SIRESP rendeu mais de 6 milhões de euros aos accionistas em 2016

Nuno André Ferreira / Lusa

O Sistema de Comunicações de Emergência, conhecido por SIRESP, que falhou durante o trágico incêndio em Pedrógão Grande, garantiu, aos accionistas da operadora que o gere, mais de 6,67 milhões de euros em lucros, em 2016.

Estes dados constam da prestação de contas individual referente a 2015, que o Negócios revela esta segunda feira. De acordo com a publicação, a operadora que gere o SIRESP pagou mais de 6,67 milhões de euros aos seus accionistas, em dividendos, em 2016.

Em 2015, os lucros tinham sido superiores a três milhões de euros e, em 2014, tinham-se ficado pelos 749 mil euros. As contas de 2015 ainda não tinham sido encerradas e já os accionistas do SIRESP se reuniam, em Janeiro de 2016, em Assembleia-Geral, para decidir o pagamento de dividendos, tendo por base os “resultados transitados” de 2015 que superavam os 13 milhões de euros.

O jornal não conseguiu apurar se, além desses seis milhões de euros, houve lugar ao pagamento de mais dividendos aos accionistas, em data posterior.

O SIRESP, uma Parceria Público-Privada (PPP) promovida pelo Ministério da Administração Interna, tem estado envolvido em polémica, depois de ter falhado nas horas críticas do incêndio que matou 64 pessoas em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria.

O Sistema de Comunicações já tinha tido falhas em anos anteriores, havendo suspeitas em torno dos moldes em que foi assinado logo desde o início. A PPP vai custar, até 2021, 568 milhões de euros ao Estado.

O maior accionista da entidade gestora do SIRESP é a Galilei, empresa agora insolvente que antes era a Sociedade Lusa de Negócios (SLN), que caiu no seguimento da nacionalização do BPN, e que detém 33% das acções.

Os outros accionistas são a tecnológica Datacomp (9,55%), outra empresa do universo Galilei que está em Processo Especial de Revitalização, a PT (30,55%), a Motorola (14,9%) e a Esegur, sociedade da Caixa Geral de Depósitos e do Novo Banco que sucedeu ao ex-BES (12%).

ZAP //

PARTILHAR

20 COMENTÁRIOS

  1. Aqui sim é que está uma das principais causas que levou à tragédia. E aqui é que se deviam apurar responsáveis. Segundo parece este consórcio numa das clausulas de fornecimento iliba-se de qualquer responsabilidade de inoperacionalidade. Isso nunca deveria ter sido aceite. Depois outra noticia que por cá tem passado muito despercebida é acerca das empresas que alugaram aviões ao Estado Português o ano passado salvo erro, (espanholas) e que estão sob investigação. De acordo com uma noticia que li, propostas de 1.9 milhões de euros foram aceites quando o valor cobrado a hora deveria ter sido 500 eur. o que daria 375.000 eur. 2 empresários espanhóis foram apanhados em gravações a dividir os restantes 1.6 milhões. Muita culpa para o governo português de não ter consultado outras empresas de outros países e … resta saber de quem é o interesse que o nosso país arda, e se não houve por aí ninguém deste lado da fronteira a meter uns dinheirinhos ao bolso também, à pala da desgraça dos outros.

  2. O problema somos NÓS, Portugueses, somos assim, sempre a querer passar a perna, ficar por cima, a ganância, os favores a cunha, é uma questão cultural, é no governo, é na fila do supermercado, é a esperteza saloia!
    Ou mudamos como cultura ou então ouviremos sempre, “se eu tivesse lá fazia igual”.
    O medo não é de fazer o errado, mas sim de ser apanhado!!
    Temos de acordar e não achar normal a esperteza, no dia a dia e nas coisas mais simples, talvez assim de aqui a uma ou duas gerações Portugal mude e seja um país de gente digna!

      • Ter consciência é o primeiro passo para nos conhecermos e mudar o que está mal!
        Já ouviu falar em natureza humana?

        • Ok, então confirma-se que estava a falar de si e que se conhece bem!
          Mas não generalize nem julgue os outros pela sua bitola!!

            • Somos a minoria, ou algo de errado está então, porque o País não seria como é!
              A generalidade dos Portugueses não é assim, nem fazem escolhas nas eleições!
              Não se esconda!

          • Toda a gente generaliza, é uma espécie de média, o problema está em NÓS, sempre a jogar as culpas para os outros…, como está agora a acontecer e no fundo todos os intervenientes têm as suas culpas, quanto mais não seja por omissão…, toda a gente sabia, mas nada fizeram. Mas não se esconda, não tenha medo “EU!”

            • Eu NUNCA tive medo nem me escondi!!
              Parece-me que sr é que se escondeu debaixo de generalizações, talvez para desculpar comportamentos social e moralmente menos correctos…
              Eu, no meu dia-a-dia, ando por todo país e, felizmente, grande parte das pessoas com quem me cruzo, também não encaixam nessa sua descrição!

    • Neste país desde o tempo dos descobrimentos que é assim, do saque dos diamantes, ouro, especiarias, nunca parou estas gentes, basta ler os orçamentos de estado a partir de 24 de Setembro de 1834 com o primeiro primeiro-ministro Pedro de Sousa Holstein, o tempo da pirataria nunca acabou quantos mais séculos serão necessários para isto abrandar?

  3. Não foi o sistema que falhou mas sim quem gere o sistema falhou.
    Um sistema que necessita de varias infraestruturas (antenas) para funcionar em rede, se existir um problema numa dessas estruturas é lógico que tecnicamente vai ter problemas. Se existiu varias antenas que arderam a solução era colocar sistemas moveis para fazer a função dessas antenas. Tecnicamente não existe outra solução. Agora porque é que não foi colocado essas antenas?. Segundo se afirmou existe 2 antenas moveis uma delas estava avariada então e a segunda? Não foi colocada porquê?. É esta a resposta que ainda ninguém deu

    • Segundo noticias ( nunca sei se são verdadeiras ou não) nenhuma das antenas fixas foi afectada pelo fogo logo não há desculpa cabal para a falha do sistema . A empresa que vendeu o sistema e quem recebeu ( luvas ) se é que alguém recebeu devem assumir os danos causadas pela falha do sistema.

      • Ainda não mostraram nenhuma antena ardida, mas mostraram cabos de cobre ou de fibra otica ardidos, se interligavam essas antenas ou não é preciso investigar, agora a proteção civil nestes casos tem que estar preparada para o pior e tomar medidas a tempo e acho que não tem ninguém que tome essa precaução. Tenho realizado alguns serviços de telecomunicações para diversos organismos do estado e tenho reparado que nalguns dos seus funcionários são negligentes e desinteressados por certos pormenores no trabalho, só querem receber o seu ao fim do mês., isto não acontece no privado

  4. Eu nem quero acreditar que estes filhos de uma GRANDE P*** gastem 600 MILHÕES DE EUROS à custa do meu sangue para me virem dizer que o sistema não funciona e que os acionistas ganhem fortunas com a MORTE.
    Não há um BURRO que perceba que um rádio amador nao tem falhas?
    Isto que se passa neste País já não tem qq desculpa ou perdão
    É tanta a corrupção e os desvios do herário Público que nem a PENA DE MORTE para este GRANDES FILHOS DA P*** era digno de se aplicar
    Depois não se admirem de um dia termos outra DITADURA
    A culpa nessa altura não vai morrer solteira
    Deve-se a esta CAMBADA que nos governa
    Da Esqueda à Direita
    Uma cambada de VIGARISTAS QUE ASSUMIRAM O CONTROLO DO PAÍS

    BANDIDOS

RESPONDER

Governo flexibiliza prescrição eletrónica de medicamentos

Esta quinta-feira, foi publicado em Diário da República o decreto-lei que cria o regime excecional de prescrição eletrónica de medicamentos durante o estado de emergência. O Governo criou um regime excecional de prescrição eletrónica de …

Médicos imigrantes impedidos de ajudar a combater o coronavírus nos EUA

Devido às regras dos vistos, muitos médicos imigrantes estão a ser proibidos de ajudar a combater a pandemia de covid-19 fora do hospital em que trabalham. Os Estados Unidos continuam a sentir em força as consequências …

Espanha insiste em emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo"

A ministra da Economia espanhola diz que o acordo alcançado pelo Eurogrupo "fazia falta", mas insiste que haja emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo". O Parlamento espanhol aprovou, entretanto, a renovação do estado …

Hyundai apresenta conceito de novo elétrico conduzido com joysticks

A Hyundai apresentou o conceito para um novo veículo, chamado Prophecy. O carro elétrico não é guiado pelo tradicional volante, mas sim por dois joysticks. As feiras automóveis estão todas interrompidas devido à pandemia de covid-19, …

Hospital da Cruz Vermelha excluído da rede de combate à pandemia

O Hospital da Cruz Vermelha não vai integrar a "rede covid", criada em resposta à pandemia do novo coronavírus, anunciou esta quinta-feira o executivo, realçando que esta decisão é tomada porque, face à situação atual, …

Coronavírus. Luvas de látex são perigosas quando não utilizadas corretamente

Quase como acontece com as máscaras, caso não sejam utilizadas corretamente, as luvas descartáveis de látex podem ser perigosas, ajudando a disseminar mais facilmente o vírus. A pandemia de covid-19 despertou grande interesse de como as …

Bloco de Esquerda "não vai aceitar austeridade" no pós-pandemia

A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda diz que "não vai aceitar austeridade" em 2021, após a pandemia da covid-19, e garantiu que, pelo seu partido, "não faltará maioria" para ajudar Portugal a sair de …

Em Canonica d'Adda, homens e mulheres têm dias diferentes para ir às compras

A presidente da câmara de uma pequena cidade da Lombardia, Canonica d'Adda, em Itália, decidiu que homens e mulheres terão dias diferentes para fazer compras, visando limitar a multidão nas lojas e lutar contra a …

Linhas de crédito alargadas a todos os setores de atividade

O Governo alargou os apoios "à globalidade do tecido empresarial", nomeadamente aos setores do comércio e serviços, dos transportes, do imobiliário, da construção, indústrias extrativas e transformadoras. As linhas de crédito lançadas pelo Governo para apoiar …

Rui Rio: PSD não está a cooperar com o PS, mas com o Governo em nome de Portugal

O presidente do PSD, Rui Rio, afirmou esta quinta-feira que não está a cooperar com o PS, mas com o Governo de Portugal na crise da pandemia, esclarecendo que aquilo que defende é uma lógica …