Última mensagem do submarino revela entrada de água e princípio de incêndio

Armada Argentina / Twitter

Submarino ARA San Juan da Armada Argentina

Ainda não há rasto do submarino argentino ARA San Juan, volvidos 13 dias desde o seu desaparecimento. Mas foi divulgada a última mensagem emitida pela tripulação, antes de a embarcação ter desaparecido, e confirma a ideia de avaria nas baterias, provocada pela entrada de água do mar.

A última comunicação efectuada pelo submarino argentino ARA San Juan, antes de ter desaparecido, no passado dia 15 de Novembro, revela uma entrada de água na embarcação, que provocou um curto-circuito e um princípio de incêndio na zona das baterias.

A mensagem, divulgada pelo canal argentino A24, terá sido emitida por rádio-frequência, pouco tempo antes de se ter perdido todo o contacto com o submarino, adianta o El Clarín.

“Entrada de água do mar pelo sistema de ventilação no tanque de baterias N.º 3 provocou curto-circuito e início de incêndio na varanda das barras de bateria. Baterias de proa fora de serviço. De momento em propulsão de imersão com circuito dividido. Sem novidades de pessoal manterei informado.”

O porta-voz da Marinha argentina, Enrique Balbi, referiu-se a esta mensagem, acrescentando que o comunicado do submarino dá conhecimento de “entrada de água pelo tubo respiratório, um curto-circuito e o início de um incêndio, que é fumo sem chamas”.

Balbi realça que o problema “foi corrigido, a bateria foi isolada e navegaram com outro circuito”, com o submarino a ser “impulsionado com o circuito de popa”.

“Não tinha torpedos de combate”, assegura ainda o porta-voz da marinha, notando que “o submarino não pode ter explodido por armamento” e que “não há nenhum indício” de que tenha sofrido um ataque do exterior, conforme cita o La Nación.

“Se temos uma explosão, o organismo que a detectou informou que foi leve para eles, comparada com uma explosão nuclear”, frisou Balbi.

“Pode ter havido um incêndio, uma combustão rápida que consome o oxigénio e pode dizer-se que foi uma implosão”, acrescentou, segundo cita o El Clarín.

Já foi confirmada a existência de uma explosão na zona onde o submarino se encontrava, mas não se sabe se ocorreu dentro ou fora da embarcação.

Cinco dos tripulantes são árbitros de futebol

Cinco dos 44 tripulantes do submarino argentino ARA San Juan, que está desaparecido há 13 dias, são árbitros de futebol na cidade de Mar da Prata, afirmou o representante do sindicato local de homens do apito, Hugo Rojas.

Roberto Medina, Jorge Ortiz, Sergio Cuéllar, Celso Vallejos e Víctor Coronel são os cinco tripulantes que, além das funções que desempenham na Marinha argentina, são árbitros.

Hugo Rojas afirmou, em declarações à televisão TN, que tem esperança que o submarino seja encontrado, com os tripulantes com vida, o que o leva a afirmar que “não pensa em suspender nenhuma atividade desportiva”.

As buscas pelo submarino que leva 44 tripulantes a bordo ainda não deram qualquer resultado, apesar de mobilizarem meios aéreos, navais e logísticos de 13 países.

SV, ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Como podem afirmar, que não houve, relato de emergência? Será que entrada de água, e curto circuito, seguido de incêndio, não é para a tripulação, uma situação de emergência, mas uma situação normal, num submarino? Como é possível, não o terem detectado ainda? Será que está camuflado, por detrás de um cardume de carapaus?

RESPONDER

Marcelo apela ao voto "por memória deste ano e meio que não esqueceremos"

O Presidente da República considerou que votar nas eleições autárquicas é mais importante do que nunca para o país recomeçar a viver e a sair das crises sanitária, económica e social. Este apelo ao voto foi …

Onde e como? Um guia para votar nas eleições autárquicas

As mesas de voto das eleições autárquicas abriram hoje às 08:00 no continente e na Madeira para a escolha dos dirigentes dos municípios e das freguesias para os próximos quatro anos. Nos Açores, as urnas abrem …

Ensino Superior: 33% dos candidatos ficaram de fora. Veja se ficou entre os colocados

Mais de 49 mil novos estudantes entraram agora para o ensino superior, tendo ficado sem colocação 33% dos candidatos à primeira fase do concurso nacional de acesso, revelam dados divulgados hoje pelo Ministério do Ensino …

Pessoas mais pobres são vistas como menos suscetíveis à dor

Um novo estudo indica que os indivíduos de classe baixa são estereotipados como insensíveis à dor física, o que pode impactar os seus cuidados médicos. “As estatísticas de saúde indicam que as pessoas ricas recebem um …

As crianças têm dez vezes mais micro-plásticos nas fezes do que os adultos

Uma equipa de cientistas da Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, usou espectrometria de massa para medir os níveis de micro-plásticos compostos de policarbonato (PC) e de polietileno tereftalato (PET) presentes nas fezes crianças …

MIT desenvolve mão robótica insuflável (que devolve o tato aos amputados)

Apesar de haver membros biónicos altamente articulados, concebidos para detetar os sinais musculares residuais e imitar roboticamente os seus movimentos pretendidos, a destreza de alta tecnologia tem um custo muito alto. Recentemente, engenheiros do Massachusetts Institute …

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …