Terminou o apagão que deixou a Venezuela às escuras durante uma semana

Rayner Pena / EPA

A energia elétrica na Venezuela foi reposta após o apagão que afetou o país desde a passada quinta-feira, dia 7 de março. O anúncio foi feito por Jorge Rodríguez, ministro de Comunicação e Informação venezuelano.

Em declarações à televisão estatal Venezuelana de Televisão (VTV), Jorge Rodríguez informou que a energia foi restabelecida, mas que ainda há alguns problemas pontuais, como é o caso “dos transformadores que foram sabotados, em Baruta e El Hatillo” , e que “o serviço foi restaurado em 60%” nessas áreas.

O ministro adiantou ainda que o governo de Caracas deu ordem para as atividades laborais no país sejam retomadas já esta quinta-feira. Ainda assim, as escolas mantêm-se suspensas por mais 24 horas, por isso, os alunos só voltarão a ter aulas na sexta-feira.

Além da interrupção dos serviços, como é o caso dos transportes públicos, o corte de energia afetou hospitais, comunicações fixas e móveis, os terminais de pagamentos, o acesso à Internet e a distribuição de água no país. A restituição da água potável também está assegurada em 80% do território venezuelano e 70% em Caracas.

O apagão fez com que Juan Guaidó, autoproclamado Presidente interino da Venezuela, entregasse esta segunda-feira um pedido à Assembleia Nacional para ser decretado o estado de emergência no país.

A organização não-governamental Codevida revelou que 15 doentes renais morreram nos últimos dias no país, por falta de condições para realizar diálise. Juan Guaidó diz que o número de mortos chega aos 17.

A Venezuela estava às escuras na sequência de uma avaria na central hidroelétrica de El Guri, a principal do país, que afetou ainda dois sistemas secundários e a linha central de transmissão. O apagão atingiu Caracas e 22 dos 23 estados venezuelanos.

As autoridades venezuelanas disseram tratar-se de uma “guerra elétrica”. O ministro do Poder Popular para a Comunicação e Informação, Jorge Rodríguez, qualificou a ocorrência como um “ato criminoso”.

“Sabotaram a geração em El Guri. Isso é parte da guerra elétrica contra o Estado. Não o permitiremos. Estamos a trabalhar para recuperar o serviço”, escreveu Motta Domínguez.

Nos últimos anos, segundo a imprensa venezuelana, milhares de empregados da estatal Corporação Elétrica Nacional da Venezuela abandonaram a empresa, devido aos baixos salários e à crise económica no país.

Anos de apagões

Esta não é a primeira vez que a Venezuela fica às escuras. Nos últimos anos, o país registou inúmeros apagões, oficialmente justificados pela seca, mau tempo, corte e roubo de cabos, incêndios e animais selvagens.

Em dezembro de 2013, um apagão deixou metade do país às escuras, interrompendo um discurso de Nicolás Maduro, que sugeriu que teria sido um ato de sabotagem.

Em março do ano seguinte, um novo apagão causou um colapso do trânsito na Venezuela, com as ruas a registarem uma inusitada afluência de pessoas que tentavam chegar aos seus empregos e longas filas para apanhar autocarros. Segundo o ministro venezuelano de energia elétrica, Jesse Chacón, foi ocasionado por um incêndio.

Em junho de 2014, um outro apagão interrompeu novamente um discurso do presidente Maduro. A falha teria tido origem nos cabos elétricos situados entre San Gerónimo e La Arenosa, na região central do país.

O último grande apagão registado na Venezuela ocorreu em agosto do ano passado, quando uma falha elétrica voltou a deixar Caracas às escuras depois de, ao longo do dia, terem ocorrido várias quebras de energia elétrica no país.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Parasitas": O Melhor Filme dos Óscares chega à televisão

Parasitas vai passar na televisão esta sexta-feira (3), às 21h30, no canal TVCine Top. A produção de Bong Joon-ho angariou, nesta última award season, inúmeras nomeações, tendo sido Palma de Ouro no Festival de Cinema …

Países entram numa "guerra secreta" por ventiladores, admite agente da Mossad

Muitos países estão a utilizar os seus serviços de informações para a compra de material de saúde encomendado por outros, sobretudo ventiladores, para enfrentar a crise do novo coronavírus, disse um agente da Mossad, encarregado …

Pessoas que espalham ódio na Internet tendem a ser psicopatas

Os utilizadores da Internet que publicam comentários de ódio sobre outras pessoas tendem a ter traços psicopáticos. Por outro lado, os cientistas não encontraram uma correlação entre essa prática e narcisismo ou maquiavelismo. Estes utilizadores são …

Polícia britânica tingiu de negro uma lagoa azul para afastar visitantes

A Polícia britânica decidiu tingir de negro uma lagoa azul muito procurada na região de Derbyshire, visando assim afastar os visitantes e fazer com que estes cumpram o isolamento social exigido pelas autoridades para travar …

A maior cascata do Equador desapareceu repentinamente

A maior cascata do Equador, com cerca de 150 metros, desapareceu repentinamente por causa de uma dolina. Investigadores ainda não sabem se esta apareceu por causas naturais ou humanas. Em fevereiro, a cascata de San Rafael, …

Aprovada descida de 3% na eletricidade no mercado regulado

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) aprovou uma descida do preço da tarifa aplicada no mercado regulado de cinco euros por megawatt/hora (MWh). Contas feitas, trata-se de uma redução de aproximadamente 3% no total …

Turquemenistão proibiu o uso da palavra "coronavírus"

Enquanto o mundo luta para conter a propagação da pandemia de covid-19, no Turquemenistão os cidadãos podem ser presos só por dizerem a palavra "coronavírus". De acordo com a rádio NPR, que cita a organização não …

EDP oferece desconto de 20% a profissionais e organizações de saúde

Face à pandemia de covid-19, a EDP vai oferecer um desconto de 20% na fatura da eletricidade a profissionais e organizações de saúde, anunciou esta quarta-feira a empresa liderada por António Mexia em comunicado. “A …

Bill Gates deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia

Num artigo publicado no jornal norte-americano Washington Post, o fundador da Microsoft, Bill Gates, deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia de covid-19, que já fez 43 mil mortes em todo o …

Comissão de Trabalhadores da TAP pede nacionalização da companhia

A Comissão de Trabalhadores (CT) da TAP reforçou esta quarta-feira o apelo para que a transportadora “se torne 100% pública”, depois de a empresa ter anunciado o lay-off da maioria dos trabalhadores, segundo um comunicado. No …