Tribunal Constitucional espanhol suspende lei para converter Catalunha em república

Marta Perez / EPA

O dia Nacional da Catalunha, “Diada”, foi usado para pedir a independência da região

O Tribunal Constitucional espanhol suspendeu, esta terça-feira, a lei regional que prevê a transição da Catalunha para um Estado soberano, enquanto aprecia a constitucionalidade dessa norma, segundo a imprensa espanhola.

O pedido de inconstitucionalidade apresentado pelo Governo contra a “lei da transição” aprovada pelo Parlamento catalão, que pretende converter a Catalunha numa república, considera que a norma é “a maior afronta e ameaça” às normas espanholas de convivência democrática e o “maior ataque concebível” aos valores democráticos.

A chamada “lei da transição”, que, segundo o Governo espanhol, “implica a rutura total e absoluta com a ordem constitucional estabelecida”, foi aprovada na semana passada com os votos dos deputados regionais separatistas, maioritários.

O Ministério Público da Catalunha convocou hoje os responsáveis máximos pelos vários corpos policiais da região – Guardía Civil, Polícia Nacional e Mossos d’Esquadra (polícia regional) – para os informar da sua obrigação legal de impedir a realização da consulta popular.

“Os agentes de polícia […] irão adotar diretamente as medidas necessárias para apreender os meios ou instrumentos destinados a preparar ou organizar o referendo ilegal”, lê-se no documento.

Entre essas medidas, a magistratura refere a apreensão de “urnas, boletins de voto, manuais para os membros das mesas, impressos eleitorais, propaganda eleitoral, elementos informáticos, assim como todo o material de difusão, promoção ou execução do referendo ilegal”.

Carles Puigdemont já pediu às autoridades de Madrid para “deixarem em paz” os Mossos d’Esquadra, sublinhando que a sua prioridade é “velar pela segurança das pessoas” e não “retirar urnas”.

Em declarações a uma estação de rádio regional (RAC 1), Puigdemont advertiu o Ministério Público que os Mossos d’Esquadra “têm como função principal garantir a segurança das pessoas”, não ir à procura das “mais de seis mil urnas distribuídas pelo território”.

Centenas de milhares de pessoas manifestaram na segunda-feira, em Barcelona, o seu apoio à causa da independência da Catalunha e o direito à realização de um referendo de autodeterminação, proibido pelas instituições espanholas.

O Tribunal Constitucional espanhol já tinha suspendido na semana passada uma outra lei, aprovada também pelo Parlamento da Catalunha, que permitia a realização, em 1 de outubro, de um referendo independentista nesta comunidade autónoma.

Os Governos de Espanha e da Catalunha estão numa “batalha” jurídica para impedir ou permitir a realização do referendo, mas ainda é pouco clara a forma como vai evoluir a situação a partir deste momento.

Os independentistas defendem que cabe apenas aos catalães a decisão sobre a permanência da região em Espanha, enquanto Madrid se apoia na Constituição do país para insistir que a decisão sobre uma eventual divisão do país tem de ser tomada pela totalidade dos espanhóis.

Os partidos separatistas têm uma maioria de deputados no parlamento regional da Catalunha desde setembro de 2015, o que lhes deu a força necessária, em 2016, para declararem que iriam organizar este ano um referendo sobre a independência, mesmo sem o acordo de Madrid.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …

"A profissionalização é fundamental". Este ano já morreram quatro bombeiros, todos voluntários

Nos incêndios deste ano já morreram quatro bombeiros. O último ano tão mortífero foi 2013, em que sete bombeiros perderam a vida. Em comparação, nos incêndios de 2019, não se registaram vítimas mortais entre esses profissionais. Como …

Portugal só tem 4 fiscais da ferrovia (e cada um tem de inspecionar 811 quilómetros)

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) tem apenas quatro técnicos afetos à fiscalização do setor. O organismo está a pedir o reforço destes profissionais desde 2014. De acordo com a edição desta quarta-feira do …

Dybala eleito melhor jogador do ano em Itália. Ronaldo fora da lista

O avançado argentino da Juventus foi eleito o melhor jogador da temporada 2019/20 do futebol italiano, enquanto o português Cristiano Ronaldo ficou de fora da lista de premiados. Na nota publicada no site oficial da Série …

Novo Banco registou perdas de 260 milhões à revelia do Banco de Portugal

A equipa António Ramalho terá inscrito nas contas 260 milhões de euros em perdas, passíveis de reembolso, sem falar com o Fundo de Resolução. O Público avança que a equipa de António Ramalho sinalizou, nos resultados …

Pingo Doce

Vídeo denuncia desperdício alimentar em supermercado. Jerónimo Martins está a investigar

Hugo Breda e João Relógio, ambos associados à produtora Swag On, publicaram na suas contas de Instagram um vídeo no qual denunciam o desperdício alimentar numa cadeia de supermercados em Lisboa.  O vídeo publicado nas …

O adeus de uma lenda. Ronaldo, Messi e Buffon despedem-se de "San Iker"

O internacional português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi recorreram às redes sociais para se despedirem de Iker Casillas, que esta terça-feira anunciou o fim da sua carreira.  "Foi um orgulho ter partilhado grandes momentos …

Há trabalhadores que estiveram em lay-off sem direito ao apoio salarial

O apoio destinado a trabalhadores que estiveram em regime de lay-off só se aplica a quem tenha estado nesta situação um mês civil completo. A 19 de junho, o Governo aprovou o decreto-lei que criou o …

Ordenado de 3 milhões e outros tantos em prémios. O contrato de Jesus à lupa

Jorge Jesus, que esta segunda-feira foi oficialmente apresentado como treinador do Benfica, vai ganhar três milhões de euros líquidos temporada, valor a que acrescem outros tantos milhões mediante prémios. Apesar de vir auferir um salário …

Já com luz verde de Bruxelas, Governo quer Banco de Fomento a funcionar no final do ano

O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital disse esta terça-feira à agência Lusa que quer o Banco Português de Fomento a funcionar no final do ano, depois da sua criação ter sido …