Candidato PSD/CDS a Loures volta a atacar etnia cigana (e o PNR aplaude)

PSD Loures / Facebook

André Ventura, candidato PSD/CDS à Câmara de Loures (c)

André Ventura, o candidato PSD/CDS à Câmara de Loures, continua a criticar abertamente os ciganos que define como um “problema” da cidade, acusando-os de viverem “acima da lei”. No seio do CDS já há quem torça pela sua derrota, enquanto o líder do PNR o defende.

Advogado, professor universitário e comentador desportivo pró-Benfica na CMTV, André Ventura tem dado que falar por causa das declarações que tem feito a propósito da etnia cigana.

Depois de já críticas tecidas numa entrevista anterior, o candidato volta ao ataque numa entrevista ao jornal i, na qual refere que a “etnia cigana tem de interiorizar o Estado de direito porque, para eles, as regras não são para lhes serem aplicadas”.

O candidato apoiado por PSD e CDS acusa os ciganos de utilizarem casas camarárias sem pagarem e sem serem despejados, de terem um “sentimento de enorme impunidade” e de viverem num estado de “auto-poder” em zonas como a Quinta da Fonte.

As palavras de Ventura estão a merecer críticas de várias personalidades da vida política e o Diário de Notícias (DN) realça que Passos Coelho está a ser “pressionado para se demarcar” do candidato.

O PSD mantém-se oficialmente em silêncio, mas a vice-presidente do partido, Teresa Leal Coelho, condena as palavras de André Ventura, notando, numa nota divulgada pelo DN, que “só perpetuam os preconceitos e estigmatizam comunidades”.

Do lado do CDS, o membro da comissão política nacional Francisco Mendes da Silva é mais incisivo e, através do seu perfil no Facebook, até já deseja que o candidato do seu partido a Loures perca. “Se perder, tudo bem: que nem mais um dia o meu partido fique associado a tão lamentável personagem”, escreve o centrista.

“Não há praticamente nada que André Ventura diga que eu não considere profundamente errado, ligeiro, fruto da ignorância e de um populismo que tanto pode ser gratuito, telegénico ou eleitoralista”, aponta ainda.

Do lado do PS, o deputado Filipe Neto Brandão fala, também através do Facebook, numa “deplorável” manifestação de “racismo”.

“Passos Coelho ainda vai a tempo de impedir que este possa ser o discurso do PSD numa autarquia” e que se não o fizer, “será conivente com o candidato e o PSD descerá um enorme degrau na sua degradação moral”, alerta.

Para Francisco Seixas da Costa, ex-embaixador e ex-governante do PS, o PSD deve “pôr os pontos nos is” neste caso. “É que a ‘cereja em cima do bolo’ seria, naturalmente, um eventual elogio do PNR a tais declarações”, conclui o ex-diplomata.

As críticas de Seixas da Costa a André Ventura arrancam vários comentários de concordância com as críticas feitas aos ciganos pelo candidato a Loures, mas também há muito quem as repudie.

Por outro lado, o líder do Partido Nacional Renovador (PNR), de extrema-direita, já veio defender as declarações de André Ventura, como se percebe numa publicação feita no Twitter. José Pinto Coelho fala em “ditadura do politicamente correcto”, realçando que não se podem “dizer verdades” que é logo “racismo”.

BE apresenta queixa-crime por racismo

Entretanto, o candidato do Bloco de Esquerda (BE) a Loures, Fabian Figueiredo, apresentou uma queixa-crime ao Ministério Público e à Ordem dos Advogados contra André Ventura, alegando que as suas referências à comunidade cigana são “declarações racistas e xenófobas”, conforme nota enviada à agência Lusa.

André Ventura já tinha, anteriormente, proferido declarações negativas a propósito desta etnia que motivaram também uma queixa do BE à Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial.

“Discriminação é permitir que alguns não cumpram lei”

André Ventura já reagiu às críticas, através de um comunicado, e não retira uma vírgula ao que disse, assegurando que “nada” o “move contra a comunidade cigana” e que o que o “preocupa” são “questões de segurança e cumprimento da lei, na defesa do património público e das pessoas de bem, independentemente da raça ou etnia”.

“A verdadeira discriminação é permitir que alguns não cumpram a lei, em detrimento daqueles que vivem com as regras do Estado de Direito”, acrescenta.

Finalmente, André Ventura repudia “veementemente qualquer associação de pessoas ou grupos, políticos ou civis de carácter racista ou xenófobo”, justificando que “nunca” pretendeu “estimular ou aprofundar este tipo de sentimentos no debate político”.

Na entrevista concedida ao i, André Ventura fala em “minorias de privilégio”, notando que os ciganos “vivem quase exclusivamente de subsídios do Estado” e alertando que Loures corre “o risco de uma guetização” em “zonas do Estado em que a ideia de auto-poder começa a funcionar”.

“Na Quinta da Fonte, o comandante da polícia diz-me que são chamados lá só para serem agredidos”, afiança ainda o candidato PSD/CDS, notando que “o Estado de direito não pode ter medo de grupo nenhum nem de minorias nenhumas”.

“É um problema de igualdade”, diz ainda André Ventura, concluindo que “temos de ser todos tratados como iguais”.

André Ventura chega a dizer, quando confrontado com as agressões da polícia a jovens da Cova da Moura, na Amadora, que “as generalizações são sempre perigosas” e que “não podemos esquecer que em todos os grupos há bons e maus”.

SV, ZAP // Lusa

37 COMENTÁRIOS

    • O Cigano é de carne o osso como qualquer um de nós, por isso tem de cumprir as mesmas regras que nós!!!
      A verdade é que não cumpre, se o Senhor tiver filhos a estudar com filhos de Cigano e tem o azar do seu filho numa brincadeira magoar o filho do cigano é melhor mudar de Cidade porque será perseguido e espancado e policia não faz nada porque tem medo.

    • Se o cigano quer ter os direitos dos outros, TAMBÉM TEM DE TER OS DEVERES!
      Há ciganos que se esforçam por trabalhar e sair da miséria (temos um secretário de estado advogado que é cigano). A miséria é que a maior parte nem sequer se empenha em mudar a sua situação! Acham mais bonito viver às custas dos outros e andar a ameaçar na Segurança Social para terem subsídios sem terem direito a eles!
      Por exemplo, no distrito de Castelo Branco houve uma cigana de setenta e tal anos que queria registar um recém nascido como filho dela para receber abono de família. Quando recusaram veio a família toda ameaçar as funcionárias. Mais, há ciganos reformados com vinte e poucos anos, sem ter descontos, e temos outros cidadãos com muitos anos de descontos que não se podem reformar!

    • É verdade e é mentira… Há ciganos assim e ciganos que não são assim e assim há também uma imensidão de gente que não pertence à etnia cigana… como por exemplo muitos políticos como o Ventura! Caramba pareceia que ele se estava a descrever a si próprio!!!

    • A questão é a generalização… é isso que faz destas declarações racismo!

      Há ciganos que vivem acima da lei? Há… Serão todos? Não…. e mais ninguém em Portugal a vive de subsidios do estado e acima da lei?

      Conheço muito cigano que é muito mais respeitador da lei que muito Portguês não cigano… se é para atacar alguma coisa ataque-se todos quantos estão fora da lei, sejam ciganos e não ciganos, e não um grupo de gente em particular sem olhar a quem, esquecendo todos os outros.

      É tão verdade dizer que os ciganos vivem acima da lei como dizer que os Portugueses vivem acima da lei. Há uns que sim e outros que não.

      Mas gosta de generalizaçõesr… generalizemos (Utilizando as próprias palavras do Ventura):
      Os Políticos “São uma minoria de previlégio”, “vivem quase exclusivamente de subsidios do Estado”… “A verdadeira discriminação é permitir que alguns não cumpram a lei, em detrimento daqueles que vivem com as regras do Estado de Direito”… “(Os Políticos) têm de interiorizar o Estado de direito porque, para eles, as regras não são para lhes serem aplicadas”… “utilizam casas camarárias sem pagarem e sem serem despejados, e têm um “sentimento de enorme impunidade” e de viverem num estado de “auto-poder”.

      😉

    • Se todos os ciganos fossem como o que aquele senhor diz… bom, então isso seria uma realidade e não seria racismo.
      Agora o que acontece é que há muitos ciganos que não se enquadram na descrição do André Ventura e acontece também que há muitos Portugueses não ciganos se encaixam perfeitamente nessa descrição, a começar pelo próprio candidato André Ventura.
      Portanto quando se coloca toda agente de um determinado grupo num mesmo saco só porque são da mesma etnia e se faz uma acusação a toda a etnia, ilibando todos os outros que estão na mesma situação mas não pertencem a essa etnia, sim, isso é rácismo!

      Agora se é para generalizar… generalizemos (Utilizando as próprias palavras do Ventura):
      Os Políticos “São uma minoria de previlégio”, “vivem quase exclusivamente de subsidios do Estado”… “A verdadeira discriminação é permitir que alguns não cumpram a lei, em detrimento daqueles que vivem com as regras do Estado de Direito”… “(Os Políticos) têm de interiorizar o Estado de direito porque, para eles, as regras não são para lhes serem aplicadas”… “utilizam casas camarárias sem pagarem e sem serem despejados, e têm um “sentimento de enorme impunidade” e de viverem num estado de “auto-poder”.

      😉

      • Caro senhor, quem corre por gosto não cansa. Por mim, façam o que quiser do nosso país. Ser realista, honesto, sincero, objectivo, preciso, etc, tem todo o valor. Se houver gente, que pense o contrario, esta no seu direito. Por isso vivemos num estado de direito ou não? Cada um semeia e depois colhe. Pode gostar da fruta que colhe ou não. O tempo o dirá, se o Ventura tem razão ou não? Comprimentos.

  1. André Ventura conquistou a minha admiração e apreço por, corajosamente, ter “mandado essa pedrada para o charco”! Como candidato a uma Câmara Municipal teve a coragem de não seguir o politicamente correcto! Vai conquistar muitos votos no Concelho de Loures, Oh se vai!

    • Estou plenamente de acordo.
      Acredito que é uma questão de tempo para esta etnia começar a colher o que têm semeado.
      Quando um candidato ganhar uma Câmara, por tentar fazer com que esta etnia cumpra e tenha as mesmas regalias que a restante população, vai ser uma questão de tempo para que todos os restantes candidatos ou governantes sigam o seu exemplo.
      Acredito que hoje todos os candidatos e governantes têm a mesma opinião, mas têm medo de perder votos.

    • É mesmo, disse o que quase todos pensam mas perante a sociedade não assumem porque parece mal!
      Agora não se pode dizer as verdades porque é logo racismo!!!

    • Ninguém, mesmo os que tem peninha, pode negar que os ciganos neste país são uns privilegiados. Pois nunca fizeram qualquer tipo de desconto, ñ pagam impostos, intimidam até a própria policia, ñ pagam lugares nas feiras, mas são os que tem os melhores lugares, têm andares dados pelas autarquias c/rendas irrisórias, e mesmo assim ñ pagam, ñ pagam água, luz, taxas moderadoras, são logo atendidos nos centros de emprego, nos hospitais, as ciganas andam grávidas têm logo subsídios, diga-se chorudos para comprarem carrinhos de bébé de luxo. As carrinhas de feira dos ciganos são na maioria carrinhas novas, os carros em que se fazem transportar são BMW, Mercedes, bons carros. Isto são factos inegáveis.
      Enquanto se vê portugueses que trabalharam uma vida, fizeram descontos, cumpriram c/as suas obrigações fiscais, ñ têm nem sequer uma reforma que chegue a metade dos subsídios mensais que a grande maioria dos ciganos recebe. Aliás recebe a Mãe cigana o pai o avô, avó, o filho a filha a nora o homem da nora, e quanto à mãe cigana, recebe ainda mais por ser mãe solteira. Por isso é que ñ se casam. De uma maneira geral o subsídio para estes tipos é na ordem dos setecentos e tal €. Mais ainda, o rendimento que alguns ciganos têm na feira são principescos, e apesar disso ñ pagam nem um cêntimo de imposto. Os artigos dos ciganos de uma maneira geral são contrafeitos e as marcas deixam ficar uma nota preta.

      • Não pode falar assim de todos os Ciganos e a questão é essa. É injusto para todos os ciganos que não se enquadram nessa descrição, e são muitos. Também não pode dizer que esta seja uma situação exclusiva da etnia cigana… A começar pelos próprios Políticos que cabem tão bem na descrição feita pelo André Ventura sobre os ciganos de Loures.

  2. O homem apenas diz aquilo que todos sabem ser a realidade, mas que muitos têm medo de dizer.
    Nunca vi ninguém que os defende ir viver para perto deles.

  3. Eu não sou racista, mas acho que as verdades devem ser ditas.
    É verdade o que André Ventura disse e não será por isso, que ele deve ser considerado racista!
    Se os eleitores da Câmara de Loures gostam da verdade, já têm um bom motivo para votar nele.
    Este homem não tem medo de dizer a verdade e pôs o dedo na ferida…
    Ora o entendimento dos ciganos é que a sociedade tem obrigação de contribuir para a sua subsistência, mas não aceitam contribuir para a sociedade.
    Isso não impede que a sociedade se sinta desobrigada de os integrar.

  4. Quem está com pena dos ciganos que os acolha em casa. Esta cambada de chulos do Estado deveria ser chamado a cumprir a lei e a comportar-se como os demais cidad´~aos. Nos Hospitais tem prioridade (forçada), no crime ainda são indeminizados por se acompanharem por menores, nas suas barracas não pagam agua nem eletricidade que roubam aos respetivos serviços. Porque continua-se a ter pena desta gente? Porque é que os filhos que tem que se inscrever na escola depois faltam e não tem aproveitamento. Porque é que passam todo o dia a apanhar sol e não se esforçam por melhorar as suas condições de vida? Porque é que temos que viver com eles á porta, situação que faz desvalorizar as zonas onde vivemos? Porque é que eles não tem de fazer prova de vida, procura de emprego etc para receber os subsídios do Estado? è altura de dizer basta a estes criminosos. Ou aceitam as regras onde se querem ver inseridos ou então mudem-se para bem longe!!!!

  5. O homem teve a coragem de dizer em voz alta a verdade e é crucificado? É VERDADE e toda a gente sabe. Porque razão devemos andar a fazer de conta? Quem trabalha, faz descontos ao longo de vários anos não tem as regalias que os ciganos têm. Com isto fica demonstrado que não vale a pena trabalhar? É isso que querem srs dos faz de conta? Deixem-se disso, em DEMOCRACIA é p/ se expressar oi que nos vai na alma, logo que não se ofenda ninguém… Ou estamos ainda na DITADURA? Está mais do que na hora de deixarmos de manter quem nada faz pela sociedade, antes pelo contrario a grande parte da comunidade cigana vive á custa dos portugueses que trabalha. E não venham c/ panos quentes, já mete NOJO…

  6. Boa tarde,
    Não moro em Loures mas aceito as palavras proferidas pelo candidato à câmara. Afinal diz aquilo que todos nós pensamos mas que é politicamente incorrecto dizer.

    Também tenho que salientar que nem todos as pessoas de etnia cigana são iguais. Assim ficamos com uma minoria dentro de outra minoria.

    Para mim uma minoria étnica é uma fracção da população que decorrente do seu modo de vida, religião, etc. não tem os mesmos direitos que a generalidade da população sendo-lhe os mesmos negados ou reduzidos.
    A etnia cigana, na sua generalidade, não vê os seus direitos diminuídos mas sim aumentados dado que fazem da sua condição uma forma de potenciação dos seus direitos, muitas vezes em detrimento dos direitos da restante população.
    A titulo de exemplo ocupam terrenos dos quais não são proprietários e depois acham-se no direito de lá construírem; vãos aos serviços de saúde e acham-se no direito de passarem à frente de todos. Se assim não é começam a provocar problemas; Para colocarem os filhos a estudar recebem como contrapartida o rendimento mínimo; muitos vendem produtos de marca contrafeitos nas feiras e como se não bastasse tudo se passa à descarada e “livre de impostos”…
    Enfim se são uma minoria discriminada certamente muitos portugueses querem fazer parte dessa minoria…

    As pessoas que constituem minoria étnicas tem o direito de ser diferentes, de terem a sua cultura, o seu modo de vida, etc. mas tem também o dever de respeitar os outros e de cumprir com o que a sociedade lhes impõem a eles e à restante população.
    Se entendem que não devem cumprir então devem fazer “as malas” e regressar aos seus países de origem.

    Quanto aos políticos deixo o conselho de um simples cidadão: façam aquilo que é correto e justo para todos e não aquilo que é politicamente correto. O Povo já é suficientemente “esperto” para saber distinguir as situações e, se assim procederem, certamente a cada 4 ou 5 anos não necessitam de fazer para se ver e só assim ganharem novas eleições.

  7. Neste país quem diz a verdade e levanta o véu sobre o que muitos andam um vida inteira a camuflar é penalizado. Aposto que o PSD e CDS se vão demarcar desta candidatura.
    Já presenciei operações STOP da PSP e BT, onde mandam parar carrinhas de ciganos, o condutor é menor e não tem carta, não tem IPO, é só transgressões e mandam seguir como se nada se passasse, ao contrário das viaturas de empresas que andam a trabalhar e criar riqueza, que são autuadas com toda a força.
    É Portugal no seu melhor

  8. É Racismo dizer que os ciganos vivem á custa do estado? Mentiroso não sou e como tal só posso ser racista porque infelizmente trabalhei uma vida inteira com descontos para a caixa de previdências hoje segurança social e e recebo pouco mais de 300 euros de reforma! Um cigano que passa o dia ao fundo da Av. da liberdade no Fundão recebe de subsidio mais de duas vezes a minha reforma, Não sou contra ele receber o que recebe mas onde está a justiça??? ou é racismo???? Para quem??

  9. Pois já é tempo de chamar as coisas pelos nomes e acabar com o politicamente correcto. E a verdade é que é que a população portuguesa tem um sentimento generalizado de que os ciganos vivem à conta da sociedade (isto é, dos impostos que pagamos) sem se quererem integrar nem para ela contribuírem, prevalecendo com um estatuto de impunidade amplamente reconhecido. O que este senhor Ventura diz, é afinal o que (quase) todos pensão, mas que infelizmente, poucos demonstram a coragem para o dizer. Não sou do partido dele nem habito em Loures, mas só pela coragem demonstrada neste tema, teria o meu voto.

  10. racismo dizem os marxizados… entao ja ha de novo raças????.. em que ficamos???? quando convem a raças. infelizmente vivemos num pais onde o jornalismo e quase so sinonimo de manipulaçao por grupos especiais, sejam politicos ou economicos ou sindicais…
    o que e grave e que de facto a maior parte da etnia cigana vive a margem da lei quando lhes convem..(casamentos com menores, falta a escola….falta de identificaçao… falta de declaraçoes de irs…etc etc….) e por outro lado sustentados por uma lei que lhes garante o sustento( subsidios de pobreza de indigencia de casa ) e lhes permite fazer gato sapato do resto da populaçao. mas se estao tao indignados com as declaraçoes do candidato .. porque nao apresentam dados que contradigam o que ele afirma…. so insultar nao chega e o povo sabe disso.. provavelmente o candidato ate vai ter muito mais votos do que teria…. e se ganhar.. . seria uma chapada de luva branca nos hipocritas e sequazes da pouca vergonha em que vive este pobre pais.

  11. Um povo de cínicos, ninguém gosta do estêrco cigano, todos sabem que´é verdade o que o candidato diz, mas aparecem as “boas almas” com o seu cínismo, sinceramente, claro que com o estêrco BE não há nada a esperar.

  12. Antes demais há um ditado popular que diz quem diz a verdade não merece castigo não e! Infelizmente a maioria destes comentários são baseados em factos verídicos. Nos os afroportugas trabalhadores é que somos a minoria, que ao longo da ultima historia de Portugal fomos obrigados a ir para a tropa enquanto outros não, ajudamos na construção deste pais enquanto alguns diziam “trabalhar faz calos”,já não bastasse trabalhar no duro ainda descontávamos do nosso suor para alguns terem subsídios , casa… enquanto nós continuávamos na nossa humilde barraca. Certos e determinados iluminados da politica falam em não integrar as minorias, bla ,bla, bla, estamos neste pais há menos tempo que muitos por ai e ficamos integrados; a trabalhar nas obras ,nas limpezas…por isso e que para alguns não interessa a integração! E ficamos tao integrados que ate temos todo tipo de trabalhadores especializados nas mais diferentes áreas…

  13. E por causa destes políticos que rotulam a politica ou seja são “racistas políticos” e que o pais não avança. Depois queixam se da extrema direita. Com pensamentos deste tipo só fazem avançar ainda mais a extrema direita. Mas não era na ditadura de direita (fascismo)que as pessoas não se podiam expressar? ou afinal era uma ditadura de esquerda…já estou a ficar baralhado…

  14. Há ciganos que vivem acima da lei? Há… Serão todos? Não…. e é só entre os ciganos que há gente a viver em Portugal, injustamente, de subsídios do estado e acima da lei? Claro que não, a começar pelo próprio André Ventura!

    A questão é a generalização… é isso que faz destas declarações racismo!

    O Ventura não pode falar assim de todos os Ciganos e a questão é essa. É injusto para todos os ciganos que não se enquadram naquela descrição, e são muitos. Também não pode dizer que esta seja uma situação exclusiva da etnia cigana… A começar pelos próprios Políticos que se encaixam tão bem na generalização feita pelo Ventura sobre os ciganos de Loures.

    Ora… generalizemos (Utilizando as próprias palavras do Ventura):
    Os Políticos “São uma minoria de previlégio”, “vivem quase exclusivamente de subsidios do Estado”… “A verdadeira discriminação é permitir que alguns não cumpram a lei, em detrimento daqueles que vivem com as regras do Estado de Direito”… “(Os Políticos) têm de interiorizar o Estado de direito porque, para eles, as regras não são para lhes serem aplicadas”… “utilizam casas camarárias sem pagarem e sem serem despejados, e têm um “sentimento de enorme impunidade” e de viverem num estado de “auto-poder”.

    😉

    • Sr. Pedro Olaia, quando falamos de ciganos não falamos dos que estão inseridos na sociedade, e sei que já são muitos, possivelmente não tem que enfiar a carapuça, falamos daqueles que nada fazem de útil, exploram o estado, têm todo o tempo do mundo para pensar em formas de enganar o parceiro e por ai adiante.
      Estou plenamente de acordo com o que diz o André Ventura, que até dá o exemplo de ciganos de sucesso na vida.
      tenho pena é da classe de politico hipócritas que pensando como o resto da população, não o assumem por receio.

      • Caro Pedro Duarte,
        “quando falamos de ciganos não falamos dos que estão inseridos na sociedade”???
        Pois, é que não se lê isso em lado nenhum, o que se lê são generalizações com todos os ciganos tratados por igual, e somente ciganos, como se ali se encerrasse tudo e mais ninguém portugal existisse com conduta igual ou pior à que acusam os Ciganos.

        Também não entendo o que quer dizer com “Quando falamos” está a falar de si e de mais quem? Sabe o que vai na cabeça dos outros?

        Outra pergunta, e o que diz o André Ventura dos ciganos que não têm sucesso na vida, mas vivem as suas tradições respeitando as regras da sociedade?

        e outra pergunta que fica para que se perceba bem que isto é puro racismo… então e o que diz o André Ventura sobre todos os outros Portugueses no Concelho de Loures que são igual ou pior ao que ele acusa nos ciganos?

        O homem não tem razão nenhuma, conheço muito cigano trabalhador, com os filhos na escola, que pagam impostos e cumprem as leis, tanto, mais ou melhor que muitos outros Portugueses. Ninguém os pode nem deve acusar de nada.

        O ventura perde toda a razão ao generalizar uma raça identificando-a com uma postura que pelos vistos ele próprio a tem! Será o Ventura Cigano?

        Se há uma injustiça não é os ciganos “determinada coisa”… a injustiça seria eventualmente a “determinada coisa” quando mal aplicada a qualquer pessoa, seja ela de que etnia, raça, estrato social for.

        A ironia disto é que o homem fala de ciganos como se tivesse a falar dele próprio e se ele acha justo generalizar os ciganos, será justo então generaliza-lo a ele enquanto político também. Uns sacanas que só vivem à mama das tetas do Estado, em grandes vidas, grandes casas, altos carros e mordomias várias, ou seja vida de lords à custa de todos nós que trabalhamos e pagamos impostos… ainda tem lata para vir falar de ciganos. (Claro que tem… ele sabe o que pensam e sente a generalidade das pessoas (seja lá isso justo ou não) e manipula esses sentimentos porque o que ele quer é o voto delas… depois de eleito… fd-as!) 😉

        É um ganda homem cheio de coragem portanto!… ai zé povinho zé povinho… já era tempo de saber mais qualquer coisa…

  15. O candidato André Ventura, à Câmara de Loures apoiado agora pelo PSD, é um político da nova vaga e por isso, ainda não domina o pântano onde se meteu talvez, com algum treino, perceba que há verdades inconvenientes e que na selva em que vivemos, tem de usar eufemismos para não “ferir” os hipócritas que existem nos vários partidos. Na Sociedade portuguêsa, além dos corruptos/exploradores/ parasitas alojados no topo da pirâmide social, existem na base da mesma, “comunidades” das várias matizes que vivem à conta do Estado sem nada produzirem e por isso, os responsáveis pela gestão do País, têm de urgentemente, limpar o País desta canalha, salvaguardando os verdadeiros necessitados, idosos, crianças e famílias em dificuldades o resto, impor o Estado de Direito e acabar com a chulice.

  16. São verdades inconvenientes para quem? Xenofobia é eu pagar impostos e ver gente que faz uso do seu orgulho a conseguir ir buscar dinheiro onde nunca depositou. xenofobia é ver políticos defenderem esta gente, eu sinto-me discriminado, sempre paguei impostos e no entanto vejo a lei da reforma ser alterada para mais anos de trabalho e estes fulanos falarem de orgulho da sua etnia. A poucos anos vi famílias portuguesas perderem casas e terem de ir sabe Deus para onde; onde estavam os subsídios do estado para ajudar gente que ficou sem trabalho e por sua vez sofreram com as consequências de uma crise que nada contribuíram para ela, No entanto sempre pagaram as suas contas. (TENHO QUE SER CIGANO) André Ventura tem razão, é um assunto que deve ser discutido sim, se recebem tem de ser obrigados a contribuir com mão de obra a limpar bermas de estrada (CANTONEIROS) Xenofobia é o estado ter gente a recibo verde e andar anos a fio sem os passar para o quadro, e esta gente vai viver eternamente a viver dos meus e dos impostos dos outros, Não somos um Pais rico, Somos um Pais rico de pobres políticos.

  17. Os subsídios em dinheiro só deveriam ser dados em ultimo caso aos idosos com poucos recursos assim como a pessoas com invalidez ou doença grave que impossibilite de trabalhar( qualquer que seja a etnia), mas nunca superior a reforma mais baixa de quem descontou toda a vida …a estas e restantes pessoas carenciadas seriam fornecidos vales de desconto para usar em superfícies comerciais, de maneira que ninguém passasse fome neste pais. E logico que a saúde e educação seriam grátis, mas de resto para ter dinheiro para comprar algo mais teriam que trabalhar e descontar como as demais minorias trabalhadoras…

  18. Como podem escolher um tema de e tênias ,ciganas para poder ganhar as eilesois,
    E demostrado-se rasista ,comenista ,fasista,nazista.
    -Se cometer crimes outros eilisitos ,a justiça para ESE ei feitos.
    -Sao a bitasois sósias ,são dadas para pessoas pobres ,cando são dadas são das pelo Presidente pelas as sestemtes sosiais .
    -Se tem aguas luz redas eiatraso ,as sestes sosiasis tem que ver cal e porpulema
    Por que não pagão?
    A agora uma atitude TAM traxica ,isto e desumano,dês mustrado ,rasimos.

    -Des mostrado rasistas com e tênias outras ,são pessoas como outras sã /homanos
    Já que o senhor não tem nada de homano e desomano ,
    -são de carne e osso como outras pessoas e são portuguesa como outras .
    –como nos português estamos o niao europeia xigarem este……

RESPONDER

O veterano da 2ª Guerra que inspirou Dunkirk viu o filme - e chorou

O filme Dunkirk está a superar todas as expetativas: além de liderar nos EUA está a ter uma excelente aceitação nos mercados internacionais e Portugal não é exceção. No entanto, a aprovação de um espetador “especial”, …

Escândalo de fuga de informação confidencial provoca crise no Governo sueco

O primeiro-ministro da Suécia, o social-democrata Stefan Löfven, anunciou esta quinta-feira que os ministros do Interior, Anders Ygeman, e Infraestruturas, Anna Johhansson, vão deixar o Executivo após o escândalo provocado no país pela fuga de …

Rússia terá usado perfis falsos no Facebook para espiar campanha de Macron

A Agência Reuters noticia que agentes secretos russos tentaram espiar a campanha de Macron, para as eleições francesas. Como? Criando perfis falsos para se fazerem "amigos" de membros da campanha. Agentes ligados aos Serviços Secretos russos …

Cientistas chineses desenvolvem possível inibidor do vírus Zika

Uma equipa de investigadores chineses desenvolveu um possível inibidor do vírus Zika baseado em moléculas, que foi testado em ratos e poderá ajudar a combater a propagação do vírus entre seres humanos. Segundo o jornal Shanghai …

Fundador da Amazon ultrapassou Bill Gates e é o novo homem mais rico do mundo

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, tornou-se nesta quinta-feira pela primeira vez no homem mais rico do planeta, com uma fortuna que supera 90 mil milhões de dólares. De acordo com a revista "Forbes", que …

Augusto Inácio esteve retido nas instalações do Zamalek e teve que recorrer à embaixada poortuguesa

O treinador português esteve impedido de sair das instalações do Zamalek, no Egito, por seguranças do clube, tendo sido obrigado a pedir auxílio à representação portuguesa no Cairo - que interveio prontamente. No final, ficou …

Fumar pode aumentar a sensibilidade ao stress

Fumar pode aumentar a sensibilidade ao stress, revela um estudo feito em cobaias pelo Centro Nacional para a Pesquisa Científica da França (CNRS) e publicado nesta terça-feira na revista “Molecular Psychiatry“. Contrariando a ideia popular que …

Índia: Criança de dez anos pede para abortar

O Supremo Tribunal indiano aceitou estudar o caso de uma criança de 10 anos, grávida de 26 semanas, cujos pais pediram autorização para fazer um aborto fora do prazo legal. Vários médicos vão examinar a …

Criança inglesa desaparecida na Praia da Luz foi encontrada

Uma criança de nacionalidade inglesa esteve desaparecida desde o início da tarde desta quinta-feira na praia da Luz, em Lagos, Algarve, estando as autoridades policiais a efetuar buscas sobre o seu paradeiro, disse à Lusa …

Nova tecnologia permite extrair energia cinética aos veículos e transformá-la em energia elétrica

Uma equipa que envolve especialistas do Porto, de Lisboa e de Coimbra está a desenvolver uma tecnologia para ser aplicada na superfície de pavimentos rodoviários, que permite extrair energia cinética aos veículos e transformá-la em …