Theresa May vai manter-se como deputada após abandonar governo

(h) Parliamentary Recording Unit / EPA

A primeira-ministra britânica, Theresa May, manifestou esta quarta-feira a intenção de manter funções como deputada na câmara baixa do parlamento após deixar a chefia do Governo, com a eleição de um sucessor na liderança do partido Conservador.

Durante a sessão semanal de respostas aos deputados, May disse que tenciona continuar a representar o círculo eleitoral de Maidenhead, sul da Inglaterra, pelo qual é deputada desde 1997.

Tanto o antecessor David Cameron como Tony Blair abdicaram dos assentos após abandonarem as funções de primeiros-ministros, em 2007 e 2016, respetivamente. Porém, Gordon Brown manteve-se como deputado durante um mandato inteiro de cinco anos, entre 2010 e 2015, optando no final por não se candidatar à reeleição.

Theresa May formalizou na sexta-feira passada a renúncia à liderança do partido Conservador, cujo sucessor, que deverá ser conhecido no final de julho, terá também direito a chefiar o governo.

O Partido Conservador começa esta quinta-feira uma série de votações para escolher um novo líder, que vai assumir também o posto de primeiro-ministro britânico no final de julho, sucedendo a Theresa May.

Dez candidatos conseguiram as oito nomeações necessárias para serem admitidos na eleição interna, conduzida pelo chamado Comité 1922, cuja primeira fase está reservada ao grupo parlamentar.

A primeira volta da eleição decorre entre as 10h00 e 12h00 locais e os resultados são esperados por volta das 13h00, determinando as regras que os candidatos com 16 votos ou menos sejam eliminados ou, se tal não acontecer, é afastado aquele com menor número de votos.

A votação vai decorrer numa sala do parlamento britânico equipada com cabines de votação, para garantir o segredo do voto, o qual será expresso num boletim, cuja cor será diferente a cada volta, e colocado numa urna metálica preta.

Theresa May demitiu-se no fim do maio. O rumor de uma demissão começou a circular depois de alguns ministros se terem juntado à revolta do Partido Conservador, segundo avançou o The Times. Esta quarta-feira, Andrea Leadsom —apoiante do Brexit, muito crítica de mais compromissos com Bruxelas —, demitiu-se de líder da Câmara dos Comuns, para não ter de estabelecer um calendário legislativo com que não concordava.

Theresa May, de 62 anos, assumiu o cargo em julho de 2016, pouco depois de os britânicos terem votado a favor do Brexit, no referendo de 23 de junho de 2016. Até agora, a líder não conseguiu reunir consenso quanto às condições para a saída da União Europeia entre a classe política, profundamente dividida sobre a questão, como também está a sociedade britânica.

O acordo de saída negociado com Bruxelas foi rejeitado três vezes pelos parlamentares, o que obrigou o executivo a adiar o Brexit até 31 de outubro, quando a data inicial era 29 de março, e realizar ainda as eleições para o Parlamento Europeu.

Na terça-feira, Theresa May apresentou um plano de “última oportunidade”, que incluiu uma série de compromissos para tentar convencer os parlamentares britânicos. A tentativa foi em vão, já que o texto foi alvo de uma enxurrada de críticas tanto da oposição trabalhista quanto dos eurocéticos de seu próprio partido.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

As penas surgiram milhões de anos antes dos pássaros

A velha questão do ovo e da galinha estende-se agora aos pássaros e às penas. Quem surgiu primeiro? As penas, sugere uma recente investigação. Os pássaros são famosos pela sua imensa variedade de penas que usam …

Muro, fake news e Obamacare. Trump anuncia oficialmente a recandidatura à Casa Branca

O Presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou a sua recandidatura à Casa Branca, num comício em Orlando, Flórida, e voltou a acusar os jornalistas de serem "fake news" e disse que o país tem a …

Platini saiu em liberdade depois de muitas horas de interrogatório

O antigo presidente da UEFA Michel Platini saiu esta quarta-feira em liberdade, depois de várias horas a ser ouvido, no âmbito da atribuição da organização do Mundial de futebol de 2022 ao Qatar. ”A custódia é …

Descoberta bactéria que pode ajudar a criar uma vacina para o stress. Estava escondida na terra

Cientistas isolaram um padrão molecular único que pode, um dia, permitir a criação de uma vacina para o stress. Este padrão estava escondida dentro de uma bactéria que vive na terra. O Mycobacterium vaccae é uma …

Cientistas descobrem uma família de partículas imortais

Desafiando as leis que regem o universo da Física, uma equipa de cientistas acaba de descobrir uma família de partículas (quasipartículas) que, em sistemas quânticos, é capaz de se desintegrar e voltar a renascer numa …

A Via Láctea pode já ter colidido com outra galáxia

Astrónomos predizem que a Via Láctea está em rota de colisão com a Andrómeda e teremos apenas uns milhares de milhões de anos para nos prepararmos para esse impacto. Por outro lado, a nossa galáxia pode …

Teegarden B e C. Descobertos mais dois planetas que podem albergar vida

Cientistas de vários países identificaram mais dois planetas que consideram poder albergar vida, com climas temperados, semelhantes à Terra e que podem conter água líquida à superfície. A equipa da universidade alemã de Göttingen utilizou vários …

Ministério Público abre investigação a Juan Guaidó por corrupção

O Ministério Público da Venezuela anunciou a abertura de uma investigação penal contra Juan Guaidó por suspeita de corrupção relacionada com fundos para assistência a cidadãos venezuelanos na Colômbia. O anúncio foi pelo procurador-geral designado pela …

Cientistas descobrem no veneno de escorpião antibiótico contra tuberculose

Químicos no veneno podem combater estirpes resistentes da tuberculose e a bactéria causadora da pneumonia e septicemia. Veneno pode ainda travar o crescimento de células cancerígenas. Cientistas descobriram no veneno de escorpião antibióticos contra a tuberculose …

Câmara de Lisboa já cobrou 17 mil euros por trotinetas mal-estacionadas

A Polícia Municipal de Lisboa cobrou 17.145 euros em coimas por trotinetas mal-estacionadas, entre fevereiro e o início de junho, tendo removido 1.820 veículos do centro da cidade nos últimos cinco meses. "A verificação das infrações …