Sauditas vão assumir morte de jornalista. Foi um interrogatório que correu mal

Erdem Sahin / EPA

As autoridades sauditas, que negaram ter dado ordens para matar o jornalista Jamal Khashoggi, estão a elaborar um relatório em que admitem a morte do jornalista e a justificam como resultado de um interrogatório que correu mal.

De acordo com a CNN, que avançou a notícia nesta segunda-feira e cita duas fontes não identificadas, a operação foi levado a cabo sem autorização e sem transparência. O relatório garante ainda que os envolvidos serão responsabilizados.

Uma das fontes anónimas revelou também que o documento ainda está a ser realizado, pelo que o seu conteúdo poderá sofrer alterações.

A CNN adiantou ainda, segundo as mesmas fontes, que o interrogatório tinha como objetivo final proceder ao rapto de Khashoggi de território turco para a Arábia Saudita.

Jamal Khashoggi, jornalista crítico do poder saudita e colaborador do diário norte-americano The Washington Post, não deu mais sinais de vida desde que entrou, a 2 de outubro, no consulado da Arábia Saudita em Istambul, na Turquia, para tratar da documentação necessária para casar com a namorada, cidadã turca.

Após o seu desaparecimento, investigadores turcos disseram a responsáveis norte-americanos que tinham de gravações vídeo e áudio que comprovam que o jornalista tinha sido interrogado, torturado, assassinado e desmembrado no interior do edifício por uma equipa da segurança saudita, revelou o Washington Post no passado 12 de outubro.

Dias depois, os chefes das diplomacias do Reino Unido, França e Alemanha exigiram uma “investigação credível” ao desaparecimento de Jamal Khashoggi.

Também Donald Trump revelou nesta segunda-feira ter falado com o rei Salman da Arábia Saudita, tendo-lhe este dito para “ignorar” o que aconteceu ao jornalista saudita desaparecido. O Presidente norte-americano anunciou também que o secretário de Estado, Mike Pompeo, iria à Arábia Saudita para se encontrar diretamente com o rei Salman.

Trump, grande aliado do reino dos sauditas, tinha já anunciado no sábado que a Arábia Saudita poderia estar por detrás do desaparecimento do jornalista e advertiu que, se fosse esse o caso, haveria um “castigo severo”.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pois correu mal para o jornalista e de que maneira, entrou numa armadilha a pensar estar a entrar numa representação diplomática.

RESPONDER

Há estranhas rádios-fantasma na Rússia (e exploradores entraram numa delas)

Aos 14 anos, um jovem comprou um rádio de ondas curtas e estava a testá-lo quando encontrou a transmissão errada - uma rádio fantasma. Imagine que é um entusiasta da rádio, sozinho à noite, a trabalhar …

Dinheiro e refeições grátis. A Sérvia vai recompensar os cidadãos que forem vacinados

O Presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, anunciou esta quarta-feira que serão pagos 25 euros aos cidadãos já vacinados contra a covid-19 e aos que se vão vacinar até final de maio, uma iniciativa original no …

Ivã, o (não tão) Terrível. Aliado de Putin reescreve história para reabilitar reputação do primeiro czar da Rússia

Segundo um alto funcionário russo, Ivã, o Terrível, não era terrível e a sua reputação de tirano cruel é o resultado de uma campanha de difamação realizada pelo Ocidente no século XVI. Nikolai Patrushev, o poderoso …

A Linha 12, que desabou no México, tem um longo histórico de problemas

Na segunda-feira, na Cidade do México, uma ponte do metropolitano de superfície ruiu à passagem de uma composição. A Linha 12 do metro, onde ocorreu o acidente, tem um longo histórico de problemas desde que …

Epic Games e Apple em batalha judicial por "abuso de poder"

A Epic Games, criadora do famoso jogo Fortnite, abriu um processo judicial contra a Apple, por esta deter o monopólio das aplicações móveis e prejudicar todo o mercado, inovação e os utilizadores. A Epic Games baseia …

Indónesia. Zaragatoas usadas eram vendidas como novas para testes à covid-19

Funcionários de uma empresa farmacêutica na Indonésia foram detidos por terem lavado, empacotado e vendido como se fossem novas zaragatoas usadas em testes à covid-19, num esquema que as autoridades acreditam ter começado em dezembro …

Odemira: SEF não detetou imigrantes em situação irregular. Donos de casas do Zmar mantêm protesto

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) não detetou qualquer migrante em situação irregular em Odemira na inspeção realizada esta quarta-feira no concelho. As autoridades de saúde, bem como o SEF, a Autoridade para as Condições …

"Ninguém pode ser feliz se não tiver liberdade". Bolsonaro ameaça agir por decreto contra restrições

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse esta quarta-feira que pode emitir um decreto para garantir aos cidadãos a "liberdade" de "trabalhar" e de "ir e vir", parcialmente restringida por medidas de autoridades regionais contra …

Com apenas 27 anos, o cofundador da Ethereum tornou-se multimilionário

A Ethereum tem uma lista longa de fundadores. O mais jovem dos sete fundadores da blockchain de código aberto descentralizado, Vitalik Buterin, de 27 anos, tornou-se o mais jovem criptilionário do mundo. Ether, a criptomoeda ligada …

Madeira vai fazer vacinação massiva de pessoas ligadas ao turismo

A Madeira vai avançar na quinta-feira com a vacinação massiva de pessoas ligadas ao turismo porque as “perspetivas” são que a situação “comece a correr bem” em Junho para a região, disse esta quarta-feira o …