INEM compromete agentes da PSP no caso das agressões na Cova da Moura

O INEM garante que a notícia de que os médicos e enfermeiros que transportaram os jovens da Cova da Moura, vítimas de agressões da PSP de Alfragide, registaram os ferimentos como “quedas acidentais” é um “equívoco” e mostra documentos que comprometem a polícia.

O Diário de Notícias reportou neste domingo que os elementos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) que socorreram os jovens agredidos, em 2015, registaram “queda acidental” como a causa dos ferimentos, tendo por base os formulários de entrada na urgência.

Mas o INEM assegura que aquela versão se trata de um “equívoco”, cita a RTP, que teve acesso às fichas de assistência médica a cinco dos jovens agredidos por elementos da PSP de Alfragide.

De acordo com o canal público, a referência a queda só consta da ficha dos bombeiros da Amadora, enquanto as fichas do INEM incluem todas notas de “agressão”.

Um dos socorristas da Amadora que acudiu aos jovens apontou que a “queda acidental” lhe teria sido referida pela própria vítima, um jovem de 23 anos que recusaria ser avaliado e que estaria acompanhado, tal como os demais, por escolta policial.

Nas fichas do INEM, de acordo com a mesma fonte, está apontado que uma das vítimas sofreu agressões com “socos e pontapés” e que estava “algemada”, enquanto noutro caso surge a nota “baleado com bala de borracha”.

Bloco pede investigação ao INEM

Entretanto, o Bloco de Esquerda solicitou ao Ministério da Saúde que avance com uma investigação para saber se o INEM omitiu ou falseou informações neste caso de violência policial que ocorreu em 2015 e que, só agora, levou o Ministério Público a avançar com a acusação por crimes de tortura e de racismo contra 18 polícias.

Para os bloquistas, deve-se “investigar a intervenção do INEM neste caso concreto” porque não se pode “deixar de questionar a veracidade e a fiabilidade destes registos”.

ZAP //

1 COMENTÁRIO

  1. Os médicos e os enfermeiros do INEM, que socorreram os jovens da Cova da Moura, registaram os ferimentos como quedas acidentais, mas o INEM (?quem?) considera que é um equívoco. Será que ZAP podia explicar melhor esta situação? E explicar também onde o autor da notícia recorreu para conseguir garantir que os jovens foram “vitimas de agressões da PSP de Alfragide”? À sentença do processo judicial? Mas o julgamento já se realizou? Ou será que se está a replicar uma notícia “politicamente correcta” para fazer esquecer a tragédia de Pedrogão e a anomalia de Tancos?

RESPONDER

Adeus, Mr. Charles Bradley

Foi através das redes sociais de Charles Bradley que o mundo ficou a saber da morte do músico norte-americano, aos 68 anos. O dono da marcante voz do soul morreu, vítima de cancro no estômago. Há …

Relatório sobre Tancos é tão secreto que ninguém sabe quem o fez

O primeiro-ministro, António Costa, reiterou esta noite desconhecer o relatório noticiado pelo Expresso sobre o furto de armas em Tancos, sublinhando que o documento não pertence a "nenhum organismo oficial" do Estado. “Não sei a que …

Benfica vs P. Ferreira | Artilharia com excesso de pontaria

O Benfica regressou às vitórias, após três jogos sem vencer. A vítima foi o Paços de Ferreira, que perdeu por 2-0 no Estádio da Luz, perante uma “águia” a querer responder à “crise” com muito …

Moreirense vs Sporting | Machadada na série leonina

O Sporting perdeu os primeiros pontos no campeonato ao empatar, por 1-1, na deslocação ao terreno do Moreirense. Sem Acuña, a equipa “leonina” revelou grandes dificuldades durante toda a partida, acabando por marcar apenas num autogolo, …

México registou 4287 réplicas do sismo de dia 7

O Serviço Sismológico Nacional (SSN) do México registou 4.287 réplicas do terramoto de dia 07, que abanou o centro e sul do país, informou hoje a diretora do centro, Xyoli Pérez Campos. Em conferência de imprensa, …

Autocarro eléctrico fez 1772km com uma só carga

Para que a transição para os veículos eléctricos seja total é necessário demonstrar a sua viabilidade como alternativa para todo o tipo de veículos, e a Proterra acaba de demonstrar que a autonomia não é …

TAP cancela Londres/Porto por falta de tripulação

A TAP cancelou hoje um voo entre Londres e o Porto, por não ter tripulação suficiente, confirmou à Lusa fonte oficial da companhia aérea, após relatos de passageiros que não puderam voar. A empresa explicou que …

Vice-presidente angolano arrasa Portugal e deixa relações por um fio

A defesa de Manuel Vicente, vice-presidente cessante de Angola, atira-se ao Ministério Público português, acusando-o de mentir e de violar a Lei Internacional, no âmbito do processo em que o governante é acusado de corrupção. O …

Ministério Público abre inquérito ao “apagão” dos 10 mil milhões para offshores

O Ministério Público decidiu abrir um inquérito ao 'apagão' informático que entre 2011 e 2014 permitiu que quase 10.000 milhões de euros fossem transferidos para offshores sem passar pela Autoridade Tributária, embora os bancos tenham …

Exército cercou favela da Rocinha (e nem assim acaba a "guerra do Rio")

As Forças Armadas do Brasil cercaram a comunidade da Rocinha, uma grande favela do Rio de Janeiro onde vivem pelo menos 70 mil pessoas. A decisão foi tomada pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann, com …