Governo do Uzbequistão paga 2,6 mil euros a quem viajar para o país e contrair covid-19

Stina Stjernkvist / EPA

O Governo do Uzbequistão indicou que está disposto a pagar três mil dólares (mais de 2,6 mil euros) a quem viajar para o país e contrair covid-19. “Se contrair covid-19 durante as férias no Uzbequistão, iremos compensá-lo”, garantiu o Executivo, em comunicado.

“Queremos garantir aos turistas que podem vir para o Uzbequistão. O Governo está tão confiante de que as novas medidas de segurança e higiene, implementadas no sector do turismo, irão proteger os turistas da covid-19 que o Presidente [Shavkat Mirziyoyev] está preparado para passar das palavras aos atos”, sublinhou Sophie Ibbotson, embaixadora do turismo do Uzbequistão para o Reino Unido, citada pela Vice e pelo Expresso.

Shavkat Mirziyoyev assinou na semana passada a campanha “Viagens Seguras Garantidas”, visando revitalizar o turismo, apontado em 2019 como o quatro mercado turístico com o crescimento mais rápido do mundo. Os voos internacionais para o país são retomados este mês.

Entre as condições da campanha está a obrigatoriedade de os turistas que a pretendam reclamar viajar com um guia turístico local, certificado. Certificados têm também que estar os sites e acomodações turísticas, garantindo a segurança sanitária e epidemiológica.

Países considerados de baixo risco – China, Japão, Coreia do Sul e Israel – podem entrar sem restrições. Os visitantes da União Europeia e do Reino Unido serão obrigados a cumprir um período de 14 dias de auto-isolamento à chegada.

As autoridades uzbeques proibiram voos, fecharam as fronteiras e impuseram confinamento em março, quando havia ainda poucos casos confirmados de infeção. Dados mais recentes da Universidade Johns Hopkins, há um total de 17.149 casos confirmados de infeção, 90 mortos e 9.387 recuperados no Uzbequistão.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Convém mudar o titulo da noticia pois é enganador…
    Não paga mas sim indemniza.
    Da forma como o titulo está até parece que paga para as pessoas “se contaminarem”…
    deixem o “sensacionalismo de fora” pois a situação já é grave o suficiente…

    • Caro leitor,
      O título está correto.
      “(…) a quem viajar para o país E contrair covid-19” é diferente de “(…) a quem viajar para o país PARA contrair covid-19”.
      Aliás, no seu próprio comentário o leitor teve o cuidado, e muito bem, de usar a preposição “para” com o intuito de sugerir uma causalidade — o único problema é que o nosso título não usa a preposição em parte alguma, nem em algum instante sugere uma relação de causalidade.

RESPONDER

Cientistas calculam probabilidade de contágio ao viajar de comboio

Investigadores da Universidade de Southampton, no Reino Unido, calcularam a probabilidade de contrair covid-19 ao viajar numa carruagem de comboio com uma pessoa infetada. Em colaboração com a Academia Chinesa de Ciências, a Academia Chinesa de …

Hong Kong. Magnata da imprensa Jimmy Lai libertado sob caução

O magnata da imprensa e uma das principais figuras do movimento pró-democracia de Hong Kong Jimmy Lai foi esta terça-feira libertado sob caução, constatou a agência France-Presse. Jimmy Lai tinha sido detido na segunda-feira, ao …

Lar de Reguengos de Monsaraz diz ter feito tudo para salvar vidas

A direção do lar de Reguengos de Monsaraz (Évora) onde surgiu o surto de covid-19 que causou 18 mortos garantiu ter feito “tudo” ao seu “alcance” para “salvar vidas”, nesta “crise” com “contornos dramáticos”. A Fundação …

Israel fecha os olhos e deixa palestinianos cruzarem a fronteira para ir a banhos

As autoridades israelitas têm deixado milhares de palestinianos cruzar a barreira de separação entre os dois territórios para poderem ir às praias. Este foi um fim-de-semana muito especial para Siham e os seus cinco filhos. …

Diabéticos e hipertensos voltam a ter faltas justificadas

Os diabéticos e hipertensos sem condições para desempenharem funções em teletrabalho voltam a ter direito a justificar as faltas ao trabalho devido à pandemia de covid-19, segundo um diploma publicado em Diário da República. “Os imunodeprimidos …

Deputada da Coreia do Sul debaixo de fogo. Usou um vestido no Parlamento

Na semana passada, a deputada sul-coreana Ryu Ho-jeong usou um vestido numa assembleia legislativa, sendo bombardeada com críticas que gerou um debate sobre sexismo e a cultura patriacal do país. De acordo com a CNN, na …

SC Braga oficializa "top gun" Gaitán por duas temporadas

O internacional argentino Nicolas Gaitán assinou um contrato com o Sporting de Braga válido por uma época, com outra de opção, informou esta terça-feira o clube minhoto da I Liga de futebol. Formado no Boca Juniors, …

Vacina russa chama-se "Sputnik V" e foi já pedida por 20 países

A vacina russa contra a covid-19, cujo registo foi esta terça-feira anunciado pelo Presidente, Vladimir Putin, chama-se "Sputnik V", vai começar a ser fabricada em setembro e já foi encomendada por 20 países. De acordo com …

Rui Pinto no Twitter: "Travessia do deserto” terminou mas a “luta continua”

Rui Pinto assumiu que a “árdua e longa ‘travessia do deserto’” chegou ao fim, aludindo à sua libertação, mas avisou que “a luta continua”, pois Portugal “continua um paraíso para a grande corrupção” e branqueamento …

PJ deteve suspeita de atear fogo florestal no Parque Nacional da Peneda-Gerês

A Polícia Judiciária (PJ) de Braga deteve uma mulher de 57 anos suspeita de atear um incêndio florestal registado em 4 de agosto no Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), no concelho de Terras de Bouro. Em …