Trump acusa OMS de “má gestão” da pandemia (e suspende contribuição dos EUA)

Doug Mills / EPA

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou, esta terça-feira, que vai suspender a contribuição do país à Organização Mundial da Saúde (OMS), justificando a decisão com a “má gestão” da pandemia de covid-19.

“Ordeno a suspensão do financiamento para a Organização Mundial da Saúde enquanto estiver a ser conduzido um estudo para examinar o papel da OMS na má gestão e ocultação da disseminação do novo coronavírus”, disse Donald Trump, citado pela agência AFP.

Donald Trump considerou que “o mundo recebeu muitas informações falsas sobre a transmissão e mortalidade” da doença covid-19.

Já na semana passada, o presidente norte-americano criticou o organismo da ONU, acusando-o de receber dinheiro dos Estados Unidos, mas favorecendo a China, onde os primeiros casos de covid-19 surgiram em dezembro. Na altura, Trump ameaçou suspender a contribuição do país para a OMS.

“A OMS realmente estragou tudo. Por alguma razão, financiada em grande parte pelos Estados Unidos, mas muito virada para a China” escreveu Trump no Twitter na semana passada. “Felizmente, rejeitei o conselho deles de manter as nossas fronteiras abertas à China desde o início”, acrescentou.

De acordo com o jornal ECO, que cita Donald Trump, os Estados Unidos contribuem com “400 a 500 milhões de dólares por ano” (entre 364 e 455 milhões de euros) para a OMS, em oposição aos cerca de 40 milhões de dólares (mais de 36 milhões de euros), ou “ainda menos”, que Trump estimou que fosse o investimento da China na organização.

Trump disse ainda que se a OMS “tivesse feito o seu trabalho e enviado especialistas médicos para a China”, para averiguar a “situação no local”, a pandemia poderia “ter sido contida na fonte com pouquíssimas mortes”.

Também o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, disse que OMS não “agiu de forma correta desde o início” e pediu uma “mudança radical” na forma como opera. “Precisamos de garantir que o dinheiro que gastamos – dólares de impostos pagos aqui nos Estados Unidos – é usado de forma sensata e para os objetivos pretendidos”, disse o chefe da diplomacia norte-americana.

Sobre o assunto do financiamento da OMS, o secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou que este “não é o momento de reduzir o financiamento das operações” da Organização Mundial da Saúde.

ZAP // Lusa

 

 

PARTILHAR

32 COMENTÁRIOS

  1. esta avantesma triste e errante não terá um amigo, um só que seja que o aconselhe a parar a paranóia em que vive.se pensa que estas verdades alternativas lhe vão resolver o problema que ele criou vai acontecer-lhe o pior, o problema será cada vez maior e mais grave com muito sofrimento para todos os americanos que revoltados lhe vão causar uma enxaqueca gigante e a toda a trampalhada que vive à sombra desta paranóia.

    • Esta aventesma já deve estar a preparar a desculpa dos erros que tem feito, alegando que foi “mal informado” pela OMS.

      • Antes de as coisas começarem a azedar nos EUA esta trampa já tinha muitos exemplos para além da China, de como as coisas eram graves e de como deveria agir. Borrifou-se e agora quer atirar areia para os olhos. Ele é um ilusionista. Distrai os olhos do espectador, para ele não perceber como faz os seus truques.

        • mais uma noticia do ZAP :
          https://zap.aeiou.pt/china-resposta-eua-coronavirus-espalhar-panico-306534

          Isto no início de fevereiro quando ele em janeiro colocou restrições aos voos vindos da zona infectada e foi chamado de racista e xenófobo. Se calhar tem razão devia ter-se borrifado e fechado as fronteiras na totalidade como fez por exemplo a rússia. Ao contrário da china as noticias dos estados unidos são transparentes e fáceis de pesquisar e ninguém é preso/enviado para um centro de correção por ter uma opinião contrária à liderança, enquanto o trump estava a fechar fronteiras e reunir-se com os médicos a oposição estava a assinar o impeachment com uma letra por caneta para dar recordações. Não veja só a CNN e a MSNBC, compare as mesma noticias com a FOX, OAN, etc.

      • Se ser a favor de mais e melhor justiça, mais e melhor distribuição de rendimentos, mais e melhor educação, mais democracia e entendimento entre os povos, menos guerras onde só ganha um pequeno grupo, menos corrupção, etc… então eu sou um orgulhoso esquerdino. “Parasita” deve ser a senhora sua mãe, que não o devia ter parido.

    • A “avantesma” é bem capaz de ter razão neste caso. Analise os factos e evite as reações pavlovianas só porque se trata de Trump.

      • Então vamos lá.
        Quando o tempo passa, a cronologia perde-se. E tornas-se fácil distorcê-la, ou mete-la debaixo do tapete.
        Vejamos:
        A OMS alertou pela primeira vez para uma provável pandemia a 24 de fevereiro.
        https://zap.aeiou.pt/covid-19-eventual-pandemia-310305
        Este vídeo mostra a evolução do “discurso” do Trump nos últimos meses:
        https://youtu.be/cZMb8pz9z50
        É particularmente interessante (no sentido “asqueroso” da palavra interessante) o discurso arrogante de 28 de fevereiro – quatro dias depois do alerta da OMS. “Morrem milhares de gripe, e não morreu ninguém de Covid nos EUA. Ninguém!” E a 29 de fevereiro: “Estamos totalmente preparados para qualquer circunstância”.
        O homem ficou aparentemente “assombrado” por ter ouvido dizer que morrem milhares de pessoas de gripe. Só lhe falou dizer que morrem milhares de AVC ou obesidade. Porque como se sabe, quando uma pessoa morre de gripe, morrem de gripe o vizinho do lado e o homem do talho. E quando alguém morre de AVC, morre de AVC o médico que o tratou. É a mesma coisa, não é? (digo eu, pavlovianamente)

  2. A OMS esteve bem? Fez o que estava ao seu alcance? Esteve à altura do que se esperava dela? Identificou o surto e tentou conte-lo na altura devida?
    Eu tenho a minha ideia relativamente às respostas a estas perguntas, mas não vou expor a minha ideia aqui.
    Gostava que as pessoas pensassem com a sua cabeça. Que pensassem com a sua cabeça e que não que embarcassem em discursos da “moda”.

  3. Mais do que saber se a OMS esteve ou não bem é perceber por que motivo os EUA têm de suportar todas as organizações internacionais. São os principais contribuintes da ONU, OMC, OMS, NATO, OCDE,…
    Havendo neste momento 3 grandes blocos comerciais (UE, EUA e China) onde depois se poderá acrescentar outros espaços como o MERCOSUL ou economias independentes relevantes como o caso do Japão, não deveria haver um financiamento mais equitativo?

    • Os EUA são os principais contribuintes, porque querem controlar tudo, com a máxima, quero, posso e mando e quando não lhe aparam os golpes parece o puto amuado e……leva a bola.

      • “preso por ter cão e preso por não ter”
        O importante é continuar a bater no mesmo bombo, que isto já se transformou na paródia geral, em que todos embarcam sem pensar e sem pestanejar…

    • Exacto…. onde é que já se viu o maior “império” ser o principal contribuinte!…
      Nessa tua cabecinha limitada, quem deveria ser?
      Talvez o BurkinaFaso, não??

  4. Este velho eunuco e tresloucado que é o maior idiota que o mundo conheceu à frente dos destinos de um grande país, precisava de um bode-expiatório para a forma absolutamente incompetente como geriu a crise pandémica no seu país. O Trump quer fazer frente à China, mas comoo tem conseguido lá vai arranjando uns “fait divers” para entreter a malta. É um triste que o mundo terá que aguentar até que os americanos percebam o erro que cometeram com esta eleição aventureira.

  5. Mas que trabalho executa esta OMS para gastar um orçamento anual superior a 2 mil milhões? hã?… vê-se um gajo a vir de vez em quando mandar uns bitaites?? ainda por cima totalmente falhados… é como a ONU… caladinhos como uns ratos… também não admira com quem puseram à frente daquilo… rsss, estamos mesmo f… didos!!

  6. Então? está a pensar se ha-de publicar o meu comentário? vcs com essa politica de censura qualquer dia só têm aqui comunistas e brasileiros…

RESPONDER

Regiões portuguesas entre as que mais colocaram trabalhadores em teletrabalho

  Apesar dos números elevados registados em Portugal, futuro do modelo está ainda em aberto, face à preferência dos patrões em ter os funcionários a trabalhar em ambiente de escritório. De acordo com dados revelados pelo Eurostat, …

Reino Unido em choque. Sabina Nessa pode ter sido assassinada por um estranho ainda em liberdade

Sabina Nessa, de 28 anos, terá sido assassinada enquanto caminhava pelo Cator Park, no sudeste de Londres, na passada sexta-feira. O percurso da sua casa até a um bar ia demorar apenas cinco minutos, mas …

A corrida a secretário-geral da UGT terá dois candidatos

É a primeira vez que a corrida à liderança da UGT conta com dois candidatos: além de José Abraão, atual dirigente da Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap), Mário Mourão, presidente do Sindicato dos …

Colapso da Evergrande. China pede a governos regionais que se "preparem para a possível tempestade"

As autoridades chinesas estão a pedir aos governos regionais para se prepararem para um possível colapso da Evergrande. O The Wall Street Journal noticia, esta quinta-feira, que as autoridades chinesas estão a pedir aos governos regionais …

Governo vai testar 35 mil funcionários de creches e pré-escolar até 3 de outubro

Os funcionários das creches, do pré-escolar e a rede nacional de amas começaram esta quinta-feira a ser testados à covid-19, numa ação que até 3 de outubro abrangerá 35 mil pessoas em todo o país. O …

Bem-vindo à última fase do desconfinamento: fim do certificado em restaurantes, máscara em transportes e lares

"Estamos em condições para avançar para a terceira fase de desconfinamento." Foi com esta frase que António Costa deu início à conferência de imprensa após o Conselho de Ministros desta quinta-feira. Portugal vai avançar para a …

EUA reabrirá campo de detenção de migrantes perto da prisão de Guantánamo

A administração do Presidente dos Estados Unidos (EUA) Joe Biden se prepara para reabrir um campo de detenção de migrantes na Baía de Guantánamo, após um aumento de migrantes e requerentes de asilo no sul …

Défice desce para 5,3% do PIB no 2.º trimestre do ano

O défice orçamental do primeiro semestre deste ano é de 5,5% do PIB. A meta do ministro das Finanças para o ano de 2021 é de 4,5%.  O défice orçamental fixou-se em 5,3% do PIB no …

É a maior contração desde 1995. INE revê queda do PIB para 8,4%

A queda foi pior do que se esperava: o Produto Interno Bruto (PIB) recuou 8,4% e não 7,6%, indicam os recentes dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). O Produto Interno Bruto (PIB) caiu 8,4% em …

EUA aprovam terceira dose da Pfizer para maiores de 65 anos e grupos de risco

A Food and Drugs Adminustration (FDA) anunciou, na noite de quarta-feira, ter dado luz verde à administração de uma terceira dose da vacina da Pfizer em alguns casos. O organismo que regula a comercialização de medicamentos …