Rússia nega atentado na queda de avião no Egipto

STR EGYPT OUT / EPA

Destroços do avião da MetroJet que caiu no Egipto com 214 pessoas a bordo

Destroços do avião da MetroJet que caiu no Egipto com 214 pessoas a bordo

O ministro dos Transportes russo disse hoje serem falsas as informações de que o avião russo que caiu hoje no Egipto, provocando 224 mortos, teria sido alvo de atentado terrorista.

“Em alguns meios de comunicação surgiram informações sobre o avião de passageiros russo, que voava de Sharm el-Sheik para São Petersburgo, foi atingido por um míssil lançado por terroristas”, assinalou o ministro dos Transpostes, Maxim Sokolov.

“Esta informação não pode ser considerada verdadeira“, assegurou o ministro.

Uma ala que diz estar ligada ao Estado Islâmico no Egipto reivindicou hoje no ‘Twitter’ ter abatido o avião russo que se despenhou no Sinai, no Egipto, provocando a morte aos 224 passageiros e tripulantes.

Maxim Sokolov acrescentou que as autoridades russas estão em estreito contacto com os seus homólogos egípcios e que “neste momento não há informações que confirmem essas fantasias“.

Sokolov assinalou que no local do desastre estão a trabalhar especialistas e que “dentro de muito pouco tempo uma comissão internacional começará a trabalhar na área da queda. Com os materiais recolhidos e as análises escrupulosas de todas as informações serão retiradas as conclusões sobre as causas da tragédia”.

O ministro insistiu que “segundo os dados disponíveis, baseados em contactos de trabalho com a parte egípcia, a informação de que o avião foi derrubado não pode ser considerada verdadeira”.

O Egipto prometeu hoje à Rússia “total cooperação” para esclarecer as causas da catástrofe que atingiu o avião russo.

O avião, que tinha como destino São Petersburgo, caiu ao sul da cidade egípcia de Al-Arish, capital da província do Norte Sinai, pouco depois de levantar voo de Sharm el-Sheik, com 224 pessoas a bordo.

O aparelho pertence à companhia russa MetroJet, ou Kogalimavia, fundada em 1993 e com base no aeroporto moscovita de Domodedovo, que realiza habitualmente voos fretados.

Anatoly Maltsev / EPA

Familiares de passageiros do Airbus A321 da MetroJet, que se despenhou no Egipto, no Aeroporto Pulkovo II de S. Petersburgo, Rússia.

Familiares de passageiros do Airbus A321 da MetroJet, que se despenhou no Egipto, no Aeroporto Pulkovo II de S. Petersburgo, Rússia.

Vários especialistas militares questionados pela agência de notícias AFP disseram que os insurgentes do Estado Islâmico, que têm seu bastião no norte da península do Sinai, não dispõem de mísseis capazes de atingir um avião a 30 mil pés.

Os especialistas não excluem no entanto a possibilidade de uma bomba a bordo do avião, ou que tenha sido atingido por um foguete ou míssil quando descia na sequência de falhas técnicas na aeronave.

O contacto com a aeronave perdeu-se 23 minutos depois da descolagem do aeroporto de Sharm el-Sheikh, na fronteira com o Mar Vermelho.

O avião estava a uma altitude de mais de 30.000 pés (9.144 metros) quando o comandante do avião se queixou de uma falha técnica do equipamento de comunicação a um funcionário da autoridade de controlo do espaço aéreo egípcio.

A embaixada da Rússia no Cairo informou que todas as 224 pessoas, na maioria russos e alguns ucranianos, que estavam a bordo do avião russo que caiu hoje na península do Sinai, no Egipto, morreram nessa tragédia.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O Hawaii quer remover a sua "escadaria para o paraíso" - e a culpa é dos turistas

Em causa estão preocupações com a segurança e vandalismo, que têm aumentado com a explosão de popularidade da escadaria Ha‘ikū nas redes sociais. É caso para dizer que a Stairway to Heaven vai para o inferno …

Inventou o ZX Spectrum e mudou o mundo. Morreu Clive Sinclair

O empresário britânico e inventor do computador doméstico ZX Spectrum, Clive Sinclair, morreu hoje aos 81 anos na sua casa, em Londres (Reino Unido), devido a doença prolongada, informou a filha ao jornal “The Guardian”. Morreu …

Esta torre construída na Suécia não é gigante em altura, mas em sustentabilidade

Para além de ser feito de um material sustentável — fornecido por florestas locais com gestão consciente e transformado por uma serração nas proximidades, o Centro Cultural dispõe de múltiplas tecnologias que fazem dele mais …

Empresa canadiana debaixo de fogo por publicar anúncios de emprego destinados a não vacinados

Uma empresa de canoagem, sediada no Canadá, está debaixo de fogo depois de ter colocado anúncios de emprego destinados, exclusivamente, a pessoas não vacinadas contra a covid-19. "Por favor, NÃO se candidate se tiver tomado quaisquer …

Disparam ataques a jornalistas. Bruxelas insta países da UE a aumentar proteção

Os países da União Europeia (UE) foram instados por Bruxelas a tomar medidas para proteger os jornalistas, após um aumento no número de ataques a membros da imprensa. A Comissão Europeia exortou os governos a criarem …

Facebook e Google criticados por anúncios de "reversão do aborto"

O Facebook já veiculou anúncios de "reversão do aborto" 18,4 milhões de vezes desde janeiro de 2020, de acordo com um relatório do Center for Countering Digital Hate (CCDH), promovendo um procedimento "não comprovado, antiético" …

Líder militar dos EUA temeu que Trump iniciasse guerra nuclear com a China - e chegou a ligar aos chineses

As revelações aparecem em Peril, o novo livro de Bob Woodward e Robert Costa sobre os bastidores da Casa Branca. Trump já respondeu. O General Mark Milley, o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas dos EUA, …

França suspende 3.000 profissionais de saúde que recusaram vacina contra covid-19

A França suspendeu 3.000 profissionais de saúde sem remuneração por se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19, revelou o ministro responsável pela pasta, Olivier Véran. Segundo Véran, citado esta quinta-feira pelo Guardian, "várias dezenas" …

Austrália, Reino Unido e EUA assinam pacto de defesa para conter China

A Austrália, os Estados Unidos (EUA) e o Reino Unido anunciaram o "Pacto de Aukus", que visa frente às pretensões territoriais da China no Indo-Pacífico e envolverá a construção de uma frota de submarinos com …

Governo tem margem de 1600 milhões de euros nas negociações do Orçamento

Os dados são de um relatório do Conselho das Finanças Públicas, que deixa alertas para que o executivo não se estique muito no aumento da despesa e no corte à receita. Segundo escreve o Público, o …