INEM compromete agentes da PSP no caso das agressões na Cova da Moura

O INEM garante que a notícia de que os médicos e enfermeiros que transportaram os jovens da Cova da Moura, vítimas de agressões da PSP de Alfragide, registaram os ferimentos como “quedas acidentais” é um “equívoco” e mostra documentos que comprometem a polícia.

O Diário de Notícias reportou neste domingo que os elementos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) que socorreram os jovens agredidos, em 2015, registaram “queda acidental” como a causa dos ferimentos, tendo por base os formulários de entrada na urgência.

Mas o INEM assegura que aquela versão se trata de um “equívoco”, cita a RTP, que teve acesso às fichas de assistência médica a cinco dos jovens agredidos por elementos da PSP de Alfragide.

De acordo com o canal público, a referência a queda só consta da ficha dos bombeiros da Amadora, enquanto as fichas do INEM incluem todas notas de “agressão”.

Um dos socorristas da Amadora que acudiu aos jovens apontou que a “queda acidental” lhe teria sido referida pela própria vítima, um jovem de 23 anos que recusaria ser avaliado e que estaria acompanhado, tal como os demais, por escolta policial.

Nas fichas do INEM, de acordo com a mesma fonte, está apontado que uma das vítimas sofreu agressões com “socos e pontapés” e que estava “algemada”, enquanto noutro caso surge a nota “baleado com bala de borracha”.

Bloco pede investigação ao INEM

Entretanto, o Bloco de Esquerda solicitou ao Ministério da Saúde que avance com uma investigação para saber se o INEM omitiu ou falseou informações neste caso de violência policial que ocorreu em 2015 e que, só agora, levou o Ministério Público a avançar com a acusação por crimes de tortura e de racismo contra 18 polícias.

Para os bloquistas, deve-se “investigar a intervenção do INEM neste caso concreto” porque não se pode “deixar de questionar a veracidade e a fiabilidade destes registos”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Os médicos e os enfermeiros do INEM, que socorreram os jovens da Cova da Moura, registaram os ferimentos como quedas acidentais, mas o INEM (?quem?) considera que é um equívoco. Será que ZAP podia explicar melhor esta situação? E explicar também onde o autor da notícia recorreu para conseguir garantir que os jovens foram “vitimas de agressões da PSP de Alfragide”? À sentença do processo judicial? Mas o julgamento já se realizou? Ou será que se está a replicar uma notícia “politicamente correcta” para fazer esquecer a tragédia de Pedrogão e a anomalia de Tancos?

RESPONDER

Para muitos, ir ao Rock in Rio é para "viver a experiência"

Há quem gaste 200 euros, quem não dispense um brinde e quem espere à sombra até ao concerto desejado. Para muitos dos espetadores, a ideia é viver “a experiência” do Rock in Rio Lisboa, que …

Francesa esteve detida 2 semanas por atravessar por engano fronteira EUA-Canadá

A francesa Cedella Roman, de 19 anos, passou o "maior susto da sua vida": foi detida pelo serviço de imigração norte-americano e esteve presa durante duas semanas num centro de imigrantes por ter atravessado acidentalmente …

Os buracos negros podem ser dois wormholes que colidiram

Quando dois wormholes colidem, são criadas ondulações no espaço-tempo. Esses ecos gravitacionais poderiam ser detetados por instrumentos futuros, fornecendo evidências de que essa hipotética colisão através do espaço-tempo existe mesmo. O Observatório de Ondas Gravitacionais por …

Bruno de Carvalho destituído da presidência do Sporting

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, foi destituído do cargo, por decisão da maioria dos sócios que votaram em Assembleia Geral extraordinária, este sábado, na Altice Arena, em Lisboa. O presidente da Mesa da Assembleia …

É hoje: mulheres sauditas conquistam o direito de conduzir automóveis

A Arábia Saudita levanta este domingo, 24 de Junho, a proibição imposta às mulheres de conduzirem automóveis nas estradas do reino, decisão do príncipe herdeiro Mohammad bin Salman integrada num plano de modernização do país. "Será …

Sobrinho alvo de tentativa de agressão. Bruno foi votar

O empresário Álvaro Sobrinho, líder da Holdimo, segundo maior acionista do Sporting, foi hoje alvo de tentativa de agressão dentro do Altice Arena, em Lisboa, durante a Assembleia Geral (AG) de destituição que decide o …

Marcelo já teve alta. Causa do desmaio apurada

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, já deixou o hospital de Braga onde foi observado depois de se ter sentido mal ao final da manhã, tendo o próprio explicado aos jornalistas que teve …

Bélgica vs Tunísia | Goleada “dos diabos”

Num dos melhores jogos desta fase de grupos, a Bélgica apurou-se para os oitavos-de-final do Mundial, graças a uma goleada por 5-2 ante a Tunísia. Sete golos numa partida de futebol ofensivo, aberto, com muitas …

Este é o primeiro dia do resto da vida do Sporting

Os sócios do Sporting reúnem-se hoje para a primeira Assembleia Geral (AG) de destituição da história do clube, na qual decidirão o futuro do presidente, Bruno de Carvalho, legitimado há quatro meses por larga maioria. A …

Costa recupera assessor arguido no caso das viagens ao Euro2016

O assessor económico de António Costa que foi constituído arguido na sequência da investigação às viagens pagas pela Galp para assitir a jogos do Euro2016, em França, continua a trabalhar com o primeiro Ministro. O economista …