“Vai demorar muito para descobrir.” Enviado especial da OMS admite dificuldade em detetar origem do vírus

O enviado especial da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a covid-19, David Nabarro, admitiu esta terça-feira que é “manifestamente difícil” encontrar a origem do vírus que causou a pandemia, mas que se trabalha com várias hipóteses.

“Encontrar a origem de um vírus, quando se tenta explicar de onde vem uma doença, é manifestamente difícil”, disse Nabarro à BBC Radio 4.

“Não sabemos a origem precisa do VIH (o vírus que provoca a Sida), não sabemos a origem precisa do Ébola e vai demorar muito para descobrir a origem precisa da covid-19”, acrescentou o especialista, antes de a OMS publicar oficialmente o seu relatório sobre a pandemia.

Nabarro disse que a organização trabalha com várias hipóteses, mas que esse trabalho leva tempo.

“Todas as hipóteses ainda estão sobre a mesa”, disse também o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, na segunda-feira.

O relatório da missão que investigou a origem da covid-19 na China será publicado oficialmente esta terça-feira.

Segundo os meios de comunicação que tiveram acesso a uma minuta do relatório, este defende que a teoria mais provável da origem da pandemia tenha sido a transmissão do novo coronavírus de morcegos para humanos por meio de outro animal, enquanto a hipótese de fuga do vírus de um laboratório é “extremamente improvável”.

O relatório recomendou a continuação dos estudos com base nessas três hipóteses, mas descarta a possibilidade de o vírus ter sido transmitido a humanos devido a um acidente de laboratório.

Nas suas descobertas, os investigadores disseram que estudos da cadeia de abastecimento do mercado de Huanan (e outros mercados em Wuhan) não permitiram encontrar “evidências da presença de animais infetados, mas a análise da cadeia de abastecimento forneceu informações” úteis para estudos de monitoração direcionados, especialmente nas regiões vizinhas.

Os especialistas também pediram para “não se negligenciar os produtos de origem animal de regiões fora do Sudeste Asiático” e defenderam que os inquéritos futuros devem ser desenhados “em áreas maiores e num maior número de países”.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.784.276 mortos no mundo, resultantes de mais de 127 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

Ana Gomes doa 31 mil euros que sobraram das Presidenciais para apoiar jornalismo independente

A ex-candidata à Presidência da República informou, esta sexta-feira, que decidiu entregar os donativos que sobraram da campanha à Associação "Continuar para Começar", para promover o jornalismo de investigação independente. Numa carta dirigida aos presidentes da …

Mais 14 mortes e 2595 casos de covid-19. País saiu da zona vermelha

Portugal registou, esta sexta-feira, mais 14 mortes e 2595 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 2595 novos …

Madeira não segue passos do continente. Adoção de medidas menos restritivas posta de lado

Miguel Albuquerque, presidente do Governo Regional da Madeira, sublinhou que vai manter as medidas atualmente em vigor, "que são analisadas e monitorizadas semanalmente". O presidente do Governo da Madeira disse, esta quinta-feira, que a região …

Uma esplanada em Lisboa.

Economia cresce 15,5% no segundo trimestre. É o maior aumento desde 1978

No segundo trimestre de 2021 o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 15,5% quando comparado com o mesmo período do ano passado, segundo a estimativa rápida do Instituto Nacional de Estatística (INE), publicada esta sexta-feira. Em termos …

Nova lei do PAEL. PSD considera PS e PCP "descarados", mas os autarcas em causa defendem-se

A nova lei do PAEL permite a munícipios que integrem o programa não cobrar a taxa máxima de IMI, que a adesão exigia. O PSD acusou o PS e PSP, que aprovaram a proposta, de …

Bolsonaro acusa tribunal de cometer crime ao endossar medidas na pandemia

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, reforçou esta quinta-feira os seus ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF) ao afirmar que o tribunal “cometeu um crime” ao endossar as medidas sanitárias impostas pelas autoridades locais para …

"Escumalha". Polícias do Capitólio ameaçados e ofendidos por apoiantes de Trump

Os quatro polícias norte-americanos que testemunharam na principal comissão de inquérito do Congresso dos EUA sobre a invasão do Capitólio, foram ridicularizados nos canais de televisão ligados à direita radical e dizem que receberam ameaças …

Estado de Malta responsabilizado pela morte da jornalista Daphne Caruana Galizia

O Estado de Malta "deve assumir a responsabilidade" pelo assassínio da jornalista, devido à cultura de impunidade promovida pelas mais altas esferas do Governo.  Um inquérito independente sobre a morte da jornalista Daphne Caruana Galizia, que …

Licença para estudar. Governo negoceia e bazuca europeia vai saldar promessa eleitoral

As negociações já estão em curso. Com o dinheiro que vai chegar da União Europeia (UE), o Governo vai poder apoiar empresas, reforçar os rendimentos das famílias e alargar políticas sociais O Expresso avança, esta sexta-feira, …

O fim de uma lenda: Teddy Riner perdeu

Campeão olímpico em 2012 e em 2016, falhou o registo histórico de se tornar tricampeão nos Jogos Olímpicos. Lukáš Krpálek foi campeão e também foi histórico. Teddy Riner foi campeão nas duas edições anteriores dos Jogos …