”

PSD Loures / Facebook

André Ventura, candidato PSD à Câmara de Loures (ao centro).

André Ventura, vereador da Câmara Municipal de Loures e comentador desportivo, foi constituído arguido por “assédio étnico” e “práticas discriminatórias”, no seguimento de declarações que fez sobre a comunidade cigana. Ele fala em “perseguição a quem pensa diferente”.

O cabeça-de-lista do PSD à Câmara de Loures, nas últimas eleições legislativas, foi constituído arguido após denúncia da Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial devido a uma publicação que fez no seu perfil do Facebook, no passado dia 15 de Novembro de 2017.

“Ainda esta semana uma família de etnia cigana espancou uma enfermeira e um segurança do hospital de Beja. A RTP ficou em silêncio. Quando se deram as agressões de Coimbra, os principais órgãos de informação públicos recusaram-se a referir a etnia dos agressores. Está a tornar-se uma obsessão”, notou André Ventura, cita o jornal i.

Em declarações a este diário, o vereador refere-se “espantado com o enquadramento jurídico, porque fala de discriminação racial e de assédio étnico”.

“Acho que é um ataque violentíssimo à liberdade de expressão“, destaca, falando em “perseguição a quem pensa diferente” e notando que vai argumentar com a “inconstitucionalidade” do processo.

Quanto à publicação do Facebook, André Ventura repara que só pretendeu “falar sobre o assunto para percebermos os problemas específicos que esta comunidade tem”, mas “aparentemente isto também é racismo e não se pode dizer”, lamenta.

O vereador do PSD já tinha sido acusado de racismo em Setembro de 2017, após queixa do Bloco de Esquerda, também depois de declarações que fez sobre a comunidade cigana de Loures. Esse inquérito acabou por ser arquivado.

ZAP //

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. Se calhar, ele pensa e diz o que muita gente também pensa mas não tem a coragem de dizer. Infelizmente, há uma fobia tão grande em respeitar minorias (o que, em si, até nem é mau), mas, para isso, muitas vezes, desrespeitam-se as maiorias.
    Quem reclama igualdade de direitos, deve aceitar igualdade de deveres e obrigações; ora, o que se verifica quanto à etnia em causa não é bem isso.
    Se todas as pessoas / etnias usassem os “métodos” que pessoas dessa etnia usam em tantas situações e em tantos locais, seria o caos…
    São agressões a médicos, a enfermeiros, a professores, a funcionários de serviços públicos e outros… e até a agentes da autoridade e a seguranças…
    Onde é que vamos parar?
    Embora as generalizações sejam incorrectas, pois também há indivíduos dessa etnia que actuam com urbanidade, em muitos casos o André Ventura tem total razão naquilo que tem vindo a afirmar.

  2. Este gajo é um palerma, mas tem toda a razão no que diz/escreve em relação à ciganada (e a outras “minorias” de parasitas/bandidos)!
    Esta queixa não faz qualquer sentido!!
    Era só o que faltava: não se puder dar opiniões sobre determinado assunto – ainda por cima, apresentando factos!
    Esta “Comissão” não deve ter nada de útil para fazer…

  3. André Ventura tem toda a razão!

    Loures é o concelho com mais rendas de bairros sociais por pagar. A taxa de incumprimento ronda os 40,5%, com uma dívida a rondar os 10.6 milhões de euros. Isto com rendas mensais a rondar os meros 40 euros!!

    O clima de impunidade no concelho de Loures é total.

    Essa Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial é um comité ideológico pago com o dinheiro dos nossos impostos. Outros tal como a CIG. É urgente uma vassourada nestas comissões.

  4. Chega de politicamente corretos. Anda toda a gente com medo de dizer o que quer que seja porque vem logo um iluminado qualquer de uma suposta organização avançar com um processo ! Ciganos são ciganos, brancos são brancos, pretos são pretos e gente parva, essa há de todas as cores. Se é conhecido e sabido que os ciganos são trafulhas e arruaceiros então isso tem de ser dito. Se também os há ordeiros e integrados ? Há sim e a esses também dou o devido crédito.

  5. A geringonça universal .Politica ,Jurídica a pide disto tudo.No passado era Peniche,Cachias etc .Agora já não há um lugar é todo lado.

  6. Acontece exactamente o mesmo quando sao ataques islamicos. Ainda se lembram do homem que disparou no Canadá uma pistola? Tambem ninguem ouviu nos canais portugueses a religiao do mesmo.
    Vivemos em tempos de inicio de censura legalizada basta ver como os artigos da ZAP sao facistas, apenas mostram a facção de extrema esquerda anti-trump, omitindo qualquer noticia positiva pro-direita. Alguém já encontrou a noticia ZAP a mostrar o aumento do PIB nos EUA em 4.1%?

  7. Isto acontece há mais de 3 anos nos EUA; existe um standard duplo, em que ou estás alinhado à esquerda ou és chamado de todos os ‘ismos’ possiveis e imaginários.

    E claro, isto atravessou o Atlântico, como é óbvio – a comunicação social pende para a esquerda, alinha-se com a mesma e não tem a neutralidade nem a capacidade crítica de mostrar o bom e o mau de ambas as forças políticas – isso sim, seria isenção; tudo o resto é apenas “opinião”/”propaganda”.

    É-me indiferente quem faz o quê: quem incorre em incumprimento deve, perante provas, sofrer as consequências dos seus actos.

    Já agora, aqui a liberdade de expressão também me parece estar em crise; e as consequências serão nefastas – tal com no Canadá com a Lei C-16.

    (É interessante como grande parte dos auti-intitulados anti-fascistas, são eles próprios os verdadeiros fascistas; enfim, dá que pensar o que está pode destrás destas movimentações e quem.)

  8. Não defendo qualquer Etnia que seja, mas condeno implacavelmente qualquer criminoso de qualquer Etnia que seja. Vive (em), en território Português; são, devem ou deveriam, ser considerados aos olhos da Lei como qualquer outro Cidadão face aos Direitos e Deveres, e sancionado por a Justiça em casos de infracção a Lei. Se as sanções penais se revelam insuficientes em caso de récidivas, há que as tornar mais pesadas.

Suspeito do ataque junto ao Charlie Hebdo acusado de tentativa de homicídio

O suspeito de ferir gravemente duas pessoas, na passada sexta-feira, à porta da antiga redação do semanário Charlie Hebdo, em Paris, foi acusado de "tentativa de homicídio relacionada com motivação terrorista", segundo a AFP. A informação …

SNS24 encaminhada crianças para a urgência "sem critério clínico", diz Ordem dos Médicos do Centro

A Ordem dos Médicos do Centro lamentou hoje que a linha SNS 24 esteja a encaminhar crianças "sem critério clínico" para as urgências hospitalares e pediu a definição urgente de "um plano seguro e com …

13 de outubro em Fátima com lotação reduzida a 6.000 fiéis

O Santuário de Fátima estima a presença de seis mil pessoas no recinto durante a peregrinação de 12 e 13 de outubro, estando prevista a colocação de círculos no chão, que reforçará a distância entre …

Jovem de 22 anos detido por suspeitas de burla de milhares de euros no MB Way

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um indivíduo, de 22 anos, suspeito de diversos crimes de burla informática, falsidade informática, acesso ilegítimo e branqueamento de capitais, estando em causa um montante de dezenas de milhares de …

Nagorno-Karabakh. Alta Comissária da ONU insta a um "cessar-fogo imediato"

A Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos manifestou, esta terça-feira, a sua preocupação face ao aumento das hostilidades entre o Azerbaijão e os separatistas arménios no enclave de Nagorno-Karabakh, instando as partes a …

Rio duvida que país consiga investir verba prevista para setor público

O presidente do PSD, Rui Rio, manifestou esta quarta-feira dúvidas de que o país consiga investir toda a verba prevista pelo Governo no plano de recuperação para a administração pública, prometendo que o documento social-democrata …

MP acusa três inspetores do SEF de homicídio de imigrante ucraniano

O Ministério Público acusou esta quarta-feira três inspetores do SEF do homicídio qualificado de um cidadão ucraniano, ocorrido a 12 de março no Centro de Instalação Temporária do Aeroporto de Lisboa. Segundo uma nota da Procuradoria …

UE prepara lei que obriga gigantes tecnológicas a partilhar dados

A União Europeia (UE) está a preparar-se para forçar as gigantes tecnológicas a partilharem os dados que têm dos consumidores com empresas rivais menores, de acordo com uma nova lei que a Comissão Europeia está …

Morreu Quino, criador de Mafalda

O autor argentino Quino, célebre por ter criado a contestatária personagem de banda desenhada Mafalda, morreu esta quarta-feira em Mendoza, na Argentina, aos 88 anos, revelou a agência Efe. De acordo com o jornal argentino Clarín, …

"Quem decide quem o PS apoia são os órgãos do partido", diz Pedro Nuno Santos

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, afirmou que "quem decide quem o PS apoia são os órgãos do partido", um dia após o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, ter …