Avião com 224 pessoas despenha-se no Egipto. Estado Islâmico reivindica ataque

Anatoly Maltsev / EPA

Familiares de passageiros do Airbus A321 da MetroJet, que se despenhou no Egipto, no Aeroporto Pulkovo II de S. Petersburgo, Rússia.

Familiares de passageiros do Airbus A321 da MetroJet, que se despenhou no Egipto, no Aeroporto Pulkovo II de S. Petersburgo, Rússia.

Um avião russo com 224 pessoas a bordo despenhou-se neste sábado na Península do Sinai, Egipto, após descolar da localidade turística egípcia de Sharm El Sheikh.

Um alto funcionário da autoridade de controlo do espaço aéreo disse à Agência France Presse (AFP) que a comunicação foi perdida quando o avião sobrevoava o norte da Península do Sinai.

Segundo fontes da aviação civil do Egipto, seguiam a bordo do avião 7 tripulantes, 214 passageiros russos e três ucranianos, dos quais 17 eram crianças.

As equipas de busca e salvamento já chegaram aos destroços e não encontraram sobreviventes, segundo revelaram as autoridades egípcias.

O avião A-321 da companhia aérea Kogalymavia, conhecida como MetroJet, estará partido ao meio e os corpos das vítimas foram encontrados espalhados por um perímetro de 5 quilómetros.

As autoridades egípcias já estão a investigar as circunstâncias do acidente.

Entretanto, vários sites de informação estão a anunciar que uma facção egípcia da organização terrorista Estado Islâmico reivindicou ter abatido o avião.

O grupo extremista, num comunicado publicado no Twitter, afirma ter agido como “represália” à intervenção russa na Síria.

Na zona onde ocorreu o acidente têm decorrido combates entre o exército egípcio e um grupo rebelde associado ao Estado Islâmico.

Todavia, as autoridades egípcias asseguram que não há indícios de que o avião tenha sido abatido e que tudo aponta para “falhas técnicas”.

Especialistas contactados pela BBC referem também que, dada a altitude a que o avião voava, estaria fora do alcance dos mísseis terra-ar de que o grupo terrorista dispõe na região.

A tese da avaria técnica é reforçada pela Agência de notícias russa RIA Novosti, que avança que o avião perdeu altitude de forma súbita, pouco depois de ter descolado, e que o piloto solicitou permissão para fazer uma aterragem de emergência no Cairo.

O Comité de Investigação de acidentes aéreos da Rúsia anunciou por seu turno que está a investigar suspeitas de “violação de regras de voo e preparação das mesmas” por parte da companhia aérea Kogalymavia.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Depois de várias reuniões os Russos provavelmente vão chegar à conclusão que o que abateu o avião foi um míssil Ucraniano. Ás vezes escreve-se direito por linhas tortas. Depois de um missil russo ter abatido um avião com holandeses e outras nacionalidades e ter provocado dor e sofrimento em suas famílias cerca de um ano depois são eles a chorar mais de 200 mortos na queda de um avião, o sofrimento é o mesmo. Façam agora uma reconstituição de como foi o acidente.

RESPONDER

Zidane, em momentos nunca vistos: "A justificação do árbitro não chega"

Uma jogada que envolveu Militão transformou o jogo entre Real Madrid e Sevilha - e pode ter transformado o desfecho do campeonato. Zidane estava claramente incomodado depois do encontro. Foi uma jornada "louca" em Espanha: Barcelona …

Pandora troca diamantes das minas por pedras criadas em laboratório

Alexander Lacik, CEO da Pandora, justificou esta mudança como parte de uma iniciativa mais ampla de sustentabilidade da empresa. O lançamento dos diamantes adquiridos de forma sustentável "marca um novo marco para a Pandora, uma vez …

FC Porto 5-1 Farense | “Dracarys” portista sobre algarvios

Esta segunda-feira, o FC Porto goleou o Farense por 5-1, na 32.ª jornada da Liga. Os dragões têm agora 74 pontos e estão a cinco do Sporting. Goleada das antigas no Dragão. O FC Porto incendiou …

Nova técnica permite observar o cérebro a mover-se (em tempo real e em 3D)

Uma equipa de cientistas da Nova Zelândia está a desenvolver uma nova técnica de imagem que ajudará a detetar distúrbios cerebrais e aneurismas antes que se tornem fatais. As imagens de ressonâncias magnéticas são estáticas. Recentemente, …

Aviso ao finalista da Liga Europa: "Se tiver de expulsar todos, expulso"

Real Madrid e Sevilha centraram as atenções, no que diz respeito à arbitragem, mas o ambiente tenso chegou igualmente ao Villarreal-Celta. O Celta de Vigo foi ao terreno do Villarreal vencer por 4-2, neste domingo, num …

Serviços Secretos ucranianos apreendem remessa de bebida alcoólica de Chernobyl

Os Serviços Secretos ucranianos apreenderam 1.500 garrafas de uma bebida alcoólica produzida com maçãs colhidas perto da central nuclear de Chernobyl. ATOMIK Chernobyl Spirits é uma bebida espirituosa feita com ingredientes de dentro da zona de …

Na Bielorrússia, calçar meias vermelhas e brancas é um risco (com um preço demasiado alto a pagar)

Uma jovem foi recentemente condenada por usar meias às riscas com as cores simbólicas da oposição ao Presidente Alexander Lukashenko. O vermelho e o branco, símbolos da oposição ao Presidente Alexander Lukashenko, podem causar sérios problemas …

O "lago rachado" de Taiwan é famoso nas redes sociais (mas esconde uma realidade sombria)

O Lago Sol Lua já foi um ponto turístico popular de Taiwan. Porém, agora o fundo do lago "rachado" é famoso por um motivo sombrio: uma das piores secas que atingiu a ilha em décadas. O …

Estado ainda tem números de valor acrescentado à margem da lei

Ainda há empresas públicas que usam números de apoio ao cliente de valor acrescentado, apesar de a lei proibir esta situação há mais de um ano. Há mais de um ano que existe legislação que impede …

"Saída do sofrimento." Na Nigéria, as letras de hip hop encorajam o cibercrime

A Internet trouxe benefícios mas também muitos riscos, entre eles o crime cibernético. Na Nigéria, este tipo de fraude representa 0,08% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, o que torna o cibercrime uma ameaça …