Sauditas vão assumir morte de jornalista. Foi um interrogatório que correu mal

Erdem Sahin / EPA

As autoridades sauditas, que negaram ter dado ordens para matar o jornalista Jamal Khashoggi, estão a elaborar um relatório em que admitem a morte do jornalista e a justificam como resultado de um interrogatório que correu mal.

De acordo com a CNN, que avançou a notícia nesta segunda-feira e cita duas fontes não identificadas, a operação foi levado a cabo sem autorização e sem transparência. O relatório garante ainda que os envolvidos serão responsabilizados.

Uma das fontes anónimas revelou também que o documento ainda está a ser realizado, pelo que o seu conteúdo poderá sofrer alterações.

A CNN adiantou ainda, segundo as mesmas fontes, que o interrogatório tinha como objetivo final proceder ao rapto de Khashoggi de território turco para a Arábia Saudita.

Jamal Khashoggi, jornalista crítico do poder saudita e colaborador do diário norte-americano The Washington Post, não deu mais sinais de vida desde que entrou, a 2 de outubro, no consulado da Arábia Saudita em Istambul, na Turquia, para tratar da documentação necessária para casar com a namorada, cidadã turca.

Após o seu desaparecimento, investigadores turcos disseram a responsáveis norte-americanos que tinham de gravações vídeo e áudio que comprovam que o jornalista tinha sido interrogado, torturado, assassinado e desmembrado no interior do edifício por uma equipa da segurança saudita, revelou o Washington Post no passado 12 de outubro.

Dias depois, os chefes das diplomacias do Reino Unido, França e Alemanha exigiram uma “investigação credível” ao desaparecimento de Jamal Khashoggi.

Também Donald Trump revelou nesta segunda-feira ter falado com o rei Salman da Arábia Saudita, tendo-lhe este dito para “ignorar” o que aconteceu ao jornalista saudita desaparecido. O Presidente norte-americano anunciou também que o secretário de Estado, Mike Pompeo, iria à Arábia Saudita para se encontrar diretamente com o rei Salman.

Trump, grande aliado do reino dos sauditas, tinha já anunciado no sábado que a Arábia Saudita poderia estar por detrás do desaparecimento do jornalista e advertiu que, se fosse esse o caso, haveria um “castigo severo”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pois correu mal para o jornalista e de que maneira, entrou numa armadilha a pensar estar a entrar numa representação diplomática.

RESPONDER

Vulcão, La Palma

O Cumbre Vieja também tem negacionistas. "É tudo orquestrado"

Nos últimos dias, as redes sociais têm-se tornado o palco dos "negacionistas dos vulcões" que defendem que, por trás da erupção do Cumbre Vieja, há mão humana. Nas redes sociais já há negacionistas do vulcão Cumbre …

Selecção da Lituânia falhou os Mundiais porque...chegou atrasada

Per Strand venceu, António Morgado ficou em sexto, mas os ciclistas da Lituânia acabaram por marcar a prova de estrada de juniores, nos Mundiais em Flandres. Per Strand Hagenes é o novo campeão mundial júnior de …

Gil Vicente 1-2 Porto | Dragão canta de galo com dois golaços

Foi sofrer até ao fim. Sérgio Conceição tinha alertado que não seria fácil bater o Gil Vicente e foi isso que ocorreu na noite desta sexta-feira em Barcelos. O FC Porto apenas a um minuto dos …

Na II Guerra Mundial, um erro "humilhante" destruiu dois imponentes navios de guerra da Marinha Real

No dia 10 de dezembro de 1941, os japoneses afundaram os imponentes Prince of Wales e Repulse. A culpa foi do almirante Thomas Phillips que, na sequência de um "erro humilhante", acabou também por falecer. Winston …

O robô Atlas, da Boston Dynamics, faz parkour (e até dá um mortal para trás)

O Atlas é, sobretudo, um projeto de investigação: um robô que ajuda os engenheiros da Boston Dynamics a trabalhar em melhores sistemas de controlo e perceção. O parkour é um verdadeiro desafio para os seres humanos, …

Na Tailândia, um "cemitério" de táxis foi transformado numa horta sobre rodas

Desde pimentos a pepinos, beringelas e até mangericão. Num parque de estacionamento ao ar livre em Banguecoque, os táxis abandonados transformam-se em hortas para alimentar os trabalhadores. A pandemia de covid-19 obrigou os táxis de Banguecoque …

Morreu o "último nazi" canadiano, aos 97 anos

Um ucraniano que serviu como tradutor no regime nazi morreu na quinta-feira na sua casa, em Ontário, no Canadá, encerrando uma luta de décadas para deportá-lo e acusá-lo de cúmplice no assassinato de dezenas de …

No Sri Lanka, elefantes traficados foram resgatados. Mas voltaram às pessoas que os compraram ilegalmente

Um tribunal do Sri Lanka devolveu elefantes resgatados a pessoas influentes que foram acusadas de os terem comprado ilegalmente. Durante alguns anos, elefantes selvagens permaneceram na corda bamba de uma intensa batalha de custódia judicial entre …

Sporting 1-0 Marítimo | Porro volta a decidir de penálti

Que sofrimento! É normal ver os “grandes” dominarem por completo os seus adversários, mas nesta partida entre Sporting e Marítimo, em Alvalade, praticamente só houve uma equipa a atacar e a procurar o golo. Ainda assim, …

A falhar pagamentos e com 260 mil milhões de dívida - como é que a Evergrande chegou até aqui?

A situação da imobiliária chinesa Evergrande, que tem uma dívida maior do que a economia portuguesa, está a deixar o mundo ansioso sobre uma eventual repetição da história da crise de 2008, que começou com …