SIS só soube do furto em Tancos no dia seguinte (e pelos jornais)

António Cotrim / Lusa

O secretário-geral do Serviço de Informações da República Portuguesa (SIRP), Júlio Pereira

Júlio Pereira, secretário geral do Sistema de Informações da República Portuguesa, disse aos deputados que foi informado pelo Serviço de Informações de Segurança sobre o caso de Tancos no dia seguinte.

O Secretário-geral do Sistema de Informações da República Portuguesa (SGSIRP) informou esta quinta-feira o Parlamento que soube do furto de material militar em Tancos “pelo SIS” – Serviço de Informações de Segurança – e que este serviço só soube pelos media, um dia depois de ter acontecido o roubo, segundo o Diário de Notícias.

Júlio Pereira falava perante a comissão parlamentar de Defesa, a pedido do PSD, para esclarecer diversas situações relativas ao furto de material de guerra descoberto na tarde do dia 28 de junho e onde considerou “preocupante [haver] grupos criminosos a infiltrarem instituições do Estado” para furtar armas.

O responsável máximo pelos serviços de informações, após citar a lei que atribui “competência exclusiva” ao SIS para fazer a avaliação do grau de ameaças à segurança do país, considerou que o caso de Tancos “levanta obviamente questões” sobre a guarda de material de guerra, bem como de explosivos e armas de fogo usados em meio civil.

Júlio Pereira, a propósito dos grupos criminosos que conseguem infiltrar-se em instalações do Estado, alertou especificamente para o caso dos militares de operações especiais “que entram na vida civil sem outras qualificações” que não aquela obtida nas Forças Armadas.

O SGSIRP assinalou depois que os grupos criminosos que recorrem à violência física em Portugal privilegiam armas automáticas e semiautomáticas, em detrimento do tipo de material furtado nos paióis de Tancos.

Júlio Pereira considerou ainda que “são razoáveis” as suspeitas de que o furto do material em Tancos tenha contado com a colaboração de militares e sublinhou que os furtos em instalações militares e policiais “são uma coisa muito frequente”.

Nesse sentido, Júlio Pereira deu a conhecer o furto ocorrido em Israel “um mês antes” do de Tancos, sendo Israel um país que adota “fortes medidas de segurança”. “Pode haver desaparecimento de armas mesmo com todas as regras de segurança” física implementadas, porque pode haver “falha humana”, avisou Júlio Pereira.

O SGSIRP informou também os deputados que a análise feita pelo SIS na sequência do furto de material militar de Tancos considerou os “cenários de conflito” ou ações de “crime organizado contra locais de segurança reforçada” como as de maior probabilidade para a sua utilização.

De acordo com a TSF, também a secretária-geral do Sistema de Segurança Interna (SSI) Helena Fazenda tinha dito no Parlamento que soube do “desaparecimento” de material militar da base de Tancos “depois de noticiado” pela comunicação social, no dia seguinte ao assalto ter sido conhecido.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

PCP teme maioria absoluta de Costa. Se o PS tiver "mãos livres", há risco de retrocesso

O secretário-geral do PCP afirmou este sábado que se o PS tiver “as mãos completamente livres”, o país corre o risco de retroceder nas conquistas dos direitos alcançados e as imposições de Bruxelas serão sempre …

No Japão, pilotar drones enquanto bêbado dá prisão

Os drones revolucionaram a fotografia, ajudaram na conservação, transportaram órgãos para transplantes e até já ajudaram em missões de busca e salvamento. Mas as máquinas voadoras controladas remotamente nem sempre são usadas para o bem. Também …

PSG na corrida por Bruno Fernandes. Atlético já terá proposta

Bruno Fernandes continua com o futuro incerto, mas o mercado continua a mexer. De acordo com a imprensa desportiva, o Paris Saint-Germain entrou na corrida pelo médio do Sporting e o Atlético de Madrid terá …

Crédito Agrícola vai cobrar MB Way e transferências online

O Crédito Agrícola, instituição bancária liderada por Licínio Pina, vai passar a cobrar não só as transferência feitas através da aplicação móvel MB Way, como também as transferências online, escreve o jornal Eco este sábado. …

Há uma "Cidade do Futuro" inacabada no deserto do Arizona

https://vimeo.com/342345734 No deserto do Arizona, nos Estados Unidos, há uma cidade experimental projetada para milhares de pessoas que agora contém apenas algumas dezenas de habitantes. Durante quase cinco décadas, um grupo chamado Fundação Cosanti tem trabalhado na …

Montenegro vai estudar liderança em França. Quer qualificar-se para o futuro

O ex-líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, vai para França estudar num programa de gestão avançada para executivos promovido pelo Instituto Europei para Administração de Empresas, escreve este sábado o Expresso. De acordo com o …

A dieta perfeita não existe

O número de dietas que existem não cabe nos dedos das nossas mãos, mas grande parte das pessoas vai dizer-lhe qual a melhor dieta a seguir. Mas não acredite, é tudo bluff. Uma equipa de cientistas …

Fenprof critica Marcelo. "Não é o Presidente de todos os portugueses”

O 13.º congresso da Fenprof terminou este sábado com a garantia de luta pela contagem integral do tempo de serviço dos professores e críticas a Marcelo Rebelo de Sousa, que “não é o Presidente de …

Consumo de álcool dos filhos associado a educação branda dos pais

Um estudo descobriu que há uma associação entre o consumo de álcool dos filhos e a educação que os pais dão em relação às bebidas alcoólicas. Quanto mais brandos os pais forem, mais probabilidade há …

Espiões podem estar a usar o LinkedIn para recrutar novos contactos

O LinkedIn é uma rede social de negócios, mas espiões podem estar a usá-la para encontrar novos contactos. Os espiões estarão a usar perfis falsos, gerados por inteligências artificial. Apesar de ser uma rede social bem …