Detetadas 21 anomalias no submarino desaparecido ARA San Juan

(dv) Armada Argentina / EFE / EPA

Submarino ARA San Juan da Armada Argentina

O submarino argentino, desaparecido a 15 de novembro do ano passado, foi inspecionado no final de 2016, tendo-se verificado 21 anomalias como “very-lights” caducados e rádios transmissores obsoletos, informaram fontes oficiais.

As duas testemunhas que falavam perante a comissão parlamentar que estuda as causas do desaparecimento do submarino coincidiram nas declarações sobre as anomalias detetadas e garantiram que “estavam todas em resolução” desde a saída do aparelho do porto de Ushuaia.

Segundo um comunicado do Senado argentino, o submergível precisava de corrigir as anomalias para o seu “adequado funcionamento”, algo que acabou por não acontecer.

“Entre as anomalias detetadas estão objetos de pirotécnica como very-lights de sinalização e rádios transmissores obsoletos”, revela ainda o documento.

O submarino ARA San Juan tinha zarpado em 13 de novembro do porto de Ushuaia, onde participou em manobras de treino integrado, e regressava à base, no Mar de Prata, quando desapareceu.

Horas depois perdeu-se toda a comunicação com o aparelho e duas agências internacionais registaram na zona “um incidente consistente com uma explosão”, que se admitiu poder estar relacionado com o desaparecimento do submarino.

13 dias depois do desaparecimento, foi divulgada a última mensagem emitida pela tripulação, que revela a entrada de água na embarcação, provocando um curto-circuito e um princípio de incêndio na zona das baterias.

A 1 de dezembro, as Forças Armadas argentinas anunciaram que iam parar as operações de busca por sobreviventes, tendo dado como mortos os 44 tripulantes do submarino.

Entretanto, o Governo da Argentina afirmou que suspeitava de corrupção no processo de reparação do submarino e a Marinha argentina também foi dada como culpada porque terá omitido ao Ministério da Defesa oito chamadas realizadas pelo ARA San Juan no dia do desaparecimento.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Igrejas evangélicas cultivam violência doméstica ao defender a supremacia dos homens sobre as mulheres

O facto de a igreja evangélica defender que o homem deve controlar a mulher apenas agrava o problema de violência doméstica, justificando os atos dos homens. Jane (nome fictício) era membro da comunidade cristã evangélica da …

A Cidade do México está a pagar aos seus polícias para que percam peso

A Polícia da Cidade do México está a levar a cabo um programa para combater o excesso de peso e a obesidade no seu efetivo através de incentivos financeiros.  Ao todo, escreve a agência AFP que …

Há um novo método para medir buracos negros

Os buracos negros supermassivos são os maiores buracos negros, com massas que podem exceder mil milhões de sóis. Apenas esta primavera foi divulgada a primeira imagem do buraco negro supermassivo no centro da galáxia M87, …

E Tudo o Vento Levou… há 80 anos

E Tudo o Vento Levou celebra este domingo 80 anos de vida, marcando a data da sua estreia nos Estados Unidos. Oito décadas depois, o filme mantém-se como uma das maiores obras primas do cinema …

O problema impossível mais simples do mundo está a levar matemáticos à loucura

Matemáticos avisam os seus colegas para se manterem longe da conjetura de Collatz. No entanto, Terence Tao decidiu arriscar, e está muito perto de resolver aquele que muitos chamam de o problema impossível mais simples …

Soldados da Guerra Civil dos EUA pintavam o cabelo para ficar melhor nas fotografias

Investigadores encontraram evidências que indicam que soldados da Guerra Civil norte-americana pintavam o cabelo para ficar melhor nas fotografias. Escavações em Camp Nelson, no Kentucky, revelaram restos de um estúdio de fotografia com 150 anos, o …

Chuva, vento forte e neve. Mau tempo vai agravar-se nas próximas 48 horas

A Proteção Civil alertou este domingo para um agravamento do estado do tempo nas próximas 48 horas, com períodos de chuva, possibilidade da queda de neve nas terras alta do norte e centro e ainda …

Descoberta nova espécie de aranha-violinista no Vale do México

Cientistas identificaram, no México, uma nova espécie de aranha com um veneno que, apesar de não ser fatal, é capaz de causar necrose na pele humana. Uma equipa de cientistas da Universidade Nacional Autónoma do México …

Já sabemos sobre o que conversam os orangotangos

Um novo estudo da Universidade de Exeter, em Inglaterra, desvendou a linguagem secreta dos orangotangos, descobrindo o que significam 11 sinais vocais e 21 gestos. Os investigadores passaram dois anos a filmar mais de 600 horas …

COP25 aprovou conclusões. Não há acordo para regulação dos mercados de carbono

A cimeira da ONU sobre o clima terminou hoje em Madrid assinalando a urgência para conter as alterações climáticas, mas a mais longa cimeira sobre o clima de sempre sem chegar a acordo nos pontos …