Tribunal da Relação reconhece indícios de corrupção contra Sócrates

José Goulão / Flickr

Ex-primeiro ministro e ex-líder do PS, José Sócrates

O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) considera que os indícios recolhidos sobre a eventual prática de atos de corrupção por José Sócrates são suficientemente fortes para justificar a investigação do Ministério Público. 

Diário de Notícias revela o conteúdo um acórdão de novembro, que respondeu a um recurso da defesa do ex-primeiro-ministro enviada em novembro de 2015 ao TRL, onde os juízes desembargadores afirmam que se verifica que “a indiciação feita é suficiente para a integração jurídico-penal dos factos como crime de corrupção.”

O Tribunal dá assim razão ao Ministério Público, considerando que existe um modus operandi que indicia a prática do crime – mesmo que não seja possível estabelecer uma relação causa-efeito.

Em causa está o alegado envolvimento de Sócrates no licenciamento de um empreendimento no Algarve e em concursos públicos a que terá concorrido o Grupo Lena, relacionados com entregas de dinheiro, compra de imóveis, pagamento de férias e compra de exemplares do livro “A Confiança no Mundo”, publicado pelo ex-primeiro-ministro.

No recurso de novembro, Pedro Delille e João Araújo argumentaram que não existiam indícios suficientes para apontar o crime de corrupção a Sócrates – que constitui neste processo “o crime nuclear e o elemento socialmente legitimador da ação penal”.

Os advogados de Sócrates argumentaram que “Ministério Público formula uma imputação absolutamente genérica, não identificando quais os concretos atos venais em causa em que o arguido terá tido intervenção”, alegou a defesa, citada pelo Diário de Notícias.

Para os juízes desembargadores José Simões de Carvalho e Maria Margarida Bacelar, no entanto, “a indiciação feita é suficiente para a integração jurídico-criminal dos factos como crime de corrupção, na medida em que não é necessário estabelecer uma relação sinalagmática [causa-efeito] entre o ato praticado, omitido ou permitido pelo agente público e a vantagem indevida recebida”.

A Relação considera que “o que a soma dos indícios” revela é “um modus operandi que se traduz na montagem de justificativos para que os fundos entrem na esfera do recorrente, seja por entregas de dinheiro, seja por vendas simuladas de imóveis, seja pelo assumir de despesa, seja pela circulação por contas de terceiros, seja pelas entregas de quantias a terceiros”, entendem os juízes.

José Sócrates é suspeito de corrupção passiva, fraude fiscal e branqueamento de capitais no âmbito do processo conhecido como Operação Marquês.

Em março do ano passado, a Relação de Lisboa manteve José Sócrates em prisão preventiva (da qual só saiu em setembro) por considerar que se verificavam “fortes indícios dos crimes imputados e o perigo de perturbação da recolha e da aquisição da prova”.

ZAP

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Que raio de tribunais são estes que em não sei quantos anos não conseguiram arranjar provas consistentes e continuam a “inventar”. Ou julguem-no ou acabem de vez com esta palhaçada.

  2. Indícios é favor! É preciso não esquecer que a operação furacão começo há mais de 10 anos e só agora é que alguns corruptos e ladrões vão começar a ser julgados. Entretanto, muitos pagaram ao Estado milhões para não serem julgados Toda a gente sabe que este é um caso altamente complexo que envolve offshores, contas na Suiça, testemunhas que não vivem em Portugal e têm dupla nacionalidade e os bancos têm sido varridos para se apurar as tramoias que foram feitas. A curja xuxa que aguente os cavais, porque a procissão ainda deve ir só no adro. Mas quando chegar ao calvário vai ser um grande calvários para os corruptos e amigalhaços!!! Entretanto podem ir tomando umas pastilhas Renie!

  3. Ao menos que hajam indícios,..
    É que enquanto houverem indícios e os vão alimentando, continuará a haver ainda uma esperança que a nossa polícia de investigação, os nossos juízes, o nosso Ministério Público a nossa comunicação social , enfim a nossa justiça, não se tenham deixado embalar por ódios e vinganças, e não se tenham tornado em vis trapaceiros e difamadores.
    Só é pena que ainda continuem na fase dos indícios…

    • Acho que o que ele “limpava” não eram só as galinhas… era galinheiro.. redes.. postes.. tijolos.. etc.. não ficava algo que fosse! Algumas penas talvez ficassem.. e uma raposa meia estropiada no lugar das galinhas para assumir a culpa.

  4. Este país, afinal, ainda tem muitos anormais estupidos, que só dizem baboseiras
    e quando não gostam de alguém, transmitem o ódio, com palavras sem sentido entretem-se a dizer mentiras e calúnias e assim se brinca estupidamente com a dignidade das pessoas. Só por ódio e ressabiamento. Mas dos cangalheiros que desgovernaram o país durante quatro anos, deram fim a tudo o que o povo ainda tinha de bom, venderam (ou deram a amigos) puseram Portugal mais pobre, fizeram buracos de milhões e milhões, mandaram os nossos jovens lá para fora. Não fizeram uma única obra, aumentaram a divida, para quase o dobro, puseram milhões roubados ao povo lá fora em paraísos fiscais.Enfim a História vai fazer-se.

RESPONDER

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …

China anuncia fim de novas centrais a carvão no estrangeiro

Segundo os especialistas, o impacto da medida deverá depender da forma como será implementada, podendo ter um grande impacto na luta contra as alterações climáticas. Num anúncio bem recebido por ativistas e organizações ambientes, a China …

Roménia vai distribuir €200 mil a quem tiver vacinação completa contra a covid-19

A Roménia anunciou uma "lotaria de vacinação" que distribuirá prémios de até 200.000 euros entre aqueles que tiverem a vacinação completa, na tentativa de elevar a taxa de imunização, a segunda mais baixa da União …