China diz que resposta excessiva dos EUA ao coronavírus ajudou a “espalhar o pânico”

A China acusou os Estados Unidos (EUA) de espalhar o pânico ao limitar as viagens e a evacuar os cidadãos norte-americanos daquele país por causa do coronavírus. O Governo chinês afirma que estas decisões terão contribuído para que as ações chinesas caíssem depois do feriado do Ano Novo Lunar.

O número de mortos na China causados pelo coronavírus, que surgiu em Wuhan, aumentou no domingo para 361, registando-se mais 57 que no dia anterior. Na semana passada, a Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou-o como uma emergência global. A primeira morte fora daquele país ocorreu também no domingo, nas Filipinas.

Segundo noticiou o Independent, citando a Reuters, algumas cidades chinesas, incluindo Wuhan, permanecem em confinamento e a China enfrenta um crescente isolamento internacional, que, por sua vez, acusou os EUA de espalhar o medo, ao retirar os seus cidadãos do país e ao restringir as viagens, ao invés de oferecer ajuda.

Washington “fabricou e espalhou o pânico de forma incessante”, disse a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying. “São países desenvolvidos como os EUA, com recursos e instalações de prevenção de epidemias, que lideraram a imposição de restrições excessivas, contrárias às recomendações da OMS”, afirmou, indicando que os países devem fazer julgamentos razoáveis, calmos e baseados na ciência.

Já o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, voltou a referir que as proibições relativamente às viagens são desnecessárias. “Não há razão para medidas que interferem desnecessariamente nas viagens e no comércio internacional”, disse, convidando “todos os países a tomarem decisões consistentes e baseadas em evidências”.

A China já afirmou que é necessário que a comunidade internacional trate o vírus de uma forma objetiva e justa, não devendo “criar pânico deliberadamente” entre a população. O país continuará a adotar uma “atitude responsável” em relação à saúde pública, implementando medidas de controlo para impedir a propagação do vírus.

As consequências do vírus, contudo, fizeram-se sentir nas ações chinesas, que caíram quase 8%. As ‘commodities’ negociadas em Xangai, desde o petróleo até ao cobre, atingiram os limites máximos de queda. Estes resultados ocorreram apesar da injeção do banco central de cerca de 156 mil milhões de euros.

Wu Hong / EPA

De acordo com o Independent, quando as bolsas de valores reabriram, a maioria das províncias chinesas prolongou o feriado do Ano Novo Lunar para tentar conter o vírus. O retorno do trabalhadores em Hubei, por exemplo, acontecerá somente a 13 de fevereiro.

Entretanto, forma registados mais 2.829 infetados com o vírus na China, elevando o total para 17.205. A OMS relatou pelo menos 151 casos confirmados em 23 outros países e regiões, incluindo EUA, Japão, Tailândia, Hong Kong e Grã-Bretanha.

Um hospital construído em Wuhan em apenas oito dias, que servirá para tratar as pessoas infetadas, começou a receber pacientes esta segunda-feira. Mais de 7.500 trabalhadores participaram do projeto, lançado a 25 de janeiro e finalizado neste fim de semana. Um segundo hospital, na mesma cidade, deverá estar pronto a 05 de fevereiro.

Além de tentar impedir a propagação do vírus proibindo as viagens, diversos países também estão a retirar os cidadãos de Wuhan. Os EUA planeiam “mais alguns voos” para ir buscar cidadãos norte-americanos à China e a Rússia, que já tinha suspendido as viagens de comboio para aquele país, começou a evacuar os seus cidadãos esta segunda-feira.

Na segunda-feira passada, a Austrália retirou 243 pessoas de Wuhan, colocando-as em quarentena numa ilha remota. Seguindo os passos dos EUA, no sábado passou a impedir a entrada de todos os estrangeiros que viajem da China continental.

O número de mortes na China já ultrapassou o número total de óbitos provocados pelo surto de 2002 da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars), outro coronavírus que emergiu no país e matou quase 800 pessoas em todo o mundo. Mesmo assim, dados chineses sugerem que o novo coronavírus é menos mortal que o Sars.

  ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Os Chineses já andam a dois anos a brincar com este vírus. Lançaram agora para ver se conseguem controlar o mundo. Mas espero que um dia o mundo lhes faça a eles o que fizeram e que estão a fazer. Foi pena os EUA não terem sido mais agressivos com eles e o resto do mundo não se terem juntado aos EUA.

RESPONDER

Temido diz que "por detrás de cada euro" investido no SNS estão mais cuidados de saúde

A ministra da Saúde afirmou, esta quinta-feira, que o Orçamento do Estado para 2022 permitirá "promover a recuperação" do país e que por detrás de cada euro investido no Serviço Nacional de Saúde (SNS) …

Há alunos ainda sem manuais devido a atrasos na impressão e distribuição

A Associação Portuguesa de Editores e Livreiros justifica os atrasos com o fim mais tardio do ano lectivo anterior, o que levou a que todo o processo ficasse atrasado. Segundo avança o Público, cerca de um …

O Twitter foi palco de troca de acusações entre os primeiros-ministros da Eslovénia e dos Países Baixos

Troca de palavras decorreu na rede social com acusações pouco habituais entre chefes de Governo e principais figuras das instituições europeias. Foi num tom pouco habitual e num cenário igualmente pouco expectável — pelo seu nível …

Enfermeira com uma vacina na mão

Dose única da vacina. Portugueses recuperados travados por países que exigem vacinação completa

Os portugueses recuperados da covid-19 só receberam uma dose da vacina. Agora, estão a ter dificuldades em viajar para alguns países, como o Reino Unido ou o Canadá. Segundo o Jornal de Notícias, há portugueses recuperados …

Menos de metade dos novos médicos é que vai para o SNS

Nos últimos seis anos, menos de metade dos novos profissionais que se inscreveram na Ordem dos Médicos, ingressam no Serviço Nacional de Saúde (SNS). Segundo o Correio da Manhã, o número de inscritos na Ordem dos …

Miguel Pinto Luz: "O grande vencedor deste Orçamento chama-se Pedro Nuno Santos"

O vice-presidente da Câmara Municipal de Cascais considera que o "grande vencedor" deste Orçamento do Estado é Pedro Nuno Santos e que o ministro "aumentou o seu capital político". Em entrevista ao Diário de Notícias e …

Médicos libaneses ajudam a retirar pessoas depois dos confrontos durante uma manifestação em Beirute

Líbano decreta dia de luto nacional depois de tiroteio durante manifestação causar seis mortos

Confrontos durante uma manifestação convocada pelo Hezbollah na manhã de ontem causaram seis vítimas mortais. O protesto era contra o juiz que lidera o inquérito à explosão no porto de Beirute no ano passado. O Líbano …

Argentina ganhou: os números de Emiliano e a crítica de Messi

Resultado positivo diante do Peru não impediu uma "boca" do número 10 ao árbitro. Mais um jogo em que Emiliano Martínez não sofreu golos. A Argentina está cada vez mais perto de assegurar a presença na …

Leão promete "boa notícia" para as empresas sobre o preço da electricidade

Com as negociações em torno do Orçamento do Estado para 2022 ao rubro, o ministro das Finanças, João Leão, acredita num entendimento à esquerda e revela que o próximo ano vai trazer "uma boa notícia" …

"Não tenho problema em ir para casa" - e foi mesmo, no dia seguinte

Eduardo Berizzo, seleccionador do Paraguai, disse que não teria que receber qualquer indemnização, se fosse demitido. E foi. O percurso de qualificação para a fase final do Mundial 2022 não está propriamente famoso para os lados …