SIS só soube do furto em Tancos no dia seguinte (e pelos jornais)

António Cotrim / Lusa

O secretário-geral do Serviço de Informações da República Portuguesa (SIRP), Júlio Pereira

Júlio Pereira, secretário geral do Sistema de Informações da República Portuguesa, disse aos deputados que foi informado pelo Serviço de Informações de Segurança sobre o caso de Tancos no dia seguinte.

O Secretário-geral do Sistema de Informações da República Portuguesa (SGSIRP) informou esta quinta-feira o Parlamento que soube do furto de material militar em Tancos “pelo SIS” – Serviço de Informações de Segurança – e que este serviço só soube pelos media, um dia depois de ter acontecido o roubo, segundo o Diário de Notícias.

Júlio Pereira falava perante a comissão parlamentar de Defesa, a pedido do PSD, para esclarecer diversas situações relativas ao furto de material de guerra descoberto na tarde do dia 28 de junho e onde considerou “preocupante [haver] grupos criminosos a infiltrarem instituições do Estado” para furtar armas.

O responsável máximo pelos serviços de informações, após citar a lei que atribui “competência exclusiva” ao SIS para fazer a avaliação do grau de ameaças à segurança do país, considerou que o caso de Tancos “levanta obviamente questões” sobre a guarda de material de guerra, bem como de explosivos e armas de fogo usados em meio civil.

Júlio Pereira, a propósito dos grupos criminosos que conseguem infiltrar-se em instalações do Estado, alertou especificamente para o caso dos militares de operações especiais “que entram na vida civil sem outras qualificações” que não aquela obtida nas Forças Armadas.

O SGSIRP assinalou depois que os grupos criminosos que recorrem à violência física em Portugal privilegiam armas automáticas e semiautomáticas, em detrimento do tipo de material furtado nos paióis de Tancos.

Júlio Pereira considerou ainda que “são razoáveis” as suspeitas de que o furto do material em Tancos tenha contado com a colaboração de militares e sublinhou que os furtos em instalações militares e policiais “são uma coisa muito frequente”.

Nesse sentido, Júlio Pereira deu a conhecer o furto ocorrido em Israel “um mês antes” do de Tancos, sendo Israel um país que adota “fortes medidas de segurança”. “Pode haver desaparecimento de armas mesmo com todas as regras de segurança” física implementadas, porque pode haver “falha humana”, avisou Júlio Pereira.

O SGSIRP informou também os deputados que a análise feita pelo SIS na sequência do furto de material militar de Tancos considerou os “cenários de conflito” ou ações de “crime organizado contra locais de segurança reforçada” como as de maior probabilidade para a sua utilização.

De acordo com a TSF, também a secretária-geral do Sistema de Segurança Interna (SSI) Helena Fazenda tinha dito no Parlamento que soube do “desaparecimento” de material militar da base de Tancos “depois de noticiado” pela comunicação social, no dia seguinte ao assalto ter sido conhecido.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

China proíbe a venda de vários modelos de iPhone (e as ações da Apple caem)

As ações da gigante norte-americana Apple sentiram uma queda de 1,7% na bolsa de Nova Iorque depois de o Tribunal de Fuzhou, na China, ter proibido a venda de alguns modelos de iPhone no país. …

Suspeito da morte de Maëlys admite ter filmado agressões sexuais a crianças

O principal suspeito da morte da jovem lusodescendente Maëlys de Araújo admitiu ter filmado agressões sexuais contra a afilhada e a prima, de quatro e seis anos de idade, respetivamente, antes de, alegadamente, matar a …

Preço do bilhete para visitar o Taj Mahal sobe 400% (para os indianos)

Os especialistas alertam que o fluxo de pessoas está a causar danos irreversíveis ao monumento emblemático mais importante da Índia. O preço do bilhete para os visitantes indianos do Taj Mahal foi aumentado em 400%, na …

Morreu Gérman, o último habitante das ilhas Ciés

Germán Luaces Freijeiro, de 54 anos, instalou-se no arquipélago de Cíes, localizado na foz do estuário de Vigo, em meados dos anos 90 e nunca mais se voltou a mudar. Vivia sozinho naquelas ilhas onde acolhia …

Atentado no Mercado de Natal de Estrasburgo faz quatro mortos e nove feridos

Um tiroteio que ocorreu esta terça-feira na cidade francesa de Estrasburgo, no local onde ocorre o Mercado de Natal, fez pelo menos quatro mortos e nove feridos, anunciou a autarquia local. A Câmara Municipal de Estrasturgo …

Galatasaray vs Porto | Eficácia dá vitória e record de pontos

O FC Porto não abranda e somou a 12ª vitória consecutiva em todas as competições. Na deslocação ao terreno do Galatasaray, em jogo da sexta jornada do Grupo D da Liga dos Campeões, os “dragões” tiveram …

"O luxo do século XXI vai ser o interior de Portugal"

O Turismo está "a cumprir bem" o seu papel no combate ao despovoamento, considera o presidente da Turismo Centro, Pedro Machado, que vaticina que "o luxo do século XXI vai ser o Interior de Portugal". O …

Mãe tenta vender virgindade da filha na Internet por 21 mil euros

Uma mãe pôs à venda a virgindade da filha de 13 anos na Internet por 21.200 euros. A mulher chegou a enviar fotografias de carácter sexual da filha ao comprador, mas não esperava o desfecho …

Há polícias a dormir no carro devido aos preços dos quartos

Sem dinheiro para arrendar quartos, face aos preços praticados, "há polícias a dormir dentro de carros", denuncia o Sindicato dos Profissionais de Polícia (SPP). Acabados de formar na Escola Prática de Polícia, em Torres Novas, os …

António Lobo Antunes lamenta que Portugal e Espanha não sejam o mesmo país

O escritor António Lobo Antunes lamentou que portugueses e espanhóis não sejam cidadãos do mesmo país, numa entrevista dada ao jornal catalão La Vanguardia no âmbito da Feira Internacional do Livro de Guadalajara e publicada …