Rússia condena caricaturas de Charlie Hebdo sobre queda de avião

Charlie Hebdo

-

Caricaturas do Charlie Hebdo ao acidente do avião russo no Egito

Moscovo classificou de “blasfémia inaceitável” as caricaturas publicadas pela revista satírica francesa Charlie Hebdo sobre a queda do Airbus A321 russo no deserto do Sinai, em que morreram 224 pessoas.

“Na nossa opinião, isto tem um nome: blasfémia. Não tem nada que ver com a democracia nem com a liberdade de expressão. É uma blasfémia”, disse aos jornalistas em Moscovo um porta-voz do Kremlin, Dmitir Peskov.

O mesmo responsável acrescentou que “apesar de não ter muito tempo” tem tentado procurar caricaturas sobre o assassinato dos próprios trabalhadores da revista por terroristas islâmicos, no passado mês de janeiro em Paris.

“Não encontramos. Mas caso tivessem sido publicadas também seriam uma blasfémia. É assim que nós pensamos no nosso país”, sublinhou.

Peskov foi mais além nas considerações sobre a revista ao afirmar que “tem dúvidas de que uma publicação” como a Charlie Hebdo pudesse existir e ser apoiada na Rússia.

“É uma publicação polémica e muita gente não a apoia. Muitos sentem-se ofendidos”, acrescentou.

Uma das caricaturas inclui a frase “os perigos das ‘low cost’ russas” e mostra os destroços de um avião enquanto uma caveira diz que o melhor será “apanhar a air-cocaína”, numa referência ao aparelho recentemente intercetado no Líbano com um carregamento de droga supostamente destinado ao financiamento dos radicais islâmicos na Síria.

A segunda caricatura mostra um terrorista islâmico a proteger a cabeça da queda dos destroços do aparelho, tendo na parte superior do desenho a inscrição: “a aviação russa intensifica os bombardeamentos” contra o Estado Islâmico.

Questionado pelos jornalistas, o porta-voz frisou que as caricaturas – “ofensivas para a Rússia” – não vão prejudicar as relações entre Moscovo e Paris.

Pelo contrário, a Câmara Baixa do Parlamento russo (Duma) aprovou uma declaração em que condena as duas caricaturas sobre o acidente aéreo, referindo que a publicação vai ter um impacto negativo nas relações entre os dois países.

Em agosto, o Charlie Hebdo tinha já sido criticado pela sua caricatura acerca da queda do voo MH370 da Air Malaysia, no sul do Oceano Índico, em março.

Na caricatura em causa, lê-se que “foram encontrados pedaços do piloto do avião e de uma das hospedeiras de bordo”.

Charlie Hebdo

Caricatura da queda do voo MH370 da Air Malaysia: “foram encontrados pedaços do piloto do avião e de uma das hospedeiras de bordo”

ZAP / Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Realmente é uma vergonha, já não é liberdade de expressão, é falta de vergonha, alarvice, falta de sentimentos e de solidariedade, como “publicação” deviam ser banidos e obrigados a indemnizar as famílias das vitimas, por danos morais.
    Cambada de selvagens.
    Considero que a Rússia devia exigir um pedido de desculpas formal.

  2. Tem alturas em que sinto pena de ser tão sentimental , toda a revolta que senti quando do atentado ao charlie hebdo neste momento resume-se a lastimar a morte daquele polícia simplesmente executado. Perante tanta falta de respeito pelo verdadeiro e merecedor de liberdade JORNALISMO e pela sociedade em geral que ficou chocada com o acidente não me admira que qualquer dia esta escumalha seja silenciada de vez por um qualquer grupo de DESRESPEITADOS da Sociedade, só espero que pelo meio não hajam inocentes

  3. Charlie Hebdo é uma bosta feita por anarquistas loucos e boçais. Deviam ser processados pelo sofrimento que estão a causar às famílias das vítimas, tanto da Air malaysia como agora da companhia aérea. É um nojo e só desprestigia a liberdade de imprensa de que tanto nos orgulhamos. É sádico e indecoroso e só pode mesmo agradar a doentes mentais.

  4. Pois de facto isto de liberdade é pelos vistos para consumir até certamente um dia acabarem com ela por se tornar insuportável, quanto à queda do avião há que lamentar sobretudo as vitimas e ao que parece tudo indica ter sido trabalho de um ataque bombista que os russos agora certamente lamentam e choram as suas vitimas e talvez agora também lhes venha à ideia o avião caído e bombardeado sobre a parte ucraniana ocupada por eles próprios que fez mais de 200 mortes, portanto terroristas há-os por toda a parte alguns até ao nível de Estado e neste ponto os russos são especialistas.

  5. Depois não querem levar bombas ou ser assassinados … Isto é liberdade de expressão ou falta de respeito ??? Os charlies de m£rda que cá nesta província da desunião europeia se manifestaram numa manifestação parola, sem saber aquilo que estavam a protestar, agora não dizem nada ??? té que ponto a “liberdade de expressão” pode interferir com a dor e o luta das famílias que perderam os seus entes queridos ??? Eu nunca serei charlie hebdo !!!

    • Subscrevo inteiramente.
      Tem de haver limites e decoro . A etica , o bom senso ,o sentimento e a compreensao pela dor de quem sofre , tem de prevalecer e os caricaturistas , jornalistas , etc, nao sao ninguem para que possam ultrapassar essa dita fronteira.
      Deixo aqui a minha sentida solidariedade por todos os que sofrem .

RESPONDER

Pelo menos 6% das portuguesas já foram vítimas de agressão física ou sexual

No dia em que se assinala o Dia Internacional da Mulher, a Pordata compilou um conjunto de indicadores que retratam a situação da mulher, em Portugal e na União Europeia.  Segundo o Eurostat e a Agência …

PS exige "demissão imediata" de Pedro Machado da presidência da Turismo Centro

As federações do PS de Aveiro, Coimbra, Guarda, Leiria, Oeste, Santarém e Viseu exigiram este domingo a "demissão imediata" de Pedro Machado da presidência da Turismo Centro de Portugal (TCP) e a convocação de eleições …

“Opaco” e “mal estruturado”. Pilotos criticam plano de adesão voluntária da TAP

Esta segunda-feira, o Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) definiu o programa de medidas voluntárias da TAP como “mal estruturado”, “absolutamente opaco” e com “deficiências de informação”. A direção de recursos humanos da companhia “revela-se …

"Bolsonaro pode estar a preparar guerra civil", temem politólogos

Politólogos ouvidos pelo DN temem que o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, possa estar a preparar uma guerra civil. "Deseja armar a população, confia em poderes paralelos e estimula a indisciplina dos escalões mais baixos …

PRR: PSD quer que Governo conheça todos os contributos entregues na consulta pública

O PSD pediu acesso esta segunda-feira, através do parlamento, à documentação relativa a todos os contributos decorrentes da consulta pública do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Num requerimento entregue segunda-feira no parlamento e dirigido ao …

Líder do Volt é candidato à Câmara de Lisboa

Tiago Matos Gomes anunciou a sua candidatura à Câmara Municipal de Lisboa. É a primeira vez que o Volt Portugal vai a votos. O líder do recém-criado Volt, Tiago Matos Gomes, é o cabeça de lista …

Tribunal não consegue notificar informador do caso Tancos conhecido por "Fechaduras"

O Tribunal de Santarém não conseguiu notificar a testemunha Paulo Lemos, conhecido como "Fechaduras", para esta segunda-feira ser ouvido no processo de Tancos, onde chegou a ser arguido. No início da sessão, a decorrer no Centro …

“Ajudar o presidente a encontrar mulheres”. Deputada do PSD vai enviar lista de candidatas disponíveis para as autárquicas

No sábado, o líder do PSD Rui Rio afirmou que o partido tinha dificuldade em encontrar candidatas mulheres para as eleições autárquicas. Em resposta, Lina Lopes, coordenadora das Mulheres Social-Democratas, diz que não faltam mulheres …

Chega vai questionar Governo sobre "despesas supérfluas" da presidência da UE

O deputado único do Chega anunciou, no domingo, que vai questionar esta segunda-feira o gabinete do primeiro-ministro acerca das "despesas supérfluas" da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia. Em comunicado, André Ventura, que foi reeleito …

Ministra da Saúde alerta para continuidade de “três ameaças” da pandemia

A pandemia de covid-19 em Portugal continua a apresentar “três ameaças” apesar das medidas de restrição em vigor, adiantou hoje a ministra da Saúde, reservando o anúncio de eventuais medidas de desconfinamento para quinta-feira. Em declarações …