Tribunal da Relação reconhece indícios de corrupção contra Sócrates

José Goulão / Flickr

Ex-primeiro ministro e ex-líder do PS, José Sócrates

O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) considera que os indícios recolhidos sobre a eventual prática de atos de corrupção por José Sócrates são suficientemente fortes para justificar a investigação do Ministério Público. 

Diário de Notícias revela o conteúdo um acórdão de novembro, que respondeu a um recurso da defesa do ex-primeiro-ministro enviada em novembro de 2015 ao TRL, onde os juízes desembargadores afirmam que se verifica que “a indiciação feita é suficiente para a integração jurídico-penal dos factos como crime de corrupção.”

O Tribunal dá assim razão ao Ministério Público, considerando que existe um modus operandi que indicia a prática do crime – mesmo que não seja possível estabelecer uma relação causa-efeito.

Em causa está o alegado envolvimento de Sócrates no licenciamento de um empreendimento no Algarve e em concursos públicos a que terá concorrido o Grupo Lena, relacionados com entregas de dinheiro, compra de imóveis, pagamento de férias e compra de exemplares do livro “A Confiança no Mundo”, publicado pelo ex-primeiro-ministro.

No recurso de novembro, Pedro Delille e João Araújo argumentaram que não existiam indícios suficientes para apontar o crime de corrupção a Sócrates – que constitui neste processo “o crime nuclear e o elemento socialmente legitimador da ação penal”.

Os advogados de Sócrates argumentaram que “Ministério Público formula uma imputação absolutamente genérica, não identificando quais os concretos atos venais em causa em que o arguido terá tido intervenção”, alegou a defesa, citada pelo Diário de Notícias.

Para os juízes desembargadores José Simões de Carvalho e Maria Margarida Bacelar, no entanto, “a indiciação feita é suficiente para a integração jurídico-criminal dos factos como crime de corrupção, na medida em que não é necessário estabelecer uma relação sinalagmática [causa-efeito] entre o ato praticado, omitido ou permitido pelo agente público e a vantagem indevida recebida”.

A Relação considera que “o que a soma dos indícios” revela é “um modus operandi que se traduz na montagem de justificativos para que os fundos entrem na esfera do recorrente, seja por entregas de dinheiro, seja por vendas simuladas de imóveis, seja pelo assumir de despesa, seja pela circulação por contas de terceiros, seja pelas entregas de quantias a terceiros”, entendem os juízes.

José Sócrates é suspeito de corrupção passiva, fraude fiscal e branqueamento de capitais no âmbito do processo conhecido como Operação Marquês.

Em março do ano passado, a Relação de Lisboa manteve José Sócrates em prisão preventiva (da qual só saiu em setembro) por considerar que se verificavam “fortes indícios dos crimes imputados e o perigo de perturbação da recolha e da aquisição da prova”.

ZAP

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Que raio de tribunais são estes que em não sei quantos anos não conseguiram arranjar provas consistentes e continuam a “inventar”. Ou julguem-no ou acabem de vez com esta palhaçada.

  2. Indícios é favor! É preciso não esquecer que a operação furacão começo há mais de 10 anos e só agora é que alguns corruptos e ladrões vão começar a ser julgados. Entretanto, muitos pagaram ao Estado milhões para não serem julgados Toda a gente sabe que este é um caso altamente complexo que envolve offshores, contas na Suiça, testemunhas que não vivem em Portugal e têm dupla nacionalidade e os bancos têm sido varridos para se apurar as tramoias que foram feitas. A curja xuxa que aguente os cavais, porque a procissão ainda deve ir só no adro. Mas quando chegar ao calvário vai ser um grande calvários para os corruptos e amigalhaços!!! Entretanto podem ir tomando umas pastilhas Renie!

  3. Ao menos que hajam indícios,..
    É que enquanto houverem indícios e os vão alimentando, continuará a haver ainda uma esperança que a nossa polícia de investigação, os nossos juízes, o nosso Ministério Público a nossa comunicação social , enfim a nossa justiça, não se tenham deixado embalar por ódios e vinganças, e não se tenham tornado em vis trapaceiros e difamadores.
    Só é pena que ainda continuem na fase dos indícios…

    • Acho que o que ele “limpava” não eram só as galinhas… era galinheiro.. redes.. postes.. tijolos.. etc.. não ficava algo que fosse! Algumas penas talvez ficassem.. e uma raposa meia estropiada no lugar das galinhas para assumir a culpa.

  4. Este país, afinal, ainda tem muitos anormais estupidos, que só dizem baboseiras
    e quando não gostam de alguém, transmitem o ódio, com palavras sem sentido entretem-se a dizer mentiras e calúnias e assim se brinca estupidamente com a dignidade das pessoas. Só por ódio e ressabiamento. Mas dos cangalheiros que desgovernaram o país durante quatro anos, deram fim a tudo o que o povo ainda tinha de bom, venderam (ou deram a amigos) puseram Portugal mais pobre, fizeram buracos de milhões e milhões, mandaram os nossos jovens lá para fora. Não fizeram uma única obra, aumentaram a divida, para quase o dobro, puseram milhões roubados ao povo lá fora em paraísos fiscais.Enfim a História vai fazer-se.

RESPONDER

França cria delito de "ecocídio" para punir poluição ambiental

A lei resulta de uma recomendação da Convenção de Cidadãos pelo Clima e visa penalizar casos de poluição ambiental com crime específico. A câmara baixa francesa aprovou, este sábado, a criação do delito de “ecocídio” para …

Estação de metro abandonada em NY é o set de filmagens secreto mais bem guardado de Hollywood

A Bowery Station, uma estação de metro em Nova Iorque, permaneceu abandonada durante cerca de 20 anos, mas desfruta agora de uma nova vida. Tudo começou em 2016, quando Sam Hutchins, um veterano da indústria cinematográfica, procurava …

Nacional 0-1 FC Porto | Dragão cansado não facilita

O FC Porto foi à Madeira vencer o Nacional por 1-0. Quem pensou que seria jogo de goleada para os “azuis-e-brancos” enganou-se por completo. Os insulares deram luta, só permitiram um golo, por parte de Mehdi …

João Leão aposta num OE de "expansão" (e mantém a fé num acordo à esquerda)

O ministro das Finanças, João Leão, acredita que o sétimo Orçamento do Estado será aprovado com os partidos à sua esquerda. Ao semanário Expresso, João leão explicou que os próximos Orçamentos do Estado não serão de …

Português investigou histórias por detrás das dedicatórias de Beethoven

A dedicatória do compositor Beethoven da famosa "Sonata ao Luar" a uma alegada musa foi, afinal, uma forma sarcástica de se vingar pela forma como se sentiu desrespeitado, descobriu o musicólogo e pianista português Artur …

Nos canais de Utrecht, os peixes têm uma "campainha" para passar pela barreira

Quando os peixes desovam pelos canais de Utrecht, nos Países Baixos, costumam ser bloqueados pela eclusa Weerdsluis. Agora, a cidade lançou a primeira campainha para peixes do mundo. De acordo com o Dutch Review, o sistema …

Jorge Jesus acusa Gil Vicente de antijogo: "Fez o que o árbitro permitiu"

Este sábado, o Gil Vicente visitou o Benfica e saiu com os três pontos na bagagem ao vencer por 2-1, num duelo relativo à 27ª jornada da Liga NOS. O Benfica perdeu no Estádio da Luz …

Site chinês "apaga" mulheres que não querem casar ou ter relações com homens

Vários grupos de feministas com ideias mais radicais começaram a ser bloqueados de um dos sites mais influentes na China. Num país conhecido pelo seu regime ditatorial e conservador, um grupo de mulheres uniu-se para lutar …

Grande Crise do Ketchup. A pandemia atacou um mercado improvável (e já há um mercado negro para o molho)

Os problemas da cadeia de suprimentos estão a chegar a um canto distante do universo empresarial: os pacotes de ketchup. O ketchup é o molho de mesa mais consumido nos restaurantes dos Estados Unidos, com cerca …

Justiça britânica perdoa dívida de 60 milhões a Vale e Azevedo

João Vale e Azevedo, ex-presidente do Benfica, foi declarado "exonerado da insolvência" que corria em Londres desde 2009. Um tribunal de Londres declarou que João Vale e Azevedo está exonerado de insolvência. Na prática, a justiça …