XX Governo já tomou posse

Tiago Petinga / EPA

O vice-primeiro-ministro Paulo Portas, juntamente com o primeiro-ministro Passos Coelho e a ministra das Finanças Maria Luis Albuquerque, na tomada de posse do XX Governo

O vice-primeiro-ministro Paulo Portas, juntamente com o primeiro-ministro Passos Coelho e a ministra das Finanças Maria Luis Albuquerque, na tomada de posse do XX Governo

Passos Coelho foi esta manhã empossado primeiro-ministro do XX Governo Constitucional, pelo Presidente da República Cavaco Silva, durante uma cerimónia no Palácio da Ajuda, em Lisboa.

Passos assumiu o compromisso de honra de desempenhar “com lealdade” as funções de primeiro-ministro, quatro minutos após as 12h, na cerimónia que decorre na sala dos embaixadores do Palácio da Ajuda.

O primeiro-ministro entrou pelas 12h03 na sala dos embaixadores, ao mesmo tempo que o novo presidente da Assembleia da República Eduardo Ferro Rodrigues. O auto de posse, lido pelo secretário da Presidência da República, foi assinado por Cavaco Silva.

Passos foi o primeiro membro do executivo a tomar posse, seguindo-se os 16 ministros e os 36 secretários de Estado, numa cerimónia conjunta de um executivo que tem queda pré-anunciada através da apresentação de moções de rejeição ao programa de Governo por parte de PS, BE e PCP.

No início do seu discurso, o atual primeiro-ministro referiu a governação dos últimos quatro anos, considerando que o anterior executivo PSD/CDS-PP tinha como missão “salvar o país de um desastre económico e social de proporções inimagináveis” e que “não falhou” esse objetivo.

Passos Coelho afirmou ainda que “ninguém deve arriscar o bem-estar dos portugueses em nome de uma agenda ideológica ou de ambições políticas pessoais ou partidárias”.

Já o Presidente da República afirmou que o executivo de Passos Coelho tem plena legitimidade constitucional, voltando a repetir que, em 40 anos de democracia, a responsabilidade de governar sempre coube a quem ganhou as eleições.

“Reitero o que afirmei precisamente nesse ano de 2009, aquando da tomada de posse do XVIII Governo Constitucional: ‘O Governo que hoje toma posse tem plena legitimidade constitucional para governar. Conquistou essa legitimidade nas urnas'”, afirmou Cavaco Silva, no discurso na cerimónia de tomada de posse.

Cavaco voltou ainda a lembrar que, até ao momento em que indigitou Passos Coelho como primeiro-ministro, não lhe foi apresentada por outros partidos “uma solução alternativa de Governo estável, coerente e credível”.

O chefe de Estado assegurou que pode contar com a sua “lealdade institucional” e disse que cabe agora aos deputados apreciar o programa do executivo “e decidir, em consciência e tendo em conta os superiores interesses de Portugal, sobre a sua entrada em plenitude de funções”.

A cerimónia de tomada de posse não contou com a presença de nenhum elemento do Bloco de Esquerda ou do Partido Comunista.

Da maioria de esquerda no Parlamento, apenas o PS está representado na cerimónia, através do vice-presidente da bancada e membro do Secretariado Nacional do partido João Galamba.

Por sua vez, André Lourenço e Silva representou o PAN, partido que mereceu destaque depois das eleições legislativas por ter conseguido eleger um deputado para a Assembleia.

Assistem ainda à cerimónia os membros do Governo cessante, tal como os representantes dos restantes órgãos de soberania e outras individualidades.

Desde que assume as funções de chefe de Estado (9 de março de 2006), esta foi a terceira cerimónia de posse de um Governo presidida por Cavaco Silva, tendo a primeira vez ocorrido em outubro de 2009 com o segundo executivo liderado por José Sócrates, e a segunda em junho de 2011 na primeira vez que empossou Passos Coelho.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. O problema não são os que se vêem…. Pah!
    Como temos visto quem não está disposto a ajudar Portugal são todos aqueles que faltam nesse mesma foto!
    “Os meninos chateiam-se no recreio e dá nisto…” e quem paga é o povo… Pah!
    O melhor para o PS e para os portuguese é deixar de existir… São uma vergonha!

  2. é facil para o partido socialista ,querer o lugar de passos coelho ,porque nao consegui nada nas eleiçoes ,só um pessoa como o antonio costa para fazer isto ,querer ser ministro á força .
    se ele fosse uma pessoa de caracter ao perder as eleiçoes ele tinha pedido demissao do ps ,mas como ele nao é nada honesto tenta ser o que nunca vai ser p. ministro
    quanto aos outros partidos que agora o apoiam sao iguais ,falaram todos uns dos outros e agora sao amiguinhos banda de imcompetentes ,da me a volta ao ver tanta corrupeçao neste pais .

Pais da bebé Matilde ajudaram Tomás a tratar cancro nos ossos

Tomás Leal, de 5 anos, tal como a irmã, Marta, de 9 anos, sofre de cancro nos ossos. Os pais recorreram à Clínica Universidad de Navarra, em Espanha, para uma solução médica que evite …

Já é conhecido o novo Governo. Há mais mulheres e cinco novos ministros

António Costa levou esta tarde os nomes do novo Governo que foram validados pelo Presidente da República. Costa quis deixar o assunto encerrado antes de partir para o Conselho Europeu de quinta e sexta-feira. A …

Relação de Lisboa reconhece insónias como motivo para indemnização

Uma empresa foi obrigada a indemnizar três funcionários que tinham sido despedidos e a reintegrá-los. A Relação de Lisboa considerou que os trabalhadores "passaram a andar deprimidos e ansiosos, dormindo mal" e por esse motivo …

Incêndio no Pinhal de Leiria terá originado de dois reacendimentos

O incêndio na Mata Nacional de Leiria, no dia 15 de outubro de 2017, resultou de dois reacendimentos de um incêndio após uma queimada e outro de um possível fogo posto, refere o despacho de …

Peste suína leva China a proibir carne de Timor-Leste

A China interditou a entrada de carne de porco proveniente de Timor-Leste devido ao surto de peste suína africana detetado no arquipélago. Segundo um edital publicado esta terça-feira pela Administração Geral da Alfândega da China, mas …

Lisboa está entre as cem cidades com os melhores hospitais do mundo

Lisboa figura na lista das cidades com os melhores hospitais do mundo segundo o estudo "Best Hospital Cities Ranking 2019", realizado pela primeira vez pela tecnológica da área da saúde Medbelle, uma startup baseada em …

Gaudêncio demite-se da liderança do PSD/Açores e pede eleições internas antecipadas

O líder do PSD/Açores, Alexandre Gaudêncio, demitiu-se esta terça-feira do cargo e vai pedir eleições internas diretas, não adiantando se se irá recandidatar ao cargo que assumiu há um ano. Alexandre Gaudêncio anunciou esta terça-feira, em …

Mortes causadas por agentes da polícia crescem 4,3% com Bolsonaro no poder

Agentes da polícia no Brasil causaram a morte de pelo menos 2.886 pessoas nos primeiros seis meses deste ano, mais 4,3% que os 2.766 registados no mesmo período do ano passado. Segundo um levantamento divulgado na …

Duarte Cordeiro, Alexandra Leitão e Ricardo Serrão Santos. Costa e Marcelo reunidos para falar sobre novo governo

O primeiro-ministro indigitado está esta tarde reunido com o Presidente da República, na habitual reunião semanal, que foi antecipada e que servirá para António Costa entregar a composição do novo governo a Marcelo Rebelo de …

FMI. Portugal vai crescer acima da zona euro em 2019 e 2020

Com a revisão em alta de 0,2 pontos percentuais para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2019, o FMI posiciona as suas previsões alinhadas com as do Governo, mas mantêm-se menos otimista para 2020 do …