INEM compromete agentes da PSP no caso das agressões na Cova da Moura

O INEM garante que a notícia de que os médicos e enfermeiros que transportaram os jovens da Cova da Moura, vítimas de agressões da PSP de Alfragide, registaram os ferimentos como “quedas acidentais” é um “equívoco” e mostra documentos que comprometem a polícia.

O Diário de Notícias reportou neste domingo que os elementos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) que socorreram os jovens agredidos, em 2015, registaram “queda acidental” como a causa dos ferimentos, tendo por base os formulários de entrada na urgência.

Mas o INEM assegura que aquela versão se trata de um “equívoco”, cita a RTP, que teve acesso às fichas de assistência médica a cinco dos jovens agredidos por elementos da PSP de Alfragide.

De acordo com o canal público, a referência a queda só consta da ficha dos bombeiros da Amadora, enquanto as fichas do INEM incluem todas notas de “agressão”.

Um dos socorristas da Amadora que acudiu aos jovens apontou que a “queda acidental” lhe teria sido referida pela própria vítima, um jovem de 23 anos que recusaria ser avaliado e que estaria acompanhado, tal como os demais, por escolta policial.

Nas fichas do INEM, de acordo com a mesma fonte, está apontado que uma das vítimas sofreu agressões com “socos e pontapés” e que estava “algemada”, enquanto noutro caso surge a nota “baleado com bala de borracha”.

Bloco pede investigação ao INEM

Entretanto, o Bloco de Esquerda solicitou ao Ministério da Saúde que avance com uma investigação para saber se o INEM omitiu ou falseou informações neste caso de violência policial que ocorreu em 2015 e que, só agora, levou o Ministério Público a avançar com a acusação por crimes de tortura e de racismo contra 18 polícias.

Para os bloquistas, deve-se “investigar a intervenção do INEM neste caso concreto” porque não se pode “deixar de questionar a veracidade e a fiabilidade destes registos”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Os médicos e os enfermeiros do INEM, que socorreram os jovens da Cova da Moura, registaram os ferimentos como quedas acidentais, mas o INEM (?quem?) considera que é um equívoco. Será que ZAP podia explicar melhor esta situação? E explicar também onde o autor da notícia recorreu para conseguir garantir que os jovens foram “vitimas de agressões da PSP de Alfragide”? À sentença do processo judicial? Mas o julgamento já se realizou? Ou será que se está a replicar uma notícia “politicamente correcta” para fazer esquecer a tragédia de Pedrogão e a anomalia de Tancos?

RESPONDER

Termina esta terça-feira o prazo para reclamar das despesas para IRS

O prazo para consultar e reclamar das despesas gerais e familiares apuradas pelo fisco para efeitos de deduções à coleta termina esta terça-feira. Os contribuintes têm até esta terça-feira, 31 de março, para consultar e reclamar …

Ryanair avança com lay-off em Portugal a partir de 1 de abril

A Ryanair vai avançar com o lay-off simplificado, considerando o recurso à medida "indispensável para a manutenção da viabilidade e preservação dos postos de trabalho". Segundo a comunicação da sucursal em Portugal aos sindicatos relativamente à …

Recibos verdes arriscam ficar sem apoio em abril

A Segurança Social só vai disponibilizar o formulário para requerer apoio por paragem total de atividade a partir de 1 de abril. O apoio para minimizar os danos económicos dos trabalhadores independentes que enfrentem paragem …

Ex-benfiquista Jiménez só sai do Wolves por 90 milhões

O Wolverhampton só está disposto a negociar Raul Jiménez por uma verba a rondar os 90 milhões de euros. O antigo jogador do Benfica é perseguido por Arsenal e Manchester United. Raul Jiménez tem dado que …

Mais 1.035 casos de covid-19 em Portugal. Cerco sanitário no Porto rejeitado

A Direção-Geral da Saúde (DGS) dá conta de 7.443 pessoas infetadas com covid-19 até às 11h desta terça-feira, um aumento de 1.035. O número de vítimas mortais subiu para 160. De acordo com o novo boletim …

Reclusos podem ser libertados para evitar "catástrofe" nas prisões

O contágio de covid-19 entre guardas e reclusos nas prisões portuguesas será tão ou mais “catastrófico” do que nos lares de terceira idade. A ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, prometeu que vai decidir o …

FNE defende exames em setembro e cancelamento das provas de aferição

A Federação Nacional de Educação (FNE) defende que as provas de aferição e os exames de 9.º ano devem ser cancelados "e que os exames de 11.º e 12.º anos devem ser adiados para setembro". Esta …

Benzema lança críticas a Giroud: "Não confundam um Fórmula 1 com um kart"

"Não vamos confundir um Fórmula 1 com um kart e estou a ser gentil", disse Benzema quando questionado se Olivier Giroud era melhor do que ele. Em quarentena obrigatória, o avançado francês do Real Madrid, Karim …

Afinal, pico da pandemia de covid-19 pode ser já em abril

Ao contrário da última previsão de Marta Temido, que apontava o pico da pandemia para o final de maio, alguns epidemiologistas consideram que pode acontecer já em abril. As mais recentes previsões do Governo, comunicadas pela …

Vêm aí os primeiros ventiladores made in Portugal (e viseiras para médicos feitas em fábrica de autoclismos)

A indústria portuguesa está a fazer um esforço para se adaptar às restrições provocadas pela pandemia de Covid-19, contribuindo, ao mesmo tempo, para ajudar a produzir equipamentos que fazem falta nos hospitais. É o que …