Rússia condena caricaturas de Charlie Hebdo sobre queda de avião

Charlie Hebdo

-

Caricaturas do Charlie Hebdo ao acidente do avião russo no Egito

Moscovo classificou de “blasfémia inaceitável” as caricaturas publicadas pela revista satírica francesa Charlie Hebdo sobre a queda do Airbus A321 russo no deserto do Sinai, em que morreram 224 pessoas.

“Na nossa opinião, isto tem um nome: blasfémia. Não tem nada que ver com a democracia nem com a liberdade de expressão. É uma blasfémia”, disse aos jornalistas em Moscovo um porta-voz do Kremlin, Dmitir Peskov.

O mesmo responsável acrescentou que “apesar de não ter muito tempo” tem tentado procurar caricaturas sobre o assassinato dos próprios trabalhadores da revista por terroristas islâmicos, no passado mês de janeiro em Paris.

“Não encontramos. Mas caso tivessem sido publicadas também seriam uma blasfémia. É assim que nós pensamos no nosso país”, sublinhou.

Peskov foi mais além nas considerações sobre a revista ao afirmar que “tem dúvidas de que uma publicação” como a Charlie Hebdo pudesse existir e ser apoiada na Rússia.

“É uma publicação polémica e muita gente não a apoia. Muitos sentem-se ofendidos”, acrescentou.

Uma das caricaturas inclui a frase “os perigos das ‘low cost’ russas” e mostra os destroços de um avião enquanto uma caveira diz que o melhor será “apanhar a air-cocaína”, numa referência ao aparelho recentemente intercetado no Líbano com um carregamento de droga supostamente destinado ao financiamento dos radicais islâmicos na Síria.

A segunda caricatura mostra um terrorista islâmico a proteger a cabeça da queda dos destroços do aparelho, tendo na parte superior do desenho a inscrição: “a aviação russa intensifica os bombardeamentos” contra o Estado Islâmico.

Questionado pelos jornalistas, o porta-voz frisou que as caricaturas – “ofensivas para a Rússia” – não vão prejudicar as relações entre Moscovo e Paris.

Pelo contrário, a Câmara Baixa do Parlamento russo (Duma) aprovou uma declaração em que condena as duas caricaturas sobre o acidente aéreo, referindo que a publicação vai ter um impacto negativo nas relações entre os dois países.

Em agosto, o Charlie Hebdo tinha já sido criticado pela sua caricatura acerca da queda do voo MH370 da Air Malaysia, no sul do Oceano Índico, em março.

Na caricatura em causa, lê-se que “foram encontrados pedaços do piloto do avião e de uma das hospedeiras de bordo”.

Charlie Hebdo

Caricatura da queda do voo MH370 da Air Malaysia: “foram encontrados pedaços do piloto do avião e de uma das hospedeiras de bordo”

ZAP / Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Realmente é uma vergonha, já não é liberdade de expressão, é falta de vergonha, alarvice, falta de sentimentos e de solidariedade, como “publicação” deviam ser banidos e obrigados a indemnizar as famílias das vitimas, por danos morais.
    Cambada de selvagens.
    Considero que a Rússia devia exigir um pedido de desculpas formal.

  2. Tem alturas em que sinto pena de ser tão sentimental , toda a revolta que senti quando do atentado ao charlie hebdo neste momento resume-se a lastimar a morte daquele polícia simplesmente executado. Perante tanta falta de respeito pelo verdadeiro e merecedor de liberdade JORNALISMO e pela sociedade em geral que ficou chocada com o acidente não me admira que qualquer dia esta escumalha seja silenciada de vez por um qualquer grupo de DESRESPEITADOS da Sociedade, só espero que pelo meio não hajam inocentes

  3. Charlie Hebdo é uma bosta feita por anarquistas loucos e boçais. Deviam ser processados pelo sofrimento que estão a causar às famílias das vítimas, tanto da Air malaysia como agora da companhia aérea. É um nojo e só desprestigia a liberdade de imprensa de que tanto nos orgulhamos. É sádico e indecoroso e só pode mesmo agradar a doentes mentais.

  4. Pois de facto isto de liberdade é pelos vistos para consumir até certamente um dia acabarem com ela por se tornar insuportável, quanto à queda do avião há que lamentar sobretudo as vitimas e ao que parece tudo indica ter sido trabalho de um ataque bombista que os russos agora certamente lamentam e choram as suas vitimas e talvez agora também lhes venha à ideia o avião caído e bombardeado sobre a parte ucraniana ocupada por eles próprios que fez mais de 200 mortes, portanto terroristas há-os por toda a parte alguns até ao nível de Estado e neste ponto os russos são especialistas.

  5. Depois não querem levar bombas ou ser assassinados … Isto é liberdade de expressão ou falta de respeito ??? Os charlies de m£rda que cá nesta província da desunião europeia se manifestaram numa manifestação parola, sem saber aquilo que estavam a protestar, agora não dizem nada ??? té que ponto a “liberdade de expressão” pode interferir com a dor e o luta das famílias que perderam os seus entes queridos ??? Eu nunca serei charlie hebdo !!!

    • Subscrevo inteiramente.
      Tem de haver limites e decoro . A etica , o bom senso ,o sentimento e a compreensao pela dor de quem sofre , tem de prevalecer e os caricaturistas , jornalistas , etc, nao sao ninguem para que possam ultrapassar essa dita fronteira.
      Deixo aqui a minha sentida solidariedade por todos os que sofrem .

Responder a Vasco Cancelar resposta

Petição de Cristina Ferreira contra cyberbullying já reúne mais de 37 mil assinaturas

Cristina Ferreira lançou este sábado (28) uma petição contra o ódio e a agressão na internet que já conta com mais de 37 mil assinaturas. O objetivo é levar este tema à Assembleia da República. Cristina …

Uma das praias mais famosas da Austrália está a desaparecer (e desta vez a culpa não é das tempestades)

https://vimeo.com/444063224 Normalmente, as tempestades ou os ciclones tropicais são os culpados do desaparecimento de grande parte das praias. Contudo, na costa norte de New South Wales em Byron Bay, na Austrália, a causa é outra. Nos últimos …

Prisão preventiva para hacker português suspeito de invadir sistema do tribunal eleitoral do Brasil

O hacker suspeito de invadir o sistema informático do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) do Brasil, detido no sábado em Portugal, ficou esta segunda-feira em prisão preventiva, disse à agência Lusa fonte ligada ao processo. A PJ, …

Chefe do Governo Hong Kong revela ter "pilhas de dinheiro" em casa por causa das sanções norte-americanas

A chefe do Governo de Hong Kong, Carrie Lam, revelou esta semana ter "pilhas de dinheiro" em casa por causa das sanções norte-americanas. Em declarações à International Business Channel, a líder do Executivo de Hong Kong …

António Mexia e Manso Neto vão deixar gestão da EDP

Os presidentes executivos da EDP e da EDP Renováveis, António Mexia e Manso Neto, ambos suspensos de funções, manifestaram-se indisponíveis para voltar a integrar os órgãos sociais do grupo num novo mandato. Em comunicado à Comissão …

João Ferreira desafia Marcelo a assumir candidatura "o quanto antes"

  João Ferreira, candidato comunista às presidenciais, acredita, como os "todos" os portugueses, que Marcelo Rebelo de Sousa será recandidato, mas desafiou-o esta segunda-feira a dizê-lo "quanto antes", por "uma questão de transparência". “Já todos perceberam o …

Irão. Líder Supremo pede punição pela morte de cientista que liderou programa nuclear

O líder supremo do Irão, o Ayatollah Ali Khamenei, exigiu no sábado punição pela morte do cientista Mohsen Fakhrizadeh, que liderou o programa nuclear de Teerão, enquanto a República Islâmica culpa Israel pelo assassinato. Israel, há muito …

Portugal é o país da UE mais próximo de atingir metas climáticas para 2030

Portugal é o país da União Europeia (UE) mais perto de atingir as suas metas climáticas de redução de emissões até 2030, relativamente aos níveis de 2005, segundo um relatório esta segunda-feira publicado pela Comissão …

Novos casos aumentam mais de 50% em oito concelhos do Norte

O número de novos casos de infeção no Norte aumentou mais de 50% em oito concelhos da região, seis dos quais no distrito de Vila Real e dois em Bragança, segundo o relatório da Administração …

União Europeia convida Joe Biden para cimeira presencial durante presidência portuguesa em 2021

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, convidou o Presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, para uma cimeira presencial no primeiro semestre de 2021, durante a presidência portuguesa da União Europeia. Fontes europeias informaram que …