“Milhares de processos por pagar”. Segurança Social volta a falhar prazo do lay-off

Mário Cruz / Lusa

Milhares de empresários continuam sem receber a comparticipação da Segurança Social referente ao regime de lay-off simplificado.

Na semana passada, o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, garantiu que iriam ser efetuados pagamentos até 5 de maio, respeitantes aos pedidos de lay-off que entraram antes de 10 de abril.

Mas, de acordo com o semanário Expresso, 5 de maio chegou e continua a haver empresas que ainda não receberam a comparticipação da Segurança Social, para além de não saberem em que fase se encontra o seu processo.

Em declarações ao jornal, a bastonária da Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC), Paula Franco, assegurou que, relativamente aos lay-offs iniciais [submetidos até 10 de abril], os processos não estão todos pagos”.

“Existem milhares de processos por pagar. A mensagem que podemos passar aos empresários é que o seu caso não é caso único“, afirmou a bastonária.

“Os empresários tentam ligar para a Segurança Social mas é tudo uma questão de sorte. Conseguir ser atendido é uma questão de sorte. E o atendimento presencial, sendo diferido no tempo e para datas posteriores ao prazo do lay-off não serve. O atendimento físico não é solução”, disse ainda Paula Franco.

Pagamento já chegou a 64.500 empresas

Esta terça-feira, em comunicado, o Ministério do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social referiu que o pagamento da medida extraordinária de apoio à manutenção dos contratos de trabalho (lay-off simplificado) já foi feito a um total de 64.500 empresas, abrangendo 492 mil trabalhadores.

“O prazo médio de deferimento deste apoio é de 16 dias“, acentua o ministério, adiantando que, até ao momento, foram pagos cerca de 190 milhões de euros.

O comunicado indica também que, somando os apoios à redução da atividade dos trabalhadores independentes, o apoio excecional à família, as baixas por isolamento profilático e as prorrogações extraordinárias das prestações de desemprego ou RSI, o total já pago ascende a 257 milhões de euros, abrangendo 98 mil empresas e um total de 781 mil trabalhadores.

O Ministério reitera que até ao final da primeira quinzena de maio, a Segurança Social irá proceder ao pagamento de todos os pedidos aprovados que deram entrada até dia 30 de abril.

O Governo estima que o lay-off das mais de 100 mil empresas que já recorreram a este regime, que empregam 1,2 milhões de trabalhadores, custe entre 300 a 400 milhões de euros por mês.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. A incompetencia é generalizada e a mentira vulgarizada.
    Só quem passa dias em frente ao PC para tentar decifrar o “simplex” como sao os contabilistas que conheço, é que tomam consciencia da real situacao das empresas e complicacao dos processos que quando dao um passo á frente recuam dois a seguir.

    • É isso mesmo Ana. O Costa é mestre em embrulhar o povo com falsas promesas, mentiras, omissões da verdade, burocracia intransponível. Quem conhece o mundo empresarial sabe bem o que a casa gasta.

  2. Mais uma mentira do Costa, ouvi à momentos na A.R. dizer que os processos lay off entrados até 7 de Abril estão´todos pagos; na minha empresa em que o processo entrado em 30 de Abril e segundo informação da S.S. está devidamente formalizado, após horas ao telefone para ser atendido e não sabem porque não foi pago, aguarde foi a resposta. Se calhar é o governo que merecemos

  3. Isto é uma grande vergonha ao data que já estamos e eu ainda nao recebi do lay off tenho uma filha pra criar e contas pra pagar tenham mas é vergonha pah andam a brincar com a vida das pessoas!!!! Só dá vontade de lhes ofender e com razão!!!!! Sim eu sou uma das pessoas que ainda nao recebeu !!!! E daki a nada estou a passar fome.

  4. Estou entrar em situaçao dificil…tenho uma filha de 5 anos e estou a ver isto mal parado faz 2 meses que nao recebo nada da segurança social por causa layoff…estamos a 1 julho e ate data nada …so recebi mes abril.

Responder a Ana Cancelar resposta

Nova aplicação deteta insuficiência cardíaca através da voz

Foi desenvolvida uma nova aplicação para smartphones que prevê a insuficiência cardíaca através da voz. A tecnologia baseia-se num dos sintomas mais comuns: a falta de ar. O sintoma mais comum da insuficiência cardíaca é a …

Atividade física ajuda a prevenir a perda de visão

Uma nova investigação sugere que o exercício físico pode ser um componente-chave na prevenção da perda de visão. Os benefícios da atividade física são cada vez mais conhecidos, mas há alguns que devem ser tidos em …

Dubai vai construir uma cidade marciana no deserto

O Dubai tem em mãos um projeto ambicioso: a construção de uma cidade marciana. O projeto foi apresentado por uma empresa sediada em Copenhaga e Nova Iorque e é uma parte do plano dos Emirados …

Coreia do Norte voltou a rejeitar negociações com os Estados Unidos

A Coreia do Norte disse, esta terça-feira, que não tenciona retomar o diálogo com os Estados Unidos, quando o vice-secretário de Estado norte-americano, Stephen Biegun, chegou à Coreia do Sul para discutir diplomacia nuclear. Num comunicado …

Construiu uma cadeira de rodas com bicicletas elétricas para a namorada. Agora, vai produzi-la em massa

Para Zack Nelson, construir esta  peça inovadora de engenharia foi "super divertido e surpreendentemente simples". Há cerca de um ano, Zack Nelson, o youtuber de tecnologia do canal JerryRigEverything, uniu duas bicicletas elétricas para criar uma …

A reeleição de Trump nunca esteve tão ameaçada. A culpa é do pessimismo dos americanos

A gestão do Presidente norte-americano face à pandemia e a perspetiva de uma crise económica ameaçam a reeleição de Donald Trump. Um estudo de opinião da Fundação Peter G Peterson para o The Financial Times indica …

Ministros da Indonésia promovem colar de eucalipto como cura para a covid-19

O ministro da Agricultura da Indonésia foi muito criticado por especialistas por alegar que um colar feito de eucalipto pode ajudar a impedir a transmissão da covid-19. Segundo o The Guardian, o ministro da Agricultura da …

SATA pede auxílio ao Estado no valor de 163 milhões de euros

A SATA, companhia aérea detida a 100% pela Região Autónoma dos Açores, precisa do valor até ao final do ano para pagar dívidas. A SATA pediu um auxílio ao Estado de 163 milhões de euros para …

Cortiça portuguesa usada em foguetões da Space X

A Corticeira Amorim forneceu a Space X, de Elon Musk, para componentes usados nos foguetões espaciais da empresa, adiantou o presidente da empresa, António Rios Amorim. "É o nosso maior cliente [deste segmento] neste momento desde …

Pandemia põe em risco mais de 40% dos empregos no Algarve

Além do Algarve, outros destinos turísticos europeus, como ilhas do sul da Grécia, Canárias e Baleares, estão também em risco. As regiões onde o turismo tem mais peso enfrentam um risco maior de destruição de emprego, …